Teoria da História

608 visualizações

Publicada em

Aula de Teoria da História. Professor Marcelo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
608
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teoria da História

  1. 1. História e suas teorias Prof. Marcelo
  2. 2. • “A história começa onde a memória acaba”.
  3. 3. Características gerais - História do homem no tempo; - Análise dos processos históricos por meio de fontes; - Interdisciplinaridade (apoio de outras ciências);
  4. 4. Fonte histórica: objeto de análise - Todo objeto de interação humana; - Escritos oficiais (produzido por governos) e não oficiais (escritos sem ligação com o Estado, livros, revistas, jornais); - Documento visual: pinturas, arte rupestre, fotografia; - Áudio;
  5. 5. As escolas históricas • Positivismo (séc. XIX e XX); • Historicismo (séc. XVIII, XIX e XX); • Marxismo (séc. XVIII, XIX e XX); • Escola dos Annales (séc. XX)
  6. 6. Positivismo (XIX e XX) • Restrita ao “COMO aconteceu?” • O conhecimento histórico é regido por leis; • Crença no progresso, linearidade e racionalismo; • História focada no Estado (documentos oficiais), heróis e relações político-militares;
  7. 7. Historicismo (XVIII, XIX e XX) • Acontecimento histórico é criação do historiador; • Subjetividade: a opinião do historiador está presente na sua investigação; • Relação entre documentos oficiais e outras fontes de estudo;
  8. 8. Marxismo (XVIII, XIX e XX) • Influenciada pelas ideias de Karl Marx e Friedrich Engels; • Análise das estruturas sociais e econômicas; • Coletividade como objeto de estudo (luta de classes); • Historiador deve estar comprometido com a mudança social; • Pirâmide social;
  9. 9. Escola dos Annales (XX) • História “vista de baixo”; • Novos objetos de estudo e novas abordagens; • Estudar o passado para entender o presente; • Interdisciplinaridade;
  10. 10. Datação • Determinação da idade de um objeto, de um fenômeno natural ou de uma série de eventos; • Datação relativa e absoluta;
  11. 11. Calendários • Forma de estabelecer a passagem do tempo; • Ciclo do sol (contagem dos dias e das noites); • Fases da Lua (meses); • Variação das estações (anos); • Antiguidade: forma de controlar as atividades agrícolas;
  12. 12. Calendários • Calendário Egípcio – regido pelo período de variação do Nilo (inundações, semeadura e colheita); • Grécia (cada cidade-Estado tinha sua forma de medir a passagem do tempo, problema sanado somente no séc. IV a.C. através do sistema calíptico); • Roma (Júlio César requisita que toda civilização romana utilize o mesmo calendário solar);
  13. 13. Calendários • O calendário juliano foi corrigido a mando do Papa Gregório XIII, dando origem ao nosso calendário, o calendário gregoriano; • Não existe a adoção universal de nenhum calendário; • A história enquanto disciplina é dividida em períodos (linha do tempo);
  14. 14. Periodização da História

×