Hora do Sul

398 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
398
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hora do Sul

  1. 1. Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira, edição concluída às 22h25 R$ 1,50 FERNANDO RIBEIRO E DIVULGAÇÃO/HSul TIGRE É DE SÉRIE A Apesar do empate com o Atlético-PR, oCriciúma comemou o acesso para a Sé-rie A no sábado. Foram oito anos longe daelite do futebom nacional. PÁGINAS 07 a 10.
  2. 2. 02 Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira PeloEstado Matéria Especial “Um entrou pela porta da frente do ônibus e outros doisMaurício Justino/Facebook pela de trás. Enquanto o da frente falava, com arma na mão, os dois derramavam gasolina pelo chão do ônibus, respingando nas pessoas. Todo mundo entrou em pânico. Eles usavam dessas máscaras de filme de terror, de monstro. O que ficou perto do motorista, falou que estavam ‘vingando os mano’. Tinha um sotaque bem forte de paulista. Depois disso, mandaram todo mundo descer e sair correndo sem olhar para trás. E foi o que fizemos. Mesmo assim, quando o último passageiro conseguiu sair, o ônibus, que estava lotado, já estava pegando fogo. Foi horrível!” O relato é de J., uma estudante de 17 anos que estava no interior de um dos primeiros ônibus incendiados em Florianópolis. Juntamente com seu primo, L., também de 17 anos, voltava da escola, no Centro da Capital. “Achei que fôssemos morrer. Nunca senti tanto medo”, lembra. Na foto ao lado, o resultado do ataque a um ônibus no bairro de Picadas do Sul, em São José, na Grande Florianópolis, na manhã de sexta-feira (16). Ataques em SC: muito medo, muitas perguntas, poucas respostas Santa Catarina está vivendo Somente no primeiro se- presídios. O próprio coman- algo jamais imaginado. Do dia mestre foram 2.154 casos re- dante geral da Polícia Militar, “As instituições estão ficando impotentes” 12 de novembro até o fecha- gistrados envolvendo tráfico de coronel Nazareno Marcineiro, Doutor em Ciências Políticas, professor de pós-graduação em mento dessa matéria, foram drogas, número quase 15% su- admitiu essa possibilidade em Sociologia Política e coordenador do Núcleo Interdisciplinar de incendiados 26 ônibus, além de perior ao do primeiro semestre coletiva à imprensa. “Não tra- Políticas Públicas da Universidade Federal de Santa Catarina ataques a instalações e viaturas de 2011. As apreensões de gran- balho com certeza absoluta, (NIPP-UFSC), Erni Seibel tem acompanhado pela imprensa a si- da Polícia Militar, da Polícia des quantidades de drogas, de mas há uma correlação percep- tuação dos ataques em Florianópolis e outras cidades do estado. Civil e do Departamento de Ad- variados tipos e em diferentes tível entre a repressão ao tráfi- Para ele, é certo que existe um comando criminoso por trás das ministração Prisional (DEAP), regiões do estado, passaram a co de drogas e essa reação.” ações, mas não afasta a hipótese de o grande número de casos e a carros de particulares. Em ocupar as manchetes dos jor- estar relacionado com o que chamou de “ações oportunistas”, re- apenas cinco dias, o total de nais. Soma-se a isso a prisão Prejuízo sultado da “espetacularização da notícia”. ocorrências chegou a 59, nas do traficante de São Paulo co- Apenas uma empresa de Seibel considera que gangues com origem em outros estados cidades de Florianópolis, Ita- nhecido como Piauí, no final do transporte urbano de passa- estão atuando em território catarinense e acredita que as de- jaí, Palhoça, Criciúma, Tijucas, mês de agosto. geiros que teve veículos quei- núncias de maus tratos no Presídio de São Pedro de Alcântara, Blumenau, Navegantes, São Foragido desde maio e apon- mados contabiliza prejuízos de na Grande Florianópolis, cujo diretor, Carlos Alves, pediu afas- José, Itapema, Balneário Cam- tado como mandante em as- mais de R$ 1 milhão. Mas não é tamento, foi um “fator motivador”. Ainda assim, afirma: “Nada boriú, Camboriú, Indaial, Gas- sassinatos de policiais naquele só esse prejuízo direto que pre- mais é do que uma mostra da explosão do sistema penitenciário par e Tubarão. estado, Piauí foi preso em Ita- ocupa. O comércio das cidades brasileiro. No caso específico de Santa Catarina, as próprias au- No mesmo período, 62 pes- jaí, numa ação que envolveu o afetadas já se ressente da que- toridades da Segurança Pública dizem que há uma década a po- soas foram levadas às dele- Grupo de Atuação Especial de da na circulação de consumido- pulação carcerária era de 10 mil presos e hoje já passa dos 17 mil gacias para averiguações e 46 Combate ao Crime Organizado res. presos”. Em ritmo inverso, a Polícia Militar de Santa Catarina já permaneceram detidas ou, do Ministério Público Estadual E tudo pode piorar. “Se não chegou a ter 13.120 policiais, hoje tem apenas 11.200. no caso de menores de idade, (Gaeco), serviço de inteligência for tomada uma medida radical, Para o coordenador do NIPP-UFSC, “criou-se um clima de tá- apreendidas. Três suspeitos de da PM paulista e o Grupo de na linha tolerância zero, essa si- tica de guerra e parece que o afastamento do diretor do presídio