Visão corporativa d.n.m informações

3.974 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.974
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.941
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Visão corporativa d.n.m informações

  1. 2. IDB X VISÃO CORPORATIVA <ul><li>A Visão Corporativa, tem como objetivo </li></ul><ul><li>integrar todos os membros e congregrados </li></ul><ul><li>da Igreja de Deus no Brasil, para cumprir </li></ul><ul><li>com a Grande Comissão. </li></ul><ul><li>2. A Visão Corporativa existe desde 31 </li></ul><ul><li>de maio de 2001 com o estabelecimento </li></ul><ul><li>da AMCA – Agencia Misionera Centro- </li></ul><ul><li>america – Dr. Roberto Aldana de Sosa. </li></ul>
  2. 3. A Visão Corporativa é muito mais que uma metodologia para arrecadar recursos financeiros para projetos missionários.
  3. 4. A Visão Corporativa envolve toda a membresia, integrando as crianças, os jovens, senhoras, senhores, educadores, conselheiros, líderes de pequenos grupos, diáconos e diaconisas, na tarefa da evangelização do mundo.
  4. 5. 3. Aspectos Essências da Visão Corporativa:
  5. 6. <ul><li>3.1 Plantação Intencional de Igrejas: </li></ul><ul><li>Estudo e reconhecimento da área para </li></ul><ul><li>plantação de novas igrejas. </li></ul><ul><li>Planejamento orçamentário. </li></ul><ul><li>Obreiro capacitado para a nova tarefa. </li></ul><ul><li>3.2 Missões: </li></ul><ul><li>Estabelecer políticas claras quanto à seleção, </li></ul><ul><li>preparação, envio, instalação, pastoreio, retorno </li></ul><ul><li>e reintegração do missionário. </li></ul><ul><li>Focar e promover o fazer missões. </li></ul><ul><li>Projetos prioritários – povos menos </li></ul><ul><li>evangelizados. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>3.3 Educação Bíblico-Teológica: </li></ul><ul><li>Programas de estudo que responda </li></ul><ul><li>adequadamente ao acompanhamento da Igreja </li></ul><ul><li>e a execução de suas metas e objetivos. </li></ul><ul><li>Diversificar as opções de estudos de maneira </li></ul><ul><li>que sejam satisfeitas todas as necessidades da </li></ul><ul><li>igreja nos diferentes níveis. </li></ul><ul><li>Participação ativa na implantação da VC </li></ul><ul><li>e uma maior contribuição no melhoramento </li></ul><ul><li>do ministério local. </li></ul>
  7. 8. <ul><li>3.4 Discipulado: </li></ul><ul><li>Tem que ser integral no modelo de Jesus e </li></ul><ul><li>Paulo, em todo nível da estrutura da igreja, </li></ul><ul><li>através de relacionamento constante e exemplo </li></ul><ul><li>e vida. </li></ul><ul><li>Treinamento com recursos didáticos e </li></ul><ul><li>metodológicos necessários para a implantação </li></ul><ul><li>efetiva do Plano de Discipulado segundo o </li></ul><ul><li>modelo de Jesus e de Paulo. </li></ul><ul><li>Comprometimento da liderança das igrejas </li></ul><ul><li>locais em interpretar corretamente o processo </li></ul><ul><li>do discipulado. </li></ul>
  8. 9. <ul><li>3.5 Crescimento Integral das igrejas </li></ul><ul><li>existentes: </li></ul><ul><li>Usar ferramentas que diagnostiquem a saúde </li></ul><ul><li>da igreja e permita conhecer as causas que </li></ul><ul><li>originam a falta de crescimento e desenvolvi- </li></ul><ul><li>mento integral. </li></ul><ul><li>Criar um perfil de como deve ser a igreja </li></ul><ul><li>saudável que cresce integralmente. </li></ul><ul><li>O crescimento integral da igreja se dará </li></ul><ul><li>com apoio intencional que os pastores </li></ul><ul><li>e a igreja local recebem. </li></ul>
  9. 10. <ul><li>3.6 Ação Social: </li></ul><ul><li>Criar um plano estratégico. </li></ul><ul><li>Organizar o ministério social em todas as </li></ul><ul><li>igrejas locais. </li></ul><ul><li>Capacitar pessoas para desempenharem </li></ul><ul><li>atividades na área de ação social. </li></ul><ul><li>Estabelecer alianças estratégicas com </li></ul><ul><li>instituições que se dedicam a ação social. </li></ul><ul><li>Fazer uso dos profissionais voluntários da igreja </li></ul><ul><li>no ministério social. </li></ul><ul><li>Assuntos de estudos dos seminários se inclua </li></ul><ul><li>a ação social da igreja. </li></ul>
  10. 11. 4. Funcionalidade: Visão Corporativa
  11. 12. <ul><li>4.1 Intercessão: </li></ul><ul><li>Sete Dias & Sete Motivos de Oração e </li></ul><ul><li>Intercessão – início na segunda-feira que </li></ul><ul><li>antecede o segundo domingo - Culto Missioná- </li></ul><ul><li>rio. Essa campanha é nacional, e estará disponi- </li></ul><ul><li>bilizada no site www.denamid.com.br . </li></ul><ul><li>- Promover reunião de oração em prol dos </li></ul><ul><li>povos menos evangelizados do mundo. </li></ul><ul><li>- Enfatizar o jejum com oração em favor dos </li></ul><ul><li>missionários nacionais e transculturais. </li></ul>
