ENZIMAS
<ul><ul><ul><li>Enzimas: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>São proteínas de grandes dimensões que têm como função aceler...
<ul><ul><ul><li>ENZIMAS  </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Proteínas (aminoácidos) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>P...
<ul><li>Apresentam alto grau de especificidade </li></ul><ul><li>São produtos naturais biológicos </li></ul><ul><li>Realiz...
Nomenclatura/Classificação das  enzimas As enzimas são classificadas com base nas reacções que catalisam. –  Nome do subst...
 
Reacção enzimática: complexo enzima – substrato ( molécula sobre a qual actua a enzima ) A reacção ocorre no   centro acti...
 
<ul><li>Especificidade das enzimas: </li></ul><ul><li>resulta da formação de múltiplas interacções fracas entre a enzima e...
A interacção do substrato com a enzima induz a uma transformação estrutural na enzima, resultando na formação de um sítio ...
<ul><ul><li>Modelo  Chave-Fechadura     - especificidade absoluta(encaixe perfeito):  alto grau de especificidade das enz...
ENZIMAS : actuam em pequenas concentrações 1 molécula de  Catalase decompõe 5 000 000 de moléculas de  H 2 O 2 (pH = 6,8) ...
Diferença entre a energia livre  de S e P Caminho da Reacção ENERGIA DE ACTIVAÇÃO  – energia mínima necessária para desenc...
<ul><ul><ul><ul><ul><li>Actividade enzimática é influenciada por: </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>  pH </li>...
<ul><li>PH </li></ul><ul><li>Quanto ao pH, existem enzimas que só funcionam: </li></ul><ul><li>em  meio ácido  (pH menor q...
Local de  actuação enzimática Nome  da  enzima  Material onde a enzima Actua Produtos finais boca ptialina amido maltose E...
<ul><li>TEMPERATURA </li></ul><ul><li>temperaturas  muito baixas  tornam as enzimas inactivas (adormecidas) </li></ul><ul>...
<ul><li>CONCENTRAÇÃO   DA ENZIMA -  SUBSTRATO: </li></ul><ul><li>MAIOR C.C. ENZIMA E SUBSTRATO  </li></ul><ul><li>MAIOR A ...
APLICAÇÕES <ul><li>Alimentos </li></ul><ul><li>Rações animais </li></ul><ul><li>Papel e celulose </li></ul><ul><li>Couro <...
ALIMENTOS <ul><li>Indústria de azeite  : </li></ul><ul><li>Aplicação de  polygalacturonase e  pectinesterase na melhoria d...
RAÇÕES ANIMAIS <ul><li>Utilização de enzimas nas rações para leitões durante o período de lactação : </li></ul>
INDÚSTRIA DO COURO <ul><li>Uma das primeiras partes do processo de transformação de uma pele em couro é a eliminação dos p...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Enzimas (powerpoint)

14.534 visualizações

Publicada em

ENZIMAS

3 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
14.534
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
83
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
699
Comentários
3
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Enzimas (powerpoint)

