A ESTATUÁRIA PÚBLICA E AESCULTURA MONUMENTAL
Joaquim Machado de Castro(Coimbra, 1731 -Lisboa, 1822). Filho deManuel MachadoTeixeira, escultor eorganista, aprende a art...
Foi a primeira estátua públicarealizada no país, fundida porBartolomeu da Costa quecolheu fama tamanha, e tãosuperior ao e...
Machado de Castro: Descripção Analytica daExecução da Real Estátua Equestre doSenhor Rei Fidelissimo D. José I. A Qual Faz...
No baixo-relevo da face norte vê-se a Generosidade Régia acompanhada de um leão, levando o socorro àcidade de Lisboa. O Am...
No topo oposto, um medalhão do      Marquês de Pombal.
Os grupos laterais representam o Triunfo e
a Fama
Victor Bastos (1829 - 1894). Autor daestátua de Luís de Camões (Chiado,1867), era professor da Academia deBelas Artes, ten...
Camões aparece rodeado de escritores seus contemporâneos (Fernão Lopes, PedroNunes, João de Barros, Zurara, Fernão Lopes d...
Tricentenário da Morte de Camões               1880
Em 1858, chega a Lisboa AnatoleCalmels, que seria o estatuário dasobras públicas nacionais.O rei D. Pedro IV aparece em un...
Em 1870, é inaugurado novomonumento a D. Pedro IV(Rossio), coberto pelo manto real,com o uniforme de general esegurando a ...
O projecto é do arquitecto francêsDavioud,     esculpido   por     ÉlieRobert, sendo a coluna de 27,5m docanteiro Germano ...
Monumento aos Restauradores                                                                1886                           ...
Oliveira Ferreira é o autor domonumento        à     GuerraPeninsular (Lisboa, CampoGrande, projectado em 1909 econcluído ...
Arquitecto: Marques da Silva                                            Escultor: Alves de SousaMonumento aos Heróis da Gu...
Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo           Marquês de Sá da Bandeira         (Santarém, 1795 - Lisboa, 1876)Giovanni ...
Simões de Almeida (tio)Duque da Terceira; 1877Cais do SodréLisboa                          1792 - 1860
1790 - 1876Tomás de Figueiredo de Araújo CostaMonumento ao Marechal Saldanha1901Lisboa
Costa Mota (tio)Joaquim António de Aguiar1911Largo da PortagemCoimbra
Projecto: Silva PintoEscultor: Costa Mota (tio)   Afonso de Albuquerque           1903                      Belém         ...
Francisco dos Santos, autor do monumento ao Marquês de Pombal, comprojecto dos arquitectos Adães Bermudes e António Canto.
A ideia já vinha de 1882, o projecto foi escolhido emconcurso em 1914 e inaugurado em 1934.
Na base podem ver-se as realizações do Marquês (a Agricultura, a Indústria, o Comércio), a Ciência e asArtes e a «Lisboa r...
Na fachada anterior, umaestátua de Minerva frente a        um portal alusivo à Universidade de Coimbra.
No capitel, estão os bustos deSeabra da Silva, Verney, Lippe,Eugénio dos Santos, Manuel daMaia, Luís da Cunha, RibeiroSanc...
Os Monumentos aos Mortosda Grande Guerra de 1914-18Entre     1926    e   1940,ergueram-se cerca de meiacentena de monument...
CoimbraArquitecto: António VarelaEscultor: Luís Fernandes
Francisco Franco (1885-1955)é o autor do João GonçalvesZarco (Funchal, 1934), depoisde ter sido exposta na Avenidada Liber...
Franco é ainda autor do D. João IV (Vila Viçosa, 1940)
Castelo de S. Jorge                                  Lisboa                                     1947Soares dos ReisD. Afon...
ViriatoViseuOferta do escultor espanholMariano Benlliure em 1939
Francisco FrancoD. Dinis                 D. João III                   Coimbra                      1950
Barata Feyo (1902-1983)As Ciências Humanas1951                          Tucídides                           A História
Demóstenes     Aristóteles     SafoA Eloquência   A Filosofia   A Poesia
Leopoldo de Almeida: A Ciência                                            ladeada por Duarte Pacheco Pereira              ...
António Duarte: As Artes Liberais; 1950                                                                 A Lógica,         ...
Francisco Franco: D. Leonor; (Caldas da Rainha)
Francisco Franco: Monumento ao    Cristo-Rei (Almada, 1959)
Durante o período do Estado Novo, este cânone foi repetido até à exaustão,destacando-se escultores como Leopoldo de Almeid...