envolvimento na onda de ata- Pronta Intervenção (GPI) da tuação pode se estender e aca- de São Pedro de Alcântara não foi interpretado pelo comando ques morreram em confronto Polícia Federal. bará repercutindo na tempo- desse movimento como uma bandeira de paz por parte do go- com a polícia - quase um em- O governo do Estado faz o rada de verão.” A preocupação verno do Estado.” Ele lembra que são acontecimentos, de certa pate com o número de policiais que pode diante do inespera- é do presidente da Associação forma, inéditos para a própria Segurança Pública catarinense. mortos em serviço ao longo de do. “Não há como prever onde Brasileira da Indústria de Ho- “A situação explodiu e as instituições estão ficando impotentes todo o ano no estado, num total e quando vão atacar”, afirma o téis (ABIH-SC), João Eduardo diante dessas reações que, na verdade, começam a se espalhar de quatro. secretário de Segurança Públi- Moritz. Ele sugere, por exem- por outros estados, para além de São Paulo. Muitas das gangues A onda de terror se espalhou ca, César Grubba. Ônibus es- plo, que se proíba a circulação foragidas das Unidades de Polícia Pacificadora do Rio de Janeiro, por cidades até então pacatas coltados, reforço no número de de motocicletas das 22h às 6h. as UPPs, foram para e Santa Catarina ganhou um policiais nas ruas, trabalhando “Algumas pessoas de bem serão o Nordeste e vieram espaço indesejável na impren- em estado de alerta, e a consti- prejudicadas, mas ampliam- para cá. Os crimino- sa nacional e internacional. tuição de um gabinete de crise se as possibilidades de conter sos não foram pre- Os motivos podem ser vários. permanente são algumas das esses ataques”, aposta. Moritz sos nas ocupações O governador Raimundo Co- reações do governo. receia que os turistas que já fi- dos morros do Rio, lombo vem destacando, nas Se de um lado existe a rede zeram suas reservas para pas- mas espalhados”, entrevistas que concede sobre de inteligência oficial, reforçada sar Natal, Ano Novo e férias de lamentou. o assunto, que se trata de uma por câmeras de monitoramen- verão no litoral catarinense, até No registro do fotó- reação do crime organizado ao to, por outro há um número de o Carnaval, possam iniciar um grafo Daniel Búrigo, aperto que a Segurança Pública soldados do tráfico prontos a movimento de desistência das a escolta policial a vem dando, especialmente no obedecer a ordens que, ao que vagas. “Seria um desastre para ônibus de Criciúma tráfico de drogas. tudo indica, têm origem nos o turismo catarinense.” Andréa Leonora ��or�an��o���� �� 19Nov12 CENTRAL DE DIÁRIOS PeloEstado TRINTA INTEGRADOS TRINTA INTEGRADOS peloestado@centraldediarios.com.br DIÁRIOS PRESENÇA EM www.centraldediarios.com.br INTEGRADOS 62% DE SC
  3. 3. Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira 03 Situação de professores volta ao debate DIVULGAÇÃO / HSulCRICIÚMA gistério bem como 1/3 da jornada destinado a hora- atividade (Lei 11. 38/08)”, 7 Por iniciativa da vere- defende Tati.adora Tati Teixeira (PSD) Na sessão do dia 12,foi aprovado, na última professores e funcionáriossessão, requerimento so- de apoio dos Centros delicitando o envio de ex- Educação Infantil (CEIs)pediente ao Presidente do da Afasc, entidade ligadaSindicato do Empregado à Prefeitura de Criciúma,em Entidades Culturais, lotaram o Plenário AntônioRecreativas, de Assistên- Guglielmi reivindicandocia Social, Orientação de o pagamento do Piso Na-Formação Profissional cional de Educação; regên-(Senalba-SC) e Presidente cia de classe no valor deda Associação Feminina 30%; redução do númerode Assistência Social de de alunos em sala de aula,Criciúma (Afasc), para que entre outros. Ameaças decompareçam ou encami- demissão e coação foramnhem representante na denunciadas.sessão ordinária do dia 20 Plano Diretorde novembro, às 18 horas, Na sessão desta segunda-no espaço reservado ao feira o Projeto de Lei Com-Horário Político. plementar PLC/ PEQ 019/ “O intuito é debater a 09 - Plano Diretor - serásituação atual dos profes- votado em segundo turno,sores vinculados a Afasc conforme rege o artigo 158referente a melhorias na do Regimento Interno darenumeração da classe, es- Câmara de Criciúma sobrepecialmente no que tange Projetos de Leis Comple- Na semana passada, os professores da Afasc estiveram na Câmara e solicitaram apoio dos vereadores sobre sua situaçãoo Piso Nacional do Ma- mentares. Novas regras nas relação com as domésticas Filas na volta do feriadãoCRICIÚMA gamento de hora extra e de mínimo e da licença-materni- por exemplo, ela não poderá adicional noturno para ativi- dade de 120 dias, mas tam- servir o jantar às 20h [sem dades entre as 22h e as 5h. bém deixou de fora o FGTS, receber hora extra]”, exem- Aprovada no início deste A proposta também torna que só foi estendido a essa plificou.mês pela Comissão Especial obrigatório o recolhimento do parcela de profissionais em O advogado trabalhistasobre Igualdade de Direitos Fundo de Garantia do Tempo 2001, pela Lei 10.208, porém ressaltou que o fato de um CRICIÚMA a Polícia Rodoviária Fe-Trabalhistas da Câmara dos de Serviço (FGTS) que, de