Relações ecológicas 2

7.083 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.083
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
181
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relações ecológicas 2

  1. 1. RELAÇÕES ECOLÓGICAS
  2. 2. TIPOS DE RELAÇÕES <ul><li>Relações harmônicas: (+/+) ou (+/ 0 ) </li></ul><ul><li>Relações desarmônicas: (+/-) ou (-/-) </li></ul><ul><li>Relações interespecíficas: Entre espécies diferentes. </li></ul><ul><li>Relações intra-específicas: Dentro da mesma espécie. </li></ul>
  3. 3. Relações Ecológicas Intra-específicas Desarmônicas Harmônicas competição canibalismo colônias sociedades Inter-específicas Desarmônicas Harmônicas mutualismo simbiose inquilinismo parasitismo competição amensalismo predatismo comensalismo
  4. 4. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTRA-ESPECÍFICAS <ul><li>Colônia (+/+) </li></ul><ul><li>Ligação física. </li></ul>
  5. 5. COLÔNIA Relações harmônicas intra-específicas - indivíduos ligados fisicamente entre si corais, esponjas, bactérias, etc. Caravelas - Physalia Zoantídeo - Palythoa, Abrolhos - Ba Foto: Léo Dutra http://www.cpgg.ufba.br/~asn/recifes.htm em 03/03/05
  6. 6. <ul><li>Colônia </li></ul>
  7. 8. <ul><li>RELAÇÕES ECOLÓGICAS </li></ul><ul><li>Relações Harmônicas Intra-específicas (dentro da mesma espécie) </li></ul><ul><li>Sociedade </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Sociedade (+/+) </li></ul><ul><li>Sem ligação física. </li></ul><ul><li>Divisão em castas sociais. </li></ul>Zangão Rainha Operária
  9. 10. RELAÇÕES ECOLÓGICAS SOCIEDADE COLÔNIA São agrupamentos de indivíduos da mesma espécie que têm plena capacidade de vida isolada mas preferem viver na coletividade. Os indivíduos de uma sociedade têm independência física uns dos outros. Insetos sociais:Abelhas, cupins e formigas. Agrupamento de indivíduos da mesma espécie que revelam profundo grau de interdependência e se mostram ligados uns aos outros, sendo-lhes impossível a vida quando isolados do conjuntos, podendo ou não ocorrer divisão do trabalho.
  10. 11. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTRA-ESPECÍFICAS <ul><li>Competição intra-específica (-/-) </li></ul><ul><li>Espaço, alimento, fêmeas, etc... </li></ul><ul><li>Controle do tamanho populacional. </li></ul>
  11. 12. RELAÇÕES ECOLÓGICAS INTRA-ESPECÍFICAS DESARMÔNICAS CANIBALISMO Canibal é o indivíduo que mata e come outro da mesma espécie. Ex.: ocorre com escorpiões, aranhas, peixes, planárias, roedores, etc. COMPETIÇÃO Prejuízo para os seres envolvidos.                                                                             
  12. 13. <ul><li>Relações Harmônicas Interespecíficas (entre espécies diferentes) </li></ul><ul><li>Mutualismo </li></ul><ul><li>Protocooperação </li></ul><ul><li>Inquilinismo </li></ul><ul><li>Comensalismo </li></ul>
  13. 14. RELAÇÕES HARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS <ul><li>Mutualismo (+/+) </li></ul><ul><li>União obrigatória. </li></ul>
  14. 15. Trichonympha
  15. 16. Bactérias Rhizobium
  16. 17. protocooperação <ul><li>associação entre indivíduos de espécies diferentes onde há benefício para ambas as partes. Não existe um comprometimento anatômico entre os indivíduos podendo a qualquer momento separá-los e garantir-se à sobrevivência de ambos. Sua coexistência não é obrigatória. </li></ul>Caranguejo-eremita
  17. 18. <ul><ul><li>Protocooperação (+/+) União não obrigatória. </li></ul></ul>
  18. 19. RELAÇÕES ECOLÓGICAS HARMÔNICAS MUTUALISMO PROTOCOOPERAÇÃO Associação na qual duas espécies envolvidas são beneficiadas, porém, cada espécie só consegue viver na presença da outra, associação permanente e obrigatória entre dois seres vivos de espécies diferentes. Ex: Líquens, micorrizas, tubo digestivo de ruminantes, bactérias e raízes de leguminosas, protozoários e Cupins. Trata-se de uma associação bilateral, entre espécies diferentes, na qual ambas se beneficiam; contudo, tal associação não é obrigatória, podendo cada espécie viver isoladamente. Ex: Caranguejo-eremita, pássaro-palito e crocodilo, anu e gado, insetos polinizadores.                                                                          
  19. 20. <ul><ul><li>Inquilinismo (+/o) </li></ul></ul><ul><ul><li>Moradia sem prejuízo. </li></ul></ul>
  20. 21. INTERAÇÕES HARMÔNICAS <ul><li>Comensalismo associação entre indivíduos de espécies diferentes na qual um deles aproveita os restos alimentares ou metabólicos do outro sem causar a este qualquer tipo de prejuízo. Exemplo: a rêmora e o tubarão, Entamoeba coli e o homem. </li></ul><ul><li>a rêmora e o tubarão </li></ul>
