17.ago ouro i 16.00_424_aeselpa

495 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
495
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
91
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

17.ago ouro i 16.00_424_aeselpa

  1. 1. Sistema para aquecimento solar de água para banho, de baixo custo, aos clientes residentes em comunidades de baixa renda.
  2. 2. AES Brasil Estamos entre os líderes de mercado em Geração e Distribuição de energia elétrica... 7 milhões de clientes 7 mil colaboradores
  3. 3. 11% do consumo do Brasil 40% do consumo do Estado de São Paulo <ul><li>16,1 milhões de habitantes </li></ul><ul><li>6 milhões de Clientes </li></ul><ul><li>24 municípios, incluindo a capital </li></ul><ul><li>5 mil colaboradores </li></ul><ul><li>4.526 km² de área de concessão </li></ul><ul><li>14% do PIB brasileiro </li></ul>A maior distribuidora de energia elétrica da América Latina, em faturamento AES Eletropaulo
  4. 4. Altíssima concentração no centro expandido de São Paulo Densidade de Clientes 91% dos Clientes em 28% da Área de Concessão 4.600 clientes / km 2
  5. 5. Participantes P&D 310-21/2009 <ul><li>Entidades </li></ul><ul><li>AES Eletropaulo </li></ul><ul><li>CGTI – Centro de Gestão de Tecnologia e Inovação </li></ul><ul><li>Gerente - Márcio Visini Carlos </li></ul><ul><li>Coordenador - Newton José Guaraldo </li></ul><ul><li>Equipe – Adelfo Brás Barnabé </li></ul><ul><li>Fernando Luis Brito Bacellar </li></ul><ul><li>Flávio Faria </li></ul><ul><li>Roberto Luiz Maciel </li></ul>
  6. 6. Objetivo Produto: Sistema de Aquecimento Solar - SAS de menor custo para ser usado em residencias de baixa renda existentes . - desenvolver Coletor e Reservatório via P&D - visar futura aplicação do resultado em grande escala - programas de Eficiencia Energética incentivados ou não .
  7. 7. Condições de Contorno <ul><li>Condições desejadas – pré definidas : </li></ul><ul><li>Mínimo custo  Preço Final </li></ul><ul><li>SAS com desempenho conjunto suficiente para 4 banhos/dia </li></ul><ul><li>Não usar materiais nobres: alumínio, cobre, vidro </li></ul><ul><li>Adotar o conceito mais simples: sistema híbrido , </li></ul><ul><li>SAS associado a 1 chuveiro , com uso de misturador </li></ul><ul><li>Termo sifão, sem auxílio de nenhum dispositivo adicional. </li></ul><ul><li>Sem resistência elétrica interna ao reservatório de água quente. </li></ul>
  8. 8. Condições de Contorno <ul><li>Condições desejadas – pré definidas : </li></ul><ul><li>Sem controlador eletrônico de qualquer natureza </li></ul><ul><li>Facilidade na fabricação – poucos componentes </li></ul><ul><li>Dispensar canos de cobre – usar PVC </li></ul><ul><li>Reservatório de água quente: 200L – banhos duração – 10 min. </li></ul><ul><li>Temperaturas suficientes: </li></ul><ul><ul><ul><ul><li>Água do banho entre 38ºC e 41ºC </li></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><li>Temperatura água Reservatório entre 40 a 65ºC </li></ul></ul></ul></ul>
  9. 9. 1ª Fase Estudos de concepções artesanais existentes para - - Aprimorar para fabricar e vender pronto p/instalação. Várias tentativas que não tiveram sucesso (ainda): - reservatório de água quente dentro de caixa d’água de 1500L. - coletor solar e reservatório de água quente - 1 só peça. - reservatório de água quente tipo bolsa térmica. - coletor solar peça única a ser feito via molde, injeção de material plástico - PET - de garrafas recicladas, . - coletor em material plástico - parte integrante do telhado - reservatório em material plástico - parte integrante do telhado
  10. 10. 2ª Fase Confecção e Montagem de 3 protótipos diferentes e completos, - coletor, reservatório, tubulação de PVC, sensores de temperatura, registrador, chuveiros. - testes em operação por 1 mês - medições de temperaturas na entrada e saída do coletor, e na saída do reservatório - comparações e seleção de Coletor e Reservatório
  11. 11. Fabricação do Reservatório Molde Processo Roto-moldagem
  12. 12. 2ª Fase Sensor temperatura Placa de fibra de vidro - falha
  13. 13. 2ª Fase marcador de temperatura MicroSol II Plus Versão 3 alimentando um conversor de dados interface Full Gauge - Conv 256.
