Informe Rural - 05/09/13

224 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
224
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Informe Rural - 05/09/13

  1. 1. Informativo do Sistema Público da Agricultura - Ano II - Edição n° 42 - Brasília, 04 de setembro de 2013. Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural Festa do Morango movimenta Brazlândia Começou, na noite de sexta-fei- ra (30), a 18ª edição da tradicional Festa do Morango, em Brazlândia. A abertura contou com a presen- ça do governador em exercício do Distrito Federal, Tadeu Felipelli que destacou a importância do evento para o DF. “Brazlândia, com seu potencial produtivo, tem contribuído com o desenvolvimento da capital, gerando mais emprego e renda no DF”. O secretário de Agricultura, Lú- cio Valadão, lembrou o papel da Emater-DF junto à Associação Ru- ral Cultural Alexandre de Gusmão (Arcag) na criação da festa e do trabalho ao longo dos anos para que ela se tornasse referência. “Hoje são mais de 150 hectares de morango plantados na região, e programas governamentais como Programa de Aquisição da Produção da Agricultura (PAPA-DF) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) têm sido fundamentais para dar sustentabilidade a essa produção, gerando cada vez mais qualidade de vida no meio rural da região”, destacou. A Festa termina no próximo domingo (08) com uma série de atividades e shows. A expectativa deste ano é que mais de 250 mil pessoas passem pelo local. Opções para cultivo - Em locais onde o solo não é propício para o plantio ou em que o espaço disponível é pequeno, a hidroponia e o culti- vo suspenso podem ser uma boa opção ao produtor rural. Para apresentar as principais vantagens e desvantagens dessas tecnolo- gias, a Emater-DF realizou um Dia de Cam- po no sábado (31), durante a 18ª Festa do Morango. O gerente da unidade local da Emater, Rodrigo Teixeira, diz que a proposta é fazer com que a parte técnica da festa cresça a cada ano. “Para atender às demandas dos produtores da região, temos a expectativa da criação de um parque tecnológico do morango”, falou. Além da apresentação de máquinas que auxiliam na produção, os produtores puderam conferir três formas de cultivo suspenso. Uma com o uso de vasos, outra em sacos, e a em calhas pelo sistema NFT (fluxo laminar de nutrientes). O extensionista e gerente da Emater-DF em Alexandre de Gusmão, Hélio Roberto Lopes, apre- sentou as características do plantio do morango em cada um e as vantagens e desvantagens dos métodos. “Uma das vantagens em comum dos três diz respeito à ergonomia. O produtor não precisa ficar abaixado para colher o morango no solo”, falou. Para o produtor de hortaliças Luiz Yoshida, eventos técnicos como o Dia de Campo atraem mais produtores para a Festa. “Essa é uma boa forma de transferência de tecnologia de atrai pessoas que tem interesse no tema”, disse. Concurso de receitas - Torta merengue de morango: essa foi a receita campeã do concurso pro- movido pela Emater-DF, em par- ceria com a Universidade Católica de Brasília (UCB). A premiação ocorreu na tarde de domingo (1), durante a Festa do Morango. Ou- tros destaques foram o estrogono- fe de morango (2º lugar) e a torta de creme com morango (3º lugar). Neste ano, o concurso trouxe uma novidade: as receitas foram elaboradas em grupo. Ao todo, fo- ram nove equipes com três pessoas cada - todos moradores de comunidades rurais atendidas pela Emater-DF. “Com isso, fortalecemos o espírito de grupo e organização social, um importante aspecto que trabalhamos com os agricultores”, explica a extensionista Luciana Xavier, do escritório da Ema- ter-DF em Brazlândia, uma das organizadoras do concurso. Os jurados - alunos dos cursos de Gastronomia e Nutrição da UCB - avaliaram a criatividade, originalidade, aparência, sabor e organização. As receitas foram preparadas na UCB, entre os dias 20 e 22 de setembro. Ao final da premiação, o público presente na festa pôde saborear as receitas e comprovar a qualidade dos pratos. Mostra agrícola - A Festa do Morango continua neste fim de semana, com uma vasta programa- ção. O destaque é a 24ª Mostra Agrícola, que será aberta na sexta-feira (6) às 19h e pretende apre- sentar ao público a qualidade e variedade do que é produzido em Brazlândia. ASCOM - EMATER/DF