Oferta do governo brasileiro em 1940, réplica de um original da autoria de Rudolfo Bernardelli, no Rio de JaneiroPedro Álv...
Barata Feyo       D. João VICastelo do Queijo            Porto
Leopoldo de Almeida (esc.) e Jorge Segurado (proj.)D. João I; 1971; Praça da Figueira; Lisboa
Leopoldo de AlmeidaD. Nuno Álvares PereiraBatalha.A estátua foi esculpida em 1947 edestinava-se a ser colocada em Lisboa,m...
Padrão dos Descobrimentos: projecto de CottineliTelmo, com escultura de Leopoldo de Almeida. Foierguido em 1940 em materia...
Leopoldo de AlmeidaSoberania(para a Exposição do Mundo Português, 1940)
Justiça; Palácio da Justiça; Porto
António Duarte (1912-1988)
Camões; LuandaCanto da Maia: Gonçalo Vaz Botelho (1954)Vila Franca do Campo; S. Miguel; Açores
Gonçalo Velho Cabral                      Ponta DelgadaDiogo Cão; Luanda
Luanda
João Cutileiro (n. 1937) - discípulo deAntónio Duarte, em 1973 recebe aencomenda para erguer uma estátua a D.Sebastião (La...
Afonso Henriques; Guimarães; 2001                                    D. Sancho; Torres Novas; 1990
Camões; Cascais; 1983                        Inês de Castro; Coimbra; 1994
Marquês de PombalVila Real de Santo António2009                                         Natália Correia                   ...
Monumento ao 25 de Abril (Lisboa; 1997)
Bibliografia- AA. VV.: «O virtuoso criador. JoaquimMachado de Castro»; Lisboa; INCM; 2012[catálogo da exposição)- CORREIA,...
A estatuária pública e a escultura monumental
A estatuária pública e a escultura monumental
A estatuária pública e a escultura monumental
A estatuária pública e a escultura monumental
A estatuária pública e a escultura monumental
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A estatuária pública e a escultura monumental

1.913 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A estatuária pública e a escultura monumental

  1. 1. A ESTATUÁRIA PÚBLICA E AESCULTURA MONUMENTAL
  2. 2. Joaquim Machado de Castro(Coimbra, 1731 -Lisboa, 1822). Filho deManuel MachadoTeixeira, escultor eorganista, aprende a arte como pai, ao mesmo tempo querecebe lições dos Jesuítas.Aos 15 anos está emLisboa, aprendendo a arte emdiferentes oficinas.Em 1756 vai para Mafra, ondepontificava AlexandreGiusti, de quem se tornouajudante.A fama aí angariada leva aque, em 1771, seja convidadoa esculpir a estátua equestrede D. José I para o Terreirodo Paço, tarefa que concluiu
  3. 3. Foi a primeira estátua públicarealizada no país, fundida porBartolomeu da Costa quecolheu fama tamanha, e tãosuperior ao escultor, quedurante muito tempo a autorialhe era atribuída.
  4. 4. Machado de Castro: Descripção Analytica daExecução da Real Estátua Equestre doSenhor Rei Fidelissimo D. José I. A Qual Fazo Primeiro Tomo das Obras Diversas doAuthor; Lisboa; Impressam Regia; 1810
  5. 5. No baixo-relevo da face norte vê-se a Generosidade Régia acompanhada de um leão, levando o socorro àcidade de Lisboa. O Amor da Virtude conduz à sua presença o governo da República. O Comércio dejoelhos oferece as suas riquezas. Participam ainda a Arquitectura, exibindo os projectos da nova cidade, ea Providência Humana.
  6. 6. No topo oposto, um medalhão do Marquês de Pombal.
  7. 7. Os grupos laterais representam o Triunfo e
  8. 8. a Fama
  9. 9. Victor Bastos (1829 - 1894). Autor daestátua de Luís de Camões (Chiado,1867), era professor da Academia deBelas Artes, tendo viajado por Paris eItália.
  10. 10. Camões aparece rodeado de escritores seus contemporâneos (Fernão Lopes, PedroNunes, João de Barros, Zurara, Fernão Lopes de Castanheda, Francisco de Quevedo, JerónimoCorte Real e Sá de Meneses) retratado em glória como poeta e guerreiro, com uma coroa delouros e espada empunhada.
