PROGRAMA TRANSVERSAL<br />ORGANIZAÇÃO DE VISITAS DE ESTUDO<br />2010/2011<br />Sandra Ramalho<br />
BREVE DESCRIÇÃO<br />As Visitas de Estudo são uma actividade :<br />de curta duração (3-5 dias úteis) que decorre num país...
QUEM É O PÚBLICO- ALVO?<br />Especialistas e representantes de autoridades locais, regionais e nacionais; <br />Directores...
DOCUMENTOS DE APOIO<br />DESCRITIVO DAS CATEGORIAS DOS TEMAS:<br />- Competências chave para todos, incluindo criatividade...
DOCUMENTOS DE APOIO<br />2. FICHA DE CANDIDATURA A VISITA<br />Pode dividir-se em 4 secções fundamentais:<br />	1) Caracte...
DOCUMENTOS DE APOIO<br />3. HANDBOOK FOR ORGANISERS OF STUDY VISITS<br />	- Manual produzido pelo CEDEFOP, destinado a apo...
CATÁLOGO 2010-2011<br />Todas as visitas são objecto de publicação no Catálogo anual de Visitas de Estudo;<br />O catálogo...
FORMALIZAÇÃO DE UMA CANDIDATURA<br />
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />NUNCA ESQUECER QUE:<br />As Visitas de Estudo constituem uma excelente experiência de...
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />PARTICIPANTES<br />O que têm de diferente:<br />Os países de origem<br />Os sistemas ...
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />PARTICIPANTES<br />Por isso é importante:<br />Começar cedo por manter uma comunicaçã...
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />CONTEÚDO:<br />Deve ser:<br />Interessante e estimulante;<br />Corresponder às expect...
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />ORGANIZAÇÃO:<br />É um trabalho de equipa;<br />Com objectivos de aprendizagem para a...
QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />FOLLOW-UP:<br />Reflectir na experiência da visita;<br />Partilhar a experiência dent...
Obrigada pela atenção<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Programa Trans Visitas De Estudo Organizadores

1.105 visualizações

Publicada em

Apresentação para Organizadores de Visitas de Estudo 2010-2011

Publicada em: Educação, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.105
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Programa Trans Visitas De Estudo Organizadores

