Reedição Catálogo de Formação 2013

293 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
293
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
55
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reedição Catálogo de Formação 2013

  1. 1. QUALITIVIDADE R A Qualitividade Consulting Group parte para 2013 com uma renovada estratégia ao nível da Formação Profissional. Se 2012 é um ano vaticinado à sobrevivência, à luta pela permanência à tona, é também o ANO DAS OPORTUNIDADES e do DESAFIO MAIOR. Somos a primeira entidade de Consultoria e Formação, Certificada em Responsabilidade Social em Portugal. (NP 4469 _ 1:2008 Sistema de Gestão da Responsabilidade Social)
  2. 2. A QUALITIVIDADE CONSULTING GROUP lançou, em 2012, uma oferta formativa estrategicamente alinhada com a realidade das organizações em Portugal. E, em 2013, pelo quadro conjuntural que se mantém decidiu reeditar esta oferta formativa. Mantém-se o princípio de que para os que conseguirem permanecer à tona poderá ser este o ano das OPORTUNIDADES e da abertura de NOVOS HORIZONTES. A QUALITIVIDADE CONSULTING GROUP sustentou a sua oferta formativa numa análise global das problemáticas e das oportunidades que se colocam às organizações em Portugal, acreditando que na luta pela sobrevivência e na adaptação às dificuldades, os pontos fortes emergirão. A nossa opção é (sempre) colocar o foco no que nos parece prioritário: Neutralizar os Pontos Fracos ou Dificuldades das Organizações; e agarrar afincadamente as Oportunidades. A oferta formativa foi estruturada com base num conjunto de objetivos que pretende concorrer para as oportunidades que poderão surgir no pós-crise, surgindo também como contraponto às conhecidas dificuldades/pontos fracos conjunturais. Este catálogo é uma abordagem operacional, uma vez que os cursos apresentados surgem como as ferramentas para a SOBREVIVÊNCIA e SUCESSO. DIFICULDADES - Contenção Orçamental - Menos recursos vs maior exigência - Medidas de austeridade com efeitos indiretos na mobilização dos RH - Custos fixos elevados face à dificuldade de manter o nível de vendas - Dificuldades de obtenção de financiamento e taxas de juro elevadíssimas - Modos operandi sem a marca da criatividade - Recursos Humanos assustados com o estado do país e da Europa - Baixa Produtividade - Negócios maduros e/ou produtos maduros - Fuga de capital intelectual para o estrangeiro OPORTUNIDADES - Fácil acesso a informação disponível sobre tudo - Maior colaboração entre privados, atores sociais e administração pública para promover a inovação - Pensar o negócio no mundo e para o mundo - Mobilizar os Recursos Humanos para projetos vencedores (Capital Humano nas Organizações) -Trabalhar mais que os outros, ser mais criativo, mais empenhado - Saber mais, ser mais qualificado, estar mais preparado para os desafios - Desenvolver os negócios desenvolvendo também um mundo melhor - Possibilidade de divulgar, eficazmente, (produtos; ideias; empresas; pessoas), com menos custos, e com maior impacto (exemplo: redes sociais).
  3. 3. Progredir na estratégia de crescimento inteligente e sustentável. Aproveitar as vantagens competitivas do interior e exterior da organização: aumentar competitividade internalizando as externalidades. Comunicar aos stakeholders as práticas sustentáveis, rentabili- zando a sua sensibilidade para o tema. Colocar as novas tecnologias ao serviço da relação com os Stakeholders (clientes; fornecedores; parceiros; comunidade….) Concretizar Projetos de Inovação. Implementar Cultura Interna de Empreendedorismo. Gerar comunicações persuasivas e com impacto: No outro/equipa; No cliente; No mercado. Promover estratégias de Marketing que obtenham sucesso. Direcionar o discurso criativo para as vendas e relação com o mercado. Objetivo SUSTENTABILIDADE e COMPETITIVIDADE Aumentar níveis de venda (ou mantê-los ao nível dos anos anteriores). Garantir um lugar perante a concorrência nacional e internacional. Enfrentar os desafios da internacionalização. Orientar a organização para a Excelência. Otimizar o trabalho em equipa para a obtenção de melhores resultados. Assegurar o futuro organizacional, com uma aposta geracional. Conhecer e aplicar as alterações e limitações introduzidas pelo Orçamento de Estado 2012. Responder com eficácia ao desafio: Maiores exigência vs Menos recursos; Articular com eficácia os diferentes sistemas de gestão. Objetivo PESSOAS - MOBILIZAÇÃO e EXCELÊNCIA Objetivo GESTÃO PÚBLICA ObjetivoVENDAS e MERCADOS Objetivo INOVAÇÃO e CRIATIVIDADE Objetivo MARKETING e COMUNICAÇÃO
