18.ago ouro i 17.15_487_copel-d

314 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
314
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

18.ago ouro i 17.15_487_copel-d

  1. 1. Eficiência Energética em Entidades Assistenciais Eng. Gustavo Klinguelfus
  2. 2. E.E. em Entidades Assistenciais O projeto foi desenvolvido em 502 entidades assistenciais distribuídas em 125 cidades dentro da área de concessão da Copel Distribuição S.A., localizadas no estado do Paraná. O período de implantação do projeto iniciou-se em outubro de 2009 e finalizou-se em dezembro de 2010. O projeto foi realizado em: - 481 entidades contempladas com substituição do sistema de iluminação (demais entidades recusaram-se ou já possuíam sistema eficiente); - 389 entidades contempladas com substituição do sistema de aquecimento de água para banho (demais entidades não possuem ou não utilizam chuveiro elétrico).
  3. 3. E.E. em Entidades Assistenciais <ul><li>Critério de seleção das entidades assistenciais: </li></ul><ul><li>Entidades atendidas em baixa tensão (grupo “B”), classificadas como assistenciais pela Copel Distribuição S.A. em 29/02/2008. </li></ul><ul><li>Definição de entidades assistenciais: </li></ul><ul><li>- Desenvolver assistência social, sem fins lucrativos, que se assemelhem, substituam ou complementem a atividade residencial, tais como: creches, asilos, abrigos, albergues e orfanatos; </li></ul><ul><li>- Possuir predominância de carga instalada com característica residencial (iluminação, aquecimento de água, refrigeradores e outros eletrodomésticos); </li></ul><ul><li>- A unidade consumidora não pode ser classificada como “Poder Público”; </li></ul><ul><li>- Apresentar declaração de registro como entidade social, fornecida pela SETP – Secretaria do Estado do Trabalho, Emprego e Promoção Social. </li></ul>
  4. 4. E.E. em Entidades Assistenciais
  5. 5. <ul><li>OBJETIVOS DO PROJETO : </li></ul><ul><li>Fomentar e incentivar a eficiência energética nas entidades assistenciais; </li></ul><ul><li>Prover as entidades assistenciais do conhecimento e das vantagens obtidas com a utilização de lâmpadas e chuveiros mais eficientes, fazendo com que estas se interessem em comprá-las e utilizá-las, hoje e no futuro; </li></ul><ul><li>Mostrar que o uso seguro e sem desperdício de energia elétrica pode melhorar a qualidade de vida, preservar o meio ambiente e reduzir a sua conta de luz; </li></ul><ul><li>Reduzir o consumo de energia elétrica e a demanda de potência no horário de ponta do sistema elétrico da Copel Distribuição S.A.; </li></ul><ul><li>Reforçar a imagem da Copel Distribuição S.A., através do Programa de Eficiência Energética regulamentado pela Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, como incentivadora de ações ambientalmente corretas. </li></ul>E.E. em Entidades Assistenciais
  6. 6. <ul><li>ETAPAS DO PROJETO : </li></ul><ul><li>Realização de levantamento preliminar; </li></ul><ul><li>Medições antes da eficientização; </li></ul><ul><li>Aquisição dos materiais e contratação da mão de obra para execução; </li></ul><ul><li>Execução dos serviços; </li></ul><ul><li>Medições após a eficientização; </li></ul><ul><li>Avaliação dos resultados e elaboração de relatório final. </li></ul>E.E. em Entidades Assistenciais
  7. 7. E.E. em Entidades Assistenciais SISTEMA DE ILUMINAÇÃO: - Substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas; - Substituição de lâmpadas fluorescentes tubulares tipo T12/T10 (20W e 40W) por lâmpadas fluorescentes tubulares tipo T8 (16W e 32W); - Substituição de luminárias padrão por modelos eficientes (abertas e fechadas). Neste projeto existe a obrigatoriedade em seguir a regulamentação emitida pela SESA – Secretaria do Estado da Saúde do Paraná, que estabelece a instalação de luminárias fechadas (herméticas) em áreas de manejo de alimentos e medicamentos, atendimento a pacientes, internação ou emergência, para facilitar a higienização.
  8. 8. E.E. em Entidades Assistenciais Iluminação antes da eficientização
  9. 9. E.E. em Entidades Assistenciais Iluminação após a eficientização
  10. 10. E.E. em Entidades Assistenciais SISTEMA DE CHUVEIROS COM RECUPERADOR DE CALOR: - Substituição de chuveiros elétricos convencionais por equipamentos com sistema de recuperação de calor. Um diferencial neste projeto é que foram desenvolvidos sistemas para banho em cadeirantes. O recuperador de calor consiste em uma serpentina posicionada junto ao chão logo abaixo do chuveiro. Esta serpentina dificulta e às vezes impossibilita o banho de cadeirantes. Como solução a este problema, foi desenvolvido pelo fornecedor dos recuperadores de calor uma plataforma para acesso aos chuveiros pelos cadeirantes.
  11. 11. E.E. em Entidades Assistenciais Chuveiros antes da eficientização
  12. 12. E.E. em Entidades Assistenciais Recuperadores de calor após a eficientização
  13. 13. E.E. em Entidades Assistenciais <ul><li>METAS FÍSICAS: </li></ul><ul><li>Executado : </li></ul><ul><ul><li>Substituídos 14.876 pontos de iluminação; </li></ul></ul><ul><ul><li>Substituídos 443 sistemas de aquecimento de água para banho. </li></ul></ul>
  14. 14. E.E. em Entidades Assistenciais <ul><li>COMPROVAÇÃO DOS RESULTADOS: </li></ul><ul><li>Medições foram realizadas conforme Opção “A” do Protocolo Internacional de Medição e Verificação de Performance. O critério da seleção do tamanho da amostragem obedeceu a NBR 5426 – nível geral de inspeção I. </li></ul><ul><li>Sistema de iluminação : medições instantâneas de potência ativa (W) de 568 pontos de iluminação antes e após, totalizando 1.136 pontos de iluminação, juntamente com as horas de funcionamento encontrou-se o consumo ativo (kWh). </li></ul><ul><li>- Sistema de aquecimento de água para banho : monitoramento de 20 chuveiros antes e após, totalizando 40 medições, utilizando-se analisador de energia, obtendo-se o consumo (kWh) e a demanda máxima (ponta e fora de ponta). </li></ul>
  15. 15. E.E. em Entidades Assistenciais ENERGIA ECONOMIZADA (MWh/ano): Realizada: 1.417,12 REDUÇÃO DE DEMANDA NA PONTA (kW): Realizado: 367,49 RELAÇÃO CUSTO BENEFÍCIO: Realizado: 0,5306 CUSTOS DO PROJETO: Realizado: R$ 1.539.832,13
  16. 16. E.E. em Entidades Assistenciais DESCARTE DOS MATERIAIS: Todos os equipamentos ineficientes substituídos durante este projeto foram descartados conforme legislação ambiental vigente.
  17. 17. E.E. em Entidades Assistenciais GUSTAVO KLINGUELFUS Copel Distribuição S.A. (041) 3310-5454 [email_address] MUITO OBRIGADO!

×