  1. 1. ENZIMAS
  2. 2. <ul><ul><ul><li>Enzimas: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>São proteínas de grandes dimensões que têm como função acelerar as reacções químicas, sem alterar a constante de equilíbrio dessa reacção. </li></ul></ul></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>MOLÉCULAS CATALISADORAS </li></ul>Catalisadores biológicos
  3. 3. <ul><ul><ul><li>ENZIMAS </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Proteínas (aminoácidos) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Parte proteica ( apoenzima ) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>e </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>parte não proteica ( cofactores - ex: ferro, magnésio, zinco) </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>HOLOENZIMA </li></ul></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>Apresentam alto grau de especificidade </li></ul><ul><li>São produtos naturais biológicos </li></ul><ul><li>Realizam reacções baratas e seguras </li></ul><ul><li>São altamente eficientes, acelerando a velocidade das reacções (10 8 a 10 11 + rápida) </li></ul><ul><li>São económicas, reduzindo a energia de activação </li></ul><ul><li>Não são tóxicas </li></ul><ul><li>Actuam em condições favoráveis de pH, temperatura, concentração de enzima e substrato. </li></ul>ENZIMAS
  5. 5. Nomenclatura/Classificação das enzimas As enzimas são classificadas com base nas reacções que catalisam. – Nome do substrato + Sufixo ase: Ex: Ure ase  hidrólise da ureia
  6. 7. Reacção enzimática: complexo enzima – substrato ( molécula sobre a qual actua a enzima ) A reacção ocorre no centro activo (localizado na enzima) que: – contém os resíduos de aminoácidos directamente envolvidos na reacção. – ocupa uma parte relativamente pequena do volume total da enzima. – trata-se de uma entidade tridimensional. – corresponde, geralmente, a uma cavidade na molécula de enzima, com um ambiente químico muito próprio. – o substrato entra no centro activo e liga-se à enzima através de interacções fracas.
  7. 9. <ul><li>Especificidade das enzimas: </li></ul><ul><li>resulta da formação de múltiplas interacções fracas entre a enzima e o seu substrato </li></ul><ul><li>Modelo do ajuste induzido – especificidade relativa - (encaixe induzido) consiste no facto de não existir uma complementaridade pré-formada entre o substrato e enzima. </li></ul><ul><li> </li></ul><ul><li>no sítio de ligação existem os elementos necessários para o reconhecimento e posicionamento correcto do substrato. </li></ul>
  8. 10. A interacção do substrato com a enzima induz a uma transformação estrutural na enzima, resultando na formação de um sítio de ligação mais forte e no reposicionamento dos aminoácidos envolvidos na ligação.
  9. 11. <ul><ul><li>Modelo Chave-Fechadura  - especificidade absoluta(encaixe perfeito): alto grau de especificidade das enzimas, que considera que a enzima possui um centro activo complementar ao substrato. </li></ul></ul>
  10. 12. ENZIMAS : actuam em pequenas concentrações 1 molécula de Catalase decompõe 5 000 000 de moléculas de H 2 O 2 (pH = 6,8) em 1 min
  11. 13. Diferença entre a energia livre de S e P Caminho da Reacção ENERGIA DE ACTIVAÇÃO – energia mínima necessária para desencadear a reacção. Energia de activação com enzima Energia Energia de activação sem enzima S P
  12. 14. <ul><ul><ul><ul><ul><li>Actividade enzimática é influenciada por: </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> pH </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li> temperatura </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>concentração das enzimas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>concentração dos substratos </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>presença de inibidores </li></ul></ul></ul>
  13. 15. <ul><li>PH </li></ul><ul><li>Quanto ao pH, existem enzimas que só funcionam: </li></ul><ul><li>em meio ácido (pH menor que 7), como é o caso das enzimas do estômago (pepsina, por exemplo) </li></ul><ul><li>em meio neutro (pH igual a 7), como é caso das enzimas da saliva (amilase salivar, por exemplo) </li></ul><ul><li>em meio básico ou alcalino (pH maior que 7), como é caso das enzimas do intestino delgado (amílase pancreática, por exemplo) </li></ul>
  14. 16. Local de actuação enzimática Nome da enzima Material onde a enzima Actua Produtos finais boca ptialina amido maltose Estômago protéase proteínas polipéptidos duodeno Amílase pancreática amido maltose Lípase pancrática Lípidos emulsionados Glicerol e ácidos gordos Proéase (tripsina) proteína polipéptidos Intestino delgado maltase maltose Glicose Lactase lactose Galactose e glicose sacarase sacarose Frutose e glicose Proteína (erepsina) polipéptidos aminoácidos Lípase intestinal Lípidos emulsionados Ácidos gordos e glicerol
  15. 17. <ul><li>TEMPERATURA </li></ul><ul><li>temperaturas muito baixas tornam as enzimas inactivas (adormecidas) </li></ul><ul><li>temperaturas muito altas destroem as enzimas (desnaturação) </li></ul><ul><li>as temperaturas ideais para o seu bom funcionamento são de, aproximadamente, 37º C. </li></ul>A temperatura óptima para que a enzima atinja sua actividade máxima, é a temperatura máxima na qual a enzima possui uma atividade constante por um período de tempo.
  16. 18. <ul><li>CONCENTRAÇÃO DA ENZIMA - SUBSTRATO: </li></ul><ul><li>MAIOR C.C. ENZIMA E SUBSTRATO </li></ul><ul><li>MAIOR A VELOCIDADE DA REACÇÃO </li></ul><ul><li>MAIOR C.C. DE SUBSTRATO E ENZIMA MANTEM-SE </li></ul><ul><li>SATURAÇÃO ENZIMÁTICA </li></ul>
  17. 19. APLICAÇÕES <ul><li>Alimentos </li></ul><ul><li>Rações animais </li></ul><ul><li>Papel e celulose </li></ul><ul><li>Couro </li></ul><ul><li>Têxtil </li></ul><ul><li>Indústria de Cosméticos </li></ul><ul><li>Produtos de Limpeza </li></ul><ul><li>Inativação Enzimática </li></ul>
  18. 20. ALIMENTOS <ul><li>Indústria de azeite : </li></ul><ul><li>Aplicação de polygalacturonase e pectinesterase na melhoria de aspectos organolépticos e estabilidade a longo prazo. </li></ul><ul><li>Panificação : </li></ul><ul><li>Melhoria de cor, sabor e estrutural através de preparado enzimático que contém alfa-amilase fúngicas . Ac tua sobre a farinha de trigo, acelerando o processo de fermentação devido a uma maior formação de açúcares para o fermento. </li></ul>
  19. 21. RAÇÕES ANIMAIS <ul><li>Utilização de enzimas nas rações para leitões durante o período de lactação : </li></ul>
  20. 22. INDÚSTRIA DO COURO <ul><li>Uma das primeiras partes do processo de transformação de uma pele em couro é a eliminação dos pêlos que ainda venham agarrados. </li></ul><ul><li>O processo usado até agora envolvia sulfureto de sódio, um químico com um cheiro tão intenso que era impossível passar por uma fábrica de curtumes sem dar por ela. </li></ul><ul><li>Em alternativa, foi sugerido à indústria que passe a usar enzimas – o mau cheiro desaparece e a carga poluente dos efluentes é eliminada. </li></ul>

×