  4. 4. Conferência Como reduzir o desperdício? Lean Management Curso Empreendedorismo Autárquico Como ser uma Autarquia Empreendedora Curso Inovação End to End Como operacionalizar a Inovação Curso Network Strategies Novas perspectivas do trabalho colaborativo Curso Inside-out intraempreendedorismo Curso Internacionalizar um negócio: Por onde começo? Curso Sales Acelarator: Como acelerar as vendas Curso Gerir para a Sustentabilidade e Competitividade Curso Comunicar a Sustentabilidade Curso Marketing Ambiental e Consumo Responsável Curso Gestão de final de carreiras Curso Neuromarketing - Abrindo novas Fronteiras Curso Análise Estratégica de sítios Web O seu Site está a atingir os Objetivos Curso Marketing politico Conferência Ética: Moda, Necessidade, Estratégia ou Dever? Curso Mistério da Comunicação: Resolvido!?! A chave do desenvolvimento pessoal e da afirmação na e da empresa Curso A sua equipa pode ter melhores resultados? Gestão de equipas Curso Competitive Intelligence: Como vigiar a Concorrência Keep your Eyes Open Curso A gestão de recursos humanos nas autarquias locais: Redução de efectivos, recrutamento, mobilidade, avaliação do desempenho e protecção social Curso Inovação, Qualidade e SIADAP - Desafios de gestão pública em tempos de crise.A Gestão de recursos humanos em tempos de crise: Os novos desafios da Administração Pública Curso Marketing Digital A importância das redes sociais
  5. 5. A nossa economia necessita de organizações mais produtivas e eficientes, e o Lean pode ser a resposta adequada para melhorar a sua performance e posição competitiva. Pelo que se pretende expor estas vantagens e dotar os participantes de conceitos e estratégias introdutórias nesta área. Será efetuada uma explicitação e referência a casos práticos de aplicação de metodologias e ferramentas Lean - Benchmark do Lean em Portugal – o estado da arte. E serão efectuadas pontes concetuais: - O que é o Lean?Valor e desperdício; Os 3 UM’s e os 7 desperdícios; Conferência COMO REDUZIR O DESPERDÍCIO? Lean Management 14h30 A complexidade dos tempos atuais conduz-nos facilmente à tentação de enfatizar a resolução dos problemas adoptando, fundamentalmente, uma óptica de curto prazo. Porventura essa será a atitude mais efetiva se o gestor, na busca dos melhores caminhos, não ultrapassar as fronteiras do tolerável. O gestor não é pago pela sua ousadia mas pela sua "sagesse".A resolução dos dilemas da gestão e estratégia deve ser enquadrada pelos princípios da ética organizacional e de responsabilidade social. Devem percorrer-se os caminhos que, sem fazer perigar os diferentes equilíbrios de curto prazo, ofereçam à organização uma maior probabilidade de sobrevivência no médio e longo prazo salvaguardando, a sua sustentabilidade. 17h30 Debate 18h30 Encerramento Destinatários Presidentes de Câmara;Vereadores;Administradores; Directores; Chefias; Empresários; Coordenadores de equipas. Local e Data Braga: 02.04.2013 Lisboa: 05.04.2013 Horário14h30-18h30 Preço 80€ Conferencista Paulo Ribeiro Conferência ÉTICA: Moda, Necessidade, Dever ou Estratégia OBJECTIVOS Dotar os participantes com conhecimentos sobre consumo e consumidor responsáveis e dar a conhecer as estratégias e as ferramentas de marketing ambiental. CONTEÚDOS Tendências e desafios de Consumo/Consumidor Responsável; - Clientes e consumidores como agentes de sustentabilidade; - Estratégias de adopção de marketing ambiental e seus mecanismos. - Organizações e produtos sustentáveis; - Posicionamento sustentável: ferramentas e estratégias. Destinatários Gestores de Sustentabilidade e de Sistemas de Gestão; Responsáveis para as Área de Comunicação, Marketing, Relações Públicas Duração 7 horas Local e Data Braga: 03.05.2013 Lisboa: 10.05.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 140€ Formador MárioAguilar Curso MARKETING AMBIENTAL E CONSUMO RESPONSÁVEL - Princípios Lean e Metodologias Lean: - Fluxo; -TQM; -TPM; - Ferramentas de análise: VSD; Spaghetti Chart;TaktTime;Yamazumi; OEE - Ferramentas implementação: 5S; SMED; kanban;Autoqualidade... Destinatários Gestores e Colaboradores da Organização Duração 4 horas Local e Data Braga: 23.04.2013 Lisboa: 30.04.2013 Horário 14h00-18h00 Preço 80€ Conferencista Álvaro Leite