com recolhimento facultativo empregado doméstico dor- deral (PRF) de Santa Ca-Deputados, a Proposta de acordo com o advogado tra- pelo empregador. mir na casa dos patrões não tarina. O período maisEmenda à Constituição (PEC) balhista Sérgio Batalha, re- “O recolhimento do FGTS configura necessariamen- Os motoristas que op- crítico deve ser entre478/10 poderá mudar as rela- presenta o principal impacto até agora não é obrigatório te trabalho noturno, pelo taram passar na BR-101 16h e 22h deste domin-ções de trabalho de aproxi- da medida, caso seja aprova- e na prática quase ninguém qual terá que ser pago um em Laguna ainda pela go, quando o engarra-madamente 6,6 milhões de da e promulgada. faz. Por isso, essa é a princi- adicional. Ele disse, no en- manhã não contavam famento pode passarbrasileiros. Ele destaca que o objetivo pal mudança que terá efeitos tanto, que será necessário que enfrentariam con- dos 20 quilômetros. Na Apelidada de PEC das Do- da proposta é igualar, em ter- imediatos com a aprovação às famílias mudar hábitos gestionamentos desde última quinta-feira, umamésticas, a proposta amplia mos de direitos, o trabalho da PEC. Caso isso ocorra, e cumprir a legislação para cedo. Desde as 10h de fila de 23 quilômetros seos direitos dos empregados doméstico às demais ativida- os patrões serão obrigados evitar problemas na Justiça ontem, uma fila de veí- formou na rodovia.domésticos, igualando-os aos des regidas pela Consolidação a recolher mensalmente 8% do Trabalho. culos se estende a partir Na saída de Florianó-dos demais trabalhadores ur- das Leis do Trabalho (CLT). sobre o salário das domés- “É importante que o em- do trevo de acesso a La- polis, outro ponto quebanos do país. O texto revoga Originalmente, a profissão ticas e, como consequência, pregador fique atento e se guna, no sentido Norte- costuma congestionar,o parágrafo único do Artigo foi reconhecida pela Lei 5.859 quando mandá-las embora conscientize das mudanças, Sul. Por volta das 13h, não foi registrado en-7º da Constituição Federal, de 1972, que não assegurou à de forma injustificada, terão para não ter problemas na a lentidão já chegava a garrafamento neste do-que trata especificamente categoria os mesmos direitos de pagar o acréscimo de 40% Justiça. Até hoje existe no quase oito quilômetros. mingo. Em Araranguá,dos domésticos e lhes garan- dos demais trabalhadores. em multa”, explicou. Brasil uma cultura muito for- Às 17h, a fila totalizada no sul do Estado catari-te apenas alguns dos direitos O texto previa o registro na Segundo Batalha, outra te de informalidade no tra- 10 quilômetros. nense, o trânsito é lento,a que tem acesso o conjunto Carteira de Trabalho, férias de mudança a que os patrões balho doméstico. Será preci- O movimento é consi- mas fluido, próximo àdos trabalhadores. 20 dias, mas deixava de fora o terão que se adaptar é a li- so que os patrões se adaptem derado acima do normal ponte sobre o Rio Ara- A PEC prevê 16 novos be- FGTS, o seguro-desemprego mitação da jornada de tra- à nova realidade, quando ela para o horário, segundo ranguá.nefícios à categoria, incluindo e outros benefícios. Em 1988, balho. “Se uma empregada chegar”, alertou.a definição da carga horária a Constituição Federal garan- doméstica começa a desem-semanal de 44 horas, o pa- tiu o pagamento do salário penhar suas atividades às 7h, expediente DIRETOR EXECUTIVO Régis Cristiano S. da Silva FALE CONOSCO (48) 3430-1530 redacao@horadosul.com.br comercial@horadosul.com.br Representante Central de Comunicação S/S, (48) 3216-0600 Rua Santo Antonio, 680 - Centro - CEP 88811-040 | Criciúma - Santa Catarina
  4. 4. 04 Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira ENTREVISTA ESPECIAL JOSÉ DA COSTA CARVALHO NETO Engenheiro eletricista e mestre em Engenharia Elétrica pela Jorge Coelho/Eletrobras Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), José da Costa Carvalho Neto foi secretário adjunto de Minas e Energia de Minas Gerais, em 1987, e presidiu a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) entre julho de 1998 e janeiro de 1999. Também na Cemig, onde entrou como estagiário em 1966, foi diretor de Distribuição, de 1991 a 1997, e exerceu os cargos de superintendente, gerente de Departamento e de Divisão. Foi professor na cadeira de Centrais Elétricas na Pontifícia Universidade Católica (PUC-MG), de 1970 a 1977. Na iniciativa privada, ocupou os cargos de diretor- presidente da Arcadis Logos Energia, de membro do Conselho de Administração da Logos Engenharia e Enerconsult e diretor da Orteng Equipamentos e Sistemas. Desde fevereiro de 2011 é presidente da Centrais Elétricas Brasileiras S.A., a Eletrobras. Carvalho Neto falou com exclusividade à reportagem da rede Central de Diários do Interior e Associação dos Diários do Interior do Brasil (ADI-BR): “Vejo um cenário com grandes oportunidades para o crescimento da nossa empresa”. “Uma marca poderosa como a Eletrobras é um ativo imenso para o país”O orçamento da do Nordeste, como Pedra O governo lançou uma maneira a nos adequar à nova que o Brasil tem um expertisecompanhia previa Branca, São