SAÚDE BUCAL

1.625 visualizações

Publicada em

Saúde Bucal em Saúde Coletiva

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.625
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

SAÚDE BUCAL

  1. 1. SAÚDE BUCAL Saúde Bucal em saúde coletiva
  2. 2. Introdução à Saúde Bucal  A saúde bucal reflete diretamente na saúde geral. Essa frase resume a importância dos dentes. Responsáveis pela mastigação dos alimentos, pela articulação de palavras e, principalmente, um fator determinante na estética, os dentes tornam-se estruturas primordiais para
  3. 3. HISTÓRIA DOS MODELOS ASSISTENCIAIS NA SAÚDE BUCAL BRASILEIRA  A odontologia sanitária foi introduzida na década de 50 com atenção as escolas públicas com abrangência predominante a estudantes de 6-14 anos, introduzindo algumas medidas preventivas.  No final dos anos 70 integrou-se a participação comunitária, com ênfase a promoção e prevenção a saúde bucal.  Durante muitos anos, no Brasil, a inserção da saúde bucal e das práticas odontológicas no SUS deu-se de forma paralela e afastada do processo de organização dos demais serviços de saúde. Atualmente, essa tendência vem sendo revertida, observando-se o esforço para promover uma maior integração da saúde bucal nos serviços de saúde em geral.  Em janeiro de 2004, o Ministério da Saúde elaborou o documento “Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal”. Estas diretrizes apontam para uma reorganização da atenção em saúde bucal em todos os níveis de atenção
  4. 4. Ações de Promoção à Saúde Bucal  A base epidemiológica para seleção de estratégia de promoção de saúde é a "Abordagem de Fator de Risco Comum e a Estratégia Dirigida a toda População". Um dos princípios da promoção de saúde é o foco em toda a população em vez de grupos de risco para doenças específicas.  Saúde Bucal: uma das principais abordagem de Atenção Básica de Saúde
  5. 5. ATENÇÃO NA SAÚDE BUCAL  Ações que devem integrar a prática das Equipes Saúde Bucal na Atenção Básica: Ações Intersetoriais : 1- promover desenvolvimento social; 2- possibilitar o acesso a saneamento básico e incentivar a fluoretação das águas de abastecimento; 3- contribuir para o combate ao fumo e uso de álcool; 4- incentivar dietas mais saudáveis; 5- contribuir para garantir proteção no trabalho; Ações Educativas: 1- Abordar as principais doenças bucais, como se manifestam e como se previnem; 2- A importância do autocuidado, da higiene bucal, da escovação com dentifrício fluoretado e o uso do fio dental; 3- Os cuidados a serem tomados para evitar a fluorose; 4- As orientações gerais sobre dieta; 5- A orientação para auto-exame da boca: 6- Os cuidados imediatos após traumatismo dentário;
  6. 6. Conhecendo a Arcada Dentária
  7. 7. PRINCIPAIS AGRAVOS EM SAÚDE BUCAL  É característico da atenção prestada nos serviços de Atenção Básica que estes se ocupem das patologias mais prevalentes nas comunidades. Os principais agravos que acometem a saúde bucal e que têm sido objeto de estudos epidemiológicos em virtude de sua prevalência e gravidade são:  1- Cárie Dentária;  2- Doença Periodontal : (gegivite e periodontite)  3- Câncer de Boca;  4- Traumatismos Dentários;  5- Fluorose Dentária;  6- Edentulismo;  7- Má Oclusão.
  8. 8. CÁRIE DENTÁRIA  As cáries são orifícios e lesões estruturais nos dentes, sinais de deterioração. Diversos fatores podem levar uma pessoa a apresentar cáries, que é um dos problemas mais comuns do mundo.  As cáries dentárias resultam da degradação de açúcares e sua transformação em ácidos que corroem a porção mineralizada dos dentes. O flúor e o cálcio inibem esse processo. Quando não se faz uma escovação correta dos dentes, acumulam-se neles restos de alimentos e as bactérias que vivem na boca aderem-se a eles, formando aplaca bacteriana que se deposita sobre os dentes, onde os açúcares dos restos de alimentos são transformados em ácidos, que corroem o esmalte dos dentes, formando uma cavidade, que é a cárie propriamente dita.
  9. 9. Gengivite  A gengivite é uma inflamação da gengiva que se não for adequadamente tratada pode progredir até atingir o osso alveolar.  A causa principal da doença é a placa bacteriana, uma película pegajosa e incolor que se forma ao redor dos dentes se não for feita uma higienização adequada. Essas placas produzem toxinas que irritam a mucosa da gengiva, causando a gengivite. A gengivite pode criar espaços entre a gengiva e os dentes, onde se acumulam resíduos de comida e a placa bacteriana, causando mau hálito, gosto ruim na boca e mudanças na forma como os dentes se encaixam ao mastigar. Geralmente ocorre uma retração da gengiva, deixando os dentes com uma aparência mais alongada. Em casos mais avançados pode haver secreção de pus ao redor dos dentes e na bolsa gengival.
  10. 10. Periodontite  Periodontite: o osso e as fibras de sustentação que mantêm os dentes em posição são danificados.  Periodontite avançada: estágio final da doença em que as fibras e os ossos de sustentação dos dentes estão destruídos.  A periodontite pode gerar endocardite bacteriana se as bactérias instaladas nas bolsas periodontais se disseminarem na corrente sanguínea e se alojarem nas válvulas cardíacas.