  11. 11. Tricentenário da Morte de Camões 1880
  12. 12. Em 1858, chega a Lisboa AnatoleCalmels, que seria o estatuário dasobras públicas nacionais.O rei D. Pedro IV aparece em uniformemilitar, como comandante do Batalhão deCaçadores 5. A estátua é ladeada por doisrelevos em bronze: o rei desembarcado noMindelo dando a bandeira constitucionalbordada pelas senhoras do Faial aocomandante dos voluntários e a entrega daurna contendo o coração do rei à C. M. doPorto. Pedro IV (Porto, 1866)
  13. 13. Em 1870, é inaugurado novomonumento a D. Pedro IV(Rossio), coberto pelo manto real,com o uniforme de general esegurando a Carta.
  14. 14. O projecto é do arquitecto francêsDavioud, esculpido por ÉlieRobert, sendo a coluna de 27,5m docanteiro Germano José de Sales. Nabase, representam-se alegorias daJustiça, Prudência, Fortaleza eModeração.
  15. 15. Monumento aos Restauradores 1886 LisboaProjecto: António Tomás da Fonseca.Escultura: estátuas da Independência e Vitória, daautoria de Simões de Almeida e Alberto Nunes
  16. 16. Oliveira Ferreira é o autor domonumento à GuerraPeninsular (Lisboa, CampoGrande, projectado em 1909 econcluído em 1933)
  17. 17. Arquitecto: Marques da Silva Escultor: Alves de SousaMonumento aos Heróis da Guerra Peninsular Rotunda da Boavista Porto 1952
  18. 18. Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo Marquês de Sá da Bandeira (Santarém, 1795 - Lisboa, 1876)Giovanni CiniselliSá da Bandeira1881Base: Germano José de Salles
  19. 19. Simões de Almeida (tio)Duque da Terceira; 1877Cais do SodréLisboa 1792 - 1860
  20. 20. 1790 - 1876Tomás de Figueiredo de Araújo CostaMonumento ao Marechal Saldanha1901Lisboa
  21. 21. Costa Mota (tio)Joaquim António de Aguiar1911Largo da PortagemCoimbra
  22. 22. Projecto: Silva PintoEscultor: Costa Mota (tio) Afonso de Albuquerque 1903 Belém Lisboa
  23. 23. Francisco dos Santos, autor do monumento ao Marquês de Pombal, comprojecto dos arquitectos Adães Bermudes e António Canto.
  24. 24. A ideia já vinha de 1882, o projecto foi escolhido emconcurso em 1914 e inaugurado em 1934.
  25. 25. Na base podem ver-se as realizações do Marquês (a Agricultura, a Indústria, o Comércio), a Ciência e asArtes e a «Lisboa reedificada» após o terramoto.
  26. 26. Na fachada anterior, umaestátua de Minerva frente a um portal alusivo à Universidade de Coimbra.
  27. 27. No capitel, estão os bustos deSeabra da Silva, Verney, Lippe,Eugénio dos Santos, Manuel daMaia, Luís da Cunha, RibeiroSanches e Machado de Castro.Na inauguração, o PresidenteCarmona escusou-se a estarpresente, tal como Salazar, nãotendo escutado as palavras deMagalhães Lima, Grão-Mestre daMaçonaria: «foi absurdo afirmarque o monumento não seriaerguido, pois acima da vontadedos Jesuítas está a soberania dopovo, que tudo pode, e o povoqueria vê-lo erguido».
  28. 28. Os Monumentos aos Mortosda Grande Guerra de 1914-18Entre 1926 e 1940,ergueram-se cerca de meiacentena de monumentos, umpouco por todo o país, emhomenagem aos mais de7000 portugueses quepereceram num total de maisde 100 000 mobilizados.Destaque para o monumentode Lisboa, com trabalhoescultórico de MaximianoAlves.
  29. 29. CoimbraArquitecto: António VarelaEscultor: Luís Fernandes
  30. 30. Francisco Franco (1885-1955)é o autor do João GonçalvesZarco (Funchal, 1934), depoisde ter sido exposta na Avenidada Liberdade em 1928. Estaobra assinala a transição dosmodelos herdados do séculoXIX para a nova situação, vindoa constituir-se como modelopara o que se convencionouchamar comozarquismo, designando-seassim o cânone da esculturaoficial do Estado Novo.
