Sinais da volta de Jesus no mundo natural

1.806 visualizações

Publicada em

Slides apresentados na vigília jovem em 15 de janeiro de 2012

Publicada em: Espiritual
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Gostaria que vc pudesse enviar, ou me ensinar como baixar, os estudos de apocalipse para o meu e-mail mserute@gmail.com
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.806
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
511
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sinais da volta de Jesus no mundo natural

  1. 1. E A CRIAÇÃO
  2. 2. Mateus 24:29 • O SOL ESCURECERÁ • AS ESTRELAS CAIRÃO DO FIRMAMENTO: (do grego “piptō petō”, literalmente “descer de um lugar mais alto para um menor”). • OS PODERES DO ESPAÇO SERÃO ABALADOS (BJ): A palavra “abalados” provém da palavra grega “saleuō” que significa também “sacudidos” no sentido de perder seu trajeto normal.
  3. 3. 2 Pedro 3:10-12 • OS CÉUS SE DISSOLVERÃO COM ESTRONDO (BJ): A palavra grega traduzida por “estrondo” aparece só aqui em toda Bíblia, lit. “ruído alto”. Seriam as trombetas dos anjos tocando na volta de Jesus? • OS ELEMENTOS DERRETERÃO PELAS CHAMAS: Ou abrasados. Lit. “calor fervente”. O elemento ai é toda matéria utilizada na criação da Terra. • A CRIAÇÃO DESAPARECERÁ: Não sobrará nada do que conhecemos hoje das cidades e dos países.
  4. 4. Lucas 21:25 “Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas [...]” Apocalipse 6:12 “Vi quando o Cordeiro abriu o sexto selo, e sobreveio grande terremoto. O sol se tornou negro como saco de crina, a lua toda, como sangue”
  5. 5. TERREMOTO Em cumprimento dessa profecia, em 1755, ocorreu o mais terrível terremoto que já foi registrado. Foi em Lisboa, mas estendeu-se pela Europa, África e América, foi sentido numa extensão de 10 milhões km2. “Um som como de trovão foi ouvido debaixo do solo e imediatamente depois um violento choque derrubou a maior parte da cidade. Em um período de aproximadamente seis minutos, morreram 60 mil pessoas. O mar inicialmente se recolheu, deixando seca a barra; mas depois voltou, erguendo-se mais de doze metros acima do seu nível normal” (Charles Lyell, Principles of Geology, p. 495).
  6. 6. TERREMOTO DE LISBOA, 1755
  7. 7. ESCURECIMENTO DO SOL E DA LUA 25 anos mais tarde apareceu o sinal seguinte mencionado na profecia. O tempo de seu cumprimento havia sido indicado de maneira precisa por Jesus: “Naqueles dias, após aquela tribulação, o sol escurecerá e a lua não dará sua luz” (Mc 13:24). Os 1260 dias proféticos, ou anos literais, terminaram em 1798. 25 anos antes, a perseguição já havia cessado quase completamente. Em seguida à perseguição, o sol se escureceria. Em 19 de maio de 1780, cumpriu-se essa profecia.
  8. 8. ESCURECIMENTO DO SOL E DA LUA “Uma testemunha ocular, de Massachusetts, EUA, descreveu o evento nos seguintes termos: “Pesada nuvem negra se espalhou por todo céu, exceto uma estreita margem no horizonte, e ficou tão escuro como geralmente é às nove horas de uma noite de verão. [...] Temor, ansiedade e pavor encheram gradualmente o coração das pessoas. [...] Mas os seres humanos sabiam que a noite ainda não havia chegado. [...] Foram realizados cultos em muitos lugares. Os textos para os sermões improvisados eram geralmente os que indicavam as trevas como cumprimento da profecia bíblica” (A Grande Esperança, p. 78).
  9. 9. ESCURECIMENTO DO SOL E DA LUA A descrição oferecida por testemunhas oculares é apenas um eco das palavras registradas por Joel, cerca de 2.500 anos antes: “O sol se tornará em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e temível dia do Senhor” (Joel 2:31).
  10. 10. LUA COMO SANGUE Naquele mesmo dia, as trevas da noite eram tão densas que nenhum objeto podia ser distinguido a não ser com o auxílio de alguma luz artificial. Depois da meia-noite, as trevas se desfizeram, e a lua, ao tornar-se visível, tinha a aparência de sangue. O dia 19 de maio de 1780 é lembrado pela história como “o Dia Escuro”. Desde os tempos de Moisés (Êx 10:21-23), não havia sido registrado um período de trevas de igual densidade, extensão e duração.
  11. 11. ESCURECIMENTO DO SOL E DA LUA
  12. 12. Lucas 21:28 “Ora, ao começarem estas coisas a suceder [os sinais da volta de Jesus], exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima. Apontando para as árvores, Jesus também apresentou uma comparação a Seus seguidores: “Quando elas brotam, vocês mesmos percebem e sabem que o verão está próximo. Assim também, quando virem estas coisas acontecendo, saibam que o Reino de Deus está próximo” (Lc 21:30-31).

×