  6. 6. OBJECTIVOS Dotar os participantes com conhecimentos relevantes sobre os processos e mecanismos de comunicação da Sustentabilidade da sua organização. CONTEÚDOS - Motivações para a comunicação da Sustentabilidade da Organização; - Referenciais para a comunicação da Sustentabilidade: GRI, Global Compact e AA1000; - Relatórios de Sustentabilidade como instrumentos de excelência de comunicação da sustentabilidade; - Etapas para a elaboração de Relatórios de Sustentabilidade Destintários Gestores de Sustentabilidade e de Sistemas de Gestão; Responsáveis para as Área de Comunicação, Marketing, Relações Públicas. Duração 7 horas Local e Data Braga: 24.10.2013 Lisboa: 14.10.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 140€ Formador MárioAguilar Curso COMUNICAR A SUSTENTABILIDADE Curso GERIR PARA A SUSTENTABILIDADE E COMPETITIVIDADE OBJECTIVOS Dotar os participantes de conhecimentos: - Relevantes nos temas da sustentabilidade e de estratégias de dinamização de stakeholders. - Que lhes permitam realizar diagnósticos de sustentabilidade e concretizar análises de benchmark. - Para a identificação dos principais impactes ambientais e para a avaliação do nível de desempenho ambiental. CONTEÚDOS Sustentabilidade e Competitividade - Importância da sustentabilidade nas estratégias das Organizações e a sua função social - Materialidade e Sustentabilidade. Dinamização de Stakeholders -A abordagem da organização pelo modelo de stakeholders (Instrumentos; metodologia e estratégia) Diagnósticos de Sustentabilidade e Benchmarking - Ferramentas para a Sustentabilidade; - Metodologias para a condução de diagnóstico interno de sustentabilidade; - Processos de realização e de análise benchmark; - Identificação de fatores e variáveis na realização do diagnóstico e análise benchmark. Destinatários Gestores e responsáveis por relacionamento com investidores e demais stakeholders; Duração 14 horas Local e Data Braga: 13 e 14.06.2013 Lisboa: 20 e 21.06.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30.18h00 Preço 250€ Formador MárioAguilar
  7. 7. OBJECTIVOS Dotar os participantes de competências de gestão da inovação. CONTEÚDOS A inovação é um tipo diferente de Desafio Estratégico - Scanning doAmbiente Organizacional - Simulação de futuros possíveis através da construção e exploração de Cenários Estratégias Deliberadas vs Estratégias Emergentes - Foco na Inovação Do Conceito à Implementação Projetos de Inovação – Desafios, Gestão de Ideias e Oportunidades de Inovação Podemos Medir a Inovação?Tradução da Inovação emValor - Indicadores de Desempenho da Inovação -Analítica e Reporting Destinatários Profissionais envolvidos na inovação das suas organizações ou com interesse na implementação de Sistemas de Gestão de Inovação. Duração 14 horas Local e Data Braga: 23 e 24.05.2013 Lisboa: 30 e 31.05.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 250€ Formador Pedro Ferreira Curso INOVAÇÃO ENDTO END Como operacionalizar a inovação Curso EMPREENDEDORISMO AUTÁRQUICO Como ser uma Autarquia Empreendedora OBJECTIVOS Contribuir para a reforma autárquica e mudança de paradigmas. Enunciar, explicitar e evidenciar a prática de um conjunto de estratégias para iniciar a mudança: olhar para a região e cidadãos e responder à questão: O que fazer? CONTEÚDOS O empreendedorismo autárquico, casos e benchmarking; Análise global de Portugal ontem, hoje e amanhã; Ser empreendedor, conceito e exemplos; Como podem autarquias contribuir para o desenvolvimento local e regional; Discussão de ideias. Destinatários Executivos; dirigentes de autarquias e juntas de freguesia ou outros organismos públicos. Duração 7 horas Local e Data Braga: 17.05.2013 Lisboa: 20.05.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 120€ Formador António Barros (sujeito a confirmação)
