Pela saudade de todos que já foram,
e também por você – que se ainda não foi,
então, vá!
Chegue pelo ar ...
.... chegue por mar ...
.... ou chegue você por terra...
...já no primeiro dia descobrirá que o espetáculo da cidade “abre” às 5:30 h,
quando o sol começa a descortinar um céu em ...
Praça principal de Salvador – Dois de Julho – é também conhecida por Largo do Campo Grande,
com dimensões tão vastas que o...
Quem fala em Carnaval na Bahia, com certeza se refere ao concorridíssimo Carnaval de Salvador.
Como toda a família Caymmi, João Gilberto, Gal, Caetano, Gil e Bethania, entre muitos outros, brilha
também na constelação...
Em geral, mulheres brasileiras são muito bonitas, mas é na Bahia que nascem
muito lindas – e desde Marta Rocha o mundo int...
O Teatro Castro Alves, principal teatro da cidade, está localizado na praça do Campo Grande.
Após um incêndio, teve sua pr...
Em seguida ao Campo Grande, inicia-se a Vitória, bairro nobre de classe alta, voltado para a Baia
de Todos os Santos, e qu...
O corredor da Vitória é formado por edifícios de até mais de 35 andares que possuem teleféricos com
“píers” exclusivos par...
Para o turista é bastante interessante assistir à partida desta regata de saveiros que sai da Ilha de
Itaparica com destin...
Salvador é bipartida: Cidade Alta , parte maior e mais moderna, considerada o centro econômico de
Salvador, com altas edif...
Também a Cidade Baixa tem encantos irresistíveis. Nesta parte litorânea, além da atividade
portuária e comercial, tem-se a...
A visão do conjunto de Cidade Alta ligada à Cidade Baixa pelo Elevador Lacerda
é de extasiar...
Em segundo plano, o complexo do Mercado Modelo, da Fonte da Rampa do Mercado – escultura de
Mario Cravo – e do Elevador La...
Marina com embarcações de recreio em primeiro plano e, no porto, mais
além, grandes navios de cruzeiro.
Da cidade alta avista-se parcialmente a Marina e seu quebra-mar, o Forte São Marcelo e parte da Baia
de Todos os Santos, e...
...como a procissão do Senhor dos Navegantes, realizada todos os anos no dia 1º de janeiro.
No mês seguinte – dia 2 de fevereiro – outra procissão, que começa por terra e depois
adentra pelo mar, com os barcos lota...
Também conhecida como Ladeira de Jorge Amado, porque foi o palco do romance de
Mestre Guma e Lívia em seu livro “Mar Morto...
Ainda que também não faça parte do tour elegante da cidade, o visitante interessado não pode deixar
de conhecer a Feira de...
Agora da cidade alta, porém ainda com vista para o complexo em torno do Mercado Modelo e baia de
Todos os Santos, se encon...
Continuando na cidade alta, pouco além da região da Marina tem-se a Escultura da Cruz Caída,
de Mário Cravo, que recorda a...
Terreiro de Jesus no Pelourinho, o coração do Centro Histórico de Salvador, abriga além catedral, o
Convento e a Igreja de...
A Faculdade de Medicina da Bahia no Terreiro de Jesus é o mais antigo curso de nível superior de
Medicina do Brasil, e seu...
Prof. Dr. Milton Santos, natural da Bahia, Geógrafo e livre pensador brasileiro, homem
amoroso, afável, fino, discreto e c...
Foi no Pelourinho que o primeiro Governador-Geral do Brasil, Tomé de Sousa, fundou a Capitania
Real da Bahia, em 1549. Hoj...
A tradição afirma que há 365 igrejas em Salvador, e que na Igreja de São Francisco teria sido
empregada uma tonelada de ou...
Museu da Cidade – expõe objetos que pertenceram ao poeta Castro Alves, bem como uma
reconstituição dos trajes e utensílios...
"As pedras do calçamento são negras como os escravos que as assentaram, mas, quando o sol do
meio-dia brilha mais intensam...
A capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, dança, cultura
popular e música. Desenvo...
A culinária típica baiana pode ser degustada tanto nos mais finos restaurantes como na
simplicidade da gostosa comida do t...
No Centro Administrativo da Bahia, mais conhecido por CAB , está localizada parte considerável
dos órgãos do Governo do Es...
O Palácio Rio Branco é a antiga sede do governo da Bahia, e um dos mais antigos palácios do Brasil
(sec. XVI). Está situad...
