Orientação fonoaudiológica às nutrizes:
experiência em contexto hospitalar
Universidade Federal da Paraíba
Centro de Ciênc...
Desde 1970 a OMS incentiva a criação de programas de estímulo ao
aleitamento materno tendo em vista diversos dados de cons...
A sucção do bebê depende do
estímulo.
Uma vez que diante do mamilo
deverá fazer uma ginástica
tremenda para mamar; pois
te...
Para que ocorra o desenvolvimento natural do crânio e da
face, além dos estímulos internos, são necessários
estímulos exte...
FONTE: http://www.health.com/
health/static/hw/media/
medical/hw/h5550926.jpg
Amamentação Natural: #Bebê suga abocanhando ...
Mamadeira antes do mamilo = rejeição do aleitamento pela criança,
prejuízo no exercício dos orgãos relacionados com a arti...
As autoras mostraram o
desconhecimento de
profissionais da saúde sobre a
importância da ingestão do
colostro pela criança....
Diante da importância do aleitamento materno , foram realizados
trabalhos com os seguintes objetivos:
levantamento das ori...
Maternidade A
Serviços exclusivos na área da Ginecologia e Obstetrícia, mantendo
um ambulatório que atende consultas a ges...
Na maternidade A observou-se :
• quase todas as gestantes reconheciam a importância da
amamentação para o desenvolvimento ...
Na maternidade B observou-se que a ênfase do pré-natal era
no controle clínico da gestação, e as orientações sobre a
amame...
Como profissionais de saúde, precisamos incentivar as
gestantes a amamentar seus filhos, pois a amamentação terá
influênci...
Fonoaudiologia no alojamento conjunto:
uma possibilidade de atuação
Universidade Federal da Paraíba
Centro de Ciências da ...
Definição
• O AC, é o sistema de
permanência contínua do
RN sadio ao lado da mãe
no hospital.
• Onde os mesmos são
cuidado...
FONTE:
http://www4.redepropriaunime
dbh.com.br/servicosproprios/u
p/objects/1246645535381_.jpg
Depois de quatro horas de v...
A participação do Fonoaudiólogo nas reuniões do grupo;
A maioria acreditava ser incapaz de amamentar por tempo prolongado;...
Posteriormente existia uma seleção das mães que mais precisavam,
para um encontro individual que acontecia no quarto.
A av...
Em relação a mãe, observa-se:
•Procura-se sentar-se em uma posição confrotável;
•Posiciona o bebê de tal forma que ele pos...
Depois da avaliação eram traçados objetivos de atendimento de
acordo com as queixas.
Foi encontrado um grande número de mã...
Há três tipos de mamilos: o protruso, o plano e o invertido.
•O protruso é o mais apropriado à sucção do bebê
•O mamilo in...
Os fatores emocionais da mãe podem interferir na
liberação do hormônio ocitocina, responsável pela
ejeção do leite.
Se a p...
Na pesquisa notou-se que uma parcela dos bebês avaliados não
abocanhava toda a aréola mamária.
↓
Observou-se a substituiçã...
Concluindo...
O aleitamento materno :
•Proporciona uma nutrição completa para o bebê, protege
contra infecções , alergias ...
Obrigado pela atenção
REFEÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Livro: Recém-Nascido em Alojamento Conjunto
Capítulo IV. Orientação Fonoaudiológica e Psicológic...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjunto

656 visualizações

Publicada em

Fonoaudiologia Neonatal - Orientação Fonoaudiológica às Nutrizes: Experiência em Contexto Hospitalar_ Alojamento Conjunto: uma possibilidade de atuação.

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
656
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fonoaudiologia Neonatal: Orientações às nutrizes e Alojamento conjunto

