**Homilética
Professor: Renato Guilherme
hfhdhdd
“Pre g a a palavra,
insta a te m po e fo ra
de te m po , adm o e sta,
re pre e nde , e xo rta,
co m to da
lo ng an...
hfhdhdd
- INTRODUÇÃO
- A CRISE DO PÚLPITO E A
RESTAURAÇÃO DA SUPREMACIA
A PALAVRA
- Paulo André Barbosa, pastor vice-
pres...
hfhdhdd
1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E
EXEGESE
- A Homilética é a arte de Pregar o
Evangelho.
- A Homilética depende da
Her...
hfhdhdd
1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E
EXEGESE
- Hermenêutica é uma disciplina da
Homilética.
- Hermenêutica oferece as téc...
hfhdhdd
1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E
EXEGESE
- A Exegese é a Arte de expor uma idéia.
- A finalidade da Exegese é dispor ...
hfhdhdd
- Hermenêutica e a Exegese têm
sentidos opostos de ação. Enquanto
que a Hermenêutica é busca, pesquisa,
interpreta...
hfhdhdd
2. A ORIGEMDA HOMILÉTICA
2.1. O QUE É HOMILÉTICA:
- Homilética é considerada a arte de pregar.
- Homilética se ori...
hfhdhdd
Vejamos algumas definições que envolve
essa matéria:
Discurso - Conjunto de frases ordenadas
faladas em público.
H...
**Homilética
Professor: Renato Guilherme
hfhdhdd
CHARLES
HADDON
SPURGEON
- Nasceu em
19/06/1834
- Morreu em
31/01/1892
- 52 anos
hfhdhdd
CHARLES HADDON SPURGEON (1834–1892
- Pregador Batista reformado na
Inglaterra
- Converteu ao cristianismo em
06/01...
hfhdhdd
hfhdhdd
O que deveria ter um Sermão?
- Tema
- Texto Bíblico
- Introdução
- Proposição
- Divisão do texto
- Aplicação
- Ape...
hfhdhdd
Aula 03
3. A ESTRUTURA DE UMSERMÃO
3.1. Aprenda a fazero esboço de uma
mensagem!
3.2. INTRODUÇÃO
- Importância da ...
hfhdhdd
- Características da boa introdução:
a. Está ligada ao tema
b. É interessante
c. É clara e simples
d. É breve e di...
hfhdhdd
a. Ficar se desculpando
b. Prometer uma grande mensagem
c. Impressionar com palavras difíceis
d. Tentar ganhar a s...
hfhdhdd
- Tipos de introdução:
a. Introdução temática
b. Introdução textual
c. Introdução circunstancial
d. Introdução ilu...
hfhdhdd
3.3. PROPOSIÇÃO (Tese, Idéia
Central, Tópico Frasal)
- A proposição é a tese, ou idéia central,
a qual deverá ser ...
hfhdhdd
- A resposta é a proposição, que deve
caber numa única frase. Por isso a
proposição é também chamada de
"tópico fr...
hfhdhdd
3.3.1. Importância da Proposição:
a. É o fundamento de toda estrutura do
Sermão
b. Mantém a unidade do sermão
c. R...
hfhdhdd
3.3.3. Erros a se evitarna proposição:
a. Criar expectativas que não serão
satisfeitas no sermão
b. Antecipar os p...
hfhdhdd
3.3.2. Característica da boa
proposição:
a. Revela a idéia central do texto
b. Expressa uma verdade eterna
c. Apre...
hfhdhdd
3.3.4. Tipos de proposição
A proposição pode ser:
a. Uma verdade que será provada
b. Um problema que será solucion...
hfhdhdd
3.4. DESENVOLVIMENTO (Divisões,
Corpo)
Visa comprovar a tese apresentada na
proposição. O desenvolvimento é
conhec...
hfhdhdd
3.4.1. Importância do desenvolvimento:
a. Visa solucionar a proposição
b. Cria uma seqüência lógica para
assimilaç...
hfhdhdd
c. Os pontos podem dividir-se em sub-
pontos (Geralmente numerados assim:
1.1, 1.2)
d. Todos os pontos e sub-ponto...
hfhdhdd
3.4.3. Erros a se evitarno
desenvolvimento:
a. Exagerar no número de pontos
b. Exagerar na quantidade de sub-
pont...
hfhdhdd
3.5. CONCLUSÃO
Visa principalmente convencer os
ouvintes a tomar uma decisão favorável
à mensagem. Em sua elaboraç...
hfhdhdd
3.5.1. Importância da conclusão:
a. Mostra que a mensagem atingiu seu
objetivo
b. Leva os ouvintes à tomar uma ati...
hfhdhdd
c. Enfatiza o positivo e não o negativo,
as bênçãos e não as maldições
d. Incentiva o ouvinte a tomar a decisão
ce...
hfhdhdd
3.5.3. Erros a se evitarna conclusão:
a. Explicar os pontos novamente (eles
podem ser relembrados, e não explicado...
hfhdhdd
3.5.4. Elementos que podem serusados
na conclusão:
a. Recapitulação resumida dos pontos
b. Uma breve ilustração
Re...