O Palácio da Aclamação, no largo de mesmo nome, teve sua construção terminada em 1917, e foi a
residência oficial dos gove...
Pestana Convento do Carmo – o primeiro hotel histórico de luxo do Brasil.
O Convento do Carmo está instalado em um antigo ...
... e depois de muita história e muita cultura sob muito sol, nada melhor que uma água de coco geladinha
à sombra de uma á...
Mas são tantas as lindas praias da cidade – todas musas de verso e prosa por todo o mundo –
que a escolha acaba recaindo s...
Ainda que sejam muitas as praias que inspiraram poetas e compositores musicais – como Porto da
Barra, Amaralina, Farol da ...
Farol da Barra – primeiro farol do continente americano. Salvador nasceu na Barra, pois foi lá que
o navegador Américo Ves...
Depois do Carnaval da Bahia, o maior espetáculo da cidade é a famosa Lavagem das Escadas do
Bonfim, evento que movimenta o...
1.000.000 de pessoas em direção à Colina Sagrada, onde vão prestar seu tributo a
Nosso Senhor do Bonfim na cerimônia da La...
Na Igreja de Senhor do Bonfim, o pagamento de promessas com as incontáveis fitas coloridas
amarradas em suas grades é o te...
Em primeiro plano, o conjunto arquitetônico Solar do Unhão , um dos mais belos cartões postais de
Salvador. Sua origem dat...
Solar do Unhão - Na antiga senzala encontra-se um elegante restaurante de comidas típicas; na
casa grande foi instalado o ...
Diz-se que no Solar do Unhão perambulam almas dos antigos escravos torturados até a
morte no tronco ou nas masmorras. Se e...
... e é nesse horário em que se finda o dia, que enquanto trabalhadores e turistas se dividem
pelos caminhos que os levam ...
outros desconhecidos – mas importantíssimos – cidadãos baianos iniciam o preparo de suas embarcações
,
fixando os mastros e posicionando as velas
para enfrentar as grandes vagas à procura do melhor pescado
e, assim, ganhar a vida desafiando os perigos do mar ...
Imagens : extraídas da Internet, com créditos aos respectivos autores.
Músicas : “Você já foi à Bahia?”, de autoria de Dor...
Fim
Isto é a Bahia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Isto é a Bahia

317 visualizações

Publicada em

Isto é a Bahia

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Isto é a Bahia

  1. 1. Pela saudade de todos que já foram, e também por você – que se ainda não foi, então, vá!
  2. 2. Chegue pelo ar ...
  3. 3. .... chegue por mar ...
  4. 4. .... ou chegue você por terra...
  5. 5. ...já no primeiro dia descobrirá que o espetáculo da cidade “abre” às 5:30 h, quando o sol começa a descortinar um céu em festa!
  6. 6. Praça principal de Salvador – Dois de Julho – é também conhecida por Largo do Campo Grande, com dimensões tão vastas que ocasionalmente cede espaço a grandes eventos. Foi nela que nasceu a maior festa popular do planeta - o Carnaval Baiano.
  7. 7. Quem fala em Carnaval na Bahia, com certeza se refere ao concorridíssimo Carnaval de Salvador.
  8. 8. Como toda a família Caymmi, João Gilberto, Gal, Caetano, Gil e Bethania, entre muitos outros, brilha também na constelação musical baiana Ivete Sangalo – maior ícone atual da MPB e delírio do carnaval na Bahia em cima de um trio elétrico contagiando uma multidão de foliões – baianos e turistas.
  9. 9. Em geral, mulheres brasileiras são muito bonitas, mas é na Bahia que nascem muito lindas – e desde Marta Rocha o mundo inteiro sabe disto. Nome não sei, mas é baiana e muito bonita Adriana Lima – Vitoria's Secrets top model
  10. 10. O Teatro Castro Alves, principal teatro da cidade, está localizado na praça do Campo Grande. Após um incêndio, teve sua primeira reinauguração em 1967, quando se apresentaram para horror de uma sociedade atônita, Gilberto Gil e Caetano Veloso – iniciando a grande agitação cultural que, partindo da Bahia, iria revolucionar o Brasil nos anos 70.
  11. 11. Em seguida ao Campo Grande, inicia-se a Vitória, bairro nobre de classe alta, voltado para a Baia de Todos os Santos, e que concentra sua ocupação em torno da margem litorânea do chamado “Corredor da Vitória”.
