1REVISÃO 2011                                                                 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING               ...
1   REVISÃO 2011                                                                                                          ...
REVISÃO 2011                1                                                                                   Salvador |...
1REVISÃO 2011                                                                                                             ...
REVISÃO 2011                                                                     1                                        ...
1        REVISÃO 2011                                                                                                     ...
REVISÃO 2011                                                                       1                                      ...
1  REVISÃO 2011                                                                                                           ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ENEM 2011 caderno 1 - Desastres Naturais

2.160 visualizações

Publicada em

ENEM 2011 - caderno 1

Temas abordados: Desastres Naturais e Meio Ambiente

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.160
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ENEM 2011 caderno 1 - Desastres Naturais

  1. 1. 1REVISÃO 2011 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING Salvador | terça-feira | 13 de setembro de 2011
  2. 2. 1 REVISÃO 2011 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 2 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING Invista em sua saúde. Caso esteja com dificuldades para 424 MIL FARÃO ENEM NA bAhIA estudar, devido ao cansaço físico e mental, Nos dias 22 e 23 de outubro, com 607.838 candidatos. o número com sensação de 424.525 mil baianos já têm com- registrado na bahia mantém a média sonolência, procure promisso marcado com o exame do ano passado, quando 428 mil pes- um nutricionista, Nacional do ensino médio (eNem). soas se inscreveram para o exame. investindo numa o número de inscritos no brasil ba- de acordo com o ministério da alimentação saudável teu recorde novamente, alcançando educação, a maioria dos candidatos e complementos mais de 5,3 milhões de pessoas. A tem entre 21 e 30 anos. os inscritos nutricionais. bahia é o terceiro estado com maior nessa faixa etária representam 1,7 saudáveis. número de inscritos, ficando atrás milhão do total. em seguida, vêm os apenas de são Paulo, que recebeu jovens de 17 anos (868.576) e os 901.354 inscrições, e minas Gerais, maiores de 30 (771.027). A motivação pessoal é o primeiro passo. Para obter êxito nos estudos, você precisa ser EXAME dedicado, persistente, os inscritos no eNem vão passar por dois dias de avaliação, determinado e muito respondendo 180 questões de múltipla escolha e elaborando uma disciplinado. Apenas redação. As questões abrangem o conteúdo estudado em sala de aula desta forma conseguirá durante o ensino médio, além de temas atuais que estão em destaque. construir hábitos de A avaliação de sábado, 22 de outubro, envolve as áreas de ciências da estudo saudáveis. natureza e suas tecnologias e ciências humanas e suas tecnologias. No domingo, 23 de outubro, os inscritos vão mostrar seus conhecimentos nas provas de linguagens códigos e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias e redação. Utilize todos os canais de comunicação para aprender. Se o seu canal de comunicação preferido for a “visão” realize leituras, faça resumos no caderno e leia os apontamentos; caso seja a “audição” leia o texto em voz Programe alta para registrar suas atividades as informações e do dia-a-dia absorvê-las; e, se for o numa agenda ou “sinestésico”, procure mural, de modo que pessoas para conversar consiga se organizar sobre os conteúdos e e estabelecer horários tirar suas dúvidas. fixos para investir em seu estudo, isto é, investir em você.expediente analista De marketing Departamento ComerCial projeto Gráfico textos Aline Pimentel Tel.: (71) 3203-1812 João Soares Laís Santos Tel.: (71) 3203-1090 Tel.: (71) 3342.4440/41 metta@mettacomunicacao.com.br Encartado no jornal Correio. não pode ser vendido separadamente.
