TEMPERATURA CORPORAL

MSc LORENA ALMEIDA DE MELO
INTRODUÇÃO
• Temperatura apresenta uma variabilidade
de cerca de 0,6◦C.

MSc Lorena Almeida de Melo
Intensidade Metabólica
• É a intensidade global com as reações
metabólicas usam energia;
• Parte da energia – ATP e parte ...
Equilíbrio entre Produção e
Perda de Calor
• Toda energia liberada dos alimentos è
transformada em calor - a intensidade d...
Equilíbrio entre Produção e
Perda de Calor
• Produção de Calor
– A produção de calor corporal é proporcional ao
metabolism...
Equilíbrio entre Produção e
Perda de Calor
• Produção de Calor
• Hormônios
– Os hormônios tireoidianos (tiroxina e triiodo...
Equilíbrio entre Produção e
Perda de Calor
• Produção de Calor
• Ingestão de Alimentos
– Após uma refeição
metabolismo.

o...
Mecanismos de Transferência de
Calor
• A manutenção da temperatura normal do corpo
depende da capacidade de perder calor p...
Mecanismos de Transferência de
Calor
• Convecção
– É a transferência de calor por meio do movimento de um
fluido (gás ou l...
Mecanismos de Transferência de
Calor
• Evaporação
– Importante sistema de resfriamento, responsável
pela remoção de 22% do...
Sudorese e sua Regulação pelo
Sistema Nervoso Autônomo
• Quando o corpo torna-se superaquecido –
secreção de suor (superfí...
Mecanismo de Secreção de suor
• Mecanismo de secreção de suor
– Glândula Sudorípara
•
•
•
•
•

Porção espiralada profunda ...
Perda de Cloreto de Sódio no Suor
• Baixa secreção de suor – baixa concentração de sódio e
cloreto do suor – íons reabsorv...
Regulação da Temperatura Corporal
• A temperatura do corpo é regulada por
mecanismo de controle nervoso por feedback
atrav...
Regulação da Temperatura Corporal
• Receptores de temperatura da pele
–Receptores do frio e do calor;
–Transmitem impulsos...
Mecanismos de Controle da
Temperatura
• PERDA DE CALOR
– Estimulação das glândulas sudoríparas – perda
de calor por evapor...
Mecanismos de Controle da
Temperatura
• CONSERVAÇÃO DE CALOR
– Hipotálamo ativa os sinais nervosos simpáticos
- vasoconstr...
Mecanismos de Controle da
Temperatura
• PRODUÇÃO DE CALOR
– Estimulação hipotalâmica do calafrio
• Centro Primário para o ...
Mecanismos de Controle da
Temperatura
• PRODUÇÃO DE CALOR
– Excitação “química” simpática da produção de
calor
• Estimulaç...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Fisiologia Humana 9 - Temperatura Corporal

10.839 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.839
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
189
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fisiologia Humana 9 - Temperatura Corporal

