Mercado trabalhojunho2012

322 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
322
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mercado trabalhojunho2012

  1. 1. Pará lidera o ranking da geração de empregos da Região Norte em junho, no primeiro semestre de 2012 e no acumulado dos últimos 12 meses.O Mercado de Trabalho Formal do Estado do Pará em Junho de 2012 Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) doMinistério do Trabalho e Emprego (MTE), em junho de 2012, em todo o país, foram gerados120.440 empregos celetistas, equivalente à expansão de 0,31% no estoque de assalariadoscom carteira assinada do mês anterior. O resultado demonstra a manutenção da trajetória deexpansão dos postos de trabalho formais. No acumulado do ano, houve um acréscimo de 1.047.914 postos de trabalho,equivalente a expansão de 2,76% no estoque de empregos do mês anterior. Nos últimos dozemeses, o montante de empregos gerados atingiu 1.527.299 postos de trabalho,correspondendo a um aumento de 4,08% no contingente de empregados celetistas do país no(Ver Gráfico 1). GRÁFICO 1. Saldo de empregos formais. Brasil, Região Norte e Pará – Junho de 2012. 1.600.000 1.400.000 1.200.000 1.000.000 800.000 600.000 400.000 200.000 0 Brasil Norte Pará Jun. 12 120.440 11.440 6.050 Acumulado do ano 1.047.914 44.565 22.364 Últimos 12 meses 1.527.299 105.474 54.827 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - MTE/CAGED. Elaboração: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP. No mês de junho a Região Norte seguiu acompanhando a tendência de ampliação domercado de trabalho brasileiro, apresentando saldo de 11.440 novos postos de trabalho,variação positiva de 0,67% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada domês anterior. Todos os sete estados da Região Norte apresentaram saldos positivos: Acre(403); Amapá (243); Amazonas (1.604); Pará (6.050); Rondônia (2.779); Roraima (174); eTocantins (187). 1
  2. 2. Verificando os seis primeiros meses do ano, a Região Norte e o estado do Paráregistraram a criação de 44.565 e 22.364 novos empregos celetistas respectivamente, o querepresentou um acréscimo de 2,76% e 3,23% no estoque de emprego, em relação ao mesmoperíodo do ano anterior. No acumulado dos últimos doze meses, a variação de empregos da Região Norte e doestado do Pará foi de 6,44% e 8,31% em relação ao mesmo período do ano anterior, oequivalente a 105.474 e 54.827 novos empregos. Em termos absolutos, tal resultado garantiuao Pará a primeira colocação no ranking de geração de empregos formais no Norte. O Gráfico2 apresenta o saldo de empregos de todos os estados da Região Norte no mês de junho, noacumulado do ano e nos últimos doze meses (julho de 2011 a junho de 2012).GRÁFICO 2. Saldo de empregos formais no mês, no acumulado do ano e nos últimos 12 meses. Estados daRegião Norte. 120.000 100.000 80.000 60.000 40.000 20.000 0 Norte Rondônia Acre Amazona Roraima Pará Amapá Tocantins s Jun. 12 11.440 2.779 403 1.604 174 6.050 243 187 Acumulado do ano 44.565 5.356 2.953 2.914 901 22.364 1.938 8.139 últimos 12 meses 105.474 5.682 4.504 17.722 3.717 54.827 6.659 12.363Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - MTE/CAGED.Elaboração: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP.O Comportamento do Emprego no Pará Segundo Setores de Atividade Econômica De acordo com os dados apresentados, o Pará gerou 6.050 novos postos de trabalhoem junho, o equivalente à expansão de 0,86% em relação ao estoque de assalariados comcarteira assinada do mês anterior. Esse resultado decorre da geração de novos empregos namaior parte dos setores econômicos: Construção Civil (2.112 postos), Serviços (1.681 postos),Comércio (657 postos), Agropecuário (631), Indústria de Transformação (578) e o ExtrativoMineral que apresentou saldo expressivo de (194) postos, conforme pode ser visto na Tabela1. 2