  2. 2. Campanha estimula consumo de peixe No dia 2 de setembro, sob o apelo da cam- panha “Delícia com Sabor de Saúde”, a Ceasa- -DF sediou a abertura nacional da 10ª edição da “Semana do Peixe”, que acontece até o dia 15. O vice-governador Tadeu Fillippeli esteve no Mercado de Peixe da Ceasa lançando a campa- nha, e em seu discurso reafirmou que uma das metas do atual GDF é transformar a capital fede- ral numa referência na produção de pescado no Brasil. Também presente, o ministro da Pesca, Marcelo Crivella, afirmou que o governo federal irá investir cinco milhões de reais na piscicultura de Brasília, através de convênios com o GDF. Anfitrião do evento, o presidente da Ceasa- -DF, Wilder Santos, afirmou em seu discurso que está trabalhando para que a Ceasa faça sua parte no projeto que irá fazer de Brasília um dos maiores produtores de pescado do país. Wilder disse esperar um grande aumento no consumo de pescado durante a duração da campanha e informou que o Mercado de Peixe da Ceasa vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 6h às 15h. Dados afir- mam que, enquanto a média nacional de con- ASCOM - CEASA/DF sumo anual por pessoa é de 9 quilos, no Distri- to Federal este número sobe para 14 quilos de pescado por pessoa. Os coordenadores da campanha pelo con- sumo de peixe informam que o GDF está de- senvolvendo estratégias para baixar o preço do pescado no DF, e que uma das alternativas são as parcerias realizadas com os produtores de ração objetivando diminuir os custos de produ- ção. Outro foco importante da campanha está voltado para as crianças, consideradas mais resistentes ao consumo de pescado. “Crianças têm dificuldades para comer saladas e peixe e precisamos valorizar a presença delas neste tra- balho”, explica o presidente Wilder Santos. O ministro Crivela garantiu que, a partir do segundo semestre de 2014, será montada na Granja do Ipê o Centro de Referência em Pisci- cultura de Brasília. A estrutura terá laboratórios para estudo sobre nutrição do peixe, estufas de reprodução e estocagem de filhotes de peixe, estruturas para reprodução de espécies nativas e exóticas, e uma usina de pequeno porte para fabricar ração.
  3. 3. Sociedade civil discute políticas para a área rural com o poder público Cerca de 150 pessoas, entre autoridades do GDF, governo federal e representantes da so- ciedade civil, se reuniram na última quinta-feira (29) para discutir políticas para a área rural do Distrito Federal. Além das políticas para o se- tor, os participantes da 2ª Conferência de De- senvolvimento Rural Sustentável e Solidário do DF, realizada no Cesir/Contag, elegeram os 26 delegados do DF que participarão da 2ª Confe- rência Nacional de Desenvolvimento Rural Sus- tentável e Solidário (2ª CNDRS). Os participantes também definiram os temas a serem abordados durante a 2ª CNDRS. Entre os assuntos apontados como importantes pe- los delegados estão a criação de políticas – no âmbito nacional e regional – para o fomento à agroindustrialização; pagamento por serviços ambientais no DF; resgate das tradições cul- turais da população do campo; ampliação do mercado de trabalho para jovens e para agroe- cólogos recém-formados; democratização do acesso à terra, esporte, lazer, cultura, tecnolo- gia, informação e comunicação. A universalização da assistência técnica e ex- tensão rural, dar mais estrutura para o funciona- mento dos Conselhos Regionais de Desenvolvi- mento Rural, mais celeridade na constituição de assentamentos e o fortalecimento das organiza- ções sociais (cooperativas e associações) tam- bém foram apontados como estratégicos para a construção do desenvolvimento rural. “É importante o governo ouvir a sociedade. Essa ação mostra a vontade do governo em ou- vir o povo para construir um caminho que traga mais benefícios a todos”, enfatizou Estela Barre- to, delegada da e presidente da Associação dos Produtores Artesão de Barra Alta (Aproalta). ASCOM - SEAGRI/DF
  4. 4. Baile e campanha marcam encerramento da XVI Semana da Tecnologia do Rio Preto twitter.com/ematerdf Informativo produzido pelas assessorias de comunicação social: Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF) - 3051-6347 Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-DF) - 3340-3002 Centrais de Abastecimento do Distrito Federal (Ceasa-DF) - 3363-1024 Siga o Sistema Agricultura nas redes sociais: facebook.com/SeagriDF facebook.com/ematerdistritofederal facebook.com/ceasa-df Cerca de 300 pessoas participaram do baile de encerramento da XVI Semana da Tecnologia do Núcleo Rural Rio Preto, em Planaltina-DF. O clima foi de muita confraternização e harmonia. “Tanto a Semana como o baile superaram as expectativas de participação. Sabemos que um dos fatores disso foi o apoio que recebemos da Secretaria de Agricultura e da Emater-DF”, disse Valcir Canabarro, presidente da Associação dos Produtores do Rio Preto (Aprorp). No último dia de evento, a Campanha Antirrábi- ca - realizada pela Emater-DF em parceria com a Secretaria de Saúde - vacinou 637 animais, entre cães e gatos de 93 produtores rurais. A Semana da Tecnologia contou, ainda, com palestras que abordaram doenças na cultura do milho, manejo de culturas, aminoácidos e Boas Práticas Agrícolas. O evento teve também dia de coleta de embalagens de agrotóxicos e exames toxicológicos. ASCOM - SEAGRI/EMATER

×