  1. 1. PROGRAMA TRANSVERSAL<br />ORGANIZAÇÃO DE VISITAS DE ESTUDO<br />2010/2011<br />Sandra Ramalho<br />
  2. 2. BREVE DESCRIÇÃO<br />As Visitas de Estudo são uma actividade :<br />de curta duração (3-5 dias úteis) que decorre num país do PALV;<br /> que promove o encontro de um grupo (10-15 pessoas) de decisores e/ou especialistas dos sectores da educação e da formação vocacional de diferentes países;<br />que visa debater ou examinar aspectos específicos da aprendizagem ao longo da vida;<br />Que visa facilitar o intercâmbio de informação e experiências entre responsáveis e especialistas dos sectores da educação e da formação vocacional.<br />E cujo objectivo é:<br />a implementação de medidas políticas e/ou de gestão que impliquem mudanças ao nível institucional e político. <br />Para:<br />contribuírem efectivamente para alcançar os objectivos definidos no Processo de Lisboa e de Copenhaga e do Programa de Trabalho “Educação e Formação 2010”;<br />Contribuírem efectivamente para alcançarem os objectivos dos Processos de Bolonha e de Copenhaga e seus sucessores.<br />
  3. 3. QUEM É O PÚBLICO- ALVO?<br />Especialistas e representantes de autoridades locais, regionais e nacionais; <br />Directores de estabelecimentos de ensino, formação e orientação profissionais; <br />Parceiros sociais e serviços de acreditação (RVCC e CNO); <br />Inspectores; <br />Directores de estabelecimentos de ensino e de centros de formação profissional; <br />Coordenadores de departamentos; <br />Formadores de Professores; <br />Gestores de formação e recursos humanos de empresas; <br />Representantes de Câmaras de Comércio / Indústria / Artesanato; <br />Investigadores; <br />Representantes de centros de orientação; <br />Representantes de Organizações Patronais e Sindicais; <br />
  4. 4. DOCUMENTOS DE APOIO<br />DESCRITIVO DAS CATEGORIAS DOS TEMAS:<br />- Competências chave para todos, incluindo criatividade, inovação e empreendedorismo;<br />- Melhorar o acesso, equidade, qualidade, e eficiência na educação e na formação vocacional;<br />- Manter a atractividade do ensino e da formação e melhorar a liderança;<br />- Educação e formação para a empregabilidade;<br />- Implementação de instrumentos europeus comuns para a aprendizagem ao longo da vida;<br />- Tendências e desafios nas estratégias de aprendizagem ao longo da vida;<br />- Desenvolvimento de comunidades de aprendizagem que envolvam todos os actores da educação e da formação vocacional;<br />- Promover a mobilidade transfronteiriça na aprendizagem ao longo da vida. <br />
  5. 5. DOCUMENTOS DE APOIO<br />2. FICHA DE CANDIDATURA A VISITA<br />Pode dividir-se em 4 secções fundamentais:<br /> 1) Caracterização da Visita de estudo (Temas e tópicos, sector económico, tipo de visita, datas da visita, número de participantes pretendidos, língua de trabalho, título, website e keywords);<br /> 2) Identificação dos Organizadores ( quem vai estar em contacto com os participantes);<br /> 3) Conteúdo da Visita de Estudo ( Onde vai decorrer, Porquê de organizarem uma visita de estudo, Quais os objectivos da visita, Como pretendem alcançá-los, Quem é o público-alvo);<br /> 4) Breve descrição da visita na língua materna(muito importante nunca ultrapassar o número máximo de caractéres solicitados).<br />
  6. 6. DOCUMENTOS DE APOIO<br />3. HANDBOOK FOR ORGANISERS OF STUDY VISITS<br /> - Manual produzido pelo CEDEFOP, destinado a apoiar – na prática – os organizadores de Visitas de Estudo.<br />4. AGÊNCIA NACIONAL<br /> - Não é um documento de apoio mas está disponível para responder a dúvidas ou questões que possam surgir.<br />
  7. 7. CATÁLOGO 2010-2011<br />Todas as visitas são objecto de publicação no Catálogo anual de Visitas de Estudo;<br />O catálogo é composto por todas as ofertas de Visitas de Estudo a nível europeu;<br />O catálogo abrange o ano lectivo;<br />O catálogo será publicado online pelo CEDEFOP e pela Agência Nacional em Janeiro de 2010. <br />
  8. 8. FORMALIZAÇÃO DE UMA CANDIDATURA<br />
  9. 9. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />NUNCA ESQUECER QUE:<br />As Visitas de Estudo constituem uma excelente experiência de aprendizagem tanto para os participantes como para a instituição que a organiza. <br />A sua qualidade resulta da troca de experiências e de conhecimentos entre os especialistas e os organizadores no que respeita às políticas de educação e formação vocacional;<br />Há que dar atenção aos participantes, ao conteúdo, à organização e ao follow-up.<br />
  10. 10. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />PARTICIPANTES<br />O que têm de diferente:<br />Os países de origem<br />Os sistemas de educação e de formação vocacional <br />O background profissional<br />Os interesses<br />A língua materna<br />O que têm de semelhante:<br />Uma experiência considerável<br />Interesse nos sistemas de educação e formação vocacional do país organizador;<br />No tema da visita;<br />Na capacidade multiplicadora e em potenciais parceiros<br />
  11. 11. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />PARTICIPANTES<br />Por isso é importante:<br />Começar cedo por manter uma comunicação frequente;<br />Conhecê-los<br />Prestar informações sobre de que forma é que eles podem contribuir com o seu conhecimento para a visita;<br />Aprender com as suas experiências;<br />Dar-lhes tempo para reflectirem e debaterem <br />Ser flexível e open-minded<br />Manter o contacto depois da visita.<br />
  12. 12. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />CONTEÚDO:<br />Deve ser:<br />Interessante e estimulante;<br />Corresponder às expectativas publicadas no Catálogo;<br />Relevante para o tema;<br />Relevante para o background dos participantes;<br />Apresentado de uma forma estruturada e multi-dimensional<br />Deve ter:<br />Objectivos claros;<br />Equilíbrio;<br />Complementaridade entre qualidade e quantidade;<br />Cuidado em ouvir todos os participantes;<br />Distribuir materiais na língua de trabalho da Visita <br />
  13. 13. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />ORGANIZAÇÃO:<br />É um trabalho de equipa;<br />Com objectivos de aprendizagem para a instituição organizadora;<br />Deve ter visibilidade;<br />Deve haver uma coordenação entre oradores e visitas de campo;<br />Deve ter uma gestão de tempo cuidadosa (muita discussão, trabalho em rede, relatório de grupo e uma boa sessão de conclusões);<br />Ao nível logístico devem ter em atenção a reserva de quartos no hotel, a reserva de salas de reunião, transportes, etc.<br />Devem acompanhar o grupo sempre;<br />Devem dar instruções claras;<br />Devem proporcionar actividades culturais (se possível);<br />Devem providenciar um certificado de presença aos participantes.<br />
  14. 14. QUALIDADE DAS VISITAS DE ESTUDO<br />FOLLOW-UP:<br />Reflectir na experiência da visita;<br />Partilhar a experiência dentro e fora da instituição;<br />Manter contacto com os participantes;<br />Participar em eventos;<br />Promover o Programa das Visitas de Estudo.<br />PRAZO DE ENTREGA DE PROPOSTAS<br />29/10/2009<br />
  15. 15. Obrigada pela atenção<br />

×