ApresentaçãO H Gu Jp

871 visualizações

Publicada em

Publicada em: Design, Saúde e medicina, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
871
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ApresentaçãO H Gu Jp

  1. 1. UNIVERSIDADE GAMA FILHO PÓS-GRADUAÇÃO LATO-SENSU EM FISIOLOGIA DO EXERCÍCIO E PRESCRIÇÃO DO EXERCÍCIO JOÃO PESSOA - PB Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Gervanio de O. Bezerra Joel Soares Damasceno Luciano Albino Estudo Original Orientador: Profº Dr. Francisco Navarro Co-orientador: Profº Mst. Luciano Meireles Pontes UGF
  2. 2. Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa INTRODUÇÃO ( Ciolac e Guimarães, 2004 ) Síndrome Metabólica: UGF Fatores de Riscos Cardiovascular hipertensão arterial resistência à insulina hiperinsulinemia Intolerância à glicose/ diabete tipo 2 obesidade central LDL-colesterol alto triglicéride alto HDL-colesterol baixo American College of Sports Medicine         Centers for Disease Control and Prevention,         American Heart Association         National Institutes of Health         US Surgeon General         Sociedade Brasileira de Cardiologia         Sociedade Brasileira de Endocrinologia        
  3. 3. UGF INTRODUÇÃO Indice de Massa Corporal I.M.C. Percentual de Gordura Através Dobras Cutâneas (FONTE: Obesity, OMS, 1997 ) ( Rev Saúde Pública 2001) (Hakkinen et al., 2003) Relação Cintura Quadril: (RCQ) Relacionam o Peso e a Estatura com o Estado Nutricional. As Prevalências de Obesidade abdominal Protocolo para Verificação de Gordura Cutânea Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa
  4. 4. UGF INTRODUÇÃO Objetivo Investigar a Síndrome Metabólica por meio de uma Pesquisa Comparativa entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino. Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa
  5. 5. UGF ESTRUTURALIZAÇÃO ( Robergs e Roberts, 2002 ) Quadro 1 - Referência de Índice de Massa Corporal Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa   IMC   Descrição   20 – 24,9 Faixa desejável para homens e mulheres adultos 25 – 29,9 Grau I de Obesidade 30 – 40 Grau II de Obesidade > 40 Grau III de Obesidade
  6. 6. (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005) Quadro 2 – Análise do Risco Cardíaco Considerando a Classificação do IMC em Presidiárias e Militares Respostas Metabólicas ESTRUTURALIZAÇÃO Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Valor p = 0,026 UGF   Classificação   Presidiárias (n=15)     Militares (n=15) Baixo Peso 6,7 % 20,0 % Normal 53,3 % 20,0 % Obeso I 20,0 % 6,7 % Obeso II 20,0 % 6,7 % Total 100% 100%
  7. 7. ESTRUTURALIZAÇÃO (Sociedade Brasileira de Cardiologia, 2001) Quadro 3 - Referência Relação Cintura e Quadril – ( RCQ ) Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF  0.90 – homens  0.85 – mulheres Obesidade central
  8. 8. ESTRUTURALIZAÇÃO Quadro 4 – Análise do Risco Cardíaco Considerando a Relação Cintura e Quadril em Presidiárias e Militares (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005) Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF Risco   Presidiárias (n=15)     Militares (n=15)   Relação Cintura e Quadril (RCQ) PERCENTUAIS % PERCENTUAIS % Baixo – – Moderado 46,7 60,0 Alto 40,0 13,3 Muito Alto 13,3 26,7 Total 100 100
  9. 9. ESTRUTURALIZAÇÃO   Quadro 5 - Referência de Percentual de Gordura         (Lohman, 1992) Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF Homens Fator Condicionante Mulheres  5 % Risco Associado à Desnutrição  8 % 6 – 14 % Abaixo da Média 9 – 22 % 15 % Média 23 % 16 – 24 % Acima da Média 24 – 31 %  25 Risco Associado à Obesidade  32