  3. 3. REVISÃO 2011 1 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING 3CONCuRsO dE REdAçÃO pRIMEIRA EdIçÃO o concurso de redação promovido pelo jornal Correio* em 2010 foi umACONtECE pELO sEguNdO ANO sucesso! Foram 2.113 redações participantes. os estudantes que se inscreveram no concurso escreveram um texto depois do sucesso do concurso pelo Correio* e preencher a folha de dissertativo-argumentativo de redação promovido pelo projeto redação, que está encartada nesta com o tema “o pré-sal revisão eNem em 2010, o Cor- edição. depois, é só depositá-la até e o impacto do petróleo reio* vai premiar mais uma vez as 11 de outubro numa das urnas dis- no futuro do brasil”. os melhores redações. o autor da re- poníveis nos postos AcheAqui, nos grandes vencedores do ano dação premiada vai ganhar um no- shoppings barra, Itaigara, Iguatemi passado foram Andréa da tebook Core i3 com Windows. Para e Center Lapa, todos localizados em silva rabelo, débora ribeiro o segundo colocado, o prêmio é um salvador. mais folhas de redação barreto e Ítalo Gonçalo matias Hd externo com capacidade para também podem ser adquiridas gra- Vilasbôas, respectivamente, armazenar até 500 Gb de arquivos. tuitamente nos postos AcheAqui. primeiro, segundo e terceiro Já quem ficar em terceiro lugar, leva Uma equipe formada por pro- colocados. As redações de um aparelho mP4 com 4 Gb de es- fessores irá avaliar as redações, 2011 devem ser entregues paço. Além disso, os três premiados obedecendo aos mesmos critérios até o dia 11 de outubro. dez também serão contemplados com exigidos pelo eNem, e eleger as dias depois, no dia 21, serão assinaturas semestrais do jornal três que mais estão de acordo com divulgados os nomes dos Correio*. a proposta. A redação deverá ser vencedores. Prepare-se para Para participar, basta escrever escrita na forma de texto em prosa o eNem e faça uma redação uma redação com o tema escolhido dissertativo-argumentativo. de primeira!
  4. 4. 1REVISÃO 2011 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 4 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING TIPOS DE DESASTRES NATURAIS tsuNAMI As grandes ondas, ou tsunamis, são provocados por terremotos, erupções vulcânicas ou deslizamentos de terra que ocorrem no fundo do mar. esses eventos geológicos formam ondas que podem atingir 160 km de comprimento, alcançar avelocidade de 800 km/h e cerca de 20 metros de altura, quando ficapróximo à faixa litorânea. As ondas atingem em cheio a costa e, comsua força, “varrem” tudo que esteja à frente. os tsunamis são maisfrequentes nas regiões banhadas pelo oceano Pacífico, mas podemacontecer em outras regiões. tERREMOtOs A superfície da terra é formada por 15 placas tectônicas, compostas por rocha, que flutuam sobre o magma, um líquido incandescente que forma o núcleo terrestre. essas placas não ficam fixas no magma, ou uM CENáRIO dEseja, estão em constante movimento. Quando as placas se chocam,acontecem os tremores que são chamados de terremotos. Parteda destruição causada pelos terremotos poderia ser evitada comconstruções melhores, sistemas de segurança e de alerta, alémde planejamentos de evacuação. os terremotos também sãochamados de grandes sismos. os sismos de baixo impacto sãoclassificados como abalos sísmicos ou tremores de terra. VuLCÃO os vulcões surgem a partir da emissão de magma, gases e partículas quentes que são Quanto mais quente, pior empurradas do interior do planeta para a superfície terrestre. A produção agrícola, o abaste- para manter a temperatura correta te nas possíveis consequências de essas estruturas geológicas, cimento de água, a biodiversidade no planeta. sem esse efeito, a tem- uma gradativa elevação das médias em formato de cone, liberam e a ocorrência de tempestades e peratura média no planeta seria de térmicas no planeta seja a tomada de cinzas, gases e aerossóis quando ciclones. estes são apenas alguns -15º