AS COMUNIDADES DEAS COMUNIDADES DE
APRENDIZAGENS E OAPRENDIZAGENS E O
NOVO PAPEL DONOVO PAPEL DO
PROFESSORPROFESSOR
 Tendo em vista as modificações históricasTendo em vista as modificações históricas
causada pela acelerada modernização d...
 Várias alternativas acabam sendo criadas comoVárias alternativas acabam sendo criadas como
forma de inovar o ensino na p...
 De forma que por meio do diálogo, daDe forma que por meio do diálogo, da
participação e da cooperação se possaparticipaç...
 De forma que, se crie uma Metodologia deDe forma que, se crie uma Metodologia de
Trabalho que otimize a organização volu...
 É importante deixar claro que a criação daÉ importante deixar claro que a criação da
comunidade escolar não pode de form...
 A integração entre alunos, professores e famíliaA integração entre alunos, professores e família
é uma das alavancas que...
 O conjunto de experiências, propostas, inovações queO conjunto de experiências, propostas, inovações que
vêm surgindo no...
APRESENTADO PELOAPRESENTADO PELO
GRUPO SEM LIMITESGRUPO SEM LIMITES
 JOSÉ ANTÔNIO PEREIRAJOSÉ ANTÔNIO PEREIRA
 JUVENAL B...
APRESENTADO PELOAPRESENTADO PELO
GRUPO SEM LIMITESGRUPO SEM LIMITES
 JOSÉ ANTÔNIO PEREIRAJOSÉ ANTÔNIO PEREIRA
 JUVENAL B...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

As comunidades de aprendizagens e o novo papel

304 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios, Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
304
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

As comunidades de aprendizagens e o novo papel

  1. 1. AS COMUNIDADES DEAS COMUNIDADES DE APRENDIZAGENS E OAPRENDIZAGENS E O NOVO PAPEL DONOVO PAPEL DO PROFESSORPROFESSOR
  2. 2.  Tendo em vista as modificações históricasTendo em vista as modificações históricas causada pela acelerada modernização dacausada pela acelerada modernização da sociedade. Nos deparamos com a deficiência dasociedade. Nos deparamos com a deficiência da instituição escolar em conseguir acompanhar asinstituição escolar em conseguir acompanhar as modificações de forma a abordar omodificações de forma a abordar o conhecimento proporcionando aprendizagensconhecimento proporcionando aprendizagens significativas.significativas.
  3. 3.  Várias alternativas acabam sendo criadas comoVárias alternativas acabam sendo criadas como forma de inovar o ensino na perspectiva deforma de inovar o ensino na perspectiva de suprir as deficiências. Uma delas discutida nossuprir as deficiências. Uma delas discutida nos últimos anos, é a idéia de criação deúltimos anos, é a idéia de criação de Comunidade Escolar, a qual baseia-se naComunidade Escolar, a qual baseia-se na inserção de diversos segmentos da sociedadeinserção de diversos segmentos da sociedade (família, universidade, voluntários entre outros)(família, universidade, voluntários entre outros) junto a Escola.junto a Escola.
  4. 4.  De forma que por meio do diálogo, daDe forma que por meio do diálogo, da participação e da cooperação se possaparticipação e da cooperação se possa reestruturar toda a organização escolar comreestruturar toda a organização escolar com vistas a melhorar o Ensino. Esta reestruturaçãovistas a melhorar o Ensino. Esta reestruturação implica romper com o Ensino Tradicional entreimplica romper com o Ensino Tradicional entre quatro paredes, rompendo também com a lógicaquatro paredes, rompendo também com a lógica de isolamento das áreas de conhecimento ede isolamento das áreas de conhecimento e consequentemente dos professores.consequentemente dos professores.
  5. 5.  De forma que, se crie uma Metodologia deDe forma que, se crie uma Metodologia de Trabalho que otimize a organização voluntária, oTrabalho que otimize a organização voluntária, o uso de recursos, a própria estrutura física dauso de recursos, a própria estrutura física da escola e até mesmo recursos tecnológicos. Comescola e até mesmo recursos tecnológicos. Com isso, cria-se múltiplas situações de comunicaçãoisso, cria-se múltiplas situações de comunicação e consequentemente aprendizagens,e consequentemente aprendizagens, transformado a Escola em um ambiente amplotransformado a Escola em um ambiente amplo de ensino que traga ao aluno formaçãode ensino que traga ao aluno formação significativa.significativa.
  6. 6.  É importante deixar claro que a criação daÉ importante deixar claro que a criação da comunidade escolar não pode de forma algumacomunidade escolar não pode de forma alguma eximir o Estado de sua responsabilidade paraeximir o Estado de sua responsabilidade para com sua Educação. Tratando-se de Brasil écom sua Educação. Tratando-se de Brasil é necessário exigir antes de tudo que o Estadonecessário exigir antes de tudo que o Estado cumpra com seu papel investindo de formascumpra com seu papel investindo de formas significativas nas esferas que envolvem osignificativas nas esferas que envolvem o Ensino.Ensino.
  7. 7.  A integração entre alunos, professores e famíliaA integração entre alunos, professores e família é uma das alavancas que torna o ensino em umaé uma das alavancas que torna o ensino em uma experiência bem sucedida. Acreditamos que oexperiência bem sucedida. Acreditamos que o ensino funciona como uma engrenagem, umaensino funciona como uma engrenagem, uma cadeia na qual toda comunidade escolar devecadeia na qual toda comunidade escolar deve estar em sintonia.estar em sintonia.
  8. 8.  O conjunto de experiências, propostas, inovações queO conjunto de experiências, propostas, inovações que vêm surgindo nos últimos anos ganharam avêm surgindo nos últimos anos ganharam a denominação genérica de estratégias de Comunidadesdenominação genérica de estratégias de Comunidades de Aprendizagem. Elas representam atualmente umade Aprendizagem. Elas representam atualmente uma trama conceitual de grande potencial transformador etrama conceitual de grande potencial transformador e proporcionam ao mesmo tempo uma plataforma útil eproporcionam ao mesmo tempo uma plataforma útil e apropriada para empreender uma revisão emapropriada para empreender uma revisão em profundidade dos atuais sistemas de educação escolar,profundidade dos atuais sistemas de educação escolar, para satisfazer as necessidades de todos os alunos e dapara satisfazer as necessidades de todos os alunos e da comunidade.comunidade.
  9. 9. APRESENTADO PELOAPRESENTADO PELO GRUPO SEM LIMITESGRUPO SEM LIMITES  JOSÉ ANTÔNIO PEREIRAJOSÉ ANTÔNIO PEREIRA  JUVENAL BENTO DE CARVALHO FILHOJUVENAL BENTO DE CARVALHO FILHO  JORGE LUIZ R. M. JUNYORJORGE LUIZ R. M. JUNYOR  JUCIMEIRE ALVES DIASJUCIMEIRE ALVES DIAS  JALMINDA GANZAGA LOUÇAJALMINDA GANZAGA LOUÇA
  10. 10. APRESENTADO PELOAPRESENTADO PELO GRUPO SEM LIMITESGRUPO SEM LIMITES  JOSÉ ANTÔNIO PEREIRAJOSÉ ANTÔNIO PEREIRA  JUVENAL BENTO DE CARVALHO FILHOJUVENAL BENTO DE CARVALHO FILHO  JORGE LUIZ R. M. JUNYORJORGE LUIZ R. M. JUNYOR  JUCIMEIRE ALVES DIASJUCIMEIRE ALVES DIAS  JALMINDA GANZAGA LOUÇAJALMINDA GANZAGA LOUÇA

×