The Rail Industry will be prepared to attend the demand of Rail Sector

1.148 visualizações

Publicada em

Vicente Abate, President, from the Brazilian Rail Industry Association has presented at the Heavy Haul Rail South America. If you would like more information about the conference, please visit the website: http://www.railconferences.com/heavyhaulrail/southamerica

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.148
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
489
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

The Rail Industry will be prepared to attend the demand of Rail Sector

  1. 1. HEAVY HAUL RAIL SOUTH AMERICAA INDÚSTRIA FERROVIÁRIA ESTÁ PREPARADAPARA ATENDER ÀS DEMANDAS DO TRANSPORTEFERROVIÁRIO?Vicente Abate - Presidente da ABIFERSão Paulo, 05 de dezembro de 2012
  2. 2. ABIFER, há 35 anos
  3. 3. NOSSA MISSÃOFomentar o crescimento da indústriaferroviária instalada no País, incentivando aexpansão do transporte ferroviário de carga ede passageiros e oferecendo, através desuas associadas, suporte técnico àsconcessionárias e a seus usuários.ABIFER
  4. 4. NOSSA VISÃOABIFERSer a entidade de referência, no Brasil e naAmérica Latina, para os temas relacionados aotransporte ferroviário.NOSSOS VALORES> Crença no Setor Ferroviário> Foco na Indústria Instalada no Brasil> Transparência nas Ações> Crescimento Sustentado> Geração de Valor
  5. 5. ASSOCIADAS
  6. 6. PRODUTOSE SERVIÇOS
  7. 7. > Locomotivas Diesel-Elétricas e Diesel-Hidráulicas> Vagões de Carga> Vagões Siderúrgicos> TUE´s – Trens Unidades Elétricas (Metrô e Trem Metropolitano)> VLT´s – Veículos Leves sobre Trilhos (Tração Elétrica ou Diesel)> Monotrilhos> Trens Regionais (Tração Elétrica ou Diesel)> TAV´s - Trens de Alta VelocidadeMATERIAL RODANTE
  8. 8. > Truques, rodas e eixos> Molas, rolamentos e sapatas> Sistemas de choque e tração> Motores e Geradores Elétricos> Transformadores> Peças fundidas, forjadas, de borracha e de plástico> Interiorismo (assentos, luminárias, etc)> Portas e janelasCOMPONENTES PARA VEÍCULOS
  9. 9. > Tração e Frenagem> Controle de Potência> Ar Condicionado> Suspensão> Acionamento de Portas> AutomaçãoSISTEMAS EMBARCADOS
  10. 10. > Alimentação de energia> Supervisão e Controle de Trens (ATC, APP, ATO, CBTC, CTC)> Controle de Estações> Sistemas Auxiliares (CC, CA)> Bilhetagem> PantógrafoSINALIZAÇÃO, ELETRIFICAÇÃO ETELECOMUNICAÇÕES
  11. 11. > AMV´s e seus componentes> Aparelhos de manobra> Componentes para controle de vibrações> Máquinas para manutenção de via> Dormentes de concreto, de aço, de borracha e de plástico> Grampos de Fixação Elástica> Talas de junção / placas de apoio> Soldagem de trilhosEQUIPAMENTOS E COMPONENTES PARA VIAPERMANENTE
  12. 12. > Engenharia> Consultoria> Remanufatura de componentes> Manutenção, reparação e modernização deveículos, sistemas e componentes ferroviáriosSERVIÇOS
  13. 13. INVESTIMENTOSINDÚSTRIA FERROVIÁRIAAmpliação e modernização das instalações fabrisexistentes, novas fábricas e novas tecnologiasR$ 1.5 bilhão(período 2003 a 2013)Fonte: ABIFER
  14. 14. 12000VAGÕES DE CARGA900+CARROS DE PASSAGEIROS150+LOCOMOTIVASCAPACIDADES ANUAISAs associadas da ABIFER têm aumentado, ano a ano, suacapacidade de produção
  15. 15. NÚMEROSDE PRODUÇÃO