**Homilética
Professor: Renato Guilherme
LEITURA
- Dia a dia com Spurgeon –
Manhã e Noite – pág. 481 –
Tema: “… das inso ndáve is
riq ue z as de Cristo … ”
4. TIPOS DE SERMÃO
4.1. SERMÃO TEMÁTICOOU
TÓPICO
4.1.1. DEFINIÇÃO
O SERMÃO TEMÁTICO, também
conhecido como SERMÃO TÓPICO, ...
"todo o tratamento do sermão depende do
tema. Tudo o que o sermão recebe do texto é
sua ideia central... O desenvolvimento...
1. É aquele cuja divisão das idéias é
extraída do tema. Ou aquele cuja forma ou
estrutura resulta das palavras ou idéias
c...
4. A divisão está independente do texto. Uma vez
usado o texto, não tem que usar-se mais. A não ser
que contenha a idéia c...
4.1.2. CONSIDERAÇÕES GERAIS
O SERMÃO TÓPICO, por sua própria natureza,
favorece a um amplo debate dos assuntos
relacionado...
- Para os ouvintes, oferece uma oportunidade de
perceber como Deus é grande e quão
maravilhosas são as suas promessas e co...
4.1.3. EXEMPLOS DE SERMÕES TEMÁTICOS
a. Quanto aos temas somente:
1. "Cristo aos Pés dos Discípulos" (João 13:15)
2. "O Ev...
b. Sermões Tópicos Desenvolvidos com os
Temas e Proposições:
-A decisão a tomar, influenciará a
minha vida no dia-a-dia (J...
-A memória da Presença de Cristo
firmará os meus passos sobre a Terra
(Mateus 28:20)
1. A memória da Presença abençoadora
...
-O valor está na atitude e não no dinheiro (Lucas
21:3)
1. Em sua pessoa
2. Em seu coração
3. Em sua doação
-Jesus nos pro...
-Abraão: A bênção de uma vida consagrada a
Deus (Gênesis 12:2)
1. Na sua fé
2. Na sua obediência
3.No seu serviço
-Não há ...
-Um analise pessoal evidência um
relacionamento saudável (I Coríntios 11:28)
1. Pecador imperfeito
2. Pecador aperfeiçoado...
-O aprendizado em Jesus, desvendar os
propósitos de Deus na minha vida cristã (Mateus
11:29)
1. Seu desafio
2. Sua paixão
...
-O Céu é a melhor opção do Cristão
(Colossenses 3:2)
1. Porque condizem com nossa nova situação
2. Porque satisfazem plena...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Homilética - Igreja Batista do Povo

201 visualizações

Publicada em

Curso Escola do profeta. Apresentação da aula do dia 30/10/2015

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
201
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Homilética - Igreja Batista do Povo

  1. 1. **Homilética Professor: Renato Guilherme
  2. 2. hfhdhdd “Pre g a a palavra, insta a te m po e fo ra de te m po , adm o e sta, re pre e nde , e xo rta, co m to da lo ng anim idade e
  3. 3. hfhdhdd - INTRODUÇÃO - A CRISE DO PÚLPITO E A RESTAURAÇÃO DA SUPREMACIA A PALAVRA - Paulo André Barbosa, pastor vice- presidente da AD, Guaiba-RS, professor de Teologia Bíblica e Sistemática do Instituto Bíblico Esperança, Porto Alegre-RS, escritor e conferencista.
  4. 4. hfhdhdd 1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E EXEGESE - A Homilética é a arte de Pregar o Evangelho. - A Homilética depende da Hermenêutica porque a pregação se fundamenta num documento textual. - Homilética ganha conteúdo, quando o pregador se esmera no uso da Hermenêutica e ganha na forma, quando ele se aplica na Exegese.
  5. 5. hfhdhdd 1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E EXEGESE - Hermenêutica é uma disciplina da Homilética. - Hermenêutica oferece as técnicas de pesquisa. - Hermenêutica é a ciência da interpretação textual. - A finalidade da hermenêutica é dar a um texto a sua interpretação correta.