C. ele só se tornou prejudicial consciência, pela primeira vez na his-entram em erupção. Não existem vulcões ativos no brasil, mas, dos acontecimentos que, cada dia à vida humana porque está ocorren- tória, da possibilidade de destruiçãoem épocas passadas, as erupções eram intensas. A explosão mais, sofrem influência direta das do em excesso, tornando o planeta do próprio homem”, explica o profes-de vulcões no território brasileiro foi responsável, por exemplo, alterações climáticas. os efeitos muito quente. esse excesso é pro- sor de Geografia, Yomar seixas.pela formação de ilhas oceânicas como trindade, Fernando das mudanças, alguns irreversíveis, vocado porque a emissão de gases responsável por 63% do efeitode Noronha e Penedo de são Pedro e são Paulo. os principais atingem de maneiras diferentes as do efeito estufa vem crescendo. estufa, o Co2 resulta da queima devulcões em atividade no mundo são o etna (sicília), monte Fuji diversas regiões do mundo e, por- o aquecimento global é um dos combustíveis fósseis e do desma-(Japão), Kilauea (Havaí), Krakatoa (Indonésia), monte Pinatubo tanto, agem de modo particular so- grandes problemas mundiais. o tamento de florestas tropicais. de(Filipinas), Vesúvio (Itália) e el Chicon (méxico). bre a população. fenômeno ocorre quando gases at- acordo com o Comitê Científico do Atualmente, um dos principais mosféricos como o dióxido de car- Painel brasileiro de mudanças Cli- AVALANChEs pontos de discussão é o efeito estu- bono (Co2), metano (CH4), óxido máticas, 40 milhões de toneladas As avalanches são grandes fa, que causa o aquecimento global. nitroso (N2o) e os clorofluorcarbonos de Co2 são emitidas por ano. Até deslizamentos de neve que desce mas, ao contrário do que se imagi- (CFCs) absorvem a radiação solar, 2100, esse índice deve subir para 70 pela encosta de uma montanha. na, o efeito estufa não é o principal tornando a superfície terrestre mais milhões de toneladas, aumentando a elas podem ser classificadas vilão da história. ele é importante quente.“talvez o que mais assus- temperatura em 7ºC. como superficiais, quando a neve fina escorrega pela montanha, e profundas, quando densas placas de neve e gelo se desprendem.As profundas têm força para arrastar o que encontrar pelocaminho, como objetos pesados, pedras e árvores. A velocidademédia oscila entre 30 e 160 km/h, mas pode alcançar 392 km/h.esse fenômeno é causado por mudanças climáticas, nevascase, até mesmo, ruídos que provoquem vibrações. Não ocorremavalanches no brasil.
  5. 5. REVISÃO 2011 1 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING 5 TIPOS DE DESASTRES NATURAIS FuRACÃO os furacões se formam sobre o oceano, em regiões onde os ventos são raros e as temperaturas altas, acima de 27º. o fenômeno começa Fenômenos como erupções vulcânicas, furacões com a evaporação intensa da e terremotos são eventos comuns e aconteceram água, formando grandes nuvens. A frequentemente na natureza ao longo de bilhões de anos “torre” de vento avança pelo mar de história da terra. entretanto, o crescimento populacional em direção à costa e começa a e a ocupação de áreas terrestres antes não habitadas perder força depois que atinge a terra. o ciclone, ciclone tropical, transformou esses fenômenos naturais em grandes o furacão e o tufão são nomes diferentes para o mesmo fenômeno catástrofes. A interferência do homem no planeta também de um sistema de ciclone que se forma sobre os oceanos. tem gerado mudanças no clima e no solo, provocando tempestades e inundações. ENChENtEs o avanço populacional e o padrão de vida moderno são As inundações em áreas urbanas responsáveis pela intensificação de alguns fenômenos. A são causadas por fatores como interferência humana é um dos fatores que incidem sobre o a impermeabilização do solo e o efeito estufa, por exemplo, que vem provocando alterações desequilíbrio ambiental. o primeiro climáticas