  12. 12. O corredor da Vitória é formado por edifícios de até mais de 35 andares que possuem teleféricos com “píers” exclusivos para o mar. Possui algumas das construções mais altas de Salvador, como o Margarida Costa Pinto 143m (43 pavimentos) e a Morada dos Cardeais 137m (40 pavimentos). O bairro é todo arborizado e o calçamento foi executado em pedra portuguesa.
  13. 13. Para o turista é bastante interessante assistir à partida desta regata de saveiros que sai da Ilha de Itaparica com destino ao Centro Náutico de Salvador. Mas se você tem na memória imagem formada a partir de um dos livros de nosso Jorge Amado, a emoção de ver um saveiro partir ou chegar é tão envolvente que parece que suas velas enfunam dentro de nosso peito...
  14. 14. Salvador é bipartida: Cidade Alta , parte maior e mais moderna, considerada o centro econômico de Salvador, com altas edificações e movimentadas avenidas, e Cidade Baixa que se liga à parte alta por diversas vias e, especialmente, pelo grande símbolo soteropolitano – o Elevador Lacerda.
  15. 15. Também a Cidade Baixa tem encantos irresistíveis. Nesta parte litorânea, além da atividade portuária e comercial, tem-se a vista da Bahia de Todos os Santos, a Marina, o forte de São Marcelo totalmente cercado pelo mar e, em terra, entre outras atrações, o famoso Mercado Modelo .
  16. 16. A visão do conjunto de Cidade Alta ligada à Cidade Baixa pelo Elevador Lacerda é de extasiar...
  17. 17. Em segundo plano, o complexo do Mercado Modelo, da Fonte da Rampa do Mercado – escultura de Mario Cravo – e do Elevador Lacerda, às margens da baia onde se situa a Marina de Salvador .
  18. 18. Marina com embarcações de recreio em primeiro plano e, no porto, mais além, grandes navios de cruzeiro.
  19. 19. Da cidade alta avista-se parcialmente a Marina e seu quebra-mar, o Forte São Marcelo e parte da Baia de Todos os Santos, em cujas águas se realizam ritos do sincretismo religioso do povo baiano, como
  20. 20. ...como a procissão do Senhor dos Navegantes, realizada todos os anos no dia 1º de janeiro.
  21. 21. No mês seguinte – dia 2 de fevereiro – outra procissão, que começa por terra e depois adentra pelo mar, com os barcos lotados de devotos e oferendas a Iemanjá.
  22. 22. Também conhecida como Ladeira de Jorge Amado, porque foi o palco do romance de Mestre Guma e Lívia em seu livro “Mar Morto”. Não só por isso, mas porque na cidade baixa as antigas construções mantidas “no estado” dão um clima de magia que se sente nas cores, no ar, e que atrai para ela o visitante interessado em descobrir Salvador. Ladeira da Conceição e topo do elevador Lacerda
  23. 23. Ainda que também não faça parte do tour elegante da cidade, o visitante interessado não pode deixar de conhecer a Feira de São Joaquim , na Cidade Baixa, com uma área de 60.000 m2. Estão à venda os mais variados produtos, iguarias e especiarias ligadas à cultura popular, em especial a de origem africana. Na Feira de São Joaquim, pode-se encontrar, não só os produtos alimentícios, como produtos decorativos, para vestuário e religiosos – tudo ao alcance da população de baixa renda.
  24. 24. Agora da cidade alta, porém ainda com vista para o complexo em torno do Mercado Modelo e baia de Todos os Santos, se encontra a praça Castro Alves onde, no centro do círculo que se vê em seu calçamento, destaca-se o monumento do poeta que lhe dá o nome.
  25. 25. Continuando na cidade alta, pouco além da região da Marina tem-se a Escultura da Cruz Caída, de Mário Cravo, que recorda a demolição da Igreja da Sé em 1933. Este espaço passou então a se constituir no Belvedere da Sé, ao lado do Memorial das Baianas, no Centro Histórico de Salvador.
  26. 26. Terreiro de Jesus no Pelourinho, o coração do Centro Histórico de Salvador, abriga além catedral, o Convento e a Igreja de São Francisco, a Igreja da Ordem Terceira de S. Francisco, a Igreja da Ordem Terceira de São Domingos, a Igreja de São Pedro dos Clérigos e a antiga Faculdade de Medicina.