  11. 11. Câncer de Boca  O câncer de boca é uma denominação que inclui os cânceres de lábio e de cavidade oral (mucosa bucal, gengivas, palato duro, língua oral e assoalho da boca). O câncer de lábio é mais freqüente em pessoas brancas, e registra maior ocorrência no lábio inferior em relação ao superior. O câncer em outras regiões da boca acomete principalmente tabagistas e os riscos aumentam quando o tabagista é também alcoólatra.  Os fatores que podem levar ao câncer de boca são idade superior a 40 anos, vício de fumar cachimbos e cigarros, consumo de álcool, má higiene bucal e uso de próteses dentárias mal-ajustadas.
  12. 12. Traumatismo Dentário  Os traumatismos dentários são acontecimentos relativamente frequentes na população. Acontecem na maioria dos casos em crianças e desportistas e podem levar a danos irreparáveis nos dentes e nas suas estruturas adjacentes.  Há vários tipos de traumatismos que podem ir da simples fractura no esmalte até à avulsão dentária (o dente sai inteiro da boca).
  13. 13. Fluorose Dentária  A fluorose é uma anomalia do desenvolvimento e ocorre por ingestão prolongada de flúor durante o período de formação dos dentes e maturação do esmalte. É caracterizada por aumento da porosidade do esmalte, fazendo com que este pareça opaco.  Sua gravidade depende da dose ingerida, duração da exposição, tempo de ingestão e da resposta individual de cada pessoa. Existe alguns aspectos biológicos que produz possíveis fatores que interferem na fluorose: Baixo peso corporal, taxa de crescimento esqueléticos, estado nutricional da criança, alterações na atividade renal.
  14. 14. Edentulismo  O edentulismo é resultante de diversos e complexos determinantes, tais como: as precárias condições de vida, a baixa oferta e cobertura dos serviços, o modelo assistencial predominante de prática mutiladora aliadas às características culturais que exercem significativa influência sobre o modo como a perda dentária é assimilada.  O índice mais utilizado para estimar o edentulismo é a avaliação do uso e necessidade de próteses.
  15. 15. Má Oclusão Má-oclusão é a má relação entre a maxila e a mandíbula. Quando não há um encaixe perfeito entre as arcadas dentárias, podendo prejudicar o desenvolvimento ósseo da face e das articulações temporomandibulares. A má-oclusão é um defeito físico.
  16. 16. O que podemos fazer?  Se a cárie é um problema que pode ser prevenido, devemos concentrar nossa atenção para o desenvolvimento de ações educativas que promovam a saúde bucal da população. Deve-se estimular o autocuidado e a adoção de hábitos saudáveis como:  Escovação dentária.  Higienização bucal.  Restrição ou eliminação do tabagismo.  Uso “inteligente” do açúcar.  Restringir o consumo de doces para após as refeições, e nunca entre as mesmas. Este hábito eliminará a dieta cariogênica, que por ser rica em carboidratos pode gerar condições para a multiplicação das bactérias que formam uma placa e causam a cárie.
  17. 17. O que podemos fazer?  No Ministério da Saúde, a Área Técnica de Saúde Bucal, juntamente com o Programa Saúde da Família, entendeu a necessidade de expandir as ações de odontologia no PSF, numa perspectiva que contemplasse a integralidade, articulando as ações promocionais, preventivas e curativo- reabilitadoras.  Mediante realização do cadastramento e visitação da população assistida pelas equipes do PSF, os técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde são capazes de apontar as famílias cujos domicílios carecem de rede de saneamento básico e fornecimento adequado de água tratada com flúor.
  18. 18. O que podemos fazer?  Capacitados e supervisionados pelos cirurgiões dentistas e enfermeiros especializados em saúde bucal, os técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde podem contribuir realizando as seguintes ações :  – transmitindo informações sobre saúde bucal no domicílio e espaços coletivos (igrejas, escolas, salas de espera de unidades de saúde, etc.);  – transmitindo informações sobre promoção à saúde e prevenção dos principais agravos em saúde bucal;  – orientando a realização de higiene bucal através de escovação e uso do fio dental e emprego de métodos alternativos de flúor a serem desenvolvidos no domicílio e espaços sociais existentes;  – indicando e organizando referência e demanda para visitação ao cirurgião dentista, de acordo com a oferta de serviços existentes.
  19. 19. Dados sobre saúde Bucal  Graças a Política Nacional de Saúde Bucal, o Brasil hoje faz parte do grupo de países com baixa prevalência de cárie segundo a classificação da Organização Mundial da Saúde.  O Brasil possue a melhor média dos países das Américas.
  20. 20. Um sorriso é a coisa mais bonita que você pode usar ! Obs: É o melhor look do dia !!

×