Pedro do Lago e portaria com o valor das realidade. de destaque no setor elétrico.investimentos de R$ 13 Sete Gameleiras e Casa Nova, indenizações referentes àbilhões em 2012, mas o na Bahia e Rei dos Ventos e mudança nas concessões. Investimentos A Eletrobras émontante realizado deve Miassaba, no Rio Grande do A Eletrobras será uma estrangeiros. A responsável por quasealcançar R$ 12 bilhões. Norte. Uma outra usina que das maiores indenizadas. empresa pretende se 170 usinas hidrelétricas,Qual foi o motivo da está seguindo com um desem- A companhia está internacionalizar? Que termelétricas, eólicas eredução? penho razoável é Angra 3, que satisfeita com a países ou regiões estão termonucleares e maisCarvalho Neto - Não hou- deve estar pronta para operar mudança? no foco de atuação? de 60 mil quilômetros deve redução. Vamos conseguir no início de 2016. Carvalho Neto - A Eletro- Carvalho Neto - Nossos linhas de transmissão,cumprir cerca de 90% do que bras apoia integralmente a planos de internacionalização além de empresasfoi orçado no início de 2012, Quais os principais decisão de governo de redu- se concentram, em primei- distribuidoras. Qual suaum recorde histórico. O de- desafios para o setor zir a tarifa de energia a fim de ro lugar, na América Latina, visão para o futuro dasempenho poderia ter sido energético do país? alavancar a competitividade em especial na América do empresa?ainda melhor se tivéssemos Carvalho Neto - A distribui- da economia brasileira. Esta- Sul. Também olhamos com Carvalho Neto - Vejo umconseguido superar alguns ção, ou seja, aquela parte que mos realizando um levanta- interesse negócios na Áfri- cenário com grandes oportu-obstáculos, como a liberação chega à casa do consumidor, e a mento detalhado, instalação ca. Obviamente, se surgirem nidades para o crescimento dade licenças ambientais. transmissão, que liga as usinas por instalação, para cotejar o oportunidades em outros nossa empresa. Nosso grande às distribuidoras de energia, valor que nos coube, ou seja, continentes, avaliaremos, desafio, neste momento, é con-Qual a previsão são operações complexas em R$ 14 bilhões. mas eles não fazem parte do seguir uma adaptação rápidapara 2013? si. Essa complexidade é ainda nosso foco. ao novo contexto macroeco-Carvalho Neto - Ainda não maior no Brasil, cujo sistema As regras para renovar nômico e ter fôlego financeirohá um número fechado, mas interligado é um dos maiores as concessões elétricas A Eletrobras é para manter os investimentoso orçamento não deverá ser do mundo, com 100 mil qui- preocupam o setor? considerada uma das na área de energia elétrica quemenor do que o deste ano. lômetros de linhas, contando Carvalho Neto - Não pos- marcas mais valiosas o Brasil precisa. apenas as de alta tensão. Com so falar sobre o setor elétrico do mundo, avaliada emE os principais o aumento da carga necessá- como um todo, mas a Eletro- US$ 2,5 bilhões. Qual a Empresas Eletrobrasempreendimentos? ria após a introdução de cerca bras está estudando as formas importância disto para CepelCarvalho Neto - As usinas de 15 milhões de brasileiros na de adaptar-se à nova realidade. a visão do Brasil no CGTEEdo Complexo do Rio Madeira, rede de consumo de energia, mercado mundial? ChesfSanto Antônio e Jirau já estão graças ao programa Luz Para E o anúncio de redução Carvalho Neto - Uma mar- Eletronortecomeçando a gerar energia. E Todos, e também ao avanço do preço da energia para ca poderosa, com esse valor EletronuclearBelo Monte, apesar dos pro- econômico do país nos últimos residências e indústrias de mercado, é um ativo imen- Eletrosulblemas, não tem sofrido gran- dez anos, a operação de toda em 2013? Como isso afeta so para um país. Significa re- Furnasdes atrasos. Entre as novas aquela malha tornou-se ainda o sistema Eletrobras? conhecimento da capacidade Itaipu Binacionalrenováveis, como as usinas mais complicada. Os investi- Carvalho Neto - Essas me- do país em um determinado Distribuição Piauíeólicas, as primeiras unida- mentos na ampliação e na ma- didas afetam o Sistema Ele- setor. O fato de a marca da Distribuição Rondôniades do Complexo de Cerro nutenção desse sistema foram trobras por diminuírem suas Eletrobras ser uma das mais Distribuição AcreChato, no Rio Grande do Sul, realizados no nível devido. No receitas. No entanto, como valiosas do mundo no setor Amazonas Energiajá estão em funcionamento e entanto, como a operação tor- já disse, estamos estudando de utilities (empresas presta- Distribuição Alagoasprevemos que, durante 2013, nou-se muito mais complexa, formas de cortar nossas des- doras de serviços de utilidade Distribuição Roraimaentrem em operação usinas ocorrem instabilidades. pesas e elevar as receitas, de pública) é o reconhecimento EletroparPor Camila Latrova | Edição: Andréa LeonoraEsta entrevista exclusiva foi disponibilizada para publicação em 120 jornais que formam a rede Associação dos Diários do Interior (ADI Brasil) e Central deDiários do Interior (CDI), somando 4 milhões de exemplares/dia e com potencial para atingir 20 milhões de leitores. A força do interior na integração editorial.
