COLLA UN XORNAL
ESCOLLA NO XORNAL UN ARTIGO COA LONXITUDE
QUE CONTA DARLLE AO SEU POEMA
RECORTE O ARTIGO
RECORTE CON COIDADO CADA UNHA DAS PALABRAS
QUE FORMAN O ARTIGO E MÉTAAS NUNHA BOLSA
AXÍTEA SUAVEMENTE
COPIE CON MOITA ATENCIÓN NA
ORDE NA QUE SAEN DA BOLSA
O POEMA SEMELLARASE A
VOSTEDE
E É VOSTEDE UN ESCRITOR INFINITAMENTE ORIXINAL
E DUNHA SENSIBILIDADE ENFEITIZANTE, AINDA QUE
INCOMPRENDIDO DO VULGO
A
Poesía Dadá
Poesía Dadá
Poesía Dadá
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Poesía Dadá

96 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
96
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
13
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Poesía Dadá

  1. 1. COLLA UN XORNAL
  2. 2. ESCOLLA NO XORNAL UN ARTIGO COA LONXITUDE QUE CONTA DARLLE AO SEU POEMA
  3. 3. RECORTE O ARTIGO
  4. 4. RECORTE CON COIDADO CADA UNHA DAS PALABRAS QUE FORMAN O ARTIGO E MÉTAAS NUNHA BOLSA
  5. 5. AXÍTEA SUAVEMENTE
  6. 6. COPIE CON MOITA ATENCIÓN NA ORDE NA QUE SAEN DA BOLSA
  7. 7. O POEMA SEMELLARASE A VOSTEDE
  8. 8. E É VOSTEDE UN ESCRITOR INFINITAMENTE ORIXINAL E DUNHA SENSIBILIDADE ENFEITIZANTE, AINDA QUE INCOMPRENDIDO DO VULGO
  9. 9. A

×