  27. 27. A Faculdade de Medicina da Bahia no Terreiro de Jesus é o mais antigo curso de nível superior de Medicina do Brasil, e seu prédio constitui um dos mais importantes patrimônios culturais do Centro Histórico de Salvador e do Brasil.
  28. 28. Prof. Dr. Milton Santos, natural da Bahia, Geógrafo e livre pensador brasileiro, homem amoroso, afável, fino, discreto e combativo, dizia que a maior coragem, nos dias atuais, é pensar. Professor e Doutor honoris causa em vários países, autor de cerca de 40 livros e membro da Comissão Justiça e Paz de São Paulo. Foi o único brasileiro a receber um "prêmio Nobel", o Vautrin Lud, que é como um Nobel de Geografia. Outras de suas magistrais obras são: "Por Uma Outra Globalização" e "Território e Sociedade no Século XXI" (editora Record) .
  29. 29. Foi no Pelourinho que o primeiro Governador-Geral do Brasil, Tomé de Sousa, fundou a Capitania Real da Bahia, em 1549. Hoje, nele há história, cultura, arte, gastronomia, hotéis e museus de peças de arte sacra, de cultura afro-brasileira, de arqueologia e etnologia, como a Igreja de São Francisco.
  30. 30. A tradição afirma que há 365 igrejas em Salvador, e que na Igreja de São Francisco teria sido empregada uma tonelada de ouro para revestir todo seu interior. Uma obra espetacular, coberta de lendas e relíquias, entre painéis pintados a óleo e azulejos portugueses, que contam a vida de São Francisco..
  31. 31. Museu da Cidade – expõe objetos que pertenceram ao poeta Castro Alves, bem como uma reconstituição dos trajes e utensílios característicos dos orixás . Casa de Jorge Amado – instituição cultural com várias atividades e um núcleo de pesquisas, com documentação sobre Jorge Amado e sua esposa Zélia Gattai, assim como também sobre toda a literatura baiana. A fundação tem por objetivo preservar, pesquisar e divulgar os acervos bibliográficos e artísticos de Jorge Amado, além de incentivar a literatura baiana.
  32. 32. "As pedras do calçamento são negras como os escravos que as assentaram, mas, quando o sol do meio-dia brilha mais intensamente, elas possuem reflexos cor de sangue. Muito sangue correu sobre elas, tanto e tanto que nem a distância do tempo pode apagar. Essa praça do Pelourinho é ilustre e grandiosa: sua beleza é feita de pedra e de sofrimento. Por aqui passa a vida inteira da Bahia, sua humanidade, a melhor e a mais sofrida.“ – Jorge Amado
  33. 33. A capoeira é uma expressão cultural brasileira que mistura arte marcial, esporte, dança, cultura popular e música. Desenvolvida na Bahia por descendentes de escravos africanos com alguma influência indígena, é caracterizada por golpes e movimentos ágeis e complexos, utilizando primariamente chutes e rasteiras, além de cabeçadas, joelhadas, cotoveladas, acrobacias em solo ou aéreas. Distingue-se das outras artes marciais por sua musicalidade – especialmente pelo berimbau.
  34. 34. A culinária típica baiana pode ser degustada tanto nos mais finos restaurantes como na simplicidade da gostosa comida do tabuleiro da baiana, e tem como destaques: acarajé com vatapá, caruru com camarão, siri mole de moqueca, efó, bobó de camarão, abará, cuscuz, tapioca, cocada... Hmmm ... delícia!
  35. 35. No Centro Administrativo da Bahia, mais conhecido por CAB , está localizada parte considerável dos órgãos do Governo do Estado da Bahia. Foi implantado no primeiro governo de Antonio Carlos Magalhães, em 1972. O traçado viário é de autoria de Lúcio Costa, e fica a 15 km do centro da cidade, cercado de vestígios de Mata Atlância às margens da Avenida Paralela.
  36. 36. O Palácio Rio Branco é a antiga sede do governo da Bahia, e um dos mais antigos palácios do Brasil (sec. XVI). Está situado na Praça Tomé de Sousa, onde também se encontram a Prefeitura da cidade, a Câmara Municipal e o Elevador Lacerda. Depois de reconstruído e restaurado algumas vezes, hoje abriga a Fundação Pedro Calmon, a Fundação Cultural do Estado da Bahia, e o Memorial dos Governadores.
  37. 37. O Palácio da Aclamação, no largo de mesmo nome, teve sua construção terminada em 1917, e foi a residência oficial dos governadores da Bahia por 55 anos. Atualmente está anexado ao Passeio Público da cidade – inaugurado em 1810 – espaço este ornado de flores e árvores frutíferas, constituindo-se em importante local de lazer onde já tiveram lugar grandes festas populares .