anormais em diversas partes do mundo. fator dificulta a absorção da água das chuvas pelo solo. Já o desequilíbrio ambiental, uma das causas do efeito estufa, contribuiE CAtástROFEs para que, em determinadas áreas, chova mais e em outras, menos. tORNAdO os tornados são as tempestades mais violentas na natureza. Apesar do formato espiral, semelhante ao dos furacões, os tornados têm menores dimensão e duração. outra diferença é que, enquanto os Rio, 40 graus MudANçAs CLIMátICAs furacões se formam nos oceanos, os tornados são fenômenos Já está distante o tempo em que NO bRAsIL tipicamente continentais, formados através da chegada de frentes frias em regiões onde o ar está mais quente e instável. esses temperaturas iguais ou acima de 40 fenômenos são bastante comuns nos estados Unidos, onde graus eram raras em todo o território saiba quais as possíveis consequências das alterações ocorrem do final da primavera até o início do verão. nacional, típicas apenas de regiões climáticas para o brasil: mais quentes, banhadas pelo litoral, • transformação da floresta amazônica em área de dEsLIzAMENtOs dE tERRA como o rio de Janeiro. As alterações cerrado, causada pela temperatura mais quente e os deslizamentos de terra são climáticas em todo o mundo vêm in- diminuição do nível de chuvas, tudo isso aliado à ação fenômenos provocados por fluenciando com força o clima do brasil do homem, que torna a floresta cada vez mais vulnerável movimentos do solo, como e provocando fenômenos antes desco- a grandes queimadas e ao desmatamento quedas de rochas, alterações nhecidos da nossa população. • perda nos ecossistemas e na biodiversidade da região na estabilidade dos terrenos das Com o aumento da temperatura no Amazônica encostas e fluxos de detritos, planeta, cidades brasileiras já começam • taxas altas de evaporação, o que pode representar por exemplo. outras causas dos a ser atingidas por desastres como ter- problemas para a existência dos açudes e na agricultura deslizamentos são a erosão, remotos, maremotos, tufões, tornados, de susbsitência as chuvas fortes que enfraquecem rochas e solo, erupções e além de enchentes e deslizamentos que • transformação da catinga nordestina em regiões de explosões. As áreas que correm mais riscos de serem atingidas causam danos materiais às cidades e semi-deserto por deslizamentos são aquelas em que ocorrem incêndios à população e, em casos mais graves, • menor vazão em rios brasileiros na Amazônia, Pantanal e florestais ou onde a ação humana interferiu no meio ambiente, provocam a morte de pessoas. na bacia do são Francisco destruindo a vegetação. mas o brasil não está preparado • alteração no regime de chuvas e vazões de rios no sul para enfrentar esses problemas. “As e sudeste, afetando a geração de hidroeletricidade, a sECAs catástrofes, em virtude do despreparo navegação, o abastecimento de água e a biodiversidade As secas são grandes períodos de estrutural das cidades, comprometem aquática escassez de água provocados por a segurança e a qualidade de vida das • diminuição da área de cultivo agrícola devido à perda fatores como o superaquecimento populações”, alerta o professor de bio- da capacidade do solo de reter umidade provocada pelo da superfície do planeta, o logia thomaz Nova. Contribuem para os baixo índice de chuvas e altas temperaturas, apropriadas ordenamento incorreto do território, desastres a urbanização das cidades e para cultivo o mau armazenamento e mau as ocupações irregulares em áreas de • crescimento dos casos de malária e dengue uso da água e, até mesmo, o risco. • elevação do nível do mar nas cidades litorâneas desmatamento na região atingida. A seca se distingue de outros desastres naturais por possuir características muito próprias, como o fato de se desenvolver de maneira quase imperceptível e muito lentamente, durar bastante tempo e pelas áreas atingidas se recuperarem muito lentamente.
