O SEGREDO  DO RIO  De Miguel Sousa Tavares
Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.
O sítio preferido do rapaz era o ribeiro onde ele nadava.
Um dia viu um enorme peixe que dava umsalto imenso.           Vivo. E tu,             falas?!                     Olá rapa...
O peixe contou-lhe a sua história.                 Eu sou uma carpa e fui                 criado num aquário. O meu       ...
Tornaram-se amigos. Conversavam muito enadavam no ribeiro, fazendo animadasbrincadeiras.
Quando queria brincar, o rapaz atirava umapedrinhas ao rio. O peixe vinha para abrincadeira. Como o tempo ia muito seco,ca...
Um dia, o rapaz ouviu os pais aconversar.                        Já quase não temos que                                com...
No outro dia vi uma carpa gigantesca no ribeiro. Pesava aí uns 50 quilos. Dava comida             para uns dois meses.    ...
O rapaz foi avisar o peixe para se irembora nessa mesma noite.
Adeus, adeus! Não                              chores.Despediu-se do seu amigo muito triste...
Tudo continuou triste nos dias e nas semanas seguintes.
Passado duas semanas, viu da janelado quarto o peixe no ribeiro.
Correu para o ribeiro.Olá amigo! Que  fazes aqui?
O peixe contou-lhe que tinha subidoo ribeiro até ao rio.
Disse também que encontrou um barco afundado ondehavia muitas latas de comida e que colocou as latasnuma rede.
As raposas ajudaram a trazer a rede. Mas já se tinhamido embora. A rede estava cheia de comida para o rapaze para a sua fa...
O rapaz só tinha de dizer aos pais que tinha sidoo peixe que tinha arranjado a comida. E que opeixe deveria ficar ali a mo...
Toda a manhã, os pais e os filhos carregaram aslatas de comida e arrumaram tudo.
E assim tiveram comida para o inverno inteiro.
Proibido pescarneste local.
Fim
Escola de JUGUEIROS   Ano letivo: 2011 / 2012
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O segredo do rio

2.728 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.728
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
441
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O segredo do rio

  1. 1. O SEGREDO DO RIO De Miguel Sousa Tavares
  2. 2. Era uma vez um rapaz que morava numa casa no campo.
  3. 3. O sítio preferido do rapaz era o ribeiro onde ele nadava.
  4. 4. Um dia viu um enorme peixe que dava umsalto imenso. Vivo. E tu, falas?! Olá rapaz! Tu vives aqui?
  5. 5. O peixe contou-lhe a sua história. Eu sou uma carpa e fui criado num aquário. O meu dono falava muito comigo. Com ele aprendi a falar. Quando cresci deitaram-me no rio.
  6. 6. Tornaram-se amigos. Conversavam muito enadavam no ribeiro, fazendo animadasbrincadeiras.
  7. 7. Quando queria brincar, o rapaz atirava umapedrinhas ao rio. O peixe vinha para abrincadeira. Como o tempo ia muito seco,cada vez tinham menos que comer.
  8. 8. Um dia, o rapaz ouviu os pais aconversar. Já quase não temos que comer. Não sei o que vamos dar de comer aos nossos filhos...
  9. 9. No outro dia vi uma carpa gigantesca no ribeiro. Pesava aí uns 50 quilos. Dava comida para uns dois meses. Vou apanhá-la amanhã.O rapaz ficou muito aflito.
  10. 10. O rapaz foi avisar o peixe para se irembora nessa mesma noite.
  11. 11. Adeus, adeus! Não chores.Despediu-se do seu amigo muito triste...
  12. 12. Tudo continuou triste nos dias e nas semanas seguintes.
  13. 13. Passado duas semanas, viu da janelado quarto o peixe no ribeiro.
  14. 14. Correu para o ribeiro.Olá amigo! Que fazes aqui?
  15. 15. O peixe contou-lhe que tinha subidoo ribeiro até ao rio.
  16. 16. Disse também que encontrou um barco afundado ondehavia muitas latas de comida e que colocou as latasnuma rede.
  17. 17. As raposas ajudaram a trazer a rede. Mas já se tinhamido embora. A rede estava cheia de comida para o rapaze para a sua família.
  18. 18. O rapaz só tinha de dizer aos pais que tinha sidoo peixe que tinha arranjado a comida. E que opeixe deveria ficar ali a morar no ribeiro.
  19. 19. Toda a manhã, os pais e os filhos carregaram aslatas de comida e arrumaram tudo.
  20. 20. E assim tiveram comida para o inverno inteiro.
  21. 21. Proibido pescarneste local.
  22. 22. Fim
  23. 23. Escola de JUGUEIROS Ano letivo: 2011 / 2012

×