  14. 14. 3ª Fase 5 protótipos iguais instalados em residências baixa renda   Chuveiros não trocados. Colocado misturador.    
  15. 16. 3ª Fase Reprojeto do reservatório – melhoria da isolação térmica Reservatório Roto-moldado Modificação para 3 Original 2 camadas Plásticas camadas
  16. 17. 4ª Fase P rotótipos Aprimorados   Coletor: . inovações nos materiais (Plásticos)– custo 30 % abaixo da média.   Reservatório: . inovações - monolítico, processo fabricação roto-moldagem, tanque não metálico, sem isolamento adicional nem camada de espuma isolante, e sem acabamento externo – sai acabado do molde! – nenhum componente metálico, leve, custo 30% abaixo.    
  17. 18. 5ª Fase - 10 SAS Instalados <ul><li>Reservatório e 2 coletores </li></ul><ul><li>Sobre laje, suporte b) sobre telhado “brasilit” </li></ul><ul><li>Tubos sem isolação Tubos com isolação </li></ul>
  18. 19. 5ª Fase - 10 SAS Instalados
  19. 20. Metodologia Conclusões da Experiencia de 4 meses   Redução constatada nas contas de energia 1) Denilson – 26% 2) Marcos – 15% 3) Oliveira – 3% 4) Alex – 34% 5) Luiz – 17,4% 6) Idelton – 22,6% 7) João – 23% 8) David – mau uso 9) Júlio – desistiu, desligou, não devolveu. 10) Edmundo – 11,7%
  20. 21. Conclusões Conclusões da Experiencia de 4 meses   - Temperaturas alcançadas pelo coletor : Maio/11 – média 43ºC – variação 32 a 53ºC (excluídos dias de chuva) Junho/11 – média 43ºC – variação 28 a 51ºC (idem)   Nov/10 – média 53,2ºC – variação 46 a 62ºC (excluidos dia de chuva) Dez/10 – média 55ºC – variação 51 a 59ºC (idem)   - Modo de uso pelos moradores influencia muito no efeito do SAS.   - As contas de energia de cada residencia não traduzem com confiabilidade a eficiencia e capacidade de desempenho do SAS. - Podem representar mais realisticamente os resultados a serem esperados sobre a redução de consumo de energia.
  21. 22. Conclusões Muitos fatores influenciam a variação de consumo da energia elétrica: - variáveis que ocorrem individualmente nas unidades a) a posição em que se usa o chuveiro “inverno” ou “verão” b) a potência do chuveiro em cada uma dessas posições c) alteração na composição da família ocupante da casa d) uso correto ou incorreto da água quente por cada morador, e) número de banhos por dia, f) número de pessoas na residência,
  22. 23. Conclusões Fatores que influenciam a variação de consumo da energia –cont. g) duração média de um banho, h) número de horas (ou dias) de insolação por ano; i) aproveitamento real da insolação sobre o absorvedor; j) casos de ligação irregular - “gatos” - sobre a alimentação elétrica dos chuveiros. k) mais de um chuveiro na unidade A variação de resultado de redução de consumo de energia indica necessidade de esforço para conseguir a mudança do comportamento dos usuários.
  23. 24. Resultados do projeto <ul><li>Protótipo Funcional de Absorvedor Solar </li></ul><ul><li>Protótipo Funcional de Reservatório de água quente </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>- Pedidos de Patente para o Absorvedor e para o Reservatório </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Custos de confecção em torno de 30% mais baixos </li></ul><ul><li>(Preço a mercado ainda Indefinido) </li></ul>
  24. 25. Avanço do projeto Próxima fase – Cabeça de Série   1. Adequar os protótipos para dispositivos serem vendidos no mercado.   2. Prover desempenho térmico e eficiência energética suficientes/mínimos para poderem receber selo e etiqueta, ao menor custo/preço possível.   Direcionar uso a Programa de eficiência energética e para grandes programas de massificação da aplicação de SAS visando redução de consumo de energia elétrica (em horário de ponta). 3. Realizar uma aplicação amostral de pelo menos 1.000 SAS para verificar o efeito real na redução de consumo de um conjunto de residências existentes.   4. Contemplar a avaliação mediante medições e verificações em conformidade com Programa/Manual de Eficiencia Energética em 20 dessas unidades.
  25. 26. <ul><li>Maiores detalhes </li></ul><ul><li>envie e-mail para: </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>OBRIGADO. </li></ul>

×