  12. 13. <ul><li>4.2 Nova Estrutura Organizacional: </li></ul><ul><li>Cada líder executivo é o Diretor de Missões </li></ul><ul><li>no nível que corresponde, e é o responsável pela </li></ul><ul><li>implantação e funcionamento em sua Jurisdição. </li></ul><ul><li>b) Junta de Missões – é presidida pelo líder </li></ul><ul><li>executivo respectivo. </li></ul><ul><li>4.3 Culto de Missões Mensal Oficial - </li></ul><ul><li>(2º domingo do mês): Iniciar pela manhã na </li></ul><ul><li>EBD , na aplicação dos 12 Temas Missionário. </li></ul><ul><li>Todas atividades desse dia, deve ser de teor </li></ul><ul><li>missionário. </li></ul>
  13. 14. <ul><li>4.4 Conferência Anual de Missões: </li></ul><ul><li>Cada igreja local e a regional deverá promover </li></ul><ul><li>anualmente, Conferência , Simpósio , ou </li></ul><ul><li>Jornada sobre missões, com objetivo: </li></ul><ul><li>a) Informar, capacitar, conscientizar, </li></ul><ul><li>desenvolver o compromisso com a obra </li></ul><ul><li>missionária integral; </li></ul><ul><li>b) Renovar a promessa de fé: </li></ul><ul><li>- Compromisso em contribuir com finanças. </li></ul><ul><li>- Contribuição contínua. </li></ul>
  14. 15. Nota : Todos os pastores e membros da Junta Missionária deverão ser os primeiros a participarem. <ul><li>5. Financiando a Visão Corporativa: </li></ul><ul><li>Of ertas do culto missionário realizado no mês; </li></ul><ul><li>Atividades especiais para arrecadação de </li></ul><ul><li>fundos; </li></ul><ul><li>Promessa de fé (compromisso via igreja local): </li></ul><ul><li>- Valor específico em dinheiro </li></ul>
  15. 16. 5.1 Distribuição das Ofertas recolhidas no mês:
  16. 17. 5.2 Aplicação dos Recursos: - Evangelismo organizado e intencional - Plantação de Igrejas - Ação SocialFilantropia - Missões Transculturais Igreja Local 40% Missões Nacionais
  17. 18. Regional 20% - Plantação de Igrejas - Ação SocialFilantropia - Missões Transculturais Nacional 20% - Coordenação de Projetos - Capacitação de Candidatos no CTM - Missões Transculturais AEMI 20% - Envio - Pastoreio - Retorno
  18. 19. 6. AEMI (Agência de Enlace Misionero Internacional) - desde 2009 Nasceu da necessidade de uma única visão missionária. Presidente: Eudardo Drachemberg Diretor Executivo: Edwin Leon 4 Diretores Missões : Superintendes do Brasil, América do Sul, América Central, EUA, e Caribe.
  19. 20. 6.1 A Junta AEMI é composta pelos representantes: AEMI EUA MÉXICO AMÉRICA CENTRAL BRASIL AMÉRICA DO SUL CARIBE
  20. 21. 6.2 Declaração: AEMI impulsionará , facilitará e Coordenará em rede a Igreja Latino americana para que participe da missão de Deus através da seleção , capacitação, envio, pastoreio e retorno de seus missionários, focados nos povos menos evangelizados .
  21. 22. <ul><li>6.3 Áreas principais em que a AEMI </li></ul><ul><li>atuará: </li></ul><ul><li>Selecionar cuidadosamente o missionário; </li></ul><ul><li>Preparar adequadamente o missionário </li></ul><ul><li>para cumprir com a missão designada; </li></ul><ul><li>Planejar o futuro estrategicamente; </li></ul><ul><li>- Pastorear intencional e permanentemente </li></ul><ul><li>o missionário; </li></ul><ul><li>Cuidar pela reintegração adequada do </li></ul><ul><li>missionário ao regressar para a sua terra. </li></ul>
  22. 23. <ul><li>6.4 Facilitará aos Países: </li></ul><ul><li>A definição do chamado missionário dos </li></ul><ul><li>candidatos; </li></ul><ul><li>O processo de treinamento teórico-prático </li></ul><ul><li>do missionário ; </li></ul><ul><li>Proposto de experiência missionária a curto </li></ul><ul><li>prazo; </li></ul><ul><li>Acordo entre os que enviam, o enviado e </li></ul><ul><li>o país receptor; </li></ul><ul><li>A potencialização dos recursos da Igreja de </li></ul><ul><li>Deus no mundo. </li></ul>
  23. 24. <ul><li>7. Obstáculos que a VC precisa vencer: </li></ul><ul><li>Falta de claros modelos de liderança; </li></ul><ul><li>Falta de perfis ministeriais definidos para </li></ul><ul><li>todos os cargos dos diversos níveis; </li></ul><ul><li>Deficiente preparo ministerial; </li></ul><ul><li>Pouca consciência social; </li></ul><ul><li>Falta de uma paixão evangelizadora; </li></ul><ul><li>Falta de um sistema de fiscalização </li></ul><ul><li>interna. </li></ul>- concluído -

×