  8. 8. OBJECTIVOS Demonstrar a importância do intraempreendedorismo, nomeadamente no atual contexto competitivo. Promover a criatividade, a abertura a novas ideias e, principalmente, a tolerância ao erro. CONTEÚDOS Criatividade e Inovação - Como eliminar as barreiras à criatividade e estimular uma cultura de inovação -Técnicas de geração de novas ideias -Tipos de inovação e modos de implementação Da Inovação à Oportunidade de Negócio - Princípios Lean e Metodologias Lean: - Fluxo; -TQM; -TPM; - Ferramentas de análise: VSD; Spaghetti Chart;TaktTime;Yamazumi; OEE - Ferramentas implementação: 5S; SMED; kanban;Autoqualidade... Destinatários Gestores e Colaboradores da Organização Duração 4 horas Local e Data Braga: 08.11.2013 / Lisboa: 15.11.2013 Horário 14h00-18h00 Preço 80€ Formador Álvaro Leite Curso INSIDE-OUT Intraempreendedorismo OBJECTIVOS Aplicar as práticas de trabalho colaborativo ao contexto interno da organização e na relação com os seus parceiros (clientes, fornecedores, parceiros…). Conhecer ferramentas e serviços de comunicação e partilha de conhecimento CONTEÚDOS Vantagens das mais recentes ferramentas de trabalho colaborativo. Aplicação prática e quotidiana das ferramentas. Conceito de trabalho colaborativo:Tipos de colaboração; Comunidades de Prática; e Conceito “Cloud” A comunicação colaborativa -Tipos de comunicação e aplicaçõesVOIP - Simulação de uma videoconferência A partilha do conhecimento: diferentes formas e aplicações na nuvem Destinatários Profissionais que desenvolvam atividades com equipas diversificadas e pretendam implementar práticas colaborativas de trabalho. Duração 7 horas presenciais + 3h para responder a desafios online Local e Data Braga: 05.07.2013 Lisboa: 12.07.2013 Horário 9h30-13h00; 14h30-18h30 Preço 120€ Formador José Carvalho Curso NETWORK STRATEGIES Novas perspectivas do trabalho colaborativo
  9. 9. OBJECTIVOS Compreender os principais mecanismos de funcionamento do cérebro (ex.: estímulos sensoriais e o seu processamento cerebral) Tomar contacto com as principais metodologias e ferramentas utilizadas no neuromarketing Reconhecer os limites e ética de actuação em neuromarketing. CONTEÚDOS - O fascínio do cérebro: das neurociências ao neuromarketing - O funcionamento do cérebro e o processamento de informação - Pesquisa do comportamento do consumidor: o papel do neuromarketing - Questões e discussões éticas: do discurso ao comportamento ético Destinatários Pessoas e profissionais que desenvolvem comunicação estratégica daorganização. Duração 21 horas Local e Data Braga: 17, 18 e 19.07.2013 Lisboa: 24, 25 e 26.07.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h30 Preço 380€ Formador Pedro Jorge Ferreira Curso NEUROMARKETING Abrindo novas fronteiras Curso ANÁLISE ESTRATÉGICA DE SÍTIOS WEB O seu site está a atingir os seus objectivos? OBJECTIVOS Conhecer várias formas de análise de indicadores web Conhecer as funcionalidades do Google Analytics Análise estratégica do website tendo em conta a sua utilização CONTEÚDOS Introdução às métricas e indicadores web Curso MARKETING POLÍTICO OBJECTIVOS Contribuir para a dinamização estratégias de marketing e de comunicações políticas persuasivas e com impacto, atendendo principalmente ao cenário de eleições para um novo mapa autárquico em 2012. CONTEÚDOS Marketing Político: Enquadramento; Planeamento; Implementação; Monitorização; Medição; A comunicação política e a definição estratégica. - Quais as melhores opções para ganhar? - Exemplos nacionais e internacionais. Destinatários Candidatos a cargos públicos, políticos no ativo, militantes de partidos, jornalistas e estudantes de marketing e comunicação. Duração 7 horas Local e Data Braga: 07 e 08.10.2013 Lisboa: 14 e 15.10.2013 Identificar as métricas e indicadores - Funcionamento do GoogleAnalytics Identificação das principais funcionalidades -Análise de umWebsite Análise da utilização de um website Criar um plano de atuação estratégica Destinatários Profissionais que promovem a sua organização através de um sitio naWeb. Duração 7 horas presenciais + 3h para responder a desafios online Local e Data Braga: 27.09.2013 Lisboa: 01.10.2013 Horário 9h30-13h00; 14h30-18h30 Preço 120€ Formador José Carvalho