  3. 3. TABELA 1. Comportamento do emprego no Pará por setor de atividade econômica – Junho de 2012. Variação do Total de Total de Emprego Setores de Atividade Saldo Admissões Desligamentos (%) Jun/Mai Extrativa mineral 322 128 194 1,08 Indústria de transformação 4.185 3.607 578 0,63 Serv. Indust. de util. pública 399 196 203 2,76 Construção civil 8.030 5.918 2.112 2,58 Comércio 8.650 7.993 657 0,35 Serviços 9.218 7.537 1.681 0,71 Administração Pública 7 13 -6 -0,02 Agropecuária 3.283 2.652 631 1,23 Total 34.094 28.044 6.050 0,86 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - MTE/CAGED. Elaboração: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP.  Construção Civil: apresentou o melhor desempenho entre os setores da economia,com a geração de 2.112 postos de trabalho no mês, o setor vem acumulando resultadospositivos nos últimos meses.  Serviços: com saldo de 1.681 novos empregos celetistas mês de junho, sendo que asmaiores contribuições originaram-se dos subsetores de “Administração de Imóveis, ValoresMobiliários e Serviço. Técnico” (891); e “Serviços de alojamento, alimentação, reparação,manutenção, redação” (764).  Comércio: obteve o terceiro melhor resultados dentre os setores da economia comsaldo de 657 postos, sendo que o “comércio varejista” saldo positivo de 465 empregos e o“comércio atacadista” registrou ganhos de 192 novos empregos.  Agropecuária: se recuperou das perdas do mês anterior, e em junho registrou saldo de631 empregos celetistas.  Indústria de Transformação: segue apresentando saldo positivo, em junho foram578 empregos formais. O resultado foi impulsionado pelo bom desempenho dos subsetores:"Indústria química de produtos farmacêuticos, veterinários, perfumaria" (183 postos detrabalho) , “Indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool etílico” (147 empregos)“Indústria da madeira e do mobiliário” (124 empregos formais).  Serviços Industriais de Utilidade Pública: também se recuperou do resultadonegativo do mês passado, e em junho apresentou saldo de 203 postos de trabalho.  Extrativa Mineral: este setor novamente obteve atuação positiva na criação de postosde trabalho com carteira assinada, apresentando saldo de 194 empregos formais. 3
  4. 4.  Administração Pública: apresentou perda de postos de trabalho (-6), em função de 7admissões contra 13 desligamentos.Comportamento do emprego na RMB e demais municípios A Região Metropolitana de Belém (RMB) alcançou resultado positivo na geração deempregos no mês de junho, com ganhos de 1.302 empregos celetistas. Os setores da atividadecom maior destaque foram: em primeiro lugar o setor de serviços com saldo de 994; emseguida serviços industriais de utilidade pública com 178 novos postos de trabalho; emterceiro, a construção civil 172 postos; a agropecuária com saldo 45 postos foi o quarto setorque mais gerou empregos na RMB. Na contramão da geração de empregos estão os setores docomércio, a indústria de transformação e a administração pública que perderamrespectivamente 52, 30 e 5 empregos formais. Adicionalmente, a extrativa mineral apresentouresultado nulo no emprego em junho (Tabela 2). TABELA 2. Comportamento do emprego na RMB e demais municípios – Junho de 2012. Demais Estado Setores de Atividade Econômica RMB Municípios do Pará Extrativa Mineral 0 194 194 Indústria de Transformação -30 608 578 Serv. Industriais de Utilidade Pública 178 25 203 Construção Civil 172 1.940 2.112 Comércio -52 709 657 Serviços 994 687 1.681 Administração Pública -5 -1 -6 Agropecuária 45 586 631 Total 1.302 4.748 6.050 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - MTE/CAGED. Elaboração: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP.Ranking do saldo de empregos por municípios em junho de 2012 Durante o mês de junho de 2012, os dez municípios paraenses que mais se destacaramno saldo de postos de trabalho formal foram: Altamira (1.252); Belém (963); Parauapebas(950); Canaã do Carajás (5740); Barcarena (266); Tailândia (229); Itaituba (170); Tucuruí(167); e Ulianópolis (157) 4
  5. 5. GRÁFICO 3. Ranking do saldo de emprego nos municípios paraenses - Junho de 2012. Altamira 1.252 Belém 963 Parauapebas 950 Canaã dos Carajás 574 Ananindeua 344 Barcarena 266 Tailândia 229 Itaituba 170 Tucuruí 167 Ulianopólis 157 São João de Pirabas -12 Bonito -15 Santa Barbara do Pará -18 Alenquer -21 Almeirím -31 Dom Eliseu -31 Paragominas -32 Cumarú do Norte -53 Oriximiná -167 Marabá -241 -400 -200 0 200 400 600 800 1000 1200 1400 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego - MTE/CAGED. Elaboração: Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará – IDESP. Na contramão os que mais perderam postos de trabalho foram: Marabá (-241);Oriximiná (-167); Cumarú do Norte (-53); Paragominas (-32); Dom Eliseu (-31); Almerim (-31); Alenquer (-21); Santa Bárbara do Pará (-18); Bonito (-15); e São João de Pirabas (-12). 5

×