  5. 5. Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira 05 Saúde tem nova Polícia roda de negociação Fernando Machado Três detidos suspeitos deCRICIÚMA os hospitais da região rece- R$1.200,00 entre outros envolvimento em ataques beram verba para investi- itens. mentos e os trabalhadores Desde o mês de outu- Três pessoas suspeitas de te sábado em Criciúma. Os volvidos com o tráfico de Uma nova rodada de ne- continuam sendo desvalori- bro, inúmeros protestos e envolvimento nos ataques policiais passaram por oito drogas. As prisões ocorreramgociação da saúde acontece zados é hora de mudar essa paralisação parcial foram registrados na última ter- pontos da região em busca nos bairros São Francisco ehoje, às 10h no hospital São situação”,pondera Cleber realizados nos quatro prin- ça-feira em Criciúma foram de envolvidos. Os detidos Paraíso. Polícia segue traba-José. Na segunda reunião Ricardo Cândido, presiden- cipais hospitais da região: detidos durante uma me- foram autuados em flagran- lhando atrás dos suspeitosentre sindicatos dos traba- te do Sindisaúde. Após a São José, São João Batista gaoperação realizada nes- te por também estarem en- de envolvimento no caso.lhadores e patronal dia 6, reunião, a categoria faz ato e Unimed em Criciúma eo índice de 1% de aumento pela valorização a partir Regional de Araranguá. São  DUAS MORTES POR AFOGAMENTOreal foi rejeitado. “Os pro- das 12h em frente ao hos- mais de 3,5 profissionaisfissionais estão organiza- pital. Eles querem 10% de atuando em 16 hospitais e Duas pessoas perderam a vida vítima de afogamento neste sábado no Sul do Estado. Osdos e preparados para a pa- aumento geral e 15% para clínicas em 23 municípios dois casos foram registrados no Farol de Santa Marta, em Laguna. Vilson dos Santos esta-ralisação. Nos últimos dias, quem ganha menos que do sul do estado. va sobre as pedras observando o mar, quando foi atingido por uma onda. Ele foi arrastado pela água, não resistiu e acabou morrendo. A outra vítima é João Prudêncio. Portador de DIVULGAÇÃO / HSul Síndrome de Down, ele entrou no mar sozinho, para tomar banho e acabou sendo derruba- do por uma onda e morrendo.  MOTO FURTADA Por volta das 22 horas de sexta-feira, a uma motocicleta furtada. O veículo estava Polícia Militar, que estava em rondas pelo estacionado na frente de um mercado do bairro Cristo Redentor, em Criciúma, deu bairro, quando foi verificado o registro de voz de prisão ao um homem de 24 anos. furto. O suspeito foi encaminhado à Central Foi constatado que ele estava em posse de de Polícia Civil.  SUSPEITOS COM GASOLINA E ARMA Por volta da meia noite um policial militar de folga, avistou dois homens comprando gasolina com um recipiente plástico, em um posto de combustível no centro de CriciúmaSe a proposta de 1% não melhorar, greve poderá ser deflagrada na Assembleia de quarta-feira e posteriormente retornaram ao local em um Gol de cor branca. A PM se deslocou ao local onde abordou o veículo, placas IFL-7626, de Porto Alegre, com dois homens. D.L.R., 18 anos e D.C.A.F., 25 anos. (48) 9106-6277 / 3433-3300CRECI 665 J www.emicril.com.br  FLAGRANTE VENDA No veículo foi localizado um revólver calibre 22, com uma munição intacta e quatro petecas de gasolina no carro. Os agentes foram conduzidos para a Central de Policia Civil, onde foi lavrado maconha. Quanto ao recipiente ele estava vazio o auto de prisão em flagrante contra a dupla, e segundo os homens eles usaram para colocar que responderá a inquérito policial.  NA CASA DE ADOLESCENTE: ARMA E DROGAS A Policia Militar estava em rondas nas proximidades da rua Calina Cardoso da Silva, bairro Boa vista, quando avistaram um homem em atitude suspeita em frente a uma residência. O suspeito ao Ed. Costa do Sauipe Ed. Brandenburg Ed. Torres de Gaudi - Batló Duplex c/ 3 dormit.(1 suite), Ed. Porto dos Corais 3 dormit.(1 suite), sacada avistar a viatura saiu correndo e adentrou na casa, que estava com portas e janelas abertas. 3 dormit., cozinha gourmet, sacada c/ churr., box duplo, 3 dormit.(1 suite), sacada com churr., 1 vaga e demais sacada com churr., 1 vaga demais dep. Baln. Rincão com churr., salão de festas, dep. Centro e demais dep. Centro 2 vagas. Semi. Baln. Rincão  ENVOLVIDOS CASA DE ALVENARIA com 120m² aprox., 2 dormit., copa/coz./sala, bwc, garagem p/2 carros. Semi. Baln.Arroio do Silva A guarnição saiu em perseguição ao homem, guarnição, por ter várias passagens pela po- GALERIA BELUNO - Apto. com 3 dormit.(1 suite), coz., sala estar/jantar, bwc, 2 sacadas (1 c/churr.) e 1 vaga. Siderópolis e no interior da residência foram abordados lícia, e C. S., 48 anos. Com o adolescente foi BANDEIRANTE - Fco. Dias Velho - Apto. com 2 dormit., cozinha, sala estar/jantar, COSTA DO SOL um adolescente de 16 anos, já conhecido pela encontrado R$ 224,40. bwc, área serviço e 1 vaga. Michel 2 dormit., cozinha, IMPERIAL - Apto. c/ 3 dormit.(1 suite), cozinha, sala estar/jantar, bwc, sala de estar/jantar, bwc, área de serviço, área serviço, sacada e 1 vaga. Próx. Mercado Althoff GIUSEPPE Apto. c/ 4 dormit.