  38. 38. Pestana Convento do Carmo – o primeiro hotel histórico de luxo do Brasil. O Convento do Carmo está instalado em um antigo prédio do século XVII, restaurado especialmente para se transformar em uma fantástica opção de Hotel.
  39. 39. ... e depois de muita história e muita cultura sob muito sol, nada melhor que uma água de coco geladinha à sombra de uma árvore, à beira mar da Praia da Ribeira, na santa paz de Salvador...
  40. 40. Mas são tantas as lindas praias da cidade – todas musas de verso e prosa por todo o mundo – que a escolha acaba recaindo somente naquelas que se tornaram mais famosas, isto é, para além dos contornos baianos, como a do “Coqueiro de Itapuã”, ou seja, a Praia de Itapuã..
  41. 41. Ainda que sejam muitas as praias que inspiraram poetas e compositores musicais – como Porto da Barra, Amaralina, Farol da Barra, etc. – destacamos novamente o bairro de Itapoã porque é nele que se encontra a famosa Lagoa do Abaeté – um dos recantos mais belos de Salvador.
  42. 42. Farol da Barra – primeiro farol do continente americano. Salvador nasceu na Barra, pois foi lá que o navegador Américo Vespuccio descortinou, em 1501, a Bahia de Todos os Santos. A posse foi oficializada com o marco da coroa portuguesa, onde hoje estão localizados o Forte e o Farol da Barra.
  43. 43. Depois do Carnaval da Bahia, o maior espetáculo da cidade é a famosa Lavagem das Escadas do Bonfim, evento que movimenta os setores social, político e religioso, num total de mais de
  44. 44. 1.000.000 de pessoas em direção à Colina Sagrada, onde vão prestar seu tributo a Nosso Senhor do Bonfim na cerimônia da Lavagem das Escadas de sua Igreja – um dos mais importantes monumentos arquitetônicos de Salvador.
  45. 45. Na Igreja de Senhor do Bonfim, o pagamento de promessas com as incontáveis fitas coloridas amarradas em suas grades é o testemunho de que, para o povo baiano, essa Igreja é o maior centro da fé católica, e também daquelas que pelo sincretismo têm no local o ponto máximo da religião.
  46. 46. Em primeiro plano, o conjunto arquitetônico Solar do Unhão , um dos mais belos cartões postais de Salvador. Sua origem data do século XVII, quando era um insólito engenho de açúcar à beira-mar, com casa-grande, capela e senzala. Pertenceu a Pedro de Unhão Castelo Branco.
  47. 47. Solar do Unhão - Na antiga senzala encontra-se um elegante restaurante de comidas típicas; na casa grande foi instalado o Museu de Arte Moderna da Bahia, enquanto a capela continua sendo somente um tributo à Nossa Senhora da Conceição.
  48. 48. Diz-se que no Solar do Unhão perambulam almas dos antigos escravos torturados até a morte no tronco ou nas masmorras. Se elas estão mesmo presentes e não se manifestam, é porque ficam sem fala diante da beleza do mais belo por de sol de toda Salvador.
  49. 49. ... e é nesse horário em que se finda o dia, que enquanto trabalhadores e turistas se dividem pelos caminhos que os levam a curtir a noite de Salvador, outros
  50. 50. outros desconhecidos – mas importantíssimos – cidadãos baianos iniciam o preparo de suas embarcações ,
  51. 51. fixando os mastros e posicionando as velas
  52. 52. para enfrentar as grandes vagas à procura do melhor pescado
  53. 53. e, assim, ganhar a vida desafiando os perigos do mar ...
  54. 54. Imagens : extraídas da Internet, com créditos aos respectivos autores. Músicas : “Você já foi à Bahia?”, de autoria de Dorival Caymmi, com Nana, Danilo e Dori Caymmi - editada “Na Baixa do Sapateiro”, de autoria de Ary Barroso, com Caetano Veloso - editada “Suite dos Pescadores”, de autoria de Dorival Caymmi, com Dorival Caymmi - editada Criação, pesquisa, compilação e formatação : Delza Dias Ferreira delzadfer@hotmail.com Versão para o Inglês : Flavio Musa de Freitas Guimarães Brasil – São Paulo, II - 2011 www.culturesandart.com Click para ver:
  55. 55. Fim

×