Antropologia correcao3.

5.839 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • too bad the presentation is in Spanish, how do I translate it?
    http://www.gardeningmania.net
    http://www.gardeningmania.net/category/vegetables/
    http://www.gardeningmania.net/category/seeds/
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.839
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Antropologia correcao3.

  1. 1. Atividade Programada Orientada Alunos: Jucimara Souza de Jesus Jussara Cotrin Fernandes José Itamar Sousa dos Santos Ilma de Almeida Monique Cintra Ribeiro Couto Paloma dos Santos Lima Rosemary dos Santos de Jesus Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica Professor: Fabiano Viana Oliveira
  2. 2. <ul><li>MITOS - Os gregos criaram mitos , para buscar um significado para os fatos políticos, econômicos e sociais, os gregos criaram uma série de histórias, de origem imaginativa, que eram transmitidas, principalmente através de literatura oral. </li></ul><ul><li>FIGURAS MITOLÓGICAS - Heróis, deuses, ninfas, titãs e centauros habitavam o mundo material, influenciando em suas vidas. Agradar uma divindade era condição fundamental para atingir bons resultados na vida material </li></ul>MITOLOGIA GREGA Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  3. 3. Pré-Socráticos <ul><li>Filósofos que vieram antes de Sócrates. São chamados de filósofos da natureza, pois investigaram questões pertinentes a esta, como de que é feito o mundo. Romperam com a visão mítica e religiosa da natureza que prevalecia na época, adotando uma forma científica de pensa. </li></ul><ul><li>Tales de Mileto- é considerado o pai da filosofia     grega, o primeiro homem sábio. Teve como  discípulo Anaximandro . </li></ul><ul><li>Pitágoras postulou como via de salvação em vez desse deus, a matemática. Acreditava na divindade do número.. É de Pitágoras o teorema do triângulo retângulo . </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  4. 4. <ul><li>Grupos de mestres que viajavam de cidade em cidade realizando aparições públicas ( discursos , etc) para atrair estudantes, de quem cobravam taxas para oferecer-lhes educação. </li></ul><ul><li>Protágoras, Górgias e Isócrates estão entre os primeiros sofistas conhecidos. </li></ul><ul><li>Substituíram a natureza que antes era o principal objeto de reflexão pela arte da persuasão. </li></ul>SOFISTAS Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  5. 5. FILÓSOFOS GREGOS Sócrates - filósofo grego (Atenas 470 - 399 a . C .) .Não deixou obra escrita, mas seus ensinamentos são conhecidos por fontes indiretas, principalmente por Platão, seu maior discípulo. Seu método de transmissão de conhecimentos e sabedoria era o diálogo. Através da palavra, o filósofo tentava levar o conhecimento sobre as coisas do mundo e do ser humano. Sócrates travou uma polêmica profunda com os sofista, pois procurava um fundamento último para as interrogações humanas ( O que é o bem? O que é a virtude? O que é a justiça?). Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  6. 6. FILÓSOFOS GREGOS Platão - filósofo grego (Atenas 427 a .C. - id. C. 347 a . C.). Foi discípulo de Sócrates e professor de Aristóteles. É considerado um dos grandes pensadores da história da filosofia. Sua obra foi escrita em forma de diálogos. Teoria das ideias - Para Platão nada deste mundo correspondia à verdade, o filósofo dizia que havia dois mundos: o mundo sensível e o mundo inteligível . A forma dos escritos platônicos é o diálogo, transição espontânea entre o ensinamento oral e fragmentário de Sócrates e o método estritamente didático de Aristóteles. Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  7. 7. FILÓSOFOS GREGOS <ul><li>O mito da caverna é uma metáfora da condição humana perante o mundo, no que diz respeito à importância do conhecimento filosófico e à educação como forma de superação da ignorância, isto é, a passagem gradativa do senso comum enquanto visão de mundo e explicação da realidade para o conhecimento filosófico, que é racional, sistemático e organizado, que busca as respostas não no acaso, mas na causalidade . </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica O mito da Caverna de Platão
  8. 8. FILÓSOFOS GREGOS <ul><li>Aristóteles – ( Macedônia, em 384 a . C.) Discípulo e crítico de Platão, sendo considerado o criador do pensamento lógico. </li></ul><ul><li>Na Ética de Aristóteles, virtude é hábito – hábito construído pela contigüidade da relação potência e ato, contribuindo para o estudo da condição humana. </li></ul><ul><li>Sua grande obra é o livro Organon, que reúne grande parte de seus pensamentos.  </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  9. 9. <ul><li>Santo Agostinho </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica Aurélio Agostinho , Agostinho de Hipona, ou Santo Agostinho (Tasgaste, 354 d.C – Hipona, 430 d.C), foi um bispo, escritor, teólogo, filósofo, padre e Doutor da Igreja Católica.. O tema principal é o da liberdade do ser humano e a origem do mal moral. Para Agostinho, a fonte do pecado está no abuso da liberdade, sendo, entretanto, o livre-arbítrio um grande dom de Deus. Aprofundou o conceito de pecado original dos padres anteriores e, quando o Império Romano do Ocidente começou a se desintegrar, desenvolveu o conceito de Igreja como a cidade espiritual de Deus, tendo profunda influência sobre o pensamento do homem medieval. Na Igreja Católica e na Igreja Anglicana é considerado um santo.