(2 suites), coz., sala p/2 ambientes, sacada c/churr. e sacada com  ARMA E DROGAS 1 vaga. Av. Fpolis - Baln. Rincão churrasqueira e 1 vaga. FERNANDO RIBEIRO / CEC / HSul 2 TERRENOS (1 com 472,00m² e 2 áreas construidas e 1 com 331,98m², baldio). Na residência foi encon- Desocupado. Rua D. Pedro I - Próx. ao Bistek - Centro Centro. trada uma pistola marca bereta, calibre 22, no chão LOCAÇÃO do banheiro com uma mu- GALERIA LUCIO CAVALER - Apto. 202, c/ 3 dormit., cozinha, sala, bwc, dep. de empregada. Valor R$ 700 + taxas MACHADO DE ASSIS - Bl. B - Apto. 406, c/ 3 dormit., cozinha, sala, bwc, área de serviço e 1 vaga. Valor R$ 450 + taxas nição no carregador, que CASA DE MADEIRA c/ 3 dormit., cozinha, sala, bwc, área serv., 1 vaga. Próx.Terminal da Próspera. Valor R$ 400,00 + taxas o homem confessou que SALA TÉRREA nº 312, com aprox. 100,00m². Ed. São Domingos. Rua Henrique Lage, 310 - Centro. Valor R$ 3.600,00 + taxas era sua. Em cima da mesa SALA TÉRREA com 275,00m², mezanino com 74,00m² e estac. p/ 4 carros. Rua Joaquim Nabuco. Valor R$ 8.500,00 + taxas SALA TÉRREA com 115,00m², com divisórias e 2 bwcs. Rua Álvaro Catão 442. Valor R$ 2.000,00 + taxas da cozinha foi encontrada SALA TÉRREA nº 1, com 500,00m². Rua Joaquim Nabuco, 100 - Ed. Jean de Cesaro - Centro. Valor R$ 3.800,00 + taxas droga, sendo 10 gramas SALA TÉRREA nº 2. Rua Joaquim Nabuco - Ed. Costa do Sol - Centro. Valor R$ 1.000,00 + taxas de maconha, 5 gramas de SALA TÉRREA I, com aprox. 164,00m², localizada na rua Palamede Milioli, 230. Valor R$ 1.600,00 + taxas SALA TÉRREA II, com aprox. 150,00m², localizada na rua Palamede Milioli, 230. Valor R$ 1.600,00 + taxas crack e dois relógios, sendo SALA TÉRREA, com 25,00m², bwc e recepção. Rua Victor Meirelles 257. Ótima p/ psicólogo, nutric. R$ 450,00 + taxas que um ainda estava com a SALA TÉRREA nº 15. Rua Borba Gato, esq. Com Rua José Ferreira Laz, 260 - Próx. A Rodoviária. R$ 900,00 + taxas etiqueta de marca Coss. Os SALA TÉRREA nº 16. Rua Borba Gato, esq. Com Rua José Ferreira Laz, 260 - Próx. A Rodoviária. R$ 900,00 + taxas SALA TÉRREA com 156,77m², com 2 bwcs, no centro de Rio Maina. R$ 4.200,00 + taxas dois foram conduzidos para 4 SALAS AÉREAS com áreas entre 37,59 e 51,51m², com bwc, no centro de Rio Maina. R$ 700,00 cada + taxas. a DM, para os procedimen- PAVILHÃO com 3.200,00m², localizado no Bairro São Luiz. Valor R$ 10.000,00 + taxas tos cabíveis.
  6. 6. 06 Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS www.coquetel.com.br © Revistas COQUETEL 2011 Destilando veneno! Que é ori- PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS De modo Verificado; (?) Marx, Inadequado undo de infeliz www.coquetel.com.br avaliação Tipo de comparado Miguel (?), Revistas comentário) Bastão do (o ©filósofo Aguardente russa 2011 COQUETEL crítica músculo jurista Proprie- golfe feita de Dois tipos cereais Música Número Ponto inspirada de lados tária marcado de astros I por Helô do ico- Tempo, no Agente, Nelson Rubens Pinheiro ságono em inglês basquete em inglês Explora- Você pode acompanhar o Nelson Rubens na Rede TV!, no programa TV Fama, de segunda a sexta, às 19h50’ e, aos sábados, às 20 horas dor de jazidas Harpia Pequeno D (Zool.) espaço Filtra o sangue A prática da Medicina Al Amedrontando l Musical Reduzida; Tenente Vogal do (abrev.) Somei diminuída vocativo Atitudes Osso do Ao saber que balas de revólver com seu Roberto Carlos está naquela emoção com Papai (?), da modelo antebraço (?) um símbolo Cochilo Defeito por si, (Anat.)nome escrito foram encontradas por policiais, o condomínio que está construindo, em In- natalino Alvo de Estado saudades lema da Sigla do Indica Relativo El. comp. de menor do exilado compa- pessoa EgitoDatena abriu o verbo: “Nada vai me intimi- daiatuba (SP): cada rua do empreendimen- aos celtas de "apíco- litoral individu- Habitua; nhia (sigla) alista acostumadar. Nada.” Está falado... to tem o nome de uma música do Rei. la": abelha Registra- Mostrar com L Criança, no Can- do (na agenda) Bolinho da cozinha clareza domblé baiana Que Anciã; Tina causa a- velha Turner, Fátima Bernardes é batimento moral O herói do filho A cantora dos EUA tendência! Dois vesti- dos, uma blusa, dois (?)-vidas: banheiro, em Ouro, em francês Utilidade; R Predador do cordeiro Zezé (?), maxicolares e até o Portugal Obstruir serventia As de con- Base atriz (o fígado tato subs- (de colina) corte de cabelo utiliza- ou outros tituem os Time de Rede de TV Instituto militar do pela apresentadora órgãos) óculos futebol italiana carioca Voraz O religio- (fem.) Partido estão entre os itens mais Que tem so como Trabalhis- Marcelo ta (sigla) procurados na Central de 1.055, em sabor Rossi Girar romanos adstrin- Atendimento ao Telespec- Aquele Grito de (?)-hotel, gente que veicu- residência tador da Globo. la propa- dor ou provisória surpresa ganda Grude Vasos que (?) Diego, Pedro (?): Antiga fei- trazem cidade proclamou ra realiza- para o Ele, em a Inde- da em coraçãoon- Plantio o francês Antiga pendência São Paulo de traba- sangue exigência lhavam os El (?): para o ca- Documen- pobre em escravos oxigênio combateu samento to de ven- os mouros da do car- Reposto Tapete Forma da (Hist.) ro (sigla) Camada estreito e coluna social longo vertebral oposta à humana elite BANCO 2/il — or. 3/dut — erê — rae. 4/karl. 6/macedo. 