Casa Express -sistema construtivo

1.198 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.198
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
100
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Casa Express -sistema construtivo

  1. 1. Sistema Construtivo em Painéis Cerâmicos Pré Fabricados
  2. 2. FABRICAÇÃO • Formas sobreFormas sobre pistapista
  3. 3. FABRICAÇÃO • Preparação dos moldesPreparação dos moldes
  4. 4. FABRICAÇÃO • Aplicação da primeira camada de concretoAplicação da primeira camada de concreto
  5. 5. FABRICAÇÃO • Instalações dos elementos cerâmicosInstalações dos elementos cerâmicos
  6. 6. FABRICAÇÃO • Instalação hidrossanitáriaInstalação hidrossanitária
  7. 7. FABRICAÇÃO • Instalações hidráulicas e elétricasInstalações hidráulicas e elétricas
  8. 8. FABRICAÇÃO • FerragensFerragens
  9. 9. FABRICAÇÃO • Aplicação da segunda camada de concretoAplicação da segunda camada de concreto
  10. 10. FABRICAÇÃO • Nivelamento da segunda camada de concretoNivelamento da segunda camada de concreto
  11. 11. FABRICAÇÃO • Aplicação de rebocoAplicação de reboco
  12. 12. FABRICAÇÃO • IçamentoIçamento
  13. 13. TRANSPORTE • CarregamentoCarregamento
  14. 14. MONTAGEM • FundaçõesFundações
  15. 15. MONTAGEM • Posicionamento dos painéis sobre as fundaçõesPosicionamento dos painéis sobre as fundações
  16. 16. MONTAGEM • Montagem dos demais painéisMontagem dos demais painéis
  17. 17. MONTAGEM • Posicionamento das lajes pré moldadasPosicionamento das lajes pré moldadas
  18. 18. OBRAS • Conjunto habitacionalConjunto habitacional Kit montado Obra acabada
  19. 19. OBRAS • SobradoSobrado Kit montado Obra acabada
  20. 20. OBRAS • SobradoSobrado Kit montado Obra acabada
  21. 21. OBRAS • Casa de Alto PadrãoCasa de Alto Padrão Kit montado Obra acabada
  22. 22. EMPREENDIMENTOS Residenciais: Sigefredo Pacheco I e II eResidenciais: Sigefredo Pacheco I e II e Wilson Martins Filho - 1.555 casas - Teresina-PIWilson Martins Filho - 1.555 casas - Teresina-PI Unidade de Fabricação
  23. 23. EMPREENDIMENTOS Residenciais: Portal da Alegria I, II e Torquato NetoResidenciais: Portal da Alegria I, II e Torquato Neto 1.527 casas - Teresina-PI1.527 casas - Teresina-PI Unidade de Fabricação
  24. 24. EMPREENDIMENTOS Residenciais: Teresina Sul I e IIResidenciais: Teresina Sul I e II 1.000 casas - Teresina-PI1.000 casas - Teresina-PI Unidade de Fabricação
  25. 25. EMPREENDIMENTOS Residencial: Nova AlegriaResidencial: Nova Alegria 500 casas - Teresina-PI500 casas - Teresina-PI Unidade de Fabricação
  26. 26. EMPREENDIMENTOS Residenciais: Inglaterra, Vila Nova eResidenciais: Inglaterra, Vila Nova e Jornalista Paulo de TarsoJornalista Paulo de Tarso 1.076 casas - Teresina-PI1.076 casas - Teresina-PI Unidades de Fabricação
  27. 27. EMPREENDIMENTOS Residenciais: Petecas I, II e IIIResidenciais: Petecas I, II e III 983 casas - Piripiri-PI983 casas - Piripiri-PI Unidade de Fabricação
  28. 28. UNIDADE DE FABRICAÇÃO CANTEIRO DE OBRA COM UNIDADE DE FABRICAÇÃO DE TRÊS CASAS / DIA
  29. 29. UNIDADE DE FABRICAÇÃO CANTEIRO DE OBRA COM UNIDADE DE FABRICAÇÃO DE TRÊS CASAS / DIA
  30. 30. BENEFÍCIOS • Processo industrialProcesso industrial • Processos padronizados e aprovadosProcessos padronizados e aprovados • Maior qualidade do produtoMaior qualidade do produto • Redução do tempo de produção, comparado aosRedução do tempo de produção, comparado aos métodos tradicionaismétodos tradicionais • Aumento da produtividadeAumento da produtividade • Rapidez e economia em relação aos métodosRapidez e economia em relação aos métodos tradicionais de construçãotradicionais de construção
  31. 31. BENEFÍCIOS • Processo industrialProcesso industrial • Redução do tempo do ciclo de construção.Redução do tempo do ciclo de construção. • Uso de mão de obra treinada ao invés de mão deUso de mão de obra treinada ao invés de mão de obra especializadaobra especializada • Aspecto visual: similar a construção tradicional comAspecto visual: similar a construção tradicional com ótima aceitação dos moradores.ótima aceitação dos moradores. • Possibilidade de replicação do sistema em qualquerPossibilidade de replicação do sistema em qualquer regiãoregião