  10. 10. ESTRUTURALIZAÇÃO (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005 ) Quadro 6 – Análise do Risco Cardíaco Considerando o % Gordura em Presidiárias e Militares Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF   Classificação   Presidiárias (n=15)     Militares (n=15) Excelente – – Bom 33,3 % 33,3 % Acima da Média – 26,7 % Média 20,0 % 20,0 % Abaixo da média (risco) 6,7 % 13,3 % Ruim 20,0 % 6,7 % Muito Ruim 20,0 % – Total 100 100
  11. 11. UGF ESTRUTURALIZAÇÃO   ( Sociedade Brasileira de Cardiologia 2001) Quadro 7 – Distribuição dos valores de classificação das variáveis lipídicas, Colesterol total, glicose e triglicérides Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa   PERFIL LIPÍDICO   DESEJÁVEL   LIMÍTROFE ELEVADO Muito Elevado   Colesterol total Até 200 201 a 239   > 240 –   Glicose   Até 100 – 100 a 125   > 126 Triglicéridio < 150 150 a 200 200 a 499 ≥ 500
  12. 12. ESTRUTURALIZAÇÃO (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005) Quadro 8 – Distribuição da classificação Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF   PRESIDIÁRIAS (n=15) MILITARES (n=15) Mg/dl Desejável Limítrofe Elevado Desejável Limítrofe Elevado   % % Colesterol total 86,7 13,3 – 69,2 23,1 7,7 Glicose 93,3 – 6,7 100,0 – – Triglicerídeos 80,0 20,0 – 92,3 – 7,7
  13. 13. ESTRUTURALIZAÇÃO Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Quadro 9 – Análise do valor de LDL-C (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005) UGF 7,69 30,77% 61,54 ELEVADO LIMÍTROFE DESEJÁVEL Militares (n=15) - 13,33% 86,67% ELEVADO LIMÍTROFE DESEJÁVEL Presidiárias (n=15)
  14. 14. UGF ESTRUTURALIZAÇÃO Quadro 10 – Referência de Lipídios Instituto Nacional de Saúde - EUA Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa
  15. 15. UGF ESTRUTURALIZAÇÃO Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Quadro 11 – Análise do valor de HDL-C (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005)
  16. 16. UGF Quadro 12 – Distribuição de média, desvio-padrão e valor p, dos indicadores antropométricos, composição corporal e perfil lipídico em presidiárias e militares Fonte: Dados da Pesquisa (BEZERRA; ALBINO; DAMASCENO, 2005) *p<0,05 Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa ESTRUTURALIZAÇÃO   Variáveis Presidiárias (n=15)   Militares (n=15)   Valor p Idade (anos) 27,0±5,1 29,2 ±3,5 0,181 Massa Corporal (kg) 60,3 ±16,1 57,4 ±7,3 0,526 Estatura (m) 1,54 ±0,07 1,63 ±0,05 0,000* IMC (kg/m 2 ) 25,3±6,5 20,3±5,0 0,026* RCQ 0,79±0,05 0,80±0,09 0,556 %G (%) 26,9±7,9 23,1±3,9 0,107 Colesterol Total(mg/dl) 176,5±23,3 159,0±69,6 0,372 HDL (mg/dl) 43,2±3,2 43,6±4,8 0,790 LDL (mg/dl) 115,3±23,8 125,1±26,7 0,314 VLDL (mg/dl) 18,5±10,0 15,0±12,7 0,419 Glicose (mg/dl) 79,5±13,7 70,5±10,5 0,065 Triglicerídeos (mg/dl) 93,1±49,5 75,0±64,3 0,409
  17. 17. UGF MATERIAL E MÉTODO Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa ESTUDO DO TIPO TRANSVERSAL COLETA DO LÍPIDIO PLASMÁTICO SANGÜÍNEO determinando os teores de triglicerídios (TG), colesterol total (CT) e as frações, lipoproteínas de baixa densidade (LDL-C) e de alta densidade (HDL-C). ESTADIÔMETRO, ADIPÔMETRO, FITA MÉTRICA E BALANÇA. CÁLCULO DO IMC E RCQ
  18. 18. Diminuição da massa muscular Diminuição do Gasto Energético Diário Obesidade Diminuição da Força muscular DIMINUIÇÃO DO NÍVEL DE ATIDADE FÍSICA DIÁRIA IMPLICAÇÕES PRÁTICAS Diminuição da taxa Metabólica basal Deficiência Nutricional Diminuição da sensibilidade a Insulina Aumento da Tolerância a Glicose Diabetes Mellitus Tipo Il (Ciolac e Guimarães, 2004) Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF
  19. 19. IMPLICAÇÕES PRÁTICAS “ Esse estudo demonstrou que os benefícios da atividade física sobre determinantes da síndrome metabólica podem ser alcançados com intensidade baixa, moderada ou alta, indicando que a manutenção de um estilo de vida ativo, independente de qual atividade praticada, pode evitar o desenvolvimento dessa doença.” Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa UGF
  20. 20. <ul><li>Avaliação Física </li></ul><ul><li>Teste – VO 2 máx. (Cooper) </li></ul><ul><li>Peso </li></ul><ul><li>IMC </li></ul>IMPLICAÇÕES PRÁTICAS UGF Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa <ul><li>% G </li></ul><ul><li>PA </li></ul><ul><li>DP </li></ul><ul><li>FC (repouso, máx.) </li></ul>
  21. 21. UGF CONCLUSÃ O Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Entre os itens avaliados, através da atividade física e alimentação adequada pode-se prevenir e combater a Síndrome Metabólica.
  22. 22. UGF Análise Comparativa da Síndrome Metabólica entre Militares (HGuJP) e Presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa REFERÊNCIAS <ul><li>AMORIM , P . A . Distribuição da Gordura Corpórea como Fator de Risco no desenvolvimento de Doenças Arteriais Coronarianas : Uma Revisão de Literatura . Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde . Londrina . v . 2 . nº 4 . p. 59-75 . 1997 . </li></ul><ul><li>ANDRADE, F. M. de; HUTZ H. M. O Componente Genético da Determinação dos Lipídios Séricos. Ciência & Saúde Coletiva. 7(1): 175-182, 2002. </li></ul><ul><li>CIOLAC G. E.; GUIMARÃES V. G. Exercício Físico e Síndrome Metabólica. </li></ul><ul><li>Revista Brasileira de Medicina do Esporte. v. 10. n° 4, Jul/Ago, 2004. </li></ul><ul><li>DANTAS, M. H. E; PRADO S. E. Efeitos dos Exercícios Físicos Aeróbio e de Força nas Lipoproteínas HDL, LDL e Lipoproteína(a). Arquivo Brasileiro de Cardiologia. v. 79. n° 4. p. 429-33. 2002. </li></ul><ul><li>GUEDES, P. D.; GUEDES, P. R. E. J. Distribuição de Gordura Corporal, Pressão Arterial e Níveis de Lipídios-Lipoproteínas Plasmáticas. Arquivo Brasileiro de Cardiologia. v. 70. n° 2. p. 93-98. 1998. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, L. C. de; MELLO, T. M. de; CINTRA, P. de I.; FISBERG, M. Obesidade e Síndrome Metabólica na Infância e Adolescência. Revista de Nutrição. Campinas. v. 17. p. 237-245. 2004. </li></ul><ul><li>ROBERGS, R.A. ; ROBERTS, S. O . Princípios Fundamentais de Fisiologia do Exercício para Aptidão , Desempenho e Saúde. São Paulo. Phorte. 2002. </li></ul><ul><li>ROSENBAUM, P.; FERREIRA, G. R. S. An Update on Cardiovascular Risk of Metabolic Syndrome. Arquivo Brasileiro Endocrinologia Metabólica. v. 47. n° 3. 2003. </li></ul><ul><li>SEKI, M.; SEKI, O. M.; LIMA, D. A.; ONISHI, O. H. M.; SEKI, O. M.; OLIVEIRA, de G. A. L. Estudo do Perfil Lipídico de Crianças e Jovens até 19 anos de idade. Jornal Brasileiro de Patologia. Rio de Janeiro. v. 37. n° 4. p. 247-251. 2001. </li></ul>
  23. 23. UGF Analise comparativa da Síndrome metabólica entre militares e presidiárias do Sexo Feminino de João Pessoa Agradecimentos EXÉRCITO BRASILEIRO – HOSPITAL DE BASE DE JOÃO PESSOA Tenente Coronel Ramon Baptista Soares – Diretor do HGu JP Major Leonardo Medeiros – Chefe da Divisão de Medicina do HGu JP Major Adriano Campos – Chefe do Laboratório de Analise Bioquímico Capitão Wladimir – Bioquímico Responsável Pelo Análise Sorológico Juíza de Direito Maria das Neves – Vara Penal As nossas esposas, ao Mestrando Luciano Pontes Meireles e todos que de alguma forma ajudaram para conclusão deste trabalho: Muito Obrigado

×