Caso clínico pulpotomia conservadora. Endodontia UFAL , Maceio, ALagoas

9.559 visualizações

Publicada em

pulpotomia conservadora com hidróxido de cálcio

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.559
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
105
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
81
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caso clínico pulpotomia conservadora. Endodontia UFAL , Maceio, ALagoas

  1. 1. PulpotomiaConservadora
  2. 2. Universidade Federal de Alagoas- UFAL Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Alagoas- FOUFAL Clínica Integrada III Acadêmica: LARYSSA BATISTA JACÓ Orientadora: Prof. Dra. Inês Jacyntho Inojosa
  3. 3. EXAME CLÍNICO Paciente C.V.S.O, sexo feminino, 14 anos de idade ,compareceu a Clínica Integrada da Faculdade deOdontologia da UFAL encaminhada por um cirurgião-dentista para realização de tratamento endodôntico doelemento dental 21, que apresentava abertura coronáriacontendo algodão compactado em seu interior. História Médica: História Médica: Paciente se apresentou em boas condições de saúde enão estava sob cuidados médicos Não relatou enfermidades Nunca apresentou reação incomum a anestésico oumedicamentos.
  4. 4. História Dental :: História DentalSemiologia Subjetiva:  Paciente queixou-se de sintomatologia dolorosaprovocada pelo estímulo térmico no elemento dental 36. Semiologia Objetiva:  Elemento dentário 36 apresentou um quadroclínico de ampla cavidade de cárie exposta ao ambientebucal, com micro-exposições pulpares.
  5. 5. RADIOGRAFIAS INICIAIS 3636 apresentou um quadro clínico de ampla cavidade de cárie expostaao ambiente bucal, com micro-exposições pulpares.
  6. 6. Orientação: Profª. Ines Jacyntho Inojosa
  7. 7.  CONCEITO: Pulpotomia conservadora consiste naremoção da polpa coronária e conservação da polparadicular vital , através do emprego de um materialcapeador biocompatível e indutor de formação de tecidomineralizado, como o MTA ou Ca(OH)2).Ines Jacyntho Inojosa
  8. 8. ASPECTOS CLÍNICOS FUNDAMENTAIS PARA A INDICAÇÃO DA PULPOTOMIA Sinais Fatores favoráveis Fatores desfavoráveisSangramento -Normal após o corte do -Ausente tecido pulpar -Muito escuro -Sangue de cor vermelho- -Muito claro vivo (amarelado)Remanescent -Polpa consistente/corpo -Polpa sem e pulpar (resistência a ação da consistência cureta) Coroa -Quase íntegra ou com - Grande dentária paredes espessas e destruição resistentes coronária necessitando de colocação de pino
  9. 9. PROTOCOLO Anestesia; CLÍNICO Isolamento absoluto; Remoção de dentina cariada; Remoção do teto da câmara pulpar; Excisão da polpa coronária com curetas afiadas. Lavagem abundante da ferida cirúrgica (águadestilada, soro fisiológico );
  10. 10.  Hemostasia espôntanea e secagem da cavidade com bolinha dealgodão estéril; Aplicação de solução corticosteróide-antibiótico por 10 a 15minutos; Aplicação de hidróxido de cálcio puro pró-análise e cimento pararecobrir o hidróxido de cálcio ou aplicação de MTA; Remoção do excesso do material das paredes laterais; Colocação de restauração provisória ou restauração imediata. Nocchi et al, 2007
  11. 11. Radiografia Inicial do elemento dental 36
  12. 12. Remoção do material capeador das paredes circundantes da coroa dental
  13. 13. Material capeador no assoalho da câmara pulpar recobrindo a polpa localizada nas entradas dos canais
  14. 14. Aspecto Radiográfico final após 60 dias sem alterações e clínicamente sem sinais e sintomas
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS Nocchi, E. (2007). Dentística- Saúde e Estpetica.Artmed.Sales, G. C. (2003). Pulpotomia em dentepermanente jovem. Odontologia Clínico-Científica .

×