  32. 32. BENEFÍCIOS • Redução de desperdício de materialRedução de desperdício de material • Ecologicamente corretoEcologicamente correto • Redução média de 85% da geração de resíduosRedução média de 85% da geração de resíduos comparado aos métodos tradicionaiscomparado aos métodos tradicionais • Redução de impacto ambientalRedução de impacto ambiental
  33. 33. BENEFÍCIOS • Utilização de mão de obra treinada ao invés deUtilização de mão de obra treinada ao invés de especializada.especializada. • Redução de custos de mão de obraRedução de custos de mão de obra • Inclusão social, através de utilização de mão de obraInclusão social, através de utilização de mão de obra não especializadanão especializada
  34. 34. BENEFÍCIOS • Sistema construtivo aprovado pelo IPT/USP-SPSistema construtivo aprovado pelo IPT/USP-SP • Patenteado pelo INPI-SP (Instituto Nacional dePatenteado pelo INPI-SP (Instituto Nacional de Propriedade Industrial)Propriedade Industrial) • Testado e Aprovado pelo IPT (Instituto de PesquisaTestado e Aprovado pelo IPT (Instituto de Pesquisa Tecnológica do Estado de São Paulo)Tecnológica do Estado de São Paulo) • Chancelado pelo SINAT através do DATec NChancelado pelo SINAT através do DATec Nº 09º 09 • Homologado pela Caixa Econômica FederalHomologado pela Caixa Econômica Federal
  35. 35. BENEFÍCIOS • Sistema construtivo submetido a testes queSistema construtivo submetido a testes que comprovaram as seguintes vantagens emcomprovaram as seguintes vantagens em relação aos métodos tradicionais:relação aos métodos tradicionais: • Maior resistênciaMaior resistência • Maior conforto térmicoMaior conforto térmico • Maior conforto acústicoMaior conforto acústico
  36. 36. SINAT DATec • DesdeDesde junho de 2010 entrou em operação ojunho de 2010 entrou em operação o SINAT (Sistema Nacional de AvaliaçõesSINAT (Sistema Nacional de Avaliações Técnicas),Técnicas), criado no PBQP-H (Programa Brasileiro decriado no PBQP-H (Programa Brasileiro de Qualidade e Produtividade no Habitat) paraQualidade e Produtividade no Habitat) para avaliar o desempenho de materiais e sistemasavaliar o desempenho de materiais e sistemas construtivos chamados:construtivos chamados: SISTEMAS CONSTRUTIVOS INOVADORESSISTEMAS CONSTRUTIVOS INOVADORES
  37. 37. SINAT DATec • Estes sistemas são avaliados de acordo comEstes sistemas são avaliados de acordo com critérios de desempenho e métodos decritérios de desempenho e métodos de avaliação previstos na NBR 15.575avaliação previstos na NBR 15.575 • Após a aprovação, estes sistemas recebem aApós a aprovação, estes sistemas recebem a autorização de publicação do DATec (Documentoautorização de publicação do DATec (Documento de Avaliação Técnica)de Avaliação Técnica) • O DATec é um documento facilitador paraO DATec é um documento facilitador para obtenção de financiamentos de obras,obtenção de financiamentos de obras, principalmente de projetos ligados ao Programaprincipalmente de projetos ligados ao Programa Minha Casa Minha Vida da Caixa EconômicaMinha Casa Minha Vida da Caixa Econômica Federal.Federal.
  38. 38. TESTES DE DESEMPENHO • O Sistema construtivo Casa Express foiO Sistema construtivo Casa Express foi submetido aos seguintes testes de desempenho,submetido aos seguintes testes de desempenho, no IPT/USP-SP (Instituto de Pesquisasno IPT/USP-SP (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo), queTecnológicas do Estado de São Paulo), que permitiram a obtenção do SINAT DATec Npermitiram a obtenção do SINAT DATec Nº 09º 09:: • Isolação sonora.Isolação sonora. • Resistência ao fogo.Resistência ao fogo. • Resistência a impacto de corpo duro.Resistência a impacto de corpo duro. • Resistência a impacto de corpo mole.Resistência a impacto de corpo mole.
