BG 12 - Ciclo Celular

438 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

BG 12 - Ciclo Celular

  1. 1.  As células de um indivíduo possuem todas o mesmo material genético. Nuno Correia 10/11
  2. 2. Nuno Correia 10/11
  3. 3.  As células, para além de serem as unidades básicas da vida, asseguram a continuidade dessa mesma vida, na medida em que se dividem e originam novas células. Nuno Correia 10/11
  4. 4.  Quando as células se dividem, cada célula origina, em regra, duas células-filhas que são geneticamente iguais à célula-mãe. Nuno Correia 10/11
  5. 5.  Crescer Reconstituir Reproduzir Nuno Correia 10/11
  6. 6. Nuno Correia 10/11
  7. 7.  Nos organismos unicelulares, como as bactérias ou as leveduras, cada divisão celular corresponde à reprodução. Nuno Correia 10/11
  8. 8.  A informação genética é autoduplicada e as cópias rigorosamente distribuídas por cada uma das células-filha através de um "bailado" sequenciado e rigoroso de moléculas de DNA. Nuno Correia 10/11
  9. 9.  Como é que moléculas tão extensas como as de DNA se movimentam durante a divisão celular, sem se quebrarem ou emaranharem? Nuno Correia 10/11
  10. 10. Nuno Correia 10/11
  11. 11.  Indique o nome da estrutura ao nível da qual se ligam entre si os cromatídios de um cromossoma. Descreva a constituição básica de um cromatídio. Sugira uma explicação para a modificação dos cromossomas da forma distendida para a forma condensada, durante a vida de uma célula. Sob que forma é que lhe parece previsível que o material genético se apresente no momento da divisão celular? Nuno Correia 10/11
  12. 12.  Centrómero. Nuno Correia 10/11
  13. 13.  DNA e proteínas. Nuno Correia 10/11
  14. 14.  Há uma espiralização do DNA - e, graças às proteínas, a molécula - -fica profundamente condensada, reduzindo o seu tamanho. Nuno Correia 10/11
  15. 15.  Na forma condensada. Nuno Correia 10/11
  16. 16.  O conjunto de transformações que decorrem desde a formação de uma célula até ao momento em que ela própria, por divisão, origina duas células-filhas constitui um processo dinâmico e contínuo a que se chama ciclo celular.Nuno Correia 10/11
  17. 17. Nuno Correia 10/11
  18. 18. Nuno Correia 10/11
  19. 19. Nuno Correia 10/11
  20. 20. G1 Interfase S Ciclo G2Celular Mitose Fase Mitótica Citocinese Nuno Correia 10/11
  21. 21. Nuno Correia 10/11
  22. 22.  Na fase G1 cada cromossoma é constituído por um cromatídio ao passo que na fase G2 cada cromossoma é constituído por dois cromatídios. Na fase G2 os centríolos encontram-se duplicados" -havendo por isso dois pares-enquanto que na fase G1 só há um par. Nuno Correia 10/11
  23. 23.  As células possuem numerosos filamentos cilíndricos, constituídos por uma proteína. Nas células animais, o centro organizador de microtúbulos é constituído pelo centrossoma, que inclui os centríolos dispostos perpendicularmente. Nuno Correia 10/11
  24. 24.  Os centríolos são estruturas cilíndricas constituídas por microtúbulos altamente organizados, possuindo cada centríolo nove conjuntos de três microtúbulos. Nuno Correia 10/11
  25. 25. FASE MITÓTICA Nuno Correia 10/11• MITOSE•CITOCINESE
  26. 26.  Conjunto de transformações durante as quais o núcleo das células eucarióticas se divide. As células reorganizam os seus microtúbulos na forma de um fuso bipolar estando o MTOC nos pólos do fuso. Embora a mitose seja um processo contínuo, nela distinguem-se, convencionalmente, quatro estádios. Nuno Correia 10/11
  27. 27.  A mais longa da mitose; os cromossomas assumem, um aspecto mais curto e espesso - condensação da cromatina (DNA e proteínas associadas). Visualizam-se os dois cromatídeos-irmãos Os centrossomas, já duplicados, começam a migrar para pólos opostos da célula O nucléolo dissipa-se até desaparecer A membrana nuclear desorganiza-se. Nuno Correia 10/11
  28. 28.  A célula encontra-se sem membrana nuclear os microtúbulos vão crescendo a partir dos centrossomas, localizados em pólos opostos da célula. Forma-se assim um fuso acromático que obriga a um posicionamento dos cromossomas no plano equatorial do fuso (placa equatorial ou mitótica). Nuno Correia 10/11
  29. 29.  É a etapa mais curta da mitose. Inclui acontecimentos determinantes no sucesso deste processo. Assegura uma separação definitiva e rigorosa dos cromatídeos-irmãos. Nuno Correia 10/11
  30. 30.  Quando os dois conjuntos de cromossomas atingem os pólos opostos da célula, inicia-se a telófase. Nesta altura, os cromossomas descondensam-se. A membrana nuclear reorganiza- se e os nucléolos reaparecem. Nuno Correia 10/11
  31. 31.  Após a replicação do DNA, os dois cromatídeos-irmãos permanecem ligados, por acção de proteínas (coesinas). Na metáfase são removidas na quase totalidade. Na região do centrómero é mantida a coesão até ao início da anáfase, quando uma enzima faz a hidrólise destas proteínas, e estas, ao serem degradadas, libertam os cromatídeos-irmãos. Nuno Correia 10/11
  32. 32.  A citocinese, divisão do citoplasma, depende da formação de um anel de contracção (estrutura composta por filamentos de acti-na e miosina, proteínas estruturais) ligado à face citoplasmática da membrana plasmática e a meio da distância entre os dois centrossomas Nuno Correia 10/11
  33. 33. Nuno Correia 10/11
  34. 34. Nuno Correia 10/11
  35. 35. Nuno Correia 10/11
  36. 36. Nuno Correia 10/11
  37. 37. Nuno Correia 10/11
  38. 38. Nuno Correia 10/11
  39. 39. Nuno Correia 10/11

×