  6. 6. hfhdhdd 1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E EXEGESE - A Exegese é a Arte de expor uma idéia. - A finalidade da Exegese é dispor os elementos, a serem expostos, de maneira clara, sequencial, progressiva e estética, de sorte a formar um conjunto convincente.
  7. 7. hfhdhdd - Hermenêutica e a Exegese têm sentidos opostos de ação. Enquanto que a Hermenêutica é busca, pesquisa, interpretação, a Exegese é doação, é transmissão, é comunicação, é exposição. 1. HOMILÉTICA, HERMENÊUTICA E EXEGESE
  8. 8. hfhdhdd 2. A ORIGEMDA HOMILÉTICA 2.1. O QUE É HOMILÉTICA: - Homilética é considerada a arte de pregar. - Homilética se originou a partir do grego Homiletikos. - Homilos, que significa “multidão” ou “assembléia do povo”. - Homilia, que quer dizer “discurso com a finalidade de agradar”.
  9. 9. hfhdhdd Vejamos algumas definições que envolve essa matéria: Discurso - Conjunto de frases ordenadas faladas em público. Homilética- É a ciência ou a arte de elaborar e expor o sermão. Oratória - Arte de falar ao público. Pregação - Ato de pregar, sermão, ato de anunciar uma notícia. Retórica- Conjunto de regras relativas à eloqüência; arte de falar bem. Sermão - Discurso cristão falado no púlpito.
  10. 10. **Homilética Professor: Renato Guilherme
  11. 11. hfhdhdd CHARLES HADDON SPURGEON - Nasceu em 19/06/1834 - Morreu em 31/01/1892 - 52 anos
  12. 12. hfhdhdd CHARLES HADDON SPURGEON (1834–1892 - Pregador Batista reformado na Inglaterra - Converteu ao cristianismo em 06/01/1850 aos 15 anos de idade em Cambridgeshire - Com 20 anos foi pastor da capela Batista de New Park Street - O título de “Principe dos Pregadores”
  13. 13. hfhdhdd
  14. 14. hfhdhdd O que deveria ter um Sermão? - Tema - Texto Bíblico - Introdução - Proposição - Divisão do texto - Aplicação - Apelo
  15. 15. hfhdhdd Aula 03 3. A ESTRUTURA DE UMSERMÃO 3.1. Aprenda a fazero esboço de uma mensagem! 3.2. INTRODUÇÃO - Importância da introdução: a. Desperta a atenção b. Ganha a simpatia
  16. 16. hfhdhdd - Características da boa introdução: a. Está ligada ao tema b. É interessante c. É clara e simples d. É breve e direta e. Conduz à “proposição”
  17. 17. hfhdhdd a. Ficar se desculpando b. Prometer uma grande mensagem c. Impressionar com palavras difíceis d. Tentar ganhar a simpatia com piadas e. Sobrecarregar a introdução com muitas informações f. Antecipar algum ponto que será dito mais tarde, no desenvolvimento
  18. 18. hfhdhdd - Tipos de introdução: a. Introdução temática b. Introdução textual c. Introdução circunstancial d. Introdução ilustrativa e. Introdução questionadora
  19. 19. hfhdhdd 3.3. PROPOSIÇÃO (Tese, Idéia Central, Tópico Frasal) - A proposição é a tese, ou idéia central, a qual deverá ser comprovada nos pontos do desenvolvimento. Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes: - Qual a finalidade desta mensagem?
  20. 20. hfhdhdd - A resposta é a proposição, que deve caber numa única frase. Por isso a proposição é também chamada de "tópico frasal". Apesar de a proposição caber numa única frase, não deve ser menosprezada. A sua maior importância está no fato de que toda a mensagem depende dela e gira ao seu redor.
  21. 21. hfhdhdd 3.3.1. Importância da Proposição: a. É o fundamento de toda estrutura do Sermão b. Mantém a unidade do sermão c. Revela o propósito da mensagem d. Ajuda a fixar o tema na mente dos ouvintes e. Cria expectativa
  22. 22. hfhdhdd 3.3.3. Erros a se evitarna proposição: a. Criar expectativas que não serão satisfeitas no sermão b. Antecipar os pontos de desenvolvimento
  23. 23. hfhdhdd 3.3.2. Característica da boa proposição: a. Revela a idéia central do texto b. Expressa uma verdade eterna c. Apresenta algo que será meditado no desenvolvimento d. É uma afirmação específica e. É uma declaração positiva  f. Cabe numa única frase
  24. 24. hfhdhdd 3.3.4. Tipos de proposição A proposição pode ser: a. Uma verdade que será provada b. Um problema que será solucionado c. Uma necessidade que será satisfeita d. Um questionamento que será respondido
  25. 25. hfhdhdd 3.4. DESENVOLVIMENTO (Divisões, Corpo) Visa comprovar a tese apresentada na proposição. O desenvolvimento é conhecido também como corpo do sermão. Este corpo é organizado em pontos, também chamados de divisões. Em sua elaboração procure responder à esta pergunta que estará na mente dos ouvintes: - Onde a Bíblia comprova ou soluciona a proposição apresentada?
