Índice 
Introdução ..........................................................................................................
Introdução 
No dia 21 de Novembro, na Escola Secundária de Casquilhos, foi organizado e realizado um peddypaper cujo tema ...
Posto 7Desespero em Casa 
Descrição 
Este posto, localizado no ginásio da escola devido à necessidade de espaço e possibil...
Procedimento/Regras 
Cada um dos subgrupos de cada equipa tem como objetivo arrumar um quarto de dormir em cerca de 8 min....
5 
Material Necessário: 
• 
2 Bancos redondos 
• 
Lençol para 2 camas 
• 
2 Candeeiros pequenos 
• 
4 Colchões do ginásio ...
Discussão 
Na preparação deste peddypaper, mais concretamente deste posto, defrontámo‐nos com algumas dificuldades, obstác...
• 
Houve um caso em que um rapaz não foi capaz de trocar a lâmpada e a rapariga assumiu o comando da situação; 
• 
Houve a...
Conclusões e Críticas 
Com esta atividade (posto 7) verificámos que ambos os géneros estão aptos para a realização deste t...
Nota: No que toca à preparação da actividade, uma vez que o grupo era constituído por 7 pessoas, foram criados por nós doi...
10 
Atividade realizada no âmbito do projeto Comenius 
“Different cultures, different ideas, the same Human Rights in the ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatório posto 7 desespero em casa

284 visualizações

Publicada em

Relatório posto 7 desespero em casa

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatório posto 7 desespero em casa

