Faculdade asces (1)

661 visualizações

Publicada em

Seminário da disciplina Farmacognosia, grupo terpenoides. Referencia Bibliográfica:

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
661
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Faculdade asces (1)

  1. 1. Faculdade Asces Farmácia 5° período Terpenóides (Terpenos) Jéssica de Souza Taysa Timóteo Viviane Monique Yasmim Gomes Caruaru, 2011.
  2. 2. Objetivo: <ul><li>O que são terpenos? (estrutura química) </li></ul><ul><li>O que são terpenóides? (estrutura química) </li></ul><ul><li>Quais são suas classificações? </li></ul><ul><li>Quais são seus constituintes? </li></ul><ul><li>Quais suas funções? </li></ul><ul><li>Onde são encontrados? </li></ul><ul><li>Aplicações </li></ul><ul><li>Ação farmacológica e tóxica. </li></ul>
  3. 3. O que são terpenos? <ul><li>São um grupo de compostos, usualmente de pequena massa molecular e por serem insolúveis em água são incluídos ao grupo dos lipídeos. São derivados da terbentina, que são misturas de compostos(terpenos), obtidos na destilação da resina. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Pistacia terebinthus (terebinto). </li></ul><ul><li>Região Mediterrânea. </li></ul>
  5. 5. Estrutura Química:
  6. 6. O que são terpenóides ? <ul><li>Correspondem a terpenos com um ou mais grupos funcionais como hidroxila, carbonila ou outros. </li></ul>
  7. 7. Classificações: Classe Número de isopreno Monoterpenos 2 Sesquiterpenos 3 Diterpenos 4 Sesterterpenos 5 Triterpenos 6 Tetraterpenos 8 Politerpenos Aproximadamente 2000
  8. 8. Onde são encontrados? Monoterpenos Sesquiterpenos Diterpenos ( os  ésteres  de forbol ) Triterpenos Tetraterpenos Politerpenos
  9. 10. Constituintes terpénicos: <ul><li>Diterpenóides: são ácidos resínicos, característicos das resinas de coníferas. </li></ul><ul><li>Triterpenóides: são característicos das substâncias vegetais resinosas. </li></ul><ul><li>Resenos: são misturas de constituintes de ácidos resinosos. </li></ul>
  10. 11. Funções: <ul><li>Para a planta : </li></ul><ul><li>- Sobrevivência e reprodução. </li></ul><ul><li>- Pesticidas naturais de defesa contra microorganismos patogênicos e herbívoros. </li></ul><ul><li>- Formam parte da clorofila da planta. </li></ul><ul><li>Para o ser humano: </li></ul><ul><li>- Antioxidante </li></ul><ul><li>- </li></ul>
  11. 12. Funções: <ul><li>Para a indústria : </li></ul><ul><li>- Matéria-prima para produção de fitoterápicos. Ex.: Acheflan® </li></ul><ul><li>- Componentes ativos de algumas plantas medicinais. Ex.:   Artemisia annua (antimalárico) </li></ul><ul><li>- Podem originar heterosídeos cardiotônicos. Ex.: Digoxina </li></ul><ul><li>Para animais: </li></ul><ul><li>- Originam ácidos biliares e vitamina D. </li></ul>
  12. 13. Onde são encontrados? <ul><li>Óleo de essência extraídos de vegetais e frutas; </li></ul><ul><li>Timoleno (óleo de limão ou laranja); </li></ul><ul><li>Óleos de ouro, rosa, gengibre e </li></ul><ul><li>terebintina; </li></ul><ul><li>S ementes, flores, folhas, raízes e madeira de plantas . </li></ul>
  13. 14. <ul><li>Beta-caroteno (cenoura) </li></ul>Vitamina A
  14. 15. Aplicações: <ul><li>Precursores de vitaminas , </li></ul><ul><li>Aromas, fragâncias, neutralização de odores, </li></ul><ul><li>Estruturas guias para a síntese de novos