  10. 10. Local e Data Braga: 07 e 08.10.2013 Lisboa: 14 e 15.10.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 120€ Formador António Barros (sujeito a confirmação) Curso MARKETING DIGITAL A importância das redes sociais OBJECTIVOS Desenvolver conhecimentos nas seguintes temáticas: - Perceção do impacto do marketing digital na economia; - Conhecer o consumidorWEB 2.0; - Criar campanhas digitais e promover o “buzz marketing”; - Potenciar as ferramentasWEB 2.0 para beneficio num contexto empresarial e pessoal. CONTEÚDOS - Comunicação e Segmentação digital; -Tipo de consumidorWEB; - Criar valor, como? - MarketingViral; - Estratégia de conteúdos digitais com base na necessidade dos consumidores; - Google Marketing. Destinatários Profissionais de todos os setores de atividade pretendam obter conhecimentos ao nível do Marketing Digital. Duração 21 horas Local e Data Braga: 17, 18 e 19.10.2013 Lisboa: 24, 25 e 26.10.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 380€ Formador João Miguel Lopes
  11. 11. OBJECTIVOS Lidar positivamente com o contexto de crise e mercado concorrencial. Gerir de uma forma mais eficiente o desempenho comercial. Adquirir competências de gestão das armadilhas de negociação: Bluff,Vitimização, Ultimato, Urgência,Ameaça. Conhecer casos de sucesso (case studies e benchmark). CONTEÚDOS Foco negocial no ClienteVS no Produto. Avaliar os elementos periféricos da Negociação. Quando negociar de forma cooperativa, quando negociar de forma competitiva. Construir e treinar abordagens criativas de negociação. Reformulação proativa dos cenários de crise e dificuldades financeiras. Reformulação proativa dos cenários de crise e dificuldades financeiras. Liderar pelas perguntas e controlo da interacção com o cliente. Case studies e benchmark nas vendas Destinatários Diretores e Chefes de equipa comerciais, Key account Managers, Comerciais experientes, Empreendedores e Negócios individuais. Duração 14 horas Local e Data Braga: Braga: 18 e 19.11.2013 Lisboa: 21 e 22.11.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 260€ Formador Pedro Guerra Curso SALES ACELLARATOR Activar as vendas OBJECTIVOS Compreender como gerir, estrategica- mente, a informação de acordo com os objetivos da organização; Aplicar no concreto, rotinas e procedimentos de Competitive Intelligence eVigilância da Concorrência. CONTEÚDOS Competitive Intelligence / Mudança A urgência da CI nas organizações - A informação como recurso estratégico Vantagens da CI nas organizações - Prevenir, antecipar e gerir com visão de futuro Competitive Intelligence: O Processo CI na Prática: Como vigiar a Concorrên- cia e obter vantagens competitivas Destinatários Profissionais envolvidos na estratégia organizacional, decisores, executivos. Duração 7 horas Local e Data Braga: 5 de Novembro I Lisboa: 30 de Novembro Horário 09h00-12h30; 14h30-18h00 Preço 120€ Formador a designar Curso COMPETITIVE INTELLIGENCE Como vigiar a concorrência Curso INTERNACIONALIZAR UM NEGÓCIO Por onde começo? OBJECTIVOS Analisar as atividades de marketing e gestão de vendas internacionais; Verificar a prática comercial das empresas que são consideradas case studies – benchmarks – em todo o mundo; Conhecer as mais modernas técnicas de Marketing e Gestão Comercial. CONTEÚDOS - O Comércio Internacional: últimos dados; - Mercados emergentes: Brasil, PALOP, outros; - Marketing Internacional; - Customer Relationship Management (CRM); - e-Commerce e e-Business. - Case studies – benchmark internacional. Destinatários Pessoas ou profissionais com responsabili- dades estratégicas numa organização. Duração 8 horas Local e Data Braga: 06.12.2013 Lisboa: 13.12.2013 Horário 9h00-12h30; 14h30-18h30 Preço 150€ Formador Jorge Remondes
