<ul><ul><li>Na família </li></ul></ul><ul><ul><li>Na escola </li></ul></ul><ul><ul><li>No trabalho </li></ul></ul><ul><ul>...
<ul><li>Estas aprendizagens de vida podem ser traduzidas em equivalência escolar através do RECONHECIMENTO,  VALIDAÇÃO E C...
O que é? <ul><li>É uma descoberta de saberes e uma reflexão sobre todo o percurso de vida. </li></ul><ul><li>Permite aos f...
Como ocorre? <ul><ul><li>Inicialmente é feita uma acção reflexiva sobre a trajectória de vida  </li></ul></ul><ul><ul><li>...
RVCC Nível Secundário
coerência, pessoalidade, significado, reflexão experiencial, documentação,  selectividade, continuidade, contextualização ...
Etapas de desenvolvimento  de um portefólio Planificação Apresentação aos adultos Organização Colecção Reflexão Avaliação ...
PORTEFÓLIO REFLEXIVO DE APRENDIZAGEM Técnico de RVCC Formandos Formadores Diagnóstico inicial Conhecimento do sujeito Aval...
data e fontes/proveniência  Estrutura <ul><li>Conteúdo : </li></ul><ul><li>recolha de Informação na Comunicação </li></ul>...
Intencionalidade Critérios de construção e avaliação do portefólio Apresentação,   criatividade, originalidade Organização...
ORIENTADO PARA AS EXIGÊNCIAS DAS PESSOAS, DA SOCIEDADE, DO TRABALHO INSTRUMENTO ABERTO E DINÂMICO QUE SE OFERECE A AJUSTAM...
A  competência  é a inteligência prática de situações que se apoia nos conhecimentos adquiridos e os transforma com tanta ...
A matriz fundadora - uma visão de futuro Um quadro teórico pluridisciplinar Saberes essenciais (estrutura interna) Prática...
ESTRATÉGIAS E INSTRUMENTOS? O Equilíbrio COMPETÊNCIAS DO REFERENCIAL COMPETÊNCIAS DE VIDA
O Referencial de Competências-Chave - NS Área de Sociedade, Ciência e Tecnologia (operatório) Área de Cultura, Língua, Com...
Desenho Curricular 44 créditos  ( 11 Unidades de Competências ) C C C C Unidade de Competência Competência Um crédito Cida...
Síntese Fichas exemplos Fichas exemplos Não se aplica Sugestões de Actividades Identificação Compreensão Intervenção Ident...
Social Cognitiva Ética Não se aplica Identificação Compreensão Intervenção Formulação Integrada 32 8 Social Cognitiva Étic...
Fichas exemplos Fichas exemplos Identificação Compreensão Intervenção Identificação Compreensão Intervenção A partir de3 d...
Sociedade Tecnologia Ciência Cultura Língua Comunicação Fichas exemplos Fichas exemplos Identificação Compreensão Interven...
Domínios de Referência Privado Profissional Institucional Macro Social
Actividades Integradoras “ Torna-se, assim, desejável, tanto no reconhecimento de competências como na formação, o recurso...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Rvcc Secundário

9.451 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.451
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
319
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
333
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Rvcc Secundário