  1. 1. Orientação fonoaudiológica às nutrizes: experiência em contexto hospitalar Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências da Saúde Departamento de Fonoaudiologia Núcleo de Estudo e Pesquisa em Comunicação e Interdisciplinaridade Grupo de Pesquisa em Motricidade Orofacial / Disfagia
  2. 2. Desde 1970 a OMS incentiva a criação de programas de estímulo ao aleitamento materno tendo em vista diversos dados de constatação por meio de pesquisas, as quais mostram redução dos índices de amamentação. Segundo Ferrari em uma entrevista no II Congresso Panamericano do Leite, existe uma relação direta entre o aleitamento materno e uma maior duração de vida. Existe a necessidade de se reeducar a mulher para o hábito de amamentação, preparando melhor os profissionais da saúde em relação ao assunto, a fim de se evitar situações absurdas. A falta de habilidade da Enfermagem é um dos fatores que, segundo as autoras, contribui para o fracasso do aleitamento materno. Questões ligadas à amamentação
  3. 3. A sucção do bebê depende do estímulo. Uma vez que diante do mamilo deverá fazer uma ginástica tremenda para mamar; pois terá de extrair o leite da mãe comprimindo com as gengivas os reservatórios do leite. Já com a mamadeira, o bebê apenas terá de travar com a língua o fluxo rápido do leite, o que dele exigirá um esforço menor. FONTE: http://www.health.com/ health/static/hw/media/ medical/hw/h5550926.jpg
  4. 4. Para que ocorra o desenvolvimento natural do crânio e da face, além dos estímulos internos, são necessários estímulos externos, ou seja, do meio. Os estímulos externos necessários ao desenvolvimento da face são oferecidos naturalmente pelas funções de respiração, amamentação, mastigação e deglutição. (Van Der Laan, 1995).
  5. 5. FONTE: http://www.health.com/ health/static/hw/media/ medical/hw/h5550926.jpg Amamentação Natural: #Bebê suga abocanhando o mamilo e parte da aréola. #Elevação do terço anterior da língua em direção à papila incisiva. #Movimentos ânteroposteriores de língua e mandíbula. Favorecerá: no posicionamento das gengivas para erupção dos dentes; aumento do espaço da CO, gerando maior mobilidade da língua, estabelecimento do tônus muscular, desenvolvimento harmônico da face. Equilíbrio de Forças: pterigóideos (laterais e mediais), maseteres e temporais. Além do orbicular da boca e bucinadores. Também para o reforço de respiração nasal, função mastigatória e crescimento da mandíbula, desenvolvimento do sistema sensóriomotororal.
  6. 6. Mamadeira antes do mamilo = rejeição do aleitamento pela criança, prejuízo no exercício dos orgãos relacionados com a articulação e sucção, o que depois resultará em transtornos fonoarticulatórios e alterações ortodônticas. A equipe de Enfermagem contribui bastante para o estabelecimento desse ciclo. Crença do “leite fraco”. As autoras ainda mostram pesquisas que abordaram questões com outras crenças que falam sobre a capacidade da mulher para produzir leite que diminui, que o aleitamento deforma as mamas. http://www.beautyinprague.com/img/pages/50- breast-enlargement-before-and-after-photos-2.jpg
  7. 7. As autoras mostraram o desconhecimento de profissionais da saúde sobre a importância da ingestão do colostro pela criança. Este fornece proteção imunológica, estimula a explulsão precoce do mecônio e atende as necessidades nutricionais do RN nos primeiros dias de vida. Por isso é importante o conhecimento de áreas não apenas específicas. Se não for assim, esse desestímulo pelo aleitamento materno continue sendo difundido em nossa sociedade por mais tempo e com as conseqüentes conseqüências já conhecidas. http://www.materdei.com.br/qvc/img/ imagens/recem_nascido_alojamento_ conjunto_9_fralda_meconeo_p.jpg
  8. 8. Diante da importância do aleitamento materno , foram realizados trabalhos com os seguintes objetivos: levantamento das orientações recebidas por gestantes durante o pré –natal; Orientação às nutrizes, de acordo com as necessidades observadas. Os trabalhos foram realizados em duas maternidades, A e B. PESQUISA
  9. 9. Maternidade A Serviços exclusivos na área da Ginecologia e Obstetrícia, mantendo um ambulatório que atende consultas a gestantes e ginecológicas. Participa do SUS e convênios particulares. Maternidade B Funciona como um hospital geral. Possui um ambulatório que entre outras especialidades, oferece também atendimento a gestantes. Participa do SUS e convênios particulares. Foi aplicado um questionário, que tinha objetivo de fazer um levantamento de dados pré-natal.
  10. 10. Na maternidade A observou-se : • quase todas as gestantes reconheciam a importância da amamentação para o desenvolvimento fonoarticulatório • tinham a intenção de amamentar por um período de seis meses ou mais. • Mais da metade afirmou ter recebido, no próprio ambulatório da maternidade, orientações sobre a amamentação. Nesta maternidade não houve intervenção das pesquisadoras em efetuar orientações as gestantes sobre a amamentação, já que se mostraram conhecedoras.
  11. 11. Na maternidade B observou-se que a ênfase do pré-natal era no controle clínico da gestação, e as orientações sobre a amamentação para mãe e para a criança não eram valorizadas. Nesta maternidade houve intervenção, que consistiu em esclarecer as vantagens do aleitamento materno , tanto para o bebê , como para mãe.