  26. 26. hfhdhdd 3.4.1. Importância do desenvolvimento: a. Visa solucionar a proposição b. Cria uma seqüência lógica para assimilação da verdade 3.4.2. Características de umbom desenvolvimento: a. É organizado em pontos (Geralmente numerados com algarismos romanos: I, II, III) b. Todos os pontos originam-se da proposição
  27. 27. hfhdhdd c. Os pontos podem dividir-se em sub- pontos (Geralmente numerados assim: 1.1, 1.2) d. Todos os pontos e sub-pontos baseiam-se na Bíblia e. Cada ponto deve ser uma frase curta e clara f. Se houver pontos positivos e negativos, os negativos devem vir primeiro g. Os pontos mais fracos vêm antes dos mais fortes
  28. 28. hfhdhdd 3.4.3. Erros a se evitarno desenvolvimento: a. Exagerar no número de pontos b. Exagerar na quantidade de sub- pontos c. Inserir pontos irrelevantes à proposição
  29. 29. hfhdhdd 3.5. CONCLUSÃO Visa principalmente convencer os ouvintes a tomar uma decisão favorável à mensagem. Em sua elaboração procure responder a esta pergunta que estará na mente dos ouvintes: - Por que é importante que eu mude a forma de pensar ou agir?
  30. 30. hfhdhdd 3.5.1. Importância da conclusão: a. Mostra que a mensagem atingiu seu objetivo b. Leva os ouvintes à tomar uma atitude 3.5.2. Características de uma boa conclusão: a. Encerra o assunto b. Reforça a aplicação da mensagem
  31. 31. hfhdhdd c. Enfatiza o positivo e não o negativo, as bênçãos e não as maldições d. Incentiva o ouvinte a tomar a decisão certa e. Fala de forma direta e pessoal (segunda pessoa do singular, usando-se o "você") f. É simples e objetiva g. É, geralmente, breve h. Procura alcançar todos os grupos presentes
  32. 32. hfhdhdd 3.5.3. Erros a se evitarna conclusão: a. Explicar os pontos novamente (eles podem ser relembrados, e não explicados de novo) b. Incluir novas ideias c. Prometer bênçãos irreais d. Concluir friamente e. Terminar abruptamente f. Dizer algo engraçado (isto pode ser útil no desenvolvimento, jamais na conclusão) g. Alongar-se
  33. 33. hfhdhdd 3.5.4. Elementos que podem serusados na conclusão: a. Recapitulação resumida dos pontos b. Uma breve ilustração Resumo: - Na introdução atraímos a atenção do ouvint - Na proposição apresentamos uma verdade bíblica - Desenvolvimento esmiuçamos esta verdade- Na conclusão incentivamos o ouvinte a tomar a atitude certa
  34. 34. **Homilética Professor: Renato Guilherme
  35. 35. LEITURA - Dia a dia com Spurgeon – Manhã e Noite – pág. 481 – Tema: “… das inso ndáve is riq ue z as de Cristo … ”
  36. 36. 4. TIPOS DE SERMÃO 4.1. SERMÃO TEMÁTICOOU TÓPICO 4.1.1. DEFINIÇÃO O SERMÃO TEMÁTICO, também conhecido como SERMÃO TÓPICO, tem como definição primária e provisória o seguinte: "É o sermão cujo tema é retirado diretamente do texto bíblico, porém, as suas divisões ou proposições são buscadas de outras partes da Bíblia, segundo a conveniência do pregador."
  37. 37. "todo o tratamento do sermão depende do tema. Tudo o que o sermão recebe do texto é sua ideia central... O desenvolvimento dos pensamentos centrais em que o sermão se divide não depende das divisões do texto mesmo senão do desenvolvimento lógico do tema segundo o determine o pregador" - (Diccionario de la Teologia Práctica, HOMILÉTICA, p. 20).
  38. 38. 1. É aquele cuja divisão das idéias é extraída do tema. Ou aquele cuja forma ou estrutura resulta das palavras ou idéias contidas no assunto. 2. É o tipo de sermão mais usado por ser o de mais fácil divisão e mais fácil de ser preparado. 3. É muito apropriado para a evangelização, o ensino das doutrinas, o estudo bíblico, discussão de temas éticos, etc.
