Li e transliteracia

1.312 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.312
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
20
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Li e transliteracia

  1. 1. Isabel MendinhosRBE – Coordenadora interconcelhia - Sintra 25 de Setembro de 2012 1
  2. 2. A informação no século XXI http://goo.gl/d6ZMS 2 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia Set 2012
  3. 3. A informação no século XXI http://goo.gl/Bm9p4 Obter informação da Internet é como beber de uma boca de incêndio. 3 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  4. 4. A informação no século XXIDaniel J. Burstin, escritor e ensaísta que foi bibliotecário docongresso americano dizia: “A Tecnologia dá-nos muito gozo, mas podemos afogar- -nos na nossa Tecnologia. O nevoeiro informacional pode afastar o conhecimento.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 4
  5. 5. A informação no século XXI “Ter demasiada informação é o mesmo que não ter informação suficiente.” Ruff, J. Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 5
  6. 6. A informação no século XXI Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 6
  7. 7. Literacia da informaçãoHistorial do conceitoPrimeira referência indireta à literacia da informação: 1974 – Zurkowsky refere como “information literates” as pessoas treinadas na aplicação de recursos de informação ao seu trabalho 1976 - Burchinal já fala num conjunto de competências exigidas para que alguém possa ser considerado letrado em informação. Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 7
  8. 8. Literacia da informaçãoHistorial do conceito1983 – Hortin refere a literacia da informação como o conjunto das possibilidades que a tecnologia oferece no acesso e obtenção da informaçãoA partir do meio da década de 80, o conceito começa aenriquecer-se e a surgir associado ao ensino, à aprendizageme às bibliotecas escolares. Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 8
  9. 9. Literacia da informaçãoDefiniçõesALA (1989)As pessoas letradas em informação são"…aquelas que aprenderam a aprender. Sabem comoaprender porque sabem como o conhecimento estáorganizado, como encontrar informação e como usá-la deforma a que os outros aprendam com elas. São pessoaspreparadas para aprender ao longo da vida porqueconseguem sempre encontrar a informação necessária paraqualquer tarefa ou decisão que lhes surja." Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 9
  10. 10. Literacia da informaçãoDefiniçõesASLA (1994) “A literacia da informação é mais do que a literacia doimpresso, a literacia dos computadores e a literacia dosmedia. Significa saber quando a informação é necessária,onde encontrá-la e como avaliá-la e usá-la na vida diária.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 10
  11. 11. Literacia da informaçãoDefiniçõesLoertscher (1996)“Um estudante letrado em informação é um leitor ávido, umpensador crítico, um aprendente interessado, uminvestigador organizado, um comunicador eficaz, umutilizador responsável da informação, e um utilizador hábildas ferramentas tecnológicas.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 11
  12. 12. Literacia da informaçãoDefiniçõesMcKenzie (2000)A literacia da informação envolve“Explorar – requer competências de navegação assim comocapacidade de obter, analisar e selecionar dados relevantes; -Interpretar – transformar dados e informação emconhecimento, discernimento e compreensão; - Criar novas ideias – desenvolvimento de novas ideias em vezde repetir as ideias de outros.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 12
  13. 13. Literacia da informaçãoDefiniçõesTaylor (2006)A literacia da informação é “a capacidade de reconhecer umanecessidade, e depois de aceder, encontrar, avaliar, usar ecomunicar informação.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 13
  14. 14. Literacia da informaçãoDefiniçõesIFLA (2006) “...o conhecimento e as capacidades necessários para identificarcorretamente a informação necessária para realizar uma tarefa específicaou resolver um problema, para procurar informação eficientemente,organizá-la ou reorganizá-la, interpretá-la e organizá-la, uma vez encontradae recuperada (por ex. descarregada), avaliar o rigor e a fiabilidade dainformação, reconhecer eticamente as fontes das quais ela foi obtida, senecessário comunicar e apresentar a outros os resultados da análise einterpretação feita, e depois utilizá-la para realizar ações e conseguirresultados.” Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 14
  15. 15. Literacia da informaçãoDefiniçõesIFLA/Unesco (2012)“ LIM [Literacia da Informação e dos Media] é definida como uma combinaçãode conhecimento, atitudes, capacidades e práticas requeridas para aceder,analisar, avaliar, usar, produzir e comunicar informação e conhecimento deforma criativa, legal e estética, no respeito pelos direitos humanos (…)“As competências em LIM vão assim para além das TIC e abarcam aaprendizagem, o pensamento crítico e as capacidades interpretativas dentro epara além dos limites profissionais, educacionais e sociais. A LIM inclui todosos tipos de media (orais, impressos, analógicos e digitais) e todas as formas eformatos de recursos.” (Declaração de Moscovo – 2012) Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 15