  12. 12. Curso GESTÃO DO FINAL DE CARREIRAS: Porque também é período de mudança OBJECTIVOS Este curso pretende portanto ser uma ferramenta de aprendizagem dos saberes, práticas, técnicas e desafios de gestão e da atividade suscitados por quem se encontra ou tem de gerir pessoas na fase sénior final de carreira. CONTEÚDOS Porquê um modelo de gestão do final de carreira? Gestão da comunicação, de conflitos, do potencial absentismo, das resistências vs motivações Preparação da mudança O trabalhador, a pressão e a performance Síntese, trajectórias e desafios concretos da gestão do final de carreira, das pessoas e do emprego público, em geral. Destinatários Especialmente dirigentes e técnicos que pretendem melhorar competências no que concerne aos problemas emergentes para os serviços com os finais de carreira dos trabalhadores com quem se trabalha e/ou dirige. Destinatários Profissionais que desenvolvem trabalho em equipa ou o coordenam. Duração 14 horas Local e Data Braga: 08 e 09.07.2013 Lisboa: 15 e 16.07.2013 Horário 09h00-13h00; 14h30-18h30 Preço 240€ Formador Nuno Rolo Curso A SUA EQUIPA PODETER MELHORES RESULTADOS? Gestão de equipas OBJECTIVOS Elaborar um diagnóstico dinâmico e participado de um contexto de trabalho. Apresentar de forma apelativa o diagnóstico a uma equipa. Elaborar um quadro de medidas para a optimização de resultados. CONTEÚDOS Casos de estudo (falhanço e sucesso) no desenvolvimento de trabalho em equipa. A Mudança - exemplo: a Árvore de problemas; o Princípio PTT. Mapas de Mudança:Atividades vs Medidas; Objetivos: o tripé; -O Quadro de Medidas Princípios de Mudança: Execução; Impacte; e Facilidade. Destinatários Profissionais que desenvolvem trabalho em equipa ou o coordenam. Duração 14 horas Local e Data Braga: 02 e 03.12.2013 Lisboa: 09 e 10.12.2013 Horário 09h00-13h00; 14h30-18h30 Preço 240€ Formador João Leite Curso MISTÉRIO DA COMUNICAÇÃO: Resolvido? OBJECTIVOS Explorar as palavras pela leitura e pela fala: dicção, sonoridade, ritmo, intenção e interpretação. Desenvolver as potencialidades expressivas e de comunicação pela vivência e experimentação, conducentes à aquisição e domínio de uma literacia expressiva. CONTEÚDOS - Explorar diferentes tipos de emissão sonora - A interacção discursiva - Explorar diferentes formas e atitudes corporais - Foco e atitude - Maximizar a comuni- cação com os outros - Utilizar, recriar e adaptar o espaço circundante Destinatários Colaboradores em geral, e em particular os que exercem funções relacionadas com comunicação interna ou externa da organização. Duração16 Horas Local e Data Braga 12 e 13.09.2013 Lisboa: 19 e 20.09.2013 Horário 9h00-13h00; 14h30-18h30 Preço 250€ Formador Carla Maria PiresAntunes
  13. 13. OBJECTIVOS Elencar, analisar e sistematizar as principais medidas de contenção de despesa decorrentes do Orçamento de Estado para 2013, relativamente à gestão de recursos humanos nas Autarquias Locais. CONTEÚDOS Medidas de contenção da despesa As disposições remuneratórias: - Reduções remuneratórias - Proibição de valorizações remuneratórias - Posicionamentos remuneratórios na sequência de procedimentos concursais - Suspensão e pagamento de subsídios de férias e Natal - Redução das percentagens de remuneração do trabalho extraordinário O controlo do recrutamento de novos efectivos Mobilidade geral e mobilidade especial Alterações ao SIADAP Redução de efectivos: contratados a termo resolutivo e por tempo indeterminado Protecção social Destinatários Executivos; dirigentes de autarquias e juntas de freguesia ou outros organismos públicos. Duração 7 horas Local e Data Braga: 12.04.2013 Lisboa: 19.04.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 120€ Formador Paulo Dias Jorge OBJECTIVOS Equacionar, sistematizar e relacionar diversos sistemas e instrumentos de gestão pública, designadamente na área dos recursos humanos, visando a melhoria dos serviços prestados em contexto de restrições orçamentais. CONTEÚDOS Importância da inovação nos serviços públicos Gestão da mudança para a inovação Estímulos e constrangimentos ao desenvolvimento da inovação Qualidade e avaliação dos serviços naAdministração Pública Local Instrumentos e sistemas de gestão da qualidade Desafios de liderança Os novos paradigmas da gestão pública de recursos humanos: -As restrições orçamentais, a nível remuneratório e do recrutamento -A mobilidade como instrumento prioritário na gestão de efectivos -A gestão