Rafael Prikladnicki (TECNOPUC/PUCRS) 
Isaque Vacari (Embrapa) 
Metodologias Ágeis na Administração Pública: Uma Revisão Si...
Por que estudar o governo? 
De acordo com a ENAP: 
O governo oferece um contexto repleto de complexidades, dramas e ambi...
Examinamos 17 artigos sobre a adoção de métodos ágeis no GOV 
9 BD conhecidas internacionalmente 
8 BD de acesso restrit...
Caracterização dos estudos 
1 
1 
2 
0 
2 
3 
1 
1 
1 
2 
1 
1 
1 
2001 
2002 
2003 
2004 
2005 
2006 
2007 
2008 
2009 
2...
Caracterização dos estudos 
Tipo de metodologia ágil 
XP: 6 estudos 
Scrum: 3 estudos 
Scrum e XP: 2 estudos 
Tipo de...
Caracterização dos estudos 
Execução do desenvolvimento 
Governo: 7 estudos 
Indústria: 3 estudos 
Governo e Indústria...
Motivos para as metodologias ágeis 
Razões para as metodologias ágeis 
Uma resposta ao histórico de fracassos de projeto...
Alguns benefícios das metodologias ágeis 
Alguns benefícios das metodologias ágeis 
Entrega de valor ao cliente mais ced...
Alguns desafios para as metodologias ágeis 
Alguns desafios para as metodologias ágeis 
A falta de conhecimento e experi...
Algumas constatações 
“Metodologias e tecnologias são adotas no setor público bem depois que elas são experimentadas e ava...
Algumas constatações 
“O governo percebe oportunidade externa e absorve o uso de métodos ágeis em projetos piloto com pess...
Algumas constatações 
“A partir daí, suas experiências positivas são refinadas e expandidas para outros projetos dentro da...
Algumas constatações 
“A cultura ágil no setor público nasce a partir da experimentação do objeto de estudo em subculturas...
OBRIGADO!!! Isaque Vacariisaque.vacari@embrapa.br 
Rafael Prikladnickirafaelp@pucrs.br
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metodologias Ágeis na Administração Pública: Uma Revisão Sistemática da Literatura

505 visualizações

Publicada em

No âmbito do governo, as administrações públicas (APs) têm passado por um significativo processo de modernização para atender os compromissos atuais e emergentes da sociedade, como também melhorar a qualidade dos serviços públicos prestados. Esta realidade implica diretamente no aumento da demanda por produtos de software e indiretamente implica na busca por melhores abordagens e processos para desenvolvê-los ou adquiri-los. Em uma economia moderna, as condições de mercado mudam rapidamente e novos desafios surgem sem aviso. Se durante muitos anos o desenvolvimento de software foi guiado por processos prescritivos, que tinham por finalidade colocar ordem no caos, proporcionando um roteiro razoavelmente eficaz para as equipes de projetos, nos dias atuais observa-se a introdução cada vez maior de processos adaptativos de desenvolvimento de software, focados no produto e nas pessoas que o desenvolvem e recomendados para ambientes onde os requisitos são voláteis. As metodologias ágeis se encaixam neste contexto e tem gradativamente despertado o interesse da AP brasileira. Neste sentido, o objetivo deste artigo é apresentar os resultados de uma revisão sistemática sobre o uso de metodologias ágeis na AP, apresentando evidências sobre seus benefícios, motivação e ameaças, além de recomendações para seu uso.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologias Ágeis na Administração Pública: Uma Revisão Sistemática da Literatura

  1. 1. Rafael Prikladnicki (TECNOPUC/PUCRS) Isaque Vacari (Embrapa) Metodologias Ágeis na Administração Pública: Uma Revisão Sistemática da Literatura
  2. 2. Por que estudar o governo? De acordo com a ENAP: O governo oferece um contexto repleto de complexidades, dramas e ambiguidades; A riqueza da vida organizacional pública não está em suas BD, mas sim nas pessoas, suas histórias e na forma como elas enfrentaram problemas, com maior ou menor êxito.
  3. 3. Examinamos 17 artigos sobre a adoção de métodos ágeis no GOV 9 BD conhecidas internacionalmente 8 BD de acesso restrito 1 BD de acesso aberto 3 BD nacionais Bases de Dados da Pesquisa Agropecuária (BDPA) Biblioteca Digital Brasileira de Computação “Workshop Brasileiro de Métodos Ágeis”
  4. 4. Caracterização dos estudos 1 1 2 0 2 3 1 1 1 2 1 1 1 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Publicações por Ano
  5. 5. Caracterização dos estudos Tipo de metodologia ágil XP: 6 estudos Scrum: 3 estudos Scrum e XP: 2 estudos Tipo de metodologia ágil Iniciante: 12 estudos Experiente: 3 estudos
  6. 6. Caracterização dos estudos Execução do desenvolvimento Governo: 7 estudos Indústria: 3 estudos Governo e Indústria: 2 estudos Governo e Governo: 1 estudo Academia: 1 estudo Tipo de resultado Melhorou: 13 estudos Piorou: 1 estudo Não mudou nada: 2 estudos
  7. 7. Motivos para as metodologias ágeis Razões para as metodologias ágeis Uma resposta ao histórico de fracassos de projetos de TI no setor público Sistemas entregues em anos em vez de meses Custos ultrapassados em milhões de dólares Sistemas inservíveis para seus clientes e usuários
  8. 8. Alguns benefícios das metodologias ágeis Alguns benefícios das metodologias ágeis Entrega de valor ao cliente mais cedo Colaboração e alinhamento entre TI e negócios Maior satisfação e responsabilidade do cliente Elevação da moral da equipe e redução da dependência de empresas contratadas
  9. 9. Alguns desafios para as metodologias ágeis Alguns desafios para as metodologias ágeis A falta de conhecimento e experiência em metodologias ágeis O pouco ou nenhum comprometimento das partes interessadas O enraizamento de abordagens prescritivas (orientada a planos) no setor público O perigo de contrato e contratações
  10. 10. Algumas constatações “Metodologias e tecnologias são adotas no setor público bem depois que elas são experimentadas e avaliadas pelo setor privado”
  11. 11. Algumas constatações “O governo percebe oportunidade externa e absorve o uso de métodos ágeis em projetos piloto com pessoas dispostas a experimentar o novo e com apoio da alta administração”
  12. 12. Algumas constatações “A partir daí, suas experiências positivas são refinadas e expandidas para outros projetos dentro da organização“
  13. 13. Algumas constatações “A cultura ágil no setor público nasce a partir da experimentação do objeto de estudo em subculturas. Com isso, de fato pode-se inferir que as organizações públicas aprendem e modificam-se a partir de si próprias“
  14. 14. OBRIGADO!!! Isaque Vacariisaque.vacari@embrapa.br Rafael Prikladnickirafaelp@pucrs.br

×