  1. 1. Índice Introdução .................................................................................................................................. 2 Posto 7‐ Desespero em Casa ................................................................................................... 3,4,5 Descrição ................................................................................................................................... 3 Procedimento/Regras ............................................................................................................... 4 Material Necessário: ................................................................................................................. 5 Critérios de Classificação .......................................................................................................... 5 Discussão.................................................................................................................................... 6,7 Conclusões e Críticas .................................................................................................................. 8,9 Projeto Comenius…………………………………………………………………………………………………………….…….10
  2. 2. Introdução No dia 21 de Novembro, na Escola Secundária de Casquilhos, foi organizado e realizado um peddypaper cujo tema era a (Des) Igualdade de Género. Este peddypaper, destinado às turmas de 8º, 9º, 10º, 11º ano, teve como objectivo explorar os estereótipos estabelecidos no dia‐a‐dia em relação aos diferentes géneros. Para a concretização de tal objectivo, foram preparadas nove actividades diferentes “atribuídas” a cada um dos géneros, em que se avaliou o desempenho, a comunicação e a reacção dos vários elementos que constituíam cada uma das noves equipas inscritas (rapazes e raparigas) perante a realização de uma certa actividade generalizada a um dos géneros. Neste posto intitulado Desespero em Casa cada uma das equipas tem como tarefa arrumar um quarto da melhor maneira possível e com isso obter o maior número de pontos que conseguirem, sendo que o posto poderá atribuir um máximo de 10 pontos. Para a preparação deste posto assim como de todo o peddypaper, é usado critério da reutilização de materiais e, por isso, dispõe‐se de materiais trazidos de casa, nos quais não é gasto qualquer dinheiro, e os quais não são facilmente desperdiçados, de modo a poderem ser utilizados novamente mais tarde. 2
  3. 3. Posto 7Desespero em Casa Descrição Este posto, localizado no ginásio da escola devido à necessidade de espaço e possibilidade de precipitação, consiste na arrumação de um quarto de dormir por parte de cada uma das equipas participantes. Cada dormirCada equipa, constituída por 4 elementos (dois rapazes e duas raparigas), é neste posto dividida em dois subgrupos, cada qual constituído por dois elementos, sendo estes um rapaz e uma rapariga. De seguida, efetuam esta tarefa em conjunto e permitem à equipa organizadora do posto a exploração do trabalho de equipa entre géneros diferentes e da existência infundada de estereótipos em relação às tarefas domésticas. Para tal são preparados dois cenários de um quarto de dormir, com uma cama e uma mesinha de cabeceira, para que todos os elementos realizassem a mesma tarefa. Como bónus e também para a diversão dos participantes este posto tem a assistência de uma banda sonora divertida: Os Patinhos (original) ‐ música de dormir e Billy Hill Theme. 3
  4. 4. Procedimento/Regras Cada um dos subgrupos de cada equipa tem como objetivo arrumar um quarto de dormir em cerca de 8 min. Neste terão de fazer uma cama da melhor maneira possível (roupa da cama bem esticada, almofadas bem posicionadas, etc), deixando‐a também da maneira mais atrativa que conseguirem; trocar a lâmpada do candeeiro da “mesinha de cabeceira” e posicionar corretamente um tapete “no quarto”. Antes de cada equipa iniciar a realização da tarefa, a organização certifica‐se que o tapete se encontra fora do sítio, a lâmpada do candeeiro por trocar e a cama desfeita e desarrumada. Cada um dos subgrupos de cada equipa tem de completar a tarefa em 8 min, sem direito a qualquer tempo extra. Para além disso não existem recusas e ambos os elementos de cada grupo têm de participar e realizar as tarefas em conjunto. Os diferentes subgrupos não podem interagir entre si, de modo a efetuarem correções nas despectivas tarefas. No entanto, os elementos de um mesmo subgrupo podem e devem‐no fazer, de modo a poder observar‐se o trabalho em equipa e a comunicação entre elementos de géneros diferentes. 4
  5. 5. 5 Material Necessário: • 2 Bancos redondos • Lençol para 2 camas • 2 Candeeiros pequenos • 4 Colchões do ginásio • 4 Lâmpadas • Extensões • 2 Naprons para a “mesinha de cabeceira” • Colunas • Computador • 2 Cobertores/Mantas/ Colchas • Câmara de filmar • 4 Almofadas de dormir • 4 Bancos do ginásio Critérios de Classificação Para a avaliação de cada uma das equipas este posto dispõe de um máximo de 10 pontos, sendo a avaliação e a distribuição de pontos realizada sempre pela mesma pessoa pertencente à equipa de organização do posto. Na classificação do desempenho de cada uma das equipas, são utilizados diferentes critérios de classificação: • Arrumar o “quarto” em 8 min ‐5 pontos • Fazer a cama decentemente e trocar a lâmpada do candeeiro da “mesinha de cabeceira” ‐5 pontos: 9 Dobra do lençol bem‐feita ‐1 pontos 9 Roupa da cama esticada ‐1 pontos 9 Almofadas de dormir bem posicionadas ‐1 ponto 9 Trocar a lâmpada do candeeiro corretamente‐ 2 pontos Nota: Se cada um destes pontos não for concretizado com sucesso por completo o subgrupo é penalizado com menos metade da pontuação ou mesmo com zero pontos. Cada um dos grupos é classificado num máximo de 10 pontos, sendo depois as classificações de ambos os grupos somada e dividida por dois, de modo a obter‐se a classificação total da equipa participante. Por equipa foi preenchida a seguinte tabela: Obs: Onde diz grupo é suposto dizer subgrupo.