por objectivos, a avaliação de desempenho e a motivação de equipas Destinatários Executivos; dirigentes de autarquias e juntas de freguesia ou outros organismos públicos. Duração 7 horas Local e Data Braga 03.06.2013 Lisboa 07.06.2013 Horário 09h30-13h00; 14h30-18h00 Preço 120€ Formador Paulo Dias Jorge Curso INOVAÇÃO, QUALIDADE E SIADAP Desafios de Gestão Pública em tempos de crise A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS EMTEMPOS DE CRISE Os novos desafios da Administração Pública Curso A GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS NAS AUTARQUIAS LOCAIS Redução de efectivos, recrutamento, mobilidade, avalição do desempenho e protecção social
  14. 14. João Leite Especializado em Gestão de Projetos (LOGFRAME); em Situational Leadership; emAudio-Scripto-Visuais, entre outras. Fez parte do Quadro da CCDR-N. Foi Assistente eAdministrador do projeto JADE, programa de desenvolvimento promovido pela ONU para o desenvolvimento das CCDR Norte; Centro eAlgarve, entre outros projetos de interesse regional e nacional. Licenciatura em Psicologia pela Universidade do Porto. João Miguel Lopes Licenciatura em Gestão de Marketing pelo IPAM. Um dos fundadores da empresa Dreamlab Digital Story Makers, onde é responsável pelas áreas de marketing e consultoria. Experiência na área de multimédia (Web,Vídeo e 3D).Tem desenvolvido projectos para entidades públicas e privadas nos segmentos B2B e B2C.Atualmente, exerce também actividade de consultor e formador em de Marketing Digital. É Docente/formador do IPAM. Jorge Remondes Professor de Comunicação e Marketing nas Universidades Lusíada. Foi Professor do IPAM, ISMT, ISVOUGA e ESEPF. Formador/Consultor Sénior. Gestor em Grupos Económicos Nacionais e Multinacionais. Doutoramento em Comunicação. D.E.A. em Comunicação. MBA em Marketing. Licenciatura em Relações Internacionais. José Carvalho Pós-graduado em sistemas de informação. Licenciado em ensino de línguas. Desempenhou diversas atividades na área de ensino à distância e desenvolvimento/gestão de sistemas de informação para gestão do conhecimento científico e educativo. Participa em diversos projectos nacionais e internacionais nesta área. Mário Aguilar Diretor Geral da C.P.A. - Consultoria e Projectos deAmbiente. Consultor para o desenvolvimento de projetos de Engenharia doAmbiente. Especialista em Gestão Ambiental,AuditoriasAmbientais, Biodiversidade e Sustentabilidade. Mestrado em FORMADORES Álvaro Leite Licenciado em Gestão Internacional e Engenharia Mecânica, ramo Qualidade e Ambiente. Desde 2003, atividade profissional focada na aplicação de Ferramentas Lean e melhoria contínua em empresas como Faurecia e Grupo Polisport. Exerce atividade de consultor e formador Lean em várias empresas multinacionais a operar em Portugal. Exerceu mandato deVereador na Câmara Municipal de Espinho. António Barros Técnico Superior na Câmara Municipal do Porto. Mestre em Marketing pela Universidade Portucalense, e licenciado em Relações Públicas pelo ISCET. Pós-Graduado em Consultadoria eAssessoria de Comunicação e Marketing pela Escola de Jornalismo do Porto e em Sistemas Integrados de Gestão pela Universidade Fernando Pessoa/SGS. Carla Antunes Doutorada em Estudos da Criança, na Área de Especialização de Educação Dramática, pela Universidade do Minho (UM). Professora Auxiliar no Instituto de Educação da UM, onde exerce, também, os cargos de Diretora do Mestrados em AnimaçãoTeatral e em EducaçãoVisual eTecnológica, entre outros. Licenciada em Política Social pelo Instituto Superior de Ciências e Políticas da Universidade Técnica de Lisboa e Licenciada emTeatro - Formação de Actores, pela Escola Superior deTeatro do Conservatório Nacional de Lisboa. Elisabete Sá Docente da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho desde 2002 (nas áreas do Empreendedorismo, Marketing e Estratégia). Mestre em Gestão de Empresas. Formação especializada em Empreendedorismo e Comercialização de NovasTecnologias. Está a frequentar o Programa Doutoral em Marketing e Estratégia. Formadora e consultora nas áreas de marketing e estratégia a empresas na fase de arranque, em particular a spin offs académicas.