  39. 39. TESTES DE DESEMPENHO • Desempenho térmico de paineis préDesempenho térmico de paineis pré moldados.moldados. • Resistência ao choque térmico.Resistência ao choque térmico. • Resistência à compressão excêntrica e axialResistência à compressão excêntrica e axial dos painéis.dos painéis. • Resistência do sistema de vedação à ação doResistência do sistema de vedação à ação do calor e choque térmico.calor e choque térmico. • Resistência do sistema de vedação àResistência do sistema de vedação à estanqueidade à água.estanqueidade à água.
  40. 40. TESTES DE DESEMPENHO • Resistência do sistema de vedação àResistência do sistema de vedação à solicitações de peças suspensas.solicitações de peças suspensas. • Resistência às solicitações transmitidas porResistência às solicitações transmitidas por portas.portas. • Determinação das características geométricasDeterminação das características geométricas dos blocos cerâmicos.dos blocos cerâmicos. • Determinação da massa específica e absorçãoDeterminação da massa específica e absorção de água dos blocos cerâmicos.de água dos blocos cerâmicos. • Determinação da resistência a compressãoDeterminação da resistência a compressão dos blocos cerâmicos.dos blocos cerâmicos.
  41. 41. TESTES DE DESEMPENHO • Avaliação técnica do sistema construtivo eAvaliação técnica do sistema construtivo e auditoria técnica do controle de qualidade doauditoria técnica do controle de qualidade do sistema construtivo empregado em unidadessistema construtivo empregado em unidades habitacionais térreas e sobrados, isoladas ehabitacionais térreas e sobrados, isoladas e geminadas, casas sobrepostas e edifíciosgeminadas, casas sobrepostas e edifícios habitacionais de dois pavimentos.habitacionais de dois pavimentos. • Avaliação de desempenho do sistemaAvaliação de desempenho do sistema construtivo.construtivo. • Análise de projeto estrutural para sobrados.Análise de projeto estrutural para sobrados.
  42. 42. OBRAS REALIZADAS • Mais de 15.000 unidades executadas,Mais de 15.000 unidades executadas, superando a marca de 700.000 m²superando a marca de 700.000 m² construidosconstruidos Empreendimento Tipo Quantidade Localização Imóveis Avulsos Casas e Sobrados 5.000 Diversas cidades de SP Residencial Jardim Primavera Casas 500 Hortolândia - SP Residencial Pé no Chão Casas 350 Rio Claro - SP Residencial Sigefredo Pacheco I Casas 1.000 Teresina - PI Residencial Nova Alegria II Casas 500 Teresina - PI Residencial Portal da Alegria I Casas 450 Teresina - PI Residencial Portal da Alegria II Casas 450 Teresina - PI Residencial Teresina Sul Casas 485 Teresina - PI Residencial Teresina Sul II Casas 500 Teresina - PI Residencial Torquato Neto II Casas 75 Teresina - PI Residencial Torquato Neto II Sobrados 58 Teresina - PI Residencial Torquato Neto III Sobrados 222 Teresina - PI Residencial Torquato Neto III Casas 272 Teresina - PI
  43. 43. OBRAS REALIZADAS Tipo Quantidade Localização Residencial Wilson Martins Filho Casas 455 Teresina - PI Residencial Parque Petecas I Casas 340 Piripiri - PI Residencial Parque Petecas II Casas 138 Piripiri - PI Residencial Parque Petecas III Casas 305 Piripiri - PI Residencial José Amâncio de Assunção Casas 356 Piripiri - PI Residencial Chico Pedro Casas 64 Piripiri - PI Residencial Jornalista Paulo de Tarso Casas 258 Piripiri - PI Residencial Inglaterra Casas 343 Teresina - PI Residencial Vila Nova Casas 475 Teresina - PI Residencial Viva Mais Papagaio Casas 242 Feira de Santana - BA Residencial Viva Mais Vila Olímpia I Casas 482 Feira de Santana - BA Residencial Mais Avenida Casas 331 Feira de Santana - BA Residencial Alegria I Casas 317 Feira de Santana - BA
  44. 44. Contate www.casaexpress.ind.br contato@casaexpress.ind.br Avenida João Ferrari, 603 - Della Rocha IV , Itapira-SP Tel.: 19 3863-6778 ou 19 3863-4547 ou fale com um de nossos representantes

×