  6. 6. 1 REVISÃO 2011 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 6 PROJETO ESPECIAL DE MARKETINGdEsENVOLVER sEM AgREdIR Ao longo da história, parece que sos países usassem os seus recur- isso aconteça, será necessária a dos aspectos culturais, históricos, que ampliem o acesso ao emprego,nem todos os moradores do planeta sos de forma desordenada”, conta o adoção de práticas sustentáveis e religiosos, ambientais e econômi- à alimentação de qualidade, edu-terra entenderam que a existência professor thomaz Nova. inovações tecnológicas responsá- cos nas visões e no planejamento cação, energia, serviços de saúde,humana depende da preservação A perspectiva para os próximos veis, que somem esforços para a do desenvolvimento. esse proces- água e saneamento, entre outros.dos recursos terrestres. o desenvol- anos é que os números continuem preservação. o modo de vida predo- so de desenvolvimento incorporavimento econômico e social, im- crescendo. de acordo com a divi- minante implica numa crise ecológi- questões relativas à geração e distri- sustENtAbILIdAdEpulsionado pelo surgimento das são de População da oNU, até 2050, ca e civilizacional, o que gera uma buição de riquezas, com o objetivo E MEIO AMbIENtEindústrias e a descoberta de novas o planeta deve ter mais 2 bilhões de série de impactos: as alterações de melhorar a qualidade de vida datecnologias permitiu que as pesso- moradores. Para que a terra dê con- climáticas, o aquecimento global, as população, evitando o uso abusivo A sociedade costuma ligar o ter-as conquistassem mais conforto e ta de sustentar todas essas pesso- desigualdades sociais, o desmata- de recursos naturais. mo “meio ambiente” apenas a ani-qualidade de vida. As taxas de mor- as, é preciso que os padrões atuais mento, a poluição etc. mudar esse Para aplicar o conceito de sus- mais e plantas. entretanto, o meiotalidade reduziram e a expectativa sejam alterados. entre as mudanças padrão significa apostar na susten- tentabilidade no dia a dia, é preci- ambiente é algo muito mais amplode vida aumentou, foram criados que já estão sendo estudadas (e, tabilidade. so elaborar estratégias que visem que abrange a natureza (animais,equipamentos que facilitam ativida- em alguns casos, aplicadas) estão ao crescimento e à igualdade entre plantas e, até mesmo, os seresdes diárias, o consumo cresceu e a a utilização de novas alternativas O QuE é sustENtAbILIdAdE? os países, aliando conservação da humanos), a sociedade e tudo quepopulação foi se multiplicando. mas energéticas, a reciclagem e o rea- natureza, desenvolvimento social e está ligado à organização social,as consequências de todos esses proveitamento do lixo, além da pre- o conceito de sustentabilidade soluções economicamente viáveis. como política, economia, cultura eavanços impactaram de forma ne- servação e criação de novas áreas representa uma nova forma de pen- evitar a poluição e conservar os ha- ética. Por isso, o desenvolvimentogativa na natureza. “Industrialização, verdes. sar o desenvolvimento e as relações bitats naturais são algumas ações sustentável se refere à manutençãomaior produção de bens de consu- No brasil e em todo o mundo, o da economia e das sociedades hu- que podem ser realizadas por to- da vida e ao predomínio de relaçõesmo e a necessidade de buscar maior desafio é continuar crescendo sem manas com o meio ambiente. sus- dos. Além disso, uma comunidade de equilíbrio em todas as dimensõeslucratividade, fizeram com que diver- agredir o meio ambiente. Para que tentabilidade envolve a integração sustentável deve criar mecanismos envolvidas pelo meio ambiente. GRANDES DESASTRES NATURAIS 1900/2011 Fonte: Centro de Investigação sobre tsuNAMI a Epidemiologia dos PAÍs ANo mortes Desastres Indonésia 2004 165.708 www.emdat.be Japão 2011 28.000 Filipinas 1976 5.000 Papua Nova Guiné 1998 3.000 turquia 1999 17.000 PAÍs dEsLIzAMENtO ANo mortes INUNDAÇÕES