  12. 12. Como profissionais de saúde, precisamos incentivar as gestantes a amamentar seus filhos, pois a amamentação terá influências diretas sobre o desenvolvimento das funções de respiração, mastigação e articulação. Além disso carrega uma forte carga emocional.
  13. 13. Fonoaudiologia no alojamento conjunto: uma possibilidade de atuação Universidade Federal da Paraíba Centro de Ciências da Saúde Departamento de Fonoaudiologia Núcleo de Estudo e Pesquisa em Comunicação e Interdisciplinaridade Grupo de pesquisa em Motricidade Orofacial / Disfagia
  14. 14. Definição • O AC, é o sistema de permanência contínua do RN sadio ao lado da mãe no hospital. • Onde os mesmos são cuidados no mesmo local. Objetivos • A UNICEF e a OMS preconizam que o aleitamento deva ser iniciado nos primeiros 30 a 60 mins depois do parto. (Colostro). • Entre 4 e 6 meses aleitamento materno exclusivo. • São chamadas mães sadias e RNs com peso acima de 2500gr e com APGAR acima de 7 no quinto minuto.
  15. 15. FONTE: http://www4.redepropriaunime dbh.com.br/servicosproprios/u p/objects/1246645535381_.jpg Depois de quatro horas de vida e da avaliação médica, o RN deve ser liberado para o quarto da mãe. Para Viegas 1998, o AC é uma das melhores oportunidades da equipe se integrar à família. Lembrando que, pela permanência dos RNs com as mães o bercário se torna um lugar mais calmo e reservado.
  16. 16. A participação do Fonoaudiólogo nas reuniões do grupo; A maioria acreditava ser incapaz de amamentar por tempo prolongado; Mães receberam pouca informação quanto ao tempo de oferta das mamas, a limpeza dos mamilos, as rachaduras, o posicionamento do bebê; Relato da experiência
  17. 17. Posteriormente existia uma seleção das mães que mais precisavam, para um encontro individual que acontecia no quarto. A avaliação fonoaudiológica tinha como objetivo a observação do bebê e da mãe no momento da amamentação. São avaliados em relação ao bebê: • Se apresenta reflelxos orais de defesa; •Se apresenta reflexos de sucção e deglutição amadurecidos e coordenados com a respiração; •Prontidão para mamar; •Força para sugar e ritmo suficiente; •Apresenta refluxo gastroesofágico; •É tranquilo ou não. •Depois da mamada dorme tranquilamente? •Abocanha toda a aréola da mama?
  18. 18. Em relação a mãe, observa-se: •Procura-se sentar-se em uma posição confrotável; •Posiciona o bebê de tal forma que ele possa abocanhar o seio( toda a aréola); •Mantém contato de olhar •Faz carícias no bebê durante o ato; •Permite pausas durante a mamada; •Conversa com o bebê durante a mamada; •É ansiosa ou tranquila.
  19. 19. Depois da avaliação eram traçados objetivos de atendimento de acordo com as queixas. Foi encontrado um grande número de mãe com mamilos inadequados ao aleitamento. A incidência de mamilos planos e inaptos a sucção era significativa proporcionando neste caso ao bebê, tentativas frustrantes de abocanhar a mama materna. http://4.bp.blogspot.com/_e8Won6y AVEs/THQseL3lfuI/AAAAAAAAAx4/ LcY0FdxKj5s/s1600/Imagem9.png
  20. 20. Há três tipos de mamilos: o protruso, o plano e o invertido. •O protruso é o mais apropriado à sucção do bebê •O mamilo invertido e o plano, quando bem excitados no período pré- natal, podem oferecer condições de aleitamento.
  21. 21. Os fatores emocionais da mãe podem interferir na liberação do hormônio ocitocina, responsável pela ejeção do leite. Se a produção do leite estiver ocorrendo normalmente( estimulada pela sucção) e a descida do leite estiver prejudicada pelo estado emocional da mãe, estará contribuindo para o ingurgitamento mamário, que é acompanhado de dores nas mamas.
  22. 22. Na pesquisa notou-se que uma parcela dos bebês avaliados não abocanhava toda a aréola mamária. ↓ Observou-se a substituição da movimentação ântero-posterior da mandíbula por uma contração da gengiva contra os mamilos. ↓ Como não conseguiam extrair todo o leite , os bebês mostravam-se irritadiços, ↓ Choravam por insatisfação de um não total preenchimento gástrico ↓ As mães questionavam-se sobre a qualidade de seu leite ↓ Levando-as ao uso do leite em pó, e algumas mães recorriam as chupetas para acalmar o bebê.
  23. 23. Concluindo... O aleitamento materno : •Proporciona uma nutrição completa para o bebê, protege contra infecções , alergias e favorece um vínculo afetivo •Previne contra distúrbios fonoaudiólogicos A sucção durante a amamentação tem um papel fundamental para o equilíbrio dos músculos, crescimento e desenvolvimento craniofacial . A introdução de outros bicos pode ser prejudicial ao futuro desenvolvimento da fala da criança.
  24. 24. Obrigado pela atenção
  25. 25. REFEÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Livro: Recém-Nascido em Alojamento Conjunto Capítulo IV. Orientação Fonoaudiológica e Psicológica às Nutrizes: Experiências Em Contexto Hospitalar. Elizabeth Oliveira Crepaldi de Almeida, Rosana Melli e Ilmara Fátima de Moraes. Capítulo V. Fonoaudiologia no Alojamento Conjunto: Uma Possibilidade de Atuação. Lucinéia Cortes Modes.

×