Discentes:
 AILVANI GONÇALVES
 DANUBIA CONCEIÇÃO
 ELAINE SANTIAGO
 AQUILA KELY
 GERUSA LIMA
 JANAINA ALMEIDA
 LUANA...
A DESIGUALDADE :

 Após anos de intensa submissão feminina, as

mulheres num movimento feminista extremado
queimaram seus...
 A mulher já provou que pode sim ser

independente, trabalhar fora, viajar sozinha, separar
sexo de amor, ser presidenta ...
As mudanças na vida das mulheres:
 As mudanças começaram comercialização da pílula

anticoncepcional em 1961 que causou u...
 E trabalhou para mudar a legislação trabalhista. Também

foi neste período que os padrões normativos da ideologia
da dom...
A conquistas das mulheres:
 A mulher conseguiu um papel muito importante na

sociedade, depois de muitas lutas e
manifest...
 Hoje podemos ver que as

coisas estão
mudando ,algumas pessoas
nunca chegaram a pensar que
o Brasil poderia ter uma
pres...
 O avanço feminino frente à política e à economia ainda mostra

a força da mulher em perceber e apontar os problemas tend...
 A população feminina conquistou ao longo da história,








muitos direitos, que foram
Direito de estudar, morar s...
As mudanças que ajudaram
No dia 7 de agosto de 2006

foi sancionada pelo
presidente. Uma lei que protegia as mulheres con...
Cabe ressaltar que o Brasil se organizou desde 1500 numa
estrutura patriarcal, onde as filhas mulheres saiam da
dominação ...
Considerações finais :
 A mulher é guerreira, durante o dia, é uma excelente

profissional, à noite com os filhos, a mãe
...
Referencia :
 CARPE LOUNGE, Daniela Ervolino. A Desigualdade

dos Sexos [S.l:s.n][November 11th, 2012].disponível em
http...
Obrigada !
A impotência da mulher na sociedade
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A impotência da mulher na sociedade

3.955 visualizações

Publicada em

A impotência da mulher na sociedade

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.955
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
149
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A impotência da mulher na sociedade