  21. 22. <ul><ul><li>Comensalismo (+/o) </li></ul></ul><ul><ul><li>Restos alimentares. </li></ul></ul>
  22. 23. RELAÇÕES ECOLÓGICAS HARMÔNICAS Inquilinismo Comensalismo Associação em que apenas uma espécie (inquilino) se beneficia, procurando abrigo ou suporte no corpo de outra espécie (hospedeiro), sem prejudicá-lo. Ex: Pepino-do-mar As epífitas são plantas que crescem sobre outras plantas sem parasitá-las, usando-as apenas como suporte. Ex.: as orquídeas e as bromélias. É uma associação em que uma das espécies — a comensal — é beneficiada, sem causar benefício ou prejuízo ao outro (não-comensal). Ex:Tubarão e rêmora
  23. 24. <ul><li>RELAÇÕES INTERESPECÍFICAS DESARMÔNICAS </li></ul><ul><li>- Parasitismo </li></ul><ul><li>Predatismo </li></ul><ul><li>Amensalismo </li></ul><ul><li>Competição </li></ul>
  24. 25. <ul><ul><li>Parasitismo (+/-) </li></ul></ul><ul><ul><li>Alimento e/ou morada sem matá-lo. </li></ul></ul>Ectoparasitas Endoparasitas
  25. 26. Relação em que umaespécie vive às custas de alimento retirado do corpo de outra Espécie ( PARASITA-HOSPEDEIRO) ECTOPARASITA ENDOPARASITA
  26. 27. Pulgões – parasitas de plantas Retiram seiva elaborada
  27. 28. parasitas <ul><li>HOLOPARASITAS </li></ul><ul><li>HEMIPARASITAS </li></ul>
  28. 29. PREDATISMO <ul><li>Interação em que um indivíduo de uma espécie (predador) um indivíduo de outra espécie (presa) para alimentar-se. </li></ul>
  29. 30. RELAÇÕES DESARMÔNICAS INTERESPECÍFICAS <ul><li>Predação (+/-) Predador mata e se alimenta da presa . </li></ul>
  30. 31. RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS PARASITISMO O parasitismo é caracterizado pela espécie que se instala no corpo de outra, dela retirando matéria para a sua nutrição e causando-lhe, em conseqüência, danos cuja gravidade pode ser muito variável, desde pequenos distúrbios até a própria morte do indivíduo parasitado. Relação Hospedeiro/Parasita. PREDATISMO O predatismo é o ato de um animal capturar outro para alimentar-se. O predador e a presa pertencem a espécies diferentes. Os predadores são geralmente maiores e menos numerosos que suas presas, sendo exemplificados pelos animais carnívoros. Relação Presa/Predador.
  31. 32. AMENSALISMO <ul><li>um dos indivíduos é capaz de produzir substâncias que podem inibir o desenvolvimento do outro ou mesmo causar sua morte.  A substância produzida pela espécie inibidora pode não ter efeito letal sobre a espécie amensal, ou seja, a espécie cujo desenvolvimento é inibido. </li></ul><ul><li>Fungos e bactérias produzem substâncias – os antibióticos – que interrompem o crescimento de populações de outros microrganismos. </li></ul><ul><li>Penicilium notatum é o responsável pela produção do mais antigo antibiótico: a penicilina. </li></ul>
  32. 33. AMENSALISMO <ul><li>algas protistas (pirrófitas) de cor avermelhada e produtoras de substâncias altamente tóxicas apresentam intensa proliferação, formando enormes manchas vermelhas no oceano. Com isso, a concentração dessas substâncias tóxicas aumenta, provocando “ maré vermelha ”. </li></ul>&quot;Maré vermelha&quot; composta por Noctiluca sp. (foto: Peter Franks; www.redtide.whoi.edu/hab/rtphotos/rtphotos.html ). Em 03/03/04
  33. 34. <ul><ul><li>Amensalismo (+/-) </li></ul></ul><ul><ul><li>Substâncias químicas que inibem o crescimento de outros. </li></ul></ul>
  34. 35. Penicilina Alexander Felming, 1928 Penicilium notatum
  35. 36. INTERAÇÕES DESARMÔNICAS <ul><li>COMPETIÇÃO INTERESPECÍFICA - relação na qual indivíduos da mesma espécie ou de espécies diferentes disputam pelos mesmos recursos, que podem ser alimento, espaço, luminosidade, etc. </li></ul>
  36. 37. <ul><ul><li>Competição interespecífica (-/-) Abrigo, alimento, etc... </li></ul></ul>
  37. 38. RELAÇÕES ECOLÓGICAS DESARMÔNICAS AMENSALISMO (antibiose) Relação na qual uma espécie bloqueia o crescimento ou a reprodução de outra espécie, denominada amensal, através da liberação de substâncias tóxicas. É a relação em que um dos seres é prejudicado sem que disso resulte benefícios para o outro. Ex: maré vermelha, antibióticos, etc. Prejuízo para a espécie inibida, com ou sem benefício para a espécie inibidora. COMPETIÇÃO INTERESPECÍFICA Prejuízo para ambas as espécies.
  38. 39. Herbivoria (+/-) – herbívoro e planta;
  39. 41. Esclavagismo ou Sinfilia (+/-)

×