10/valor ativo — veias cavas. 80 BANCO 4/eito — time. 5/agent — anosa — apart — rotar. 6/opilar. 7/gaélico. 10/anunciador. 72 Soluçãol Leitura l Confundindo Solução Eva Wilma, Fafá de Belém e Denise Fra- Aconteceu de novo! Bianca Bin já é ofen-ga dando exemplo! O trio estrela o projeto dida nas ruas por conta de sua persona-“Lê pra Mim?”, em que celebridades divul- gem em ”Guerra dos sexos”. Inclusive, comgam a literatura para crianças. palavrões... Vamos dar uma segurada! l Noticiar Explicação oficial de Nana “Cheias de Charme” já saiu Gouveia ao postar entre os des- do ar faz tempo, mas as mú- troços do furacão Sandy: “Eu es- sicas da novela continuam em tava tentando reportar a imagem da cidade, ao redor da minha vi- alta. Atualmente, as canções zinhança”. E a geral achando que estão entre as mais executa- ela só queria se promover... das em casas de karaokê. MALHAÇÃO 17h30 LADO A LADO 18h Dinho se incomoda com a possibilidade de Constância fica intrigada com a visita Lia dar aulas para Gil. Morgana reclama da de Edgar. Matilde fala para Laura que falta de atenção de Nando. Cezar convida Edgar sofreu com sua ausência. Zé Maria Marcela para sair. Ju conta para Rita que Bru- fica perturbado com o que descobre so- no está sofrendo com o fim do namoro. Rosa bre Isabel. Elias conta para Jurema que e Tizinha festejam a volta de Nando. Morga- não pode chamá-la de tia. Quequé criti- na e Rafael aderem à chapa de Ju e Rita. ca Neusinha por querer se aproximar de Ju sugere que Jorge libere sua aula para um Catarina. Edgar fica apreensivo quando debate entre as duas chapas candidatas ao Catarina pergunta o nome da professora Grêmio Estudantil. de Melissa. GUERRA DOS SEXOS 19h SALVE JORGE 21h Roberta tenta controlar Nando para não Wanda tenta despistar Maitê e Helô des- machucar Kiko. Felipe se preocupa com as sus- confia. Theo conta para Morena que está peitas de Manoela. A polícia invade a casa de voltando a se dar bem com Érica. Carol se Semíramis e a leva com Nieta para a delega- esconde no carro de Caique. Demir acha cia. Ulisses vê Carolina chegar com Fábio de graça quando Zyah mente para manter moto. Analú pensa em dar um presente para Bianca e Stênio afastados. Barros encontra Nando e Kiko acredita ser para ele. Fábio im- pistas sobre a adoção de Aisha. Amanda plora que Juliana não se afaste dele. Vânia si- flagra Carlos e Yolanda conversando no mula uma queda para fazer ciúmes em Felipe. hotel. Aída pede para Morena levá-la ao Juliana decide dar uma chance a Ronaldo. local do coquetel.
  7. 7. Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira 07 Tigre retorna para Série A Presidente daCRICIÚMA do jogo do São Caetano, atleticana, o Furacão man- tento atleticano, quando FCF cogita ajuda do Avaí e JEC no Anacleto Campanella. A tinha a marcação avançada Michel Alves ficou vendido cada minuto aprenssão nas e seguia trocando passes na jogada, mas sim porque Uh, é Série A! A torci- arquibancadas, principal- até chegar à área tricolor. Harlei, do Goiás, defendeuda do Criciúma precisou mente quando o São Caeta- O alívio chegou com o em- o pênalti que poderia darde oito anos para soltar no abriu o marcador sobre pate do Goiás no Anacle- a vitória ao São Caetano e CRICIÚMA de um companheiro seu,este grito da garganta e o Goiás. Naquele momen- to Campanella. O gol de tirar a vaga catarinense na um catarinense. Poderiacomemorar o retorno para to com os dois resultados, Amaral minimizou o temor Série A. Foi o primeiro bra- ajudar o Criciúma a sera Série A do Campeonato o Criciúma não garantia o causado pela jogada lateral do de vitória dos torcedo- O Criciúma comemou o campeão”, disse o DelfimBrasileiro. Foi quase uma acesso e precisaria de um de Elias, que Pedro Botelho res. Mais sete minutos e aí acesso, mas no próximo após a partida.década de sofrimento, an- gol. Mas, quem partiu para quase transformou em gol, vei a confirmação do retor- sábado poderá comemo- O presidente da FCF la-gústias, dois passeios pela o ataque primeiro foram os aos 15 minutos. no à elite quanto se confir- rar o bicampeonato da menta que Santa Catarinaterceira divisão, mas no atleticanos. Felipe passou Com o resultado favo- mou o empate por 1 a 1 do Série B na Ressacada no continue apenas com umano que vem o Tigre vai ser por um e chutou rasteiro e rável em São Caetano, as São Caetano com o Goiás. clássico contra o Avaí. O clube na Série A do Brasi-o único de Santa Catarina cruzado, aos quatro. A bola ameaças do Furacão não No ritmo da festa do tor- Tigre soma 72 pontos e leirão. No entanto, o saldoa estar entre os 20 maiores passou por toda a pequena minimizavam as esperan- cedor, o Criciúma encontrou com uma vitória no clássi- de 2013 é positivo dianteclubes do Brasil. área, mas ninguém conse- ças dos tricolores. No en- forças para ameaçar o gol co e uma derrota do Goiás da representatividade do No sábado à tarde cerca guiu alcançar. tanto, a vibração pelo aces- de Santos. O Atlético-PR (no Serra Dourada) para o estado somando a Sériede 17 mil pessoas