SECAS União soviética 1949 12.000 Peru 1941 5.000 Honduras 1973 2.800 Peru 1962 2.000 Itália 1963 1.917 TERREMOTOS CICLONES ERUPÇÕES 1976 2010 1927 1920 1923 1902 1985 1902 1909 1919 1931 1959 1939 1935 1911 1970 1991 2008 1922 1942 1928 1943 1942 1965 1900 242 NA 0 223 ITI 200 NA 30. A 0 0 180 NA 0 143 ÃO 0 000 BIA 0 ALA 00 A 00 A 00 3.7 INA 000 2.0 INA 000 500 NA 0 142 NA 0 142 NA 0 142 SH 0 138 SH 138 AR 0 0 100 NA 0 61. H 000 3.0 INA 00 1.9 ESH 000 00. IA 000 00. IA 000 50. IA 000 .00 .00 .00 .00 .00 .00 .00 .00 .00 .00 IC ÉSI ÉSI .00 .00 .00 S 6.0 5.5 5.0 0.0 ÍND ÍND ÍND HA E HI HI HI HI HI HI JAP 00. 00. E ANM ADE HI LÔM 00. H H N 21 TEM H LAD D D ON ON RTI C C C C C C C C C C GLA GLA 1.5 1.5 1.2 GL IND IND MI G CO GUA MA BAN BAN BAN BAN
  7. 7. REVISÃO 2011 1 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 PROJETO ESPECIAL DE MARKETING 7dEsMAtAMENtO sERá MAIOR EM 2011 em julho deste ano, a Amazônia avaliação do deter costuma ante-perdeu 93 km² de floresta, de acor- cipar os resultados do Prodes. emdo com levantamento do Instituto 2010, a área derrubada foi 6.451do Homem e do meio Ambiente daAmazônia (Imazon). em relação a km², a menor registrada pelo Inpe desde o começo do monitoramento, ECO 92 E RIO+20 “A humanidade se encontra em um momentojulho de 2010, quando os satélites em 1988. de definição histórica.observaram 155 km² de desma- em julho, segundo os dados do Defrontamos-nos comte, a redução foi 40%. Apesar do Imazon, o estado que mais desma- a perpetuação dasdesmatamento menor em um mês tou foi o Pará, com 38,5 km² a me- disparidades existentes entreconsiderado crítico, por ser o auge nos de floresta no período, seguido as nações e no interior delas,do período de seca (o que facilita a por mato Grosso, com 21 km². em o agravamento da pobreza,derrubada), a tendência é que a taxa rondônia, os novos desmatamentos da fome, das doenças eanual seja maior este ano. atingiram uma área total de 16,5 km² do analfabetismo, e com A área desmatada entre agosto e, no Amazonas, 13 km². Amapá, a deterioração contínuade 2010 e julho de 2011 (período de Acre e tocantins também registra- dos ecossistemas de quedoze meses do calendário oficial do ram derrubadas. depende nosso bem-estar.desmatamento) ficou em 1.628 km², Além do corte raso (desmata- Não obstante, caso se9% maior que o total registrado no mento total), o levantamento do em 1992, centenas de pa- de proteção ambiental, justiça integrem as preocupaçõesperíodo de 12 meses imediatamente Imazon também mede a degradação íses se reuniram no rio de social e eficiência econômica. relativas a meio ambienteanterior (agosto/2009 a julho/2010), florestal, que considera florestas in- Janeiro para a II Conferência em junho de 2012, 20 anos e desenvolvimento e a elasde 1.488 km². os números da orga- tensamente exploradas por atividade das Nações Unidas sobre meio após a eCo 92, o brasil vai se- se dedique mais atenção,nização não governamental repetem madeireira ou atingidas por queima- Ambiente e desenvolvimen- diar novamente um encontro será possível satisfazer àsa tendência apontada pelo sistema das. em julho, a degradação avan- to Humano, evento que ficou de nações em defesa do meio necessidades básicas, elevardetecção do desmatamento em çou 116 km². o estado com maior mundialmente conhecido como ambiente. A rio+20 – Confe- o nível da vida de todos,tempo real (deter), do Instituto área degradada no período foi mato eCo 92. Na ocasião, os gover- rência das Nações Unidas em obter ecossistemas melhorNacional de Pesquisas espaciais Grosso, com quase 60% do total re- nantes discutiram sobre desen- desenvolvimento sustentável. protegidos e gerenciados(Inpe), que também registrou que- gistrado. volvimento sustentável e ma- Além de realizar um balanço e construir um futuro maisda do ritmo de desmate em julho e Considerando o calendário oficial neiras de barrar o processo de dos