Diversidade                 criatividade                e cooperação                 José Márcio Barros       josemarcioba...
ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL
IO que é Diversidade Cultural ?
um projeto político a partir de uma     realidade antropológica
» Visão RomânticaA Diversidade Cultural como característica     natural das formas de vida e das         manifestações cul...
A questão central éÉ possível construir igualdade e justiça social        com e através das diferenças ?     http://www.co...
» A diversidade cultural não se renova                  naturalmente.» A diversidade cultural é dinâmica precisa ser   pen...
» A diversidade cultural convoca sempre ao    diálogo, à troca e ao respeito mútuo.» Não se conjuga a Diversidade Cultural...
DC           NÓSEU    TU
II    Proteger e promovera diversidade cultural, como ?
» A existência de políticas transversais queafetem a dimensão antropológica da cultura e      não apenas sua dimensão artí...
» Tratar a diversidade cultural como campode interações, significa pensar em processos         dialógicos em 3 dimensões: ...
• Reafirmação de si • Permite a interpretação de    uma cultura pela outra.  • Descoberta do outro  • Permite a fertilizaç...
III  Entretanto, é preciso pensar quevivemos numa sociedade de paradoxos           e contradições       A sociedade mudou:...
Mas, é preciso estar atento para o          fato de que...    nem toda interação gera troca nem toda conexão gera convergê...
Como ensina Edgard Morin  Vivemos num tempo onde o cheio  provoca o oco, a saciedade gera aangústia, o permanente é trocad...
Daí a necessidade de se pensar:Como redes e trabalhos colaborativos e    cooperados podem fortalecer a        diversidade ...
IV            Arrisco algumas sugestões:Pensar a articulação entre a diversidade               cultural ecriatividade dema...
Requer também, tornar criatividade e    1                 2diversidade “dois lados de uma mesma          moeda”, ou seja,t...
Como realidades dinâmicas, diversidade ecriatividade nos remetem a permanências,         mas também a mudanças.        1  ...
Como mostra o Relatório da Unesco (Investir na    diversidade e no diálogo intercultural) as      tradições reinventam a s...
A articulação proposta impõe anecessidade de articular a proteção,    especialmente das práticas eexpressões em perigo de ...
A experiência cultural contemporânea é  marcada pelo deslocamento, pela mistura,               pelo hibridismo.Promover a ...
III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1
III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1

522 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

III Seminário Banco do Nordeste de Política Cultural - José Márcio Barros - Parte 1

  1. 1. Diversidade criatividade e cooperação José Márcio Barros josemarciobarros@gmail.comwww.observatoriodadiversidade.org.br
  2. 2. ALGUMAS QUESTÕES SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL
  3. 3. IO que é Diversidade Cultural ?
  4. 4. um projeto político a partir de uma realidade antropológica
  5. 5. » Visão RomânticaA Diversidade Cultural como característica natural das formas de vida e das manifestações culturais. Prefiro pensar como…» dinâmica sócio-política de interação entre os diferentes.
  6. 6. A questão central éÉ possível construir igualdade e justiça social com e através das diferenças ? http://www.conasems.org.br/site/index.php/comunicacao/noticias/1898-sgep-realiza-videoconferencia-sobre-promocao-da-equidade-em-saude
  7. 7. » A diversidade cultural não se renova naturalmente.» A diversidade cultural é dinâmica precisa ser pensada conjugando proteção e promoção.» A diversidade cultural encerra um conjunto de tensões e não pode ser pensada como um mosaico harmônico de diferenças.
  8. 8. » A diversidade cultural convoca sempre ao diálogo, à troca e ao respeito mútuo.» Não se conjuga a Diversidade Cultural na primeira pessoa do singular mas na sua intersecção
  9. 9. DC NÓSEU TU
  10. 10. II Proteger e promovera diversidade cultural, como ?
  11. 11. » A existência de políticas transversais queafetem a dimensão antropológica da cultura e não apenas sua dimensão artística » Isso é importante para garantir as condições de continuarmos diferentes.
  12. 12. » Tratar a diversidade cultural como campode interações, significa pensar em processos dialógicos em 3 dimensões: X
  13. 13. • Reafirmação de si • Permite a interpretação de uma cultura pela outra. • Descoberta do outro • Permite a fertilização de uma cultura pela outra.• Construção do nós• Assegura a tradução de uma cultura para várias outras culturas, decifrando o significado que as une, embora também as ultrapasse.
  14. 14. III Entretanto, é preciso pensar quevivemos numa sociedade de paradoxos e contradições A sociedade mudou: *mais interação *mais conexão *menos fronteiras *mais mitidiação *mais informação
  15. 15. Mas, é preciso estar atento para o fato de que... nem toda interação gera troca nem toda conexão gera convergência nem toda fronteira constitui comunidade informação não é sinônimo de conhecimento
  16. 16. Como ensina Edgard Morin Vivemos num tempo onde o cheio provoca o oco, a saciedade gera aangústia, o permanente é trocado pelo atual, o "mais novo".
  17. 17. Daí a necessidade de se pensar:Como redes e trabalhos colaborativos e cooperados podem fortalecer a diversidade cultural ? Este é o nosso desafio.....
  18. 18. IV Arrisco algumas sugestões:Pensar a articulação entre a diversidade cultural ecriatividade demandaria uma concepção articulada e integrada
  19. 19. Requer também, tornar criatividade e 1 2diversidade “dois lados de uma mesma moeda”, ou seja,tomadas como BEM mas também como RECURSO. O que isso implica ?
  20. 20. Como realidades dinâmicas, diversidade ecriatividade nos remetem a permanências, mas também a mudanças. 1 2
  21. 21. Como mostra o Relatório da Unesco (Investir na diversidade e no diálogo intercultural) as tradições reinventam a si mesmas.Daí a necessidade de se pensar a diversidade cultural e a criatividade em suas relações com as mudanças, as inovações e as trocas e influencias mútuas.
  22. 22. A articulação proposta impõe anecessidade de articular a proteção, especialmente das práticas eexpressões em perigo de extinção, coma promoção especialmente sensível às mudanças.
  23. 23. A experiência cultural contemporânea é marcada pelo deslocamento, pela mistura, pelo hibridismo.Promover a diversidade é promover a relação entre polos e processos e não a conservação do passado.

×