  15. 15. empresas, assim como em organizações públicas, docente convidado no Mestrado empresas, assim como em organizações públicas, docente convidado no Mestrado de GestãoAmbiental na Universidade do Minho. Nuno Rolo Doutorando em Políticas Públicas e Mestre em Administração e Políticas Públicas. Licenciatura em Direito (vertente Ciências Jurídico-Políticas). DEA em Gestão Pública, Pós-graduado em Ciências Jurídico-Políticas e Doutrinas Políticas Contemporâneas. Formador do INA no CADAP, CEAGP. Investigador-convidado do Centro deAdministração e Políticas Públicas do ISCSP. Foi chefe de divisão do PAC do MCTES e assessor-técnico parlamentar na Assembleia da República. Paulo Ribeiro Professor na Universidade Católica Portuguesa - Centro Regional das Beiras. Presidente da Direção de uma Cooperativa de Consumo (Coopmiseu, CRL) desde 2009. Doutorado em Gestão pelo ISCTE-IUL. Paulo Dias Jorge Licenciatura em Direito pela Universidade Clássica de Lisboa. Pós-Graduação em Direito do Ordenamento do Urbanismo e do Ambiente, pela Universidade de Coimbra.Ao longo dos anos exerceu funções de chefias na Câmara Municipal de Alter do Chão e na Câmara Municipal do Cadaval. Desde 2001 exerce funções na Câmara Municipal de Mafra, onde é, atualmente, Diretor do Departamento de Presidência. Pedro Jorge Ferreira ProfessorAdjunto no IPAM. Ensino e investigação em áreas: Laboratório de Marketing; Processos Cognitivos do Consumo… Doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Santiago de Compostela. Mestrado em Sociologia Económica, pela UniversidadeTécnica de Lisboa (ISEG). Licenciatura em Sociologia, pela Universidade da Beira Interior. Desde 2006, Editor Assistente da Revista Portuguesa de Marketing. Pedro Ferreira Docente Convidado na ESTM/Instituto Politécnico de Leiria e na Universidade Fernando Pessoa.Auditor Coordenador da Bolsa de Auditores da SGS ICS. Consultor e Formador em Estratégia, Inovação, Sustentabilidade, Responsabilidade Social, Qualidade. ManagingPartner na OtherSigns, Lda. Doutorando em Gestão Aplicada (Programa DBA) – INDEG / ISCTE - IUL. Pós-Graduação em Prospectiva, Estratégia e Inovação – IDEFE/ISEG. Pós-Graduação em Marketing (Gestão da Marca) – IPAM. Especialização em Engenharia da Qualidade – ISQ/UNL. Mestrado em Biotecnologia (Eng. Bioquímica) – IST/UTL. Licenciatura emAgronomia (Eng. Hortofrutícula) – UAlg. Pedro Guerra Consultor e Gestor de projectos em Portugal em empresas como:Vodafone,Tmn, PTComunicações, Optimus, Sonae, GrupoAmorimTurismo, entre outras. Consultor efetivo no mercado angolano com projetos: Banco Negócios Internac- ionalAngola,TVcaboAngola, Mundial SegurosAngola, etc. Executive Coach. Licenciado em PsicologiaAplicada pelo ISPA.
  16. 16. QUALITIVIDADE www.qualitividade.pt geral@qualitividade.pt (00351) 253 240 520 N.ºVerde: 800 10 24 20 De forma a assegurar o retorno efetivo do investimento realizado por cada cliente, a Qualitividade Consulting Group aferirá as expetativas de cada interessado aquando da inscrição num determinado curso Os cursos apresentados podem ser complementados em cada organização com ações de formação-ação que permitam a adaptação ao caso concreto; a interiorização; e a resolução de problemas específicos na mesma. A oferta neste catálogo é proposta numa lógica inter-organização, no entanto poderá ser configurada para uma lógica intra-organização, favorecendo a sua especificidade, em condições a acordar. Qualitividade Consulting Group ao longo do ano de 2013 complementará a sua oferta de formação, com a dinamização de outros cursos/acções de formação pertinentes em determinado período. Esta dinamização pode ser consultada através do nosso site: www.qualitividade.pt. No final de 2013, a Qualitividade Consulting Group publicará um memorando de compilação dos vários cursos/ações desenvolvidos ao longo de 2013. Poderá consultar o programa completo de cada curso no site da Qualitividade (www.qualitividade.pt). Poderá efetuar as inscrições através do email marketing@qualitividade.pt ou do número 800 10 24 20 (00351) 253 240 520. Antes da data de realização do curso/conferência será contatado para validação das datas e local de realização do mesmo.

×