  16. 16. 10(P)0090807040.00028.2003.40011.50030.600VAGÕESPRODUÇÃO BRASILEIRA > PRODUÇÃO POR DÉCADAFonte: ABIFER
  17. 17. 2004 20122011201020092008200720062005VAGÕESPRODUÇÃO BRASILEIRA(P)Fonte: ABIFER4.740 3.1005.6163.2611.0225.1181.3273.6687.597
  18. 18. 10(P)009080702.10017569256638LOCOMOTIVASPRODUÇÃO BRASILEIRA > PRODUÇÃO POR DÉCADAFonte: ABIFER
  19. 19. 2004 20122011201020092008200720062005LOCOMOTIVASPRODUÇÃO BRASILEIRA(P)Fonte: ABIFER0 7011368223030148
  20. 20. 10(P)009080704.0001.9306401.460950> PRODUÇÃOPOR DÉCADACARROSDE PASSAGEIROS PRODUÇÃO BRASILEIRAFonte: ABIFER
  21. 21. 2004 20122011201020092008200720062005CARROSDE PASSAGEIROS PRODUÇÃO BRASILEIRA(P)Fonte: ABIFER45 240336430440447283113179
  22. 22. COMO A INDÚSTRIA FERROVIÁRIA CONTRIBUICOMPLEXIDADE DOS NOVOS VAGÕESPARA ELEVAR A COMPETIVIDADE DAS OPERADORAS
  23. 23. > Realizando Pesquisa e Desenvolvimento> Promovendo Inovação Tecnológica> Utilizando Tecnologia de Ponta> Buscando sinergia com as concessionáriasAUMENTO DA PRODUTIVIDADE DOS VEÍCULOS
  24. 24. Passado: Vagão era projetado para otransporte de vários tipos deprodutosHoje: Vagão é projetado para transportarum tipo específico de carga, commaior produtividadeVAGÕES DE CARGA
  25. 25. Maior capacidade de carga> menor tara com maior resistência> truques com maior capacidadeMaior velocidade de descarga com menoresforçoVAGÕES DE CARGA
  26. 26. > Redução do consumo de combustível> Maior esforço de tração com a mesmapotênciaLOCOMOTIVAS
  27. 27. INOVAÇÕESDA INDÚSTRIA FERROVIÁRIA BRASILEIRA
  28. 28. VAGÕES> Vagão gôndola para transporte de minério de ferro, com pesobruto máximo de 150 t e truques de 37,5 t/eixo;> Vagão para transporte de açúcar a granel com sistema de descargarápida;> Vagão double stack para transporte de contêineres empilhados;> Vagão plataforma longo para contêineres em um único nível;> Vagão telescópico para transporte de fardos de celulose, comvedação especial
  29. 29. LOCOMOTIVAS> Locomotivas diesel-elétricas de4.400 HP, corrente alternada> Locomotivas diesel-hidráulicas,para manobra e linha
  30. 30. CARROS DE PASSAGEIROS> Circuito Fechado de TV (CFTV) com câmeras internas e externas> Sistema de prevenção e combate a incêndio> Multimídia> Sistema de informação ao passageiro> Ar condicionado> Sistema de tração com motores assíncronos, de corrente alternada, comrecuperação de energia da frenagem> Gangway> Portas mais amplas dotadas de sistema de endereçamento IP, que permiteisolá-las individualmente> Sistema de sinalização utilizando comunicação via rádio (CBTC)> Operação driverless, sem condutor
  31. 31. COMPONENTES> Rodas ferroviárias de aço microligado> Freio eletropneumático para vagões de carga> Fixações pré-montadas para metrô, queatenuam ruídos e vibrações de via> Dormentes de concreto, de aço, de plástico ede borracha, que privilegiam o meio ambiente
  32. 32. Ferrovia Estatal(até 1997)1202595-VALE e MRS(2000)120191016VALE e MRS(2007)1301911116VALE e MRS(2009/2010)1502312732P.B.M.T. (t)Tara dovagão (t)Carga útil (t)Ganho de carga(t)> VAGÃO GÔNDOLA PARA TRANSPORTE DE MINÉRIO DE FERRO BITOLA LARGAVAGÃO GÔNDOLAPARA MINÉRIO DE FERROFonte: AmstedMaxion
  33. 33. VAGÃO GÔNDOLA 150 tVALEMRS
  34. 34. VAGÕES ANTIGOS VAGÕES NOVOSCarga (t) 80 100Tempo de descarga(minutos)45 1(retenção de carga zero)Pessoas pordescarga6 1VAGÃO HOPPER PARA AÇÚCAR A GRANEL Fonte: AmstedMaxion