  39. 39. 4. A divisão está independente do texto. Uma vez usado o texto, não tem que usar-se mais. A não ser que contenha a idéia central. 5. É o de mais lógica. O sermão temático é o que mais se presta à observação da ordem e harmonia das partes. 6. É o mais apropriado para os que estão iniciando no púlpito. 7. Escolhe-se o tema e busca-se em qualquer pane da Bíblia, textos que apoiem as ideias selecionadas.
  40. 40. 4.1.2. CONSIDERAÇÕES GERAIS O SERMÃO TÓPICO, por sua própria natureza, favorece a um amplo debate dos assuntos relacionados coma Fé e a Teologia cristãs. - Proporciona ao pregador uma oportunidade de exposição das doutrinas cristãs. - A força deste tipo de sermão, bem como a sua beleza e criatividade dependem da capacidade do pregador. - Deixa o pregador livre para refletir sobre o que quer que seja, visto que em relação ao texto o sermão só retira o tema.
  41. 41. - Para os ouvintes, oferece uma oportunidade de perceber como Deus é grande e quão maravilhosas são as suas promessas e como a doutrina cristã é rica e portentosa em sua essência, visto que oferece uma enorme gama de subsídios espirituais e culturais para que o crente possa viver bem com Deus, como os irmãos, consigo mesmo compreendendo a sua situação frente aos desafios da dinâmica existencial.
  42. 42. 4.1.3. EXEMPLOS DE SERMÕES TEMÁTICOS a. Quanto aos temas somente: 1. "Cristo aos Pés dos Discípulos" (João 13:15) 2. "O Evangelho na Neve" (Isaías 1:18) 3. "O Sermão na Ceia" (I Coríntios 11:26) 4. "O Texto Para o Ano Novo" (Mateus 6:33) 5. "O Cristo com a Face Empedernida" (Isaías 50:7) 6. "A Fé que Vence o Mundo" (Marcos 4:40) 7. "Agradecendo a Deus Numa Tempestade Marítima" – Atos 27:35 8. "Quando a Paz de Deus Guarda a Porta" (Filipenses 4:7)
  43. 43. b. Sermões Tópicos Desenvolvidos com os Temas e Proposições: -A decisão a tomar, influenciará a minha vida no dia-a-dia (Josué 24:15) 1. Decisão necessária 2. Decisão atual 3. Decisão pessoal
  44. 44. -A memória da Presença de Cristo firmará os meus passos sobre a Terra (Mateus 28:20) 1. A memória da Presença abençoadora 2. A memória da Presença protetora 3. A memória da Presença discipuladora Poreuomai – havendo já ou viajado – jornada Matheteuo – discipular Baptizo – mergulhar Didasko – ensinar
  45. 45. -O valor está na atitude e não no dinheiro (Lucas 21:3) 1. Em sua pessoa 2. Em seu coração 3. Em sua doação -Jesus nos proporciona um vida abundante nEle (João 10:10) 1. Abundância na vida física 2. Abundancia na vida espiritual 3. Abundância na vida social
  46. 46. -Abraão: A bênção de uma vida consagrada a Deus (Gênesis 12:2) 1. Na sua fé 2. Na sua obediência 3.No seu serviço -Não há descanso no exercício do bem (Gálatas 6:9) 1. É a vontade Deus 2. Faz parte de nossa nova natureza 3. Contribui com o Reino de Deus Benção: 1.Pessoal 2.Territorial 3.Nacional 4.Espiritual
  47. 47. -Um analise pessoal evidência um relacionamento saudável (I Coríntios 11:28) 1. Pecador imperfeito 2. Pecador aperfeiçoado 3.Pecador arrependido -Deus nos doou seu Filho por amor a nós (Romanos 8:32) 1. Deu-se a si mesmo 2. Deu a sua vida 3. Deu prova do seu amor
  48. 48. -O aprendizado em Jesus, desvendar os propósitos de Deus na minha vida cristã (Mateus 11:29) 1. Seu desafio 2. Sua paixão 3. Sua promessa -A sabedoria de Deus nos faz diferentes (Provérbios 3.13-18) 1. Ser diferente para Deus 2. Ser diferente para ser modelo 3. Ser diferente para ser exemplo de unidade
  49. 49. -O Céu é a melhor opção do Cristão (Colossenses 3:2) 1. Porque condizem com nossa nova situação 2. Porque satisfazem plenamente 3.Porque são eternas -O chamado para o pastorado é uma excelente escolha (1 Timóteo 3:1) 1. Por sua natureza 2. Por suas exigências 3. Por seus resultados

×