Cultura digital turma 2012 Ingred e Roberta

147 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
147
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultura digital turma 2012 Ingred e Roberta

  1. 1. Ingred Suhet– matrícula 1232012016Roberta Caldo – matrícula 1232012013IESB – Cultura Digital - 2012
  2. 2. Dois portais na internet – www.mds.gov.br e www.brasilsemmiseria.gov.brCada portal possui canais nas redes sociais – Facebook, Twitter, Youtube.Análise em individual dos portais e seus três canais sociais
  3. 3.  Portal: formato de agência de notícias, com sala de imprensa disponibilizando matérias, artigos, fotos, boletins, peças publicitárias, eventos, edições antigas de jornais e contatos. Ícone do jornal mal posicionado, no pé da página Dentro da sala de imprensa não há acesso para rádio, embora boletins de áudio estejam disponibilizados na 1ª página
  4. 4.  Navegação confusa e não amigável Vocabulário muito técnico – só quem acompanha a área entende Ex.: “Conselho Nacional de Assistência Social aprova programa de acesso ao trabalho”, “Começa acompanhamento da frequência escolar”
  5. 5.  Youtube: apresenta longos vídeos de teleconferências para gestores e entrevistas de seus dirigentes, incluindo em inglês e sem legendas. Há vídeos com mais de uma hora, nenhum material é editado. Há também matérias jornalísticas curtas da EBC. Separação é por tema (Assistência Social, Bolsa Família etc) 276 inscrições, 74.501 exibições de vídeos, 145 uploads. Campeões de audiência são teleconferências
  6. 6.  Twitter @mdscomunicacao tem 1.708 seguidores e basicamente replica notícias publicadas no portal Conflito: Canal ágil remete para longo programa em TV. Ex: Assista íntegra da #Teleconferência sobre inclusão da população em situação de rua Uso desordenado de hashtags não reforça nenhuma mensagem .Em uma semana (21 a 25 de maio) foram usadas #Teleconferência, #Assistência Social, #BPCnaEscola, #Agricultura Familiar, #Segurança Alimentar, #EditalMDS, #Bolsa Família.
  7. 7.  Facebooka FunpagePortalMDS, com 2.321 “curtir” postagens de notícias, com textos duros e burocráticos. Exemplo: “A falta de identificação correta da escola no Cadastro Único dificultou o acompanhamento da frequência escolar de 713.418 alunos atendidos pelo Bolsa Família em 2011. O MDS e o Ministério da Educação iniciaram uma ação, este ano, para localizar as instituições de ensino de crianças e adolescentes, na faixa dos 6 aos 18 anos, atendidas pelo programa de transferência de renda. Com a medida, já foram encontradas mais de 85 mil alunos. http://goo.gl/6O0WT"
  8. 8.  No caso específico deste post, há um comentário negativo relatando um problema operacional que está “sem resposta até agora do MDS”. Não há resposta no post, que tinha apenas texto. A funpage tem um forum que recebeu um pedido de informações de um gestor há dois meses e, ao menos publicamente, não foi respondido. Posts recebem de 5 a 20 compartilhamentos
  9. 9.  Dentro do portal do MDS, há uma aba sobre o Brasil Sem Miséria que remete para outro portal Formato mais publicitário (testeira e barra com anúncios e campanha publicitária do programa) mas seguindo a fórmula de agência de notícias
  10. 10.  Portal apresenta depoimentos curtos feitos no lançamento do programa, ou seja, é o mesmo material postado há um ano As notícias são as mesmas publicadas no portal do MDS, com a mesma edição
  11. 11.  Canal no Youtube tem 227 inscritos, 30.637 exibições de vídeo e 159 uploads Reproduz programas da EBC (transmissão de eventos e cerimônias que chegam a uma hora, entrevistas e matérias). Exposições variam de 8 exibições (entrevista de 2 minutos com um secretário) a 8.059 exibições (pronunciamento da Dilma em cadeia nacional de rádio e TV, com 10 minutos). A galeria favoritos não inclui os vídeos mais acessados. Embora vídeos publicitários tenham mais de 500 acessos, são apenas dois e não estão em destaque.
  12. 12.  Perfil no Twitter #BrasilSeMiseria tem 5.929 seguidores, 1.169 Tweets. Publica posts de notícias do site BSM. Utiliza pic.twitter. Na semana de 21 a 25 de maio, teve 7 posts: um chegou a 11 retweets, 3 não tiveram nenhum retweet. Utiliza mais a hashtag #BrasilSemMiseria, embora também tenha profusão de hashtags #BrasilCarinhoso, #Bolsa Família
  13. 13.  Funpage no Facebook tem 1.847 curtir, galeria de fotos, forum sem nenhum tópico criado. Segue a linha da Funpage do MDS, publicando matérias, muitas sem foto ou vídeo. Poucos compartilhamentos (no máximo 13) e baixa exigência de interação – apenas dois pedidos de informação, só um atendido publicamente, na semana passada.
  14. 14.  O MDS e o Brasil Sem Miséria estão na rede. No caso do MDS, a comunicação é feita basicamente com gestores, via canal de Youtube, onde as teleconferências chegam a 1.473 exibições (outras, zero). Postagem publicitária tem maior aceitacão (8.877 exibições) mas não há renovação deste conteúdo. A linguagem é muito burocrática e repetitiva nas redes sociais, com interação zero.
  15. 15.  As acões do BSM são mais publicitárias e destinadas ao público em geral. Tem baixa interatividade mas linguagem um pouco mais coloquial. Falta renovar material publicitário, especialmente no youtube. Baixa utilização das redes sociais e não possui produção de noticiário diferente do MDS.

×