    1. 2. <ul><ul><li>Na família </li></ul></ul><ul><ul><li>Na escola </li></ul></ul><ul><ul><li>No trabalho </li></ul></ul><ul><ul><li>Na relação com o outro </li></ul></ul><ul><ul><li>Na vida comunitária </li></ul></ul>Ao longo da nossa vida aprendemos muito:
    2. 3. <ul><li>Estas aprendizagens de vida podem ser traduzidas em equivalência escolar através do RECONHECIMENTO, VALIDAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE COMPETÊNCIAS </li></ul>A vida ensina! RVCC
    3. 4. O que é? <ul><li>É uma descoberta de saberes e uma reflexão sobre todo o percurso de vida. </li></ul><ul><li>Permite aos formando traduzir os seus saberes e competências em equivalência escolar de 4º, 6º, 9º ou 12º ano. </li></ul>
    4. 5. Como ocorre? <ul><ul><li>Inicialmente é feita uma acção reflexiva sobre a trajectória de vida </li></ul></ul><ul><ul><li>Traduzida num Dossier Social Pessoal ou num Portefólio Reflexivo . </li></ul></ul>
    5. 6. RVCC Nível Secundário
    6. 7. coerência, pessoalidade, significado, reflexão experiencial, documentação, selectividade, continuidade, contextualização no tempo e nas circunstâncias . O Portefólio Reflexivo de Aprendizagem (PRA) Então… um portefólio é “ um conjunto coerente de documentação reflectidamente seleccionada, significativamente comentada e sistematicamente organizada, contextualizada no tempo, reveladora de um percurso” . (Tavares e Alarcão, 2003) que é caracterizado por:
    7. 8. Etapas de desenvolvimento de um portefólio Planificação Apresentação aos adultos Organização Colecção Reflexão Avaliação Revisão Divulgação
    8. 9. PORTEFÓLIO REFLEXIVO DE APRENDIZAGEM Técnico de RVCC Formandos Formadores Diagnóstico inicial Conhecimento do sujeito Avaliação: competências, aprendizagens, modos de aprender, evolução 10 sessões de 3H De 80 a 90H
    9. 10. data e fontes/proveniência Estrutura <ul><li>Conteúdo : </li></ul><ul><li>recolha de Informação na Comunicação </li></ul><ul><li>Social, livros, Internet, outras fontes; </li></ul><ul><li>trabalhos feitos nas formações ou em casa; </li></ul><ul><li>experiências realizadas, incidentes críticos; </li></ul><ul><li>resumos, esquemas, relatórios, notas; </li></ul><ul><li>fichas de leitura, diários de aprendizagem, </li></ul><ul><li>narrativas de aprendizagem, fotografias, </li></ul><ul><li>entrevistas, pareceres; </li></ul><ul><li>outros documentos; </li></ul><ul><li>razões da inclusão dos documentos; </li></ul><ul><li>reflexões do formando; </li></ul><ul><li>todos os documentos já avaliados, mesmo </li></ul><ul><li>se já reformulados </li></ul>Índice/guião : construído e reconstruído Apresentação do Autor Identificação (instituição, nome, curso, nível) Organização : núcleos, temas, domínios Material : dossier, separadores Estrutura
    10. 11. Intencionalidade Critérios de construção e avaliação do portefólio Apresentação, criatividade, originalidade Organização: estruturação, sequencialidade Adequada justificação/fundamentação dos documentos Reflexividade, criticidade, problematização Qualidade das reflexões e da (auto)análise desenvolvida Representatividade, selectividade, diversidade, coerência Datação, i ndicação das fontes Correcção linguística, adequação às competências Iniciativa, autonomia, responsabilidade Carácter aberto, flexível e dinâmico Perseverança, melhoria constante
    11. 12. ORIENTADO PARA AS EXIGÊNCIAS DAS PESSOAS, DA SOCIEDADE, DO TRABALHO INSTRUMENTO ABERTO E DINÂMICO QUE SE OFERECE A AJUSTAMENTOS, ADAPTAÇÕES, REFORMULAÇÕES Um Referencial de Competências-Chave REFERENCIAL – CURRÍCULOS ORGANIZADOS EM TORNO DE COMPETÊNCIAS
    12. 13. A competência é a inteligência prática de situações que se apoia nos conhecimentos adquiridos e os transforma com tanta ou mais força quanto maior for a complexidade das situações. Refere-se à capacidade de uma pessoa assumir iniciativas, ir além das actividades prescritas, ser capaz de compreender e dominar novas situações, ser responsável e reconhecida por isto. ( Zarifian, 1999 ) A competência
    13. 14. A matriz fundadora - uma visão de futuro Um quadro teórico pluridisciplinar Saberes essenciais (estrutura interna) Práticas e Papéis (utilização externa) A EXPERIÊNCIA CONTEXTOS DE ACÇÃO PRÁTICAS SOCIAIS ADULTOS
    14. 15. ESTRATÉGIAS E INSTRUMENTOS? O Equilíbrio COMPETÊNCIAS DO REFERENCIAL COMPETÊNCIAS DE VIDA
    15. 16. O Referencial de Competências-Chave - NS Área de Sociedade, Ciência e Tecnologia (operatório) Área de Cultura, Língua, Comunicação (operatório) Adulto em Situações de Vida Área de Cidadania e Profissionalidade (transversal) Área de Cidadania e Profissionalidade (transversal)
    16. 17. Desenho Curricular 44 créditos ( 11 Unidades de Competências ) C C C C Unidade de Competência Competência Um crédito Cidadania e Profissionalidade UC1 UC2 UC3 UC4 UC5 UC6 UC7 UC8 Cultura, Língua, Comunicação UC1 UC2 UC3 UC4 UC5 UC6 UC7 Sociedade, Tecnologia e Ciência UC1 UC2 UC3 UC4 UC5 UC6 UC7
    17. 18. Síntese Fichas exemplos Fichas exemplos Não se aplica Sugestões de Actividades Identificação Compreensão Intervenção Identificação Compreensão Intervenção Identificação Compreensão Intervenção Elementos de Complexidade A partir de 3 dimensões A partir de 3 dimensões Formulação Integrada Critérios 28 28 32 Temas 7 7 8 Unidades de Competências Cultural Linguística Comunicacional Social Tecnológica Científica Social Cognitiva Ética Dimensões das Competências CLC STC CP Áreas Elementos
    18. 19. Social Cognitiva Ética Não se aplica Identificação Compreensão Intervenção Formulação Integrada 32 8 Social Cognitiva Ética CP
    19. 20. Fichas exemplos Fichas exemplos Identificação Compreensão Intervenção Identificação Compreensão Intervenção A partir de3 dimensões A partir de 3 dimensões 28 28 7 7 Cultural Linguística Comunicacional Social Tecnológico Científica CLC STC
    20. 21. Sociedade Tecnologia Ciência Cultura Língua Comunicação Fichas exemplos Fichas exemplos Identificação Compreensão Intervenção Identificação Compreensão Intervenção A partir de3 dimensões A partir de 3 dimensões 28 28 7 7 Cultural Linguística Comunicacional Social Tecnológico Científica CLC STC
    21. 22. Domínios de Referência Privado Profissional Institucional Macro Social
    22. 23. Actividades Integradoras “ Torna-se, assim, desejável, tanto no reconhecimento de competências como na formação, o recurso a &quot;actividades integradoras&quot;, em que o adulto possa mobilizar diferentes competências na definição, análise, pesquisa e resolução de problemas, gradualmente mais complexos, propostos em cada actividade.” REFERENCIAL DE COMPETÊNCIAS-CHAVE para a educação e formação de adultos _ nível secundário, p. 20 Portefólio Reflexivo de Aprendizagem Núcleo Gerador 7  = CLC e STC 8  CP Temas Domínio Referência Temas Domínio Referência Temas Domínio Referência Temas Domínio Referência

    ×