  35. 35. Graneleiro para fertilizante
  36. 36. Vagão Double Stack para Transporte de Contêineres
  37. 37. Vagão longo para contêiner
  38. 38. LOCOMOTIVASDiesel-HidráulicaDiesel-Elétrica
  39. 39. CARROS DE PASSAGEIROS
  40. 40. VEÍCULOS LEVES SOBRE TRILHOSTração Elétrica Tração Diesel-Hidráulica
  41. 41. MONOTRILHOS
  42. 42. TREM REGIONAL - ELÉTRICOTECNOLOGIA DISPONÍVEL
  43. 43. TREM REGIONAL – DIESELTECNOLOGIA DISPONÍVEL
  44. 44. TRENS DE ALTA VELOCIDADEAGV OARISVELARO ZEFIROTECNOLOGIA DISPONÍVEL
  45. 45. TRANSPORTE FERROVIÁRIODE CARGA
  46. 46. NÚMEROSDAS CONCESSIONÁRIAS
  47. 47. INVESTIMENTOS
  48. 48. CARGA TRANSPORTADA PELAS FERROVIAS
  49. 49. CARGA TRANSPORTADA PELAS FERROVIAS
  50. 50. CARGA TRANSPORTADA PELAS FERROVIAS
  51. 51. CONTÊINERESTRANSPORTADOS PELAS FERROVIAS
  52. 52. PRODUTOS TRANSPORTADOS PELAS FERROVIAS%Minérios 75Produtos Agrícolas 12Outros (Sid/Car/Cim/Líq) 10Contêineres 3
  53. 53. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA
  54. 54. EXPANSÃO DA MALHAFERROVIÁRIA DE CARGA
  55. 55. INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTE Fonte:Ministério dos TransportesChina: 9% do PIBRússia/ Índia: 5% do PIB
  56. 56. PNLT - MATRIZ DE TRANSPORTE DE CARGABRASILEIRAFonte: PNLT/ MTATUAL E FUTURA35 41 5029 33 35Estimativas ABIFERExtensão Malha (km1000)M. Share Ferroviário (%)Fonte: PNLT/MT
  57. 57. BENEFÍCIOS - PNLT Fonte: PNLT/MT
  58. 58. MALHA FERROVIÁRIA ATUAL Fonte: ANTF
  59. 59. EXPANSÃO DA MALHA DE CARGAFonte:Min. dos Transportes
  60. 60. INVESTIMENTOS PRIVADOS- Transnordestina Logística (CSN) – 1.728 kmEliseu Martins – Suape (1105 km) – previsão 2014Salgueiro – Pecém (623 km) – previsão 2015- Expansão Ferronorte (ALL) – 262 km – previsão 2012- Segregação Leste (MRS) – 12 km – previsão 2012(Itaquaquecetuba – Suzano)- Duplicação EF Carajás – 605 kmLigação Serra Sul/ EF Carajás – 110 kmPlano expansão VALE para 2016- Duplicação Ferroban (ALL) - Rumo LogísticaSumaré-Santos – 180 km – previsão 2013
  61. 61. INVESTIMENTOS DO GOVERNO Ferrovia Norte-Sul- 720 km operacionais (subconcessão Vale) – Açailândia/Palmas- 855 km a serem inaugurados em 2013 – Palmas/Anápolis- 680 km em construção – Ouro Verde/Estrela D’Oeste – previsão2014 Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL)- Ilhéus/Barreiras – 1.000 km – 1° trecho até Caetité em construção Contornos Ferroviários – Araraquara/SP e São Francisco doSul/SC
  62. 62. PROGRAMA DE INVESTIMENTOS EM LOGÍSTICAFonte:Min. dos Transportes
  63. 63. FERROVIAS DE CARGA Malha atual 30 mil km Em construção 4,5 mil km Programa de Investimentosem Logística 10 mil kmTotal até 2030 44,5 mil km
  64. 64.  Malha atual (urbana + metropolitana) 1.000 km PAC Mobilidade Grandes Cidades 200 km Governos São Paulo/Rio de Janeiro 300 km Trens RegionaisGoverno São Paulo 400 kmGoverno Federal/outros 1.600 km Trens de Alta VelocidadeRJ/SP/CP 500 kmSP/CuritibaCP/BH 2.000 kmCP/Triângulo Mineiro/BrasíliaTotal até 2030 6.000 kmFERROVIAS DE PASSAGEIROS
  65. 65. MENSAGEM ABIFERFERROVIA FORTE+INDÚSTRIA FORTE=BRASIL DESENVOLVIDO
  66. 66. OBRIGADOVicente AbatePresidenteABIFERTel: (11) 3289-1667vicenteabate@abifer.org.brwww.abifer.org.brMídias SociaisTwitter: @abifer_oficialFacebook: ABIFER

×