  16. 16. Literacia da informaçãoDeclaraçõesUNESCO (2005)“A Literacia da Informação... é um direito humano básiconum mundo digital e promove a inclusão social de todas asnações.” UNESCO (2005), Beacons of the Information Society The Alexandria Proclamation on Information Literacy and Lifelong Learning Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 16
  17. 17. Literacia da informaçãoDeclarações internacionaisPraga (2003) - The Prague declaration "towards an information literatesociety“Alexandria (2005) – The Alexandria proclamation on information literacyand lifelong learningToledo (2006) – The Toledo declaration on information literacyLima (2009) – Declaration of LimaMaceió (2011) – Declaração de Maceió sobre a competência eminformaçãoFEZ (2011) – Fez declaration on media and information literacy 17 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  18. 18. Literacia da informaçãoDeclarações internacionaisHavana (2012) – Quinze ações e literacia da informaçãoMoscovo (2012) – The Moscow declaration on media and informationliteracyEm PortugalBraga (2011) – Literacia dos media – Declaração de Braga Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 18
  19. 19. Literacia da informaçãoDefinição de standardsInformation Power: Building Partnerships for Learning (AASL eAECT: 1998)Nove standards de literacia agrupados em três categorias(Information Literacy; Independant Learning Standards; SocialResponsability Standards). Dentro de cada uma, são definidosindicadores que correspondem a competências específicas. 19 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  20. 20. Literacia da informaçãoDefinição de standardsIFLA Guidelines on Information Literacy for Lifelong Learning Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 20
  21. 21. Literacia da informaçãoDefinição de standardsAASL : Standards para o séc. XXI (2007) Investigar, pensar Tirar conclusões, tomar 1 criticamente e adquirir 2 decisões informadas, conhecimento aplicar o conhecimento a novas situações e criar novo conhecimento. Partilhar conhecimento e participar, etica e 3 produtivamente, como 4 Procurar o crescimento membros da sociedade pessoal e estético. democrática. 21 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  22. 22. Literacia da informaçãoDefinição de standardsPortugal: Metas de aprendizagem Português TIC Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 22
  23. 23. Um conceito que se alarga Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 23
  24. 24. Literacia da informaçãoModelosPara orientar o trabalho de desenvolvimento de competênciasem literacia da informação, surgiram inúmeros modelos.Apenas alguns exemplos: Big 6 EXIT REACTS Inquiry PLUSEisenberg & Wray & Lewis Pitts & Stripling Process Herring Berkowitz Cornelia Brunner Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 24
  25. 25. Literacia da informação BIG6 (Eisenberg e Berkowitz – EUA) Seis etapas: 1. Definição da Tarefa 2. Estratégias de pesquisa de informação 3. Localização e acesso 4. Uso da informação 5. Síntese 6. Avaliação Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 25
  26. 26. Literacia da informaçãoEXIT (David Wray e Maureen Lewis – Reino Unido)10 momentos / 10 atividades mentais: Suscitar conhecimentos prévios Estabelecer objetivos Localizar a informação Adotar uma estratégia adequada Interagir com o texto (ver DARTs) Acompanhar o processo de compreensão Tomar notas Avaliar a informação Apoiar a memorização Comunicar a informação Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 26
  27. 27. Literacia da informação REACTS (Pitts e Stripling) 27 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  28. 28. Literacia da informaçãoInquiry Process (Cornelia Brunner) 28 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  29. 29. Literacia da informação PLUS (James E. Herring - Escócia) Quatro fases: Purpose (Objectivo) Location (Localização) Use (Uso) Self-evaluation (Auto-avaliação) Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 29
  30. 30. Literacia da informaçãoInformation Search Process (ISP) e Guided Inquiry(Carol Kuhlthau)Guided Inquiry (Pesquisa orientada) é uma metodologia baseada no modeloISP criado por Carol Kuhlthau há quase 30 anos.Este modelo tem vindo a ser objeto da investigação de toda a vida académicada autora e também de Ross Todd, o que o torna particularmentesustentado.Tem a particularidade de aliar os aspetos cognitivos aos afetivos e assimdeterminar os momentos em que a intervenção do adulto é imprescindível. Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 30
  31. 31. Literacia da informaçãoInformation Search Process (ISP) Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 31
  32. 32. Literacia da informação 32 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  33. 33. Competências: -Escola -Profissão -Vida Literacia da leituraComunicação e colaboração Formar para Literacia da o séc. XXI Informação e dos Media TIC Pensamento crítico e Literacia resolução de tecnológica e Criatividade problemas digital e inovação 33 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012
  34. 34. Todas as literacias e competências envolvidas Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 34
  35. 35. Transliteracia Definições Transliteracia é a capacidade de comunicar sentido entre media. … A transliteracia ajuda-nos a promover a literacia atravessando barreiras tecnológicas.” Wilkinson, L. Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 35
