Japão e os tigres asiáticos

4.681 visualizações

Publicada em

Conteúdo de Estudos 9º ano "Japão e os tigres Asiáticos" Colégio Deoclécio Ferro, Professor Saraiva

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.681
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
196
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Japão e os tigres asiáticos

  1. 1. Geografia 9º ano Saraiva
  2. 2.  População: 127,9 milhões de hab. (2008)  Densidade: 337 hab./km²  População predominantemente urbana (63%), gerando problemas de espaço para moradia.  Tóquio e Kyoto (maiores aglomerações urbanas do mundo).  Taxa de natalidade (diminuindo) e expectativa de vida (aumentando)
  3. 3.  Uma das consequências da queda do crescimento vegetativo é a carência de mão de obra. A saída que o Japão tem dado a carência de mão de obra é o incentivo a imigração.  Os Deka: São pessoas que deixam o lugar onde vivem temporariamente para ir trabalhar em outro.  Geralmente jovens, que aceitam as condições de trabalho nesse país para ganhar até US$ 5 mil por mês.
  4. 4.  O país tem enormes desafios:  Relevo montanhoso, com mais de 40 vulcões ativos,  Pequena extensão.  Para superar essa limitação, eles recorrem a recursos tecnológicos – o cultivo hidropônico (usa água e nutrientes)  Principais produtos são: arroz, chá, algodão, soja ed trigo.
  5. 5.  O governo busca aliar valores tradicionais aos processos industriais do Ocidente, formando pactos com suas antigas elites (Zaibatsus) para investir na criação da infraestrutura necessária as grandes indústrias.  Ramos Industriais:  Siderúrgico, Automobilístico, Eletroeletrônico, Nava l eTêxtil.
  6. 6.  Cingapura, Taiwan, Hong Kong e Coréia do Sul são os Tigres Asiáticos em razão de seu rápido crescimento industrial e desenvolvimento social, em decorrência do alinhamento econômico com o Japão e o Ocidente.  Esse desenvolvimento socioeconômico está relacionado:  Forte Atuação do Estado  Pesados Impostos sobre os Produtos Importados
  7. 7.  Implantação de estratégias para atrair investimentos estrangeiros.  Investimento nos setores de educação e pesquisa científica.  Os Novos Tigres Asiáticos surgiram na década de 1990. São eles: Indonésia, Malásia, Filipinas e Tailândia.  A política de incentivo as exportações e a mão de
  8. 8.  obra barata e bem qualificada foram importantes atrativos para que empresas transnacionais se instalassem nosTigres Asiáticos.  Modelo Econômico Adotado:  Redução dos custos de produção, com intensa exploração da força de trabalho, e melhor distribuição de renda, para aumentar o mercado consumidor.
  9. 9.  Crise Econômica:  O crescimento dos empréstimos externos e a especulação imobiliária comprometeram o sistema bancário e influenciaram negativamente a economia dosTigres.  Cingapura: O país é um exemplo de sucesso, gerado por sua integração aos circuitos globalizados e por políticas de desenvolvimento interno marcadas por investimentos em tecnologia.
  10. 10.  Hong Kong:  Sua característica mais importante, é ser um dos maiores centros financeiros e de serviços do mundo, concentrando grande quantidade de bancos, seguradoras e companhias de exportação e importação.  Taiwan: É um arquipélago formado por ilhas de relevo montanhoso, onde cada centímetro de terra disponível para a agricultura é aproveitado.
  11. 11. HOHONG KONG KONG TTAIWAN
  12. 12.  Hoje Taiwan vive as voltas com questões da reunificação com a China Continental.  Coréia do Sul:  A indústria é a principal atividade econômica do país, com destaque para a produção de automóveis, eletroeletrónicos, calçados e roupas. O desenvolvimento econômico do país decorreu do modelo econômico que tornou a Coréia do Sul uma plataforma de exportação.
  13. 13.  Socialista, mantém pouco intercâmbio comercial com o exterior, e o turismo é pouco explorado. Sua economia, baseia-se na indústria pesada e na agricultura mecanizada. A reunificação com a Coréia do Sul está na pauta das negociações políticas do país.
  14. 14.  O país havia passado por grande desenvolvimento cultural entre os séculos XVII e XVIII, com o Expansionismo Manchu. A partir da segunda metade do século XIX, o crescimento populacional, aumento dos impostos e a corrupção levaram o grande império a decadência e a fragmentação de parte de seu território.  Movimentos nacionalistas contrários a ocupação estrangeira intensificaram-se e em 1912 o Imperador foi deposto.