compa- Enquanto o Criciúma ten- so estava reservada para os mantinha o empenho. Mas, Joinville é o suficiente. B. “Não tinha dúvidas quereceram ao Heriberto Hül- tava chegar ao gol em lan- 28 minutos. Não porque no fim, ninguém conseguiu Logo após a partida, o o Criciúma conseguiriase para ajudar a equipe a çamentos ou numa falha a zaga conseguiu evitar o sair do zero. presidente da Federação o acesso. Perdemos o Fi-passar pelo Atlético-PR. A Catarinense de Futebol, gueirense, mas ganhamospartida foi dura, tensa e de FERNANDO RIBEIRO/ CEC/ HSul Delfim de Pádua Peixoto o Criciúma na Série A. Commuito respeito mútuo entre sugere que o conterrâneo a subida do Criciúma, sóas equipes. No final o em- de estado dê uma forci- perdemos para São Paulopate por 0 a 0. nha ao Tigre. “Nós vamos em termos de potência no A tensão foi um sen- torcer para que o Goiás futebol nacional. Pena quetimento presente desde perca e porque não o Avaí o Figueirense não se man-o apito inicila do árbitro não ajudar e perder o jogo teve e o Joinville ‘afrou-Márcio Chagas da Silva. O também? Que o Avaí aju- xou’ no final”, falou.Criciúma não conseguia se Dirigente temdesvencilhar da forte mar-cação do Atlético. Forampoucos os lances de perigo cabelo raspadona etapa inicial. Zé Carlosfoi muito bem marcado porLuiz Alberto e apesar desua qualidade, não conse-guia abrir espaços para Linse para os meias que chega- CRICIÚMA da torcida.vam de trás. Apesar do gol Empolgados e em clima debem anulado de Matheus comemoração, os jogadoresFerraz, o Criciúma não teve Com direito a volta olím- deram um peixinho no gra-chance clara de gol. pica, aos torcedores não mado e o diretor de Futebol Já no segundo tempo, o deixarem o estádio Heri- do Tigre, Waldeci Rampi-jogo no Heriberto Hülse fi- berto Hülse, os atletas fi- nelli, cumpriu sua promessacou em segundo plano, pois zeram uma oração no cír- e raspou os cabelos em plenoa torcida do Tigre estava culo central do gramado, gramado do estádio Heriber-mais interessada no placar Jogadores comemoram ainda no gramado na despedida do HH nesta temporada receberam o carinho da co- to Hülse como forma de pa- Comelli ganha banho em coletiva missão técnica e a emoção gar caso o Tigre retornasse à foi geral no grupo tricolor. Série A. “Que coisa horrível A festa no gramado ainda eu fiquei, mas pelo Criciúma recebeu Lucca, que estava vale tudo. Um homem tem de muletas e deu a volta que ter palavra. Disse queCRICIÚMA sa, o elenco tricolor sur- ram uma festa no ambien- bém falou sobre o mo- olímpica junto. Emociona- rasparia, mas pensei que nin- giu na porta aos gritos de te. Entre os atletas, estava mento mais difícil durante do, Lucca - que passou por guém tivesse dado ouvidos. “Vamos invadir”, “É Série inclusive o meia Lucca, os oito meses no coman- uma cirurgia e esteve fora Mas raspo quantas vezes for Assim que Paulo Comelli A” e, batucando em bal- que fez cirurgia recente- do do Tigre. “Foram esses da partida deste sábado - preciso por esta torcida!”,entrou na sala de impren- des e atirando água fize- mente e se equilibrava no dias após a derrota para o chorou e agradeceu o apoio finalizou Rampinelli. meio da festança com suas Joinville e, principalmen- FERNANDO RIBEIRO/ CEC/ HSul muletas. te, após o jogo com o São FERNANDO RIBEIRO/ CEC/ HSul Após molharem boa Caetano. Neste momento parte dos presentes, o foi preciso mostrar equilí- gr upo deixou a sala e r u- brio. Chamei a responsa- mou ao vestiário onde a bilidade pelos resultados festa prosseguiu. “Esse é para mim, pois era impor- o meu terceiro banho no tante transmitir essa tran- dia. Mas hoje tudo é vá- quilidade aos jogadores. lido”, disse o comandan- Logo após a vitória contra te tricolor, que fez uma o América, o grupo reto- pausa nas comemorações mou a confiança”, pontua. para avaliar a campanha “O momento agora é de do Tigre. “Tivemos difi- festejar. Dedico essa con- culdade na reta final da quista à minha mãe, que competição. Mas a equipe tem 87 anos, e há oito me- mostrou uma regularida- ses não vejo. Estive muito de, esteve durante todo o ausente da minha família campeonato no G4”, ava- nesses meses, mas é o lia Comelli. preço que se paga”, disseJogadores invadiram a sala de imprensa para comemorar O técnico tricolor tam- emocionado Comelli. Waldeci Rampinelli cumpriu com a promessa pelo acesso
  8. 8. 08 Criciúma, 19 de novembro de 2012 l Segunda-feira Tigre faz o sábado terminar diferenteCRICIÚMA principal passagem da cidade, foi t rancada na esquina com a r ua Anita A festa tomou as r uas Garibaldi, p ois muitostão logo a partida aca- torcedores escolheramb ou cont ra o Atlético-PR um p osto de combustí-no sábado. Torcedores vel, em frente da rodo-fecharam as principais viária para comemorar.avenidas, cantaram, em- Com narração de gols,punharam sua bandeira, buzinaço e muita festaf izeram carreatas e as- serviram da empurrar asima de t udo, festeja- torcida.ram. Alguns chegaram a Foi um sábado ines-exagerar ao subirem em que cível para o torce-cima de ônibus próx imo dor do Tigre que esteveao Herib erto Hülse. com o grip o preso p or A avenida Centenário, oito a nos.

×