compromissos estabele- próspero e seguro. Sãoaumento no acumulado dos últimos do desmatamento, a degradação degradação ambiental. A con- cidos em 1992, a rio+20 vai metas que nação algumadoze meses. florestal atingiu 6.389 km² de áreas ferência resultou em dezenas trazer novos temas que ganha- pode atingir sozinha; juntos, A taxa anual de desmate é cal- nativas, aumento de 241% em rela- de acordos entre as nações. ram espaço nas últimas duas porém, podemos -- em umaculada por outro sistema do Inpe, o ção ao período anterior (agosto de o principal deles foi a Agenda décadas, como a proposta associação mundial emProjeto de monitoramento do des- 2009 a julho de 2010), quando os 21, que contribuiu para o nas- de uma economia verde que prol do desenvolvimentoflorestamento na Amazônia Legal desmatamentos destruíram 1.873 cimento do conceito de susten- concilie desenvolvimento eco- sustentável”.(Prodes), que é mais preciso por km² de cobertura florestal. tabilidade, estabelecendo que nômico e baixas emissões de Trecho do Capítulo Iavaliar áreas menores. No entanto, Agência Brasil as nações adotassem métodos carbono. da Agenda 21apesar da metodologia diferente, a
  8. 8. 1 REVISÃO 2011 Salvador | terça-feira 13 de setembro de 2011 8 PROJETO ESPECIAL DE MARKETINGhIdRELétRICAs gERAMpOLêMICA A principal matriz energética nacional é a ARguMENtOs CONtRáRIOshidrelétrica, ou seja, a energia gerada a partir • impactos irreversíveis sobre a fauna aquática, que da força das águas. Apesar de ser conside- conta, inclusive, com espécies ameaçadas de extinçãorada uma das fontes de energia mais limpas, • alteração do regime do rio JIRAupor não resultar da queima de combustíveis • mudanças na fauna e flora locais Com previsão de começar afósseis, a construção das usinas envolvegrandes impactos socioambientais. esses im- • interrupção dos transportes fluviais • a migração de milhares de pessoas para as regiões operar em meados de 2013, a Usina Hidrelétrica de Jirau bELO MONtE A está sendo construída no Usina Hidrelétrica de belopactos, negativos e positivos, têm provocado podem causar caos social rio madeira, na cidade de monte está sendo construídapolêmicas em duas grandes obras que estão num trecho de 100 km do rioem andamento no brasil: a usina hidrelétrica ARguMENtOs FAVORáVEIs Porto Velho (ro). A obra terá um reservatório de 258 km² Xingu, localizado no estado dode Jirau, no estado de rondônia, e a usina de • potencial hidrelétrico do Brasil é subutilizado Pará. A previsão é que belo e capacidade de produzirbelo monte, no Pará, ambas no Amazonas. • usinas vão aquecer economia monte tenha potência de 11.233 3.750 megawatts de energiaoutra característica comum aos empreendi- • produção de energia através da água vai diminuir a megawatts, tornando-se a maior elétrica. A expectativa é quementos é que fazem parte do Programa de necessidade de usar a energia termelétrica, considerada usina hidrelétrica inteiramente 42 bilhões de reais sejamAceleração do Crescimento (PAC), conjunto “energia suja” e mais cara brasileira e a terceira maior do injetados na economia dade medidas lançado em 2007 que estimula o • moradores que vivem na área onde as usinas serão região em seis anos, elevando mundo – atrás apenas da Usinadesenvolvimento em infraestrutura, crédito e construídas serão indenizados e realocados para terras Porto Velho de cidade de três Gargantas, na China,desoneração de tributos. onde viverão com mais qualidade média à cidade grande. e da Hidrelétrica de Itaipu, que entretanto, o acelerado funciona na fronteira entre brasil crescimento econômico pode e Paraguai. o início de seu comprometer a população e funcionamento está previsto o ecossistema da região se, para 2015 e sua capacidade junto com os novos recursos, de produção de energia deverá não forem melhoradas a ser suficiente para abastecer estrutura da cidade. uma região com 26 milhões de habitantes.

×