  1. 1. TEMPERATURA CORPORAL MSc LORENA ALMEIDA DE MELO
  2. 2. INTRODUÇÃO • Temperatura apresenta uma variabilidade de cerca de 0,6◦C. MSc Lorena Almeida de Melo
  3. 3. Intensidade Metabólica • É a intensidade global com as reações metabólicas usam energia; • Parte da energia – ATP e parte é liberada – calor; • Calor – é a forma de energia cinética medida como temperatura; expressa em calorias; MSc Lorena Almeida de Melo
  4. 4. Equilíbrio entre Produção e Perda de Calor • Toda energia liberada dos alimentos è transformada em calor - a intensidade da produção de calor pelo corpo é uma medida da intensidade com que a energia é liberada dos alimentos. • O calor é produzido continuamente como subproduto do metabolismo ocorrendo perda de calor para o ambiente. • Balanço térmico – quando a produção de calor é igual à sua perda; Temperatura constante = 37◦C. • Quando a produção e a perda de calor estão desequilibrados ocorrerá aumento ou redução do calor corporal; MSc Lorena Almeida de Melo
  5. 5. Equilíbrio entre Produção e Perda de Calor • Produção de Calor – A produção de calor corporal é proporcional ao metabolismo. – Fatores que afetam o metabolismo – produção de calor. • Exercício – O metabolismo pode aumentar até 15 vezes o valor basal; – A contração promove quebra de cadeias das moléculas de ATP (hidrólise) nos músculos Aumento da intensidade com que ocorre a oxidação dos alimentos.
  6. 6. Equilíbrio entre Produção e Perda de Calor • Produção de Calor • Hormônios – Os hormônios tireoidianos (tiroxina e triiodotironina) – regulam o metabolismo basal; – Os hormônios tireoidianos estimulam a respiração celular aeróbica – as células usam mais oxigênio para produzir ATP – mais calor é dissipado – aumento da temperatura corporal; – Outros hormônios – testoterona, insulina e hormônio de crescimento humano – aumentam o metabolismo em 5-15%. MSc Lorena Almeida de Melo
  7. 7. Equilíbrio entre Produção e Perda de Calor • Produção de Calor • Ingestão de Alimentos – Após uma refeição metabolismo. ocorre um aumentto no • Idade – O metabolismo da criança é aproximadamente o dobro de uma pessoa idosa – reações relacionadas com o crescimento. MSc Lorena Almeida de Melo
  8. 8. Mecanismos de Transferência de Calor • A manutenção da temperatura normal do corpo depende da capacidade de perder calor para o ambiente na mesma intensidade em que é produzido pelas reações metabólicas. • O calor pode ser transferido do corpo para o ambiente de quatro maneiras: • Condução – É a troca de calor que ocorre entre as moléculas de duas substâncias que estão em contato direto entre si; – Repouso – 30% do calor corporal é dissipado para materiais sólidos em contato com corpo (cadeira, roupas, jóias). – O calor também pode ser obtido por condução;
  9. 9. Mecanismos de Transferência de Calor • Convecção – É a transferência de calor por meio do movimento de um fluido (gás ou líquido entre as áreas de temperatura diferente; – O contato de ar, ou da água com o corpo resulta em transferência de calor. • Radiação – Transferência de calor sob forma de raios infravermelhos, entre um objeto mais quente e um outro mais frio sem contato físico; – Exemplo: se os objetos vizinhos estão mais quente de que uma pessoa, esta absorve mais calor do que perde através da radiação. MSc Lorena Almeida de Melo
  10. 10. Mecanismos de Transferência de Calor • Evaporação – Importante sistema de resfriamento, responsável pela remoção de 22% do calor produzido. Além da contínua difusão H2O p/ pele, as glândulas sudoríparas aumentam a produção de suor quando o corpo aquece. – Condições Extremas: 1,5 l suor pode ser secretado a cada hora, qdo totalmente evaporado, removerá cerca de 800 Cal de calor do corpo = 12 X nível basal. MSc Lorena Almeida de Melo
  11. 11. Sudorese e sua Regulação pelo Sistema Nervoso Autônomo • Quando o corpo torna-se superaquecido – secreção de suor (superfície da pele – glândulas sudoríparas) – resfriamento do corpo por evaporação. • A estimulação da área pré-óptica (parte anterior do hipotálamo) estimula a sudorese. • Intensidade da sudorese – Climas frios – intensidade de produção de suor nula; – Climas quentes – produção máxima de suor 1litro/hora; MSc Lorena Almeida de Melo
  12. 12. Mecanismo de Secreção de suor • Mecanismo de secreção de suor – Glândula Sudorípara • • • • • Porção espiralada profunda – secreta o suor. Porção ductal – dirige-se até a superfície da pele. Porção secretora da glândula sudorípara. Secreta um líquido – secreção precursora. Os constituintes desse líquido são modificados à medida que ele flui através do ducto. • A secreção precursora é um produto secretor ativo das células epiteliais que revestem a porção espiralada das glândulas sudoríparas • As fibras nervosas simpáticas colinérgicas (acetilcolina) desencadeiam a secreção; MSc Lorena Almeida de Melo
  13. 13. Perda de Cloreto de Sódio no Suor • Baixa secreção de suor – baixa concentração de sódio e cloreto do suor – íons reabsorvidos no ducto antes de atingir a superfície. • Alta secreção do suor – altas concentrações de cloreto de sódio – não ocorre reabsorção acentuadamente aumentando níveis desses íons no suor. • Efeito da aldosterona sobre a perda de sódio no suor – A aldosterona aumenta a reabsorção ativa de sódio pelo ducto; – O cloreto em função da atração elétrica é também reabsorvido; – Importância – minimizar a perda de cloreto de sódio no suor quando a concentração sanguínea desses íons se encontra baixa. MSc Lorena Almeida de Melo
  14. 14. Regulação da Temperatura Corporal • A temperatura do corpo é regulada por mecanismo de controle nervoso por feedback através de um centro termorregulador localizado no hipotálamo; • Receptores de temperatura – Atuam como detectores que determinam quando a temperatura corporal se torna quente ou fria. – Receptores sensíveis ao calor (área pré-óptica do hipotálamo) • Temperatura alta – aumento dos impulsos nervosos; Temperatura baixa – diminuição dos impulsos nervosos; MSc Lorena Almeida de Melo
  15. 15. Regulação da Temperatura Corporal • Receptores de temperatura da pele –Receptores do frio e do calor; –Transmitem impulsos nervosos – medula espinhal – região hipotalâmica. • Receptores na medula espinhal, no abdômen e outras estruturas internas do corpo – Transmitem sinais (principalmente do frio) – sistema nervoso central – ajuda a controla a temperatura corporal MSc Lorena Almeida de Melo
  16. 16. Mecanismos de Controle da Temperatura • PERDA DE CALOR – Estimulação das glândulas sudoríparas – perda de calor por evaporação. – Inibição dos centros simpáticos no hipotálamo posterior – promove vasodilatação – aumento da perda de calor da pele. MSc Lorena Almeida de Melo
  17. 17. Mecanismos de Controle da Temperatura • CONSERVAÇÃO DE CALOR – Hipotálamo ativa os sinais nervosos simpáticos - vasoconstrição dos vasos cutâneos em todo o corpo. – Piloereção “pêlos eriçados” – retém uma espessa camada de ar isolante próximo à pele – redução da transferência de calor para o ar ambiente. – Interrupção da sudorese MSc Lorena Almeida de Melo
  18. 18. Mecanismos de Controle da Temperatura • PRODUÇÃO DE CALOR – Estimulação hipotalâmica do calafrio • Centro Primário para o Calafrio - localizada na porção dorsomedial do hipotálamo. • Condições normais – inibição do centro hipotalâmico por sinais provenientes da área termostática préóptica. • Ativação do centro hipotalâmico – transmissão de impulsos através de feixes bilaterais – medula espinhal. • Função: aumentar esqueléticos; o tônus dos músculos MSc Lorena Almeida de Melo
  19. 19. Mecanismos de Controle da Temperatura • PRODUÇÃO DE CALOR – Excitação “química” simpática da produção de calor • Estimulação simpática (epinefrina e norepinefrina) pode provocar aumento do metabolismo celular (termogênese química). MSc Lorena Almeida de Melo

×