  31. 31. Franco é ainda autor do D. João IV (Vila Viçosa, 1940)
  32. 32. Castelo de S. Jorge Lisboa 1947Soares dos ReisD. Afonso Henriques1885Guimarães
  33. 33. ViriatoViseuOferta do escultor espanholMariano Benlliure em 1939
  34. 34. Francisco FrancoD. Dinis D. João III Coimbra 1950
  35. 35. Barata Feyo (1902-1983)As Ciências Humanas1951 Tucídides A História
  36. 36. Demóstenes Aristóteles SafoA Eloquência A Filosofia A Poesia
  37. 37. Leopoldo de Almeida: A Ciência ladeada por Duarte Pacheco Pereira e Pedro Nunes; 1969.Leopoldo de Almeida: Higeia, filha deEsculápio, empunha uma vara com umaserpente enrolada, o símbolo da Medicina,ladeada por Hipócrates e Galeno; 1955.
  38. 38. António Duarte: As Artes Liberais; 1950 A Lógica, a Gramática e a Retórica A Geometria e Aritmética, a Astronomia e a Música
  39. 39. Francisco Franco: D. Leonor; (Caldas da Rainha)
  40. 40. Francisco Franco: Monumento ao Cristo-Rei (Almada, 1959)
  41. 41. Durante o período do Estado Novo, este cânone foi repetido até à exaustão,destacando-se escultores como Leopoldo de Almeida (1898-1975). Lagos Funchal Coimbra
  42. 42. Oferta do governo brasileiro em 1940, réplica de um original da autoria de Rudolfo Bernardelli, no Rio de JaneiroPedro Álvares CabralJardim da EstrelaLisboa
  43. 43. Barata Feyo D. João VICastelo do Queijo Porto
  44. 44. Leopoldo de Almeida (esc.) e Jorge Segurado (proj.)D. João I; 1971; Praça da Figueira; Lisboa
  45. 45. Leopoldo de AlmeidaD. Nuno Álvares PereiraBatalha.A estátua foi esculpida em 1947 edestinava-se a ser colocada em Lisboa,mas acabou por ser posta em frente aoMosteiro da Batalha. Diário Popular; 2. Abril.1950, p. 8
  46. 46. Padrão dos Descobrimentos: projecto de CottineliTelmo, com escultura de Leopoldo de Almeida. Foierguido em 1940 em material efémero e inaugurado em1960.
  47. 47. Leopoldo de AlmeidaSoberania(para a Exposição do Mundo Português, 1940)
  48. 48. Justiça; Palácio da Justiça; Porto
  49. 49. António Duarte (1912-1988)
  50. 50. Camões; LuandaCanto da Maia: Gonçalo Vaz Botelho (1954)Vila Franca do Campo; S. Miguel; Açores
  51. 51. Gonçalo Velho Cabral Ponta DelgadaDiogo Cão; Luanda
  52. 52. Luanda
  53. 53. João Cutileiro (n. 1937) - discípulo deAntónio Duarte, em 1973 recebe aencomenda para erguer uma estátua a D.Sebastião (Lagos, 1973). A obra causouescândalo. José-Augusto Françachamou-lhe uma estátua anti-estátua ouum anti-zarco. Marca afinal o fim daestatuária oficial do regime do EstadoNovo num tempo que anuncia também ofim do regime.
  54. 54. Afonso Henriques; Guimarães; 2001 D. Sancho; Torres Novas; 1990
  55. 55. Camões; Cascais; 1983 Inês de Castro; Coimbra; 1994
  56. 56. Marquês de PombalVila Real de Santo António2009 Natália Correia Assembleia da República; Palácio de S. Bento
  57. 57. Monumento ao 25 de Abril (Lisboa; 1997)
  58. 58. Bibliografia- AA. VV.: «O virtuoso criador. JoaquimMachado de Castro»; Lisboa; INCM; 2012[catálogo da exposição)- CORREIA, Victor (texto) eBRACONS, António (fotografias): «EstatuáriaUrbana Conimbricense»; Coimbra; UniversitáriaEditora; 2001.- FRANÇA, José-Augusto: «Lisboa Pombalinae o Iluminismo»; Venda Nova; Bertrand; 3ª ed.;1987; pp. 319-237.- FRANÇA, José-Augusto: «O D. Sebastião deJoão Cutileiro»; in «Colóquio / Artes»; nº14, Outubro 1973.- PORTELA, Artur: «Francisco Franco e oZarquismo»; Lisboa; INCM; 1997.-PORTELA, Artur: «Salazarismo e ArtesPlásticas»; Lisboa; ICLP; 1982.- SAIAL, Joaquim: «Estatuária Portuguesa dosAnos 30 (1926-1940); Lisboa; Bertrand Editora;1991 [http://saial.info/]

×