  36. 36. TransliteraciaDefinições “Transliteracia é a capacidade de ler, escrever e interagir através de uma diversidade de platformas, ferramentas e media desde os signos e a oralidade passando pela escrita, pela imprensa, TV, radio e filmes, até às redes sociais digitais. …porque ela oferece uma análise mais ampla da leitura, da escrita e da interação através de várias plataformas, ferramentas, media e culturas, a transliteracia não substitui, mas antes contém a “literacia dos media” e também “a literacia digital”. Thomas, S. et al Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 36
  37. 37. Literacia da informação e transliteracia “…a greater part of growing up takes place outside the traditional learning environments…” IFLA/UNESCO – Declaração de Moscovo Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 37
  38. 38. Literacia da informação e transliteracia C0096553-Information_overload,_conceptual_image-SPL.jpg Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 38
  39. 39. Há muito trabalho a fazer… Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 39
  40. 40. Como ensinar? Contexto formal No âmbito de uma disciplina curricular - Equipa educativa: professor da disciplina e professor bibliotecário - Colaboração em todas as fases do processo: planificação, execução, avaliação - Identificação clara do âmbito de intervenção de cada um e dos momentos em que essa intervenção é conjunta ou separada Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 40
  41. 41. Como ensinar? Contexto formal Dar especial atenção a: -Definição clara de critérios de avaliação -Delimitação dos tópicos a estudar - Fase da formulação das questões iniciais - Acompanhamento nas fases críticas identificadas por Kuhlthau Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 41
  42. 42. Como ensinar? Contexto formal Dar especial atenção a: - Interpretação da informação encontrada e sua transposição para a linguagem dos alunos (recorrer à inspiração do modelo EXIT e das DART) - Estímulo à discussão das questões entre os alunos - Encontrar as formas de partilha adequadas e mais apelativas - Discutir os resultados desta metodologia com os alunos Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 42
  43. 43. Como ensinar? Contexto formal Alguns conselhos: -Começar com tarefas pequenas - Elaborar, em parceria com os departamentos, um modelo que se adapte à realidade da escola/agrupamento, aprová- lo, divulgá-lo por todas as formas e torná-lo acessível a alunos e professores Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 43
  44. 44. Como ensinar? Contexto formal Alguns conselhos: -Divulgar o resultado das parcerias professor curricular/professor da disciplina - Conhecer bem os programas das disciplinas com que se quer colaborar - A iniciativa pode começar por ser do PB Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 44
  45. 45. Como ensinar? Contexto informal -Propostas da biblioteca do tipo “A Google a day” - Outros desafios orientados por guiões, por exemplo webquests ou caças ao tesouro, a partir do blogue da BE - Quizz com descrições de situações típicas para os alunos identificarem a ação ou comportamento certo ou errado Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 45
  46. 46. Questões e debate ??? Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 46
  47. 47. BibliografiaASLA (1994). Statement on Information Literacy. Acedido em http://www.asla.org.au/policy/p_infol.htm, em 10/09/2012IFLA (2007) Diretrizes sobre desenvolvimento de habilidades em informação para a aprendizagem permanente. Acedido emhttp://www.ifla.org/files/information-literacy/publications/ifla-guidelines-pt.pdf, em 11/09/2012Kuhlthau, C. et al. (2012). Guided Inquiry Design: A Framework for Inquiry in Your School. Santa Barbara: Libraries UnlimitedKuhlthau, C., Maniotes, L. (2010). Building guided inquiry teams for 21st century learners. School Library Monthly. Vol XXVI, nr5. Acedido em http://www.schoollibrarymonthly.com/articles/Kuhlthau&Maniotes2010-v26n5p18.html, em 11/09/2012Kuhlthau,C, Todd, R. (2008). The ‘information search process’ revisited: is the model still useful?. Information Research, vol.3,nr. 4. Acedido em http://informationr.net/ir/13-4/paper355.html, em 11/09/2012Lertscher, D., Wools,B.(2012). Information Literacy Interconnections using a virtual learning environment. World Library andinformation cogress – IFLA 2012. Acedido em http://conference.ifla.org/sites/default/files/files/papers/wlic2012/93-loertscher-en.pdf em 12/09/2012Pickering Thomas, N. (2011). Information Literacy and Information Skills Instruction. Applying Research to Practice in the 21stCentury School Library. Santa Barbara: Libraries UnlimitedThomas, N. A multiplicity of research models. Acedido em http://goo.gl/1c1rf , em 10/09/2012Youth Learn Technology, media & project-based learning to inspire young minds. How to: Inquiry. Acedido emhttp://www.youthlearn.org/learning/planning/lesson-planning/how-inquiry/how-inquiry , em 12/09/2012 Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 47
  48. 48. Contactos isabel.mendinhos@mail-rbe.org isabelmendinhos@gmail.com Webinars BAD - Da literacia da informação à transliteracia - Set 2012 48

×