  15. 15.  A crise social conduziu a China a uma longa guerra civil, opondo nacionalistas, alinhados a países estrangeiros e liderados por Chiang Kai-Shek, e comunistas, sob o comando de Mao Tsé-Tung e do Partido Comunista. A guerra civil chegou ao fim em 1949, quando os comunistas conseguiram vencer os nacionalistas e implantar o socialismo.  Da China Socialista à Abertura Econômica  O modelo chinês baseou-se no da ex-URSS, sua
  16. 16.  Aliada até o final da década de 1950. Durante toda a década de 1960, a China viveu um isolamento internacional.  Crescimento e Autoritarismo  Deng Xiaoping iniciou amplas reformas econômicas no país. As mudanças possibilitaram a obtenção de lucros por meio da entrada do capital estrangeiro, das relações comerciais com vários países e de acordos de cooperação técnica e científica.
  17. 17.  Foram criadas na década de 1980, visavam atrair investimentos de empresas estrangeiras para estimular com isso a exportação e a expansão do mercado doméstico.  As empresas estrangeiras foram atraídas pela farta mão de obra barata e pela possibilidade de venda de seus produtos para o imenso mercado consumidor chinês.
  18. 18.  Grande Salto para a Frente: Estabeleceu a criação de um pátio industrial pesado e diversificado, com indústrias de base e bélicas. As indústrias mecânica e siderúrgica receberam atenção especial e passaram a se desenvolver de forma acentuada.  Reforma Agrária Estatal: Desorganizou a produção de alimentos e contribuiu para a grande fome que matou cerca de 20 milhões de chineses entre 1959 e 1962.
  19. 19.  Em 2001, de todas as exportações chinesas, cerca de 90% já eram de produtos industrializados, 20% dos quais de alta tecnologia, o que propiciou a entrada do país na OMC, sinalizando o desenvolvimento de uma economia competitiva e de índole capitalista.  Hidrelétricas e termelétricas: A maior parte da energia consumida é produzida por termelétricas que empregam o carvão mineral e geram poluição.
  20. 20.  Merece destaque o grande potencial hidrelétrico chinês, cuja baixa exploração pelo país foi resolvida em parte com a construção da gigantesca hidrelétrica de Três Gargantas. Suas obras se encerraram em maio de 2006, após seis anos para ser construída e ter consumido cerca de US$ 24 bilhões.  Agropecuária: O setor agrícola da China é responsável pela ocupação de quase 60% da
  21. 21.  População economicamente ativa, sendo a agricultura uma atividade econômica estratégica do país. A China é um grande importador de alimentos, como a soja e a carne, tendo os Estados Unidos e o Brasil entre os fornecedores mais importantes.  A China é o maior produtor mundial de arroz, o trigo é cultivado em associação com a soja. O algodão sustenta uma produção têxtil que atende a 30% do mercado mundial.
  22. 22.  As maiores concentrações demográficas estão situadas nas planícies costeiras e na região oriental, ao longo dos vales dos grandes rios. Xangai e Pequim, as duas cidades mais importantes e populosas, somam mais de 29 milhões de habitantes. A alta densidade demográfica gera problemas ambientais.  Obs: Na pecuária, destaca-se a criação de suínos (tem o maior rebanho do mundo), equinos e bovinos
  23. 23.  Foram implantadas na Índia as plantations com produção destinada a exportação.  No início do século XX, o quadro de miséria impulsionou um movimento nacionalista liderado por Gandhi, que defendia a desobediência civil não violenta, como forma de protesto e demonstração da insatisfação ante a ocupação estrangeira.  Economia Indiana: A agricultura é a atividade econômica que emprega a maior parte da PEA.
  24. 24.  Nas últimas décadas, os indianos ganharam destaque no cenário mundial no setor industrial, sobretudo naquele ligado a tecnologia de informática. O processo de industrialização atinge apenas algumas cidades e regiões, como Calcutá, Mumbai e Nova Délhi, a capital.  A produção industrial se destaca em produtos químicos, processamento de comida, aço, mineração, softwares e farmacêuticos. O parque industrial absorve apenas 14% da PEA.
  25. 25.  O arroz é o principal produto agrícola. Outras produções importantes são as de trigo, milho, algodão, cana de açúcar e chá. As monoculturas de chá, algodão e cana, contribui para a fome e a desnutrição no país.  Desigualdades Sociais: Alguns conflitos étnicos e separatistas ameaçam a unidade territorial da Índia. Entre eles destacam-se a disputa pela região da Caxemira.

×