  10. 10. <ul><li>São Tomás de Aquino (Roccaseca, 1225 – Fossanova, 1274) foi um padre dominicano, teólogo, proclamado santo e proclamado Doctor Angelicus pela Igreja Católica. </li></ul><ul><li>Seu maior mérito foi a síntese do cristianismo com a visão aristotélica do mundo. </li></ul><ul><li>A partir dele, a igreja tem uma Teologia fundada na revelação e uma Filosofia baseada no exercício da razão, que se fundem numa síntese definitiva: fé e razão. Afirmou que não pode haver contradição entre fé e razão. </li></ul><ul><li>Explica que toda a criação é boa, tudo o que existe é bom, por participar do ser de Deus . O mal é a ausência de uma perfeição devida e a essência do mal é a privação ou ausência do bem . </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica SÃO THOMÁS DE AQUINO
  11. 11. RENASCENÇA Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica Valorização da cultura greco-romana. Para os artistas da época renascentista, os gregos e romanos possuíam uma visão completa e humana da natureza, ao contrário dos homens medievais. As qualidades mais valorizadas no ser humano passaram a ser a inteligência, o conhecimento e o dom artístico;
  12. 12. <ul><li>RENASCENÇA </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica Humanistas - momento histórico-social é tido como um período de transição. Marca a passagem do fim da Idade Média para a Idade Moderna. O homem começa a se valorizar, sem contudo abandonar por completo o temor a Deus e a submissão. O Humanismo teve início na Itália no século XIV indo até ao século XVI. A expressão humanismo refere-se genericamente a uma série de valores e ideais relacionados à celebração do ser humano. O humanisno renascentista propõe o antropocentrismo.
  13. 13. RENASCENÇA <ul><li>Renascimento na Arte </li></ul><ul><li>Giotto di Bondone ( O beijo de Judas) , Michelangelo ( Juízo Final), Rafeal Sanzio (Virgem Maria com o menino Jesus), Leonardo da Vinci ( Mona lisa e a última Ceia). Sandro Boticelli ( O nascimento de Vênis e Primavera). </li></ul><ul><li>Renascimento científico </li></ul><ul><li>Nicolau Copérnico - Defendeu a ideia do heliocentrismo. </li></ul><ul><li>Galileu Galilei desenvolveu instrumentos ópticos, também defendeu a idéia de que a Terra girava em torno do Sol. </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  14. 14. Racionalismo Descartes (1596 – 1649) pode ser considerado o fundador do racionalismo moderno e da filosofia moderna. Descartes, Leibniz e Spinoza são alguns dos representantes do racionalismo. Esta doutrina filosófica afirma que o conhecimento humano tem a sua origem na razão, que possui, ou representações inatas, ou capacidade de criar representações (Ideias gerais) dos objetos, às quais a realidade se submete. Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica René Descartes
  15. 15. <ul><li>O Racionalismo (séculos XVII e XVIII )é a corrente filosófica que iniciou com a definição do raciocínio que é a operação mental, discursiva e lógica. Este usa uma ou mais proposições para extrair conclusões se uma ou outra proposição é verdadeira, falsa ou provável. </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica RACIONALISMO
  16. 16. Empirismo <ul><li>Os maiores representantes do empirismo, todos eles ingleses, são: Bacon, Hobbes, Locke, Berkeley e Hume. </li></ul><ul><li>Todo o processo do conhecer, do saber e do agir é aprendido pela experiência, pela tentativa e erro. </li></ul>John Locke Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica
  17. 17. <ul><li>Empirismo - nome genérico de todas as doutrinas filosóficas que negam a existência de axiomas enquanto princípios de conhecimento logicamente distintos da experiência. </li></ul><ul><li>Do ponto de vista gnosiológico, o empirismo é a doutrina que, reconhecendo ou não a existência de princípios inatos no indivíduo, não admite que o espírito tenha leis próprias que difiram das coisas conhecidas e, por conseguinte, baseia o conhecimento do verdadeiro apenas sobre a experiência, fora da qual admite apenas definições e hipóteses arbitrárias. </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica EMPIRISMO
  18. 18. <ul><li>BULFINCH, Thomas. O livro de ouro da mitologia. Rio de Janeiro: Ediouro. </li></ul><ul><li>Coleção Os Pensadores, Os Pré-socráticos, Abril Cultural, São Paulo, 1.ª edição, vol.I, agosto 1973. </li></ul><ul><li>http://www.consciencia.org/pre_socraticos.shtml </li></ul><ul><li>http://www.suapesquisa.com/o_que_e/humanismo.htm </li></ul><ul><li>http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/humanismo/humanismo-6.php </li></ul>Faculdade Castro Alves Curso Psicologia - Antropologia Filosófica REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS

×