  1. 1. Discentes:  AILVANI GONÇALVES  DANUBIA CONCEIÇÃO  ELAINE SANTIAGO  AQUILA KELY  GERUSA LIMA  JANAINA ALMEIDA  LUANA BRASIL  TAMIRES DANTAS
  2. 2. A DESIGUALDADE :  Após anos de intensa submissão feminina, as mulheres num movimento feminista extremado queimaram seus sutiãs em praça pública e declararam igualdade aos homens.  As mulheres já foram proibidas de votar, de trabalhar, de andarem sozinhas na rua, de usarem calças compridas, de falar, de serem solteiras, de serem sexualmente ativas e mais uma infinidade de proibições.
  3. 3.  A mulher já provou que pode sim ser independente, trabalhar fora, viajar sozinha, separar sexo de amor, ser presidenta da república e agora ela percebe que pode fazer tudo isso e ainda assim continuar sendo mulher, sendo feminina.  Enfim nos damos conta que a igualdade entre os sexos jamais vai existir, simplesmente porquê eles são de fato diferentes e é ótimo que seja assim.  O homem e a mulher tem qualidades, pensamentos, comportamentos e percepções diferentes e complementares! E essas diferenças devem ser reconhecidas, valorizadas e respeitadas.
  4. 4. As mudanças na vida das mulheres:  As mudanças começaram comercialização da pílula anticoncepcional em 1961 que causou uma ‘ revolução sexual. Essa pílula foi desenvolvida por dois médicos americanos, , com incentivo da feminista e ativista social Margaret Sanger e financiamento de Katharine McCormick, uma rica herdeira industrial.  A comercialização em 1961 causou uma ‘ na parte sexual. Antes, as relações eram estritamente monogâmicas e voltadas para o casamento.  em 1932 as mulheres brasileiras conquistaram o direito ao voto. A filha do cientista Adolfo Lutz foi uma das idealizadoras do Partido Republicano Feminino.
  5. 5.  E trabalhou para mudar a legislação trabalhista. Também foi neste período que os padrões normativos da ideologia da domesticidade se constituem como ponto comum no meio social.  Lutava-se pelo direito ao voto e pelo direito da mulher trabalhar sem o consentimento do marido.
  6. 6. A conquistas das mulheres:  A mulher conseguiu um papel muito importante na sociedade, depois de muitas lutas e manifestações, onde elas conseguiram o direito de votar; Que teve de lutar para chegar á onde está. Cada vez mas vem ocupando trabalhos que antigamente, segundo os homens, só eles podiam ocupar pelo fato da força e alguns por machismo. Se hoje as mulheres estão mais independentes são porque não ligam tanto para a força e sim para a inteligência que faz com que ela passe a conquistar novas fronteiras, novos horizontes.
  7. 7.  Hoje podemos ver que as coisas estão mudando ,algumas pessoas nunca chegaram a pensar que o Brasil poderia ter uma presidente, superando todos os preconceitos e mostrando que mulher também tem coração ,que não foi feita para ficar só no fogão, lavando, passando, cuidando da família que apesar de ser sensível pode chegar muito mais longe do que todos pensam.
  8. 8.  O avanço feminino frente à política e à economia ainda mostra a força da mulher em perceber e apontar os problemas tendo sempre boas formas de resolvê-los assim como os indivíduos do sexo masculino, o que evidencia o erro de descriminar e diminuir o sexo feminino privando-o a apenas poucas tarefas (domésticas).  A realidade do crescimento do espaço feminino tem sido percebida pela participação da mulher em diferentes áreas da sociedade que lhe conferem direitos sociais, políticos e econômicos, assim como os indivíduos do sexo oposto.  Há muito tempo a mulher vem buscando seu lugar entre a sociedade, e aos poucos começaram a ser valorizadas após muita discriminação. A busca pela independência fez com que as pessoas deixassem de acreditar que mulheres deveriam ficar em casa, cuidando da limpeza, comida e filhos ,entanto homens deveriam sair e trabalhar para sustentar sua família
  9. 9.  A população feminina conquistou ao longo da história,     muitos direitos, que foram Direito de estudar, morar sozinha, desfazer o casamento, e vir desacompanhada, de ficar solteira, de engravidar quando achar que é melhor, à igualdade salarial. Mesmo assim ainda há muitos que desacretitam na sua capacidade, a presença de uma mulher governando o país esta ajudando a quebras esses paradigmas sociais. Porem, muito preconceito ainda tem que ser vencido, pois mesmo com essas conquistas, muitos não aceitam nesse poder dado a mulher. Com isso elas vem buscando seu lugar entre a sociedade, e aos poucos começaram a ser valorizadas, após muita discriminação.
  10. 10. As mudanças que ajudaram No dia 7 de agosto de 2006 foi sancionada pelo presidente. Uma lei que protegia as mulheres contra violência domestica e famíliar. (lei Maria da Penha ). Muitas são agredidas por seus companheiros por não aceitarem sua independência, com isso geravam uma violência psíquica e outras formas indiretas de agressões mesmo com todas as conquistas muitas mulheres ainda são julgadas pelo seu ponto de vista, ainda existe o preconceito da sociedade onde alguns acha, que mulher que não tem filho ou optaram por não terem “ são secas” não servem para casar.
  11. 11. Cabe ressaltar que o Brasil se organizou desde 1500 numa estrutura patriarcal, onde as filhas mulheres saiam da dominação do pai para passarem à dominação de seu marido. Historicamente, no Brasil apenas em 1827, as mulheres foram autorizadas a frequentar as escolas quando uma lei no período imperial permitiu-lhes o acesso à Educação. No entanto, a lei garantiu acesso apenas às escolas elementares. Porém mais tarde conquistaram também frequentar instituições de nível superior, mas as que seguiram este caminho, em vez de serem aplaudidas eram criticadas pela sociedade, sendo humilhadas pelos maridos que diziam: lugar de mulher é na ”conzinha".
  12. 12. Considerações finais :  A mulher é guerreira, durante o dia, é uma excelente profissional, à noite com os filhos, a mãe amável, companheira, atenciosa; sem deixar de lado o marido que com certeza ela sabe como conquistá-lo a cada dia, a cada instante. A mulher chora quando é preciso, mas sabe ser forte, quando necessário. Se ela cai, não fica prostrada, mas levanta, sacode a poeira e segue em frente.  Ser mulher nos dias de hoje é ter a capacidade de admirar o papel do homem, de se enlouquecer por um filho, de delirar por amor, de brigar por uma amizade e de mudar uma história sem sair do salto.
  13. 13. Referencia :  CARPE LOUNGE, Daniela Ervolino. A Desigualdade dos Sexos [S.l:s.n][November 11th, 2012].disponível em http://carpelounge.com/desigualdade-dos-sexos/ acesso em:28de maio de 2013.
  14. 14. Obrigada !

×