  6. 6. Discussão Na preparação deste peddypaper, mais concretamente deste posto, defrontámo‐nos com algumas dificuldades, obstáculos, observações e questões pertinentes. Existiu alguma dificuldade na distribuição de pontos por tarefa, visto que a maneira como as pessoas fazem uma cama e a “embelezam” ser um aspeto um quanto ou tanto subjectivo. Deparámo‐nos também com problemas relacionados com o tempo na preparação dos postos, uma vez que o tempo disponibilizado para tal foi limitado devido ao facto das atividades decorrerem durante o período letivo e, por isso, alguns dos materiais e locais estarem dependentes da disponibilidade dos espaços escolares. Na preparação deste posto receámos que o tempo disponibilizado não fosse o suficiente, tendo ocorrido exatamente o oposto: o tempo que cada uma das equipas demorou a efetuar a tarefa proposta foi bastante mais curto do que o esperado. A certo ponto decidimos dificultar a tarefa, desarrumando ainda mais a cama, no entanto, não serviu de muito, pois a finalização da tarefa continuava a ser concretizada mais cedo que o tempo previsto. O único aspeto que falhou e que pode ser corrigido é o facto de as lâmpadas disponíveis serem todas fundidas, permitindo apenas aos participantes a troca da lâmpada e não a verificação do funcionamento do candeeiro, como tinha sido programado inicialmente. Na realização da tarefa por parte das diferentes equipas participantes, divididas em dois subgrupos, cada um com um rapaz e uma rapariga, averiguámos uma relativa facilidade na realização da tarefa proposta quer em relação ao tempo disponibilizado (8 min), quer em relação à complexidade da tarefa, havendo alguns aspectos interessantes e muitas vezes engraçados, a salientar: • A maioria dos rapazes é que efectuava a troca da lâmpada do candeeiro e a cama era feita por ambos os elementos ou apenas pela rapariga; • Ambos os elementos, de cada grupo, comunicavam entre si e trabalhavam em equipa ou dividiam tarefas: “Eu faço a cama e tu trocas a lâmpada!” • As raparigas rectificavam o trabalho realizado, enquanto os rapazes não; • As raparigas davam sugestões e gritavam com o outro elemento do grupo para que este se esforçasse mais ou assumiam o controlo da situação: “Não estás a fazer isso bem!”, “Isso não é assim!”, “Isto é assim! É assim!”, “Dá cá isso!”; • As camas ficaram, na generalidade, razoáveis; 6
  7. 7. • Houve um caso em que um rapaz não foi capaz de trocar a lâmpada e a rapariga assumiu o comando da situação; • Houve apenas um incidente de uma lâmpada partida; • A decoração do “quarto” não era um aspeto importante para nenhum dos géneros, em geral; • Num dos grupos o rapaz reclama com a rapariga: “Mete a fronha pah!”; • No geral, os rapazes afirmam que odeiam fazer a cama; • Depois do alvoroço para finalizar a tarefa a tempo o rapaz pergunta: “Tens a certeza?” e a rapariga responde: “Sim!”; • No final de ambos os grupos finalizarem a tarefa, dão sugestões uns aos outros, criticam e acusam os outros de não terem feito um trabalho suficientemente bom para que obtivessem a pontuação máxima do posto. De um modo geral, os participantes ficaram satisfeitos com este posto, obtendo‐se uma média de 4,2 em 5 pontos possíveis, o que nos permite averiguar que o nosso posto surpreendeu os participantes de uma maneira positiva. Ficámos satisfeitos com esta avaliação, uma vez que por as nossas atividades estarem relacionadas com tarefas domésticas, receávamos que as achassem monótonas. Face à pontuação dos outros grupos/postos, verificámos também que apesar de satisfatória, o nosso posto não foi dos favoritos. 7
  8. 8. Conclusões e Críticas Com esta atividade (posto 7) verificámos que ambos os géneros estão aptos para a realização deste tipo de tarefa e que não devem existir quaisquer estereótipos no que toca às tarefas domésticas. Nesse aspeto o peddypaper satisfez o pretendido: demonstrar aos seus participantes, assim como aos seus organizadores, que existe um conceito infundado quando se atribui diversas atividades, profissões e funções a um género específico, pois quaisquer umas destas, como demonstrado por este peddypaper, podem ser desempenhadas por ambos os géneros sem quaisquer problemas. Em relação à organização do posto não há nada a apontar, visto que toda a equipa organizadora, assim como todos os seus elementos, demonstraram um ótimo espírito de equipa, um empenho excecional e um esforço inigualável para o sucesso da construção deste posto, sempre visando atingir todos os seus objectivos iniciais e proporcionar bons momentos aos participantes. Cada membro participou igualmente na organização no posto, desempenhando individualmente a função que lhe foi designada e trabalhando em equipa com os restantes elementos do grupo. Com a realização desta atividade extra curricular podemos afirmar que, tanto nós como os restantes grupos organizadores, obtivemos mais uma vitória no que toca à igualdade, pois com este pequeno gesto conseguimos tocar vários alunos do básico e secundário (assim como nós próprios) e quem sabe incitá‐los a, num futuro próximo, difundir e defender a igualdade de direitos, como cidadãos exemplares que são. São estes pequenos gestos que fazem o mundo um lugar melhor e o facto de o ambiente escolar se preocupar com tal coisa faz disto o maior dos gestos, pois tal como Neil Armstrong disse: “Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a Humanidade”. Para futuros peddypaper sugerimos temas como o ambiente, a violência doméstica, o bullying e as profissões, visto o secundário ser novamente uma altura de escolhas acerca dos nossos futuros. Como postos poderíamos ter, em relação às profissões, postos que abordassem diferentes áreas e profissões de modo a dar “um gostinho” aos alunos sobre as mesmas, em relação ao ambiente, postos acerca dos problemas ambientais, das medidas que prevenissem os mesmos e postos sobre a política dos 3 R’s, em relação á violência doméstica e ao bullying, postos de roleplay (agressor, agredido e intermediários) e de questões sobre o tema. Por fim só temos a referir que foi um prazer e uma diversão proporcionar este momento de aprendizagem e diversão a todos os participantes e apenas desejamos que se volte a repetir num futuro próximo com este ou outro tema tão importante. 8
  9. 9. Nota: No que toca à preparação da actividade, uma vez que o grupo era constituído por 7 pessoas, foram criados por nós dois postos (5 e 7). A distribuição dos elementos do grupo por postos foi feita através de sorteio, de modo a ser mais justo. Dentro de cada posto, foi atribuída uma função por elemento. Visto isto, as sugestões apresentadas, assim como as ideias gerais de ambos os postos são semelhantes. 9
  10. 10. 10 Atividade realizada no âmbito do projeto Comenius “Different cultures, different ideas, the same Human Rights in the voice of young students” Station 7‐ Home in Despair Each team had the challenge to tidy up a bedroom in 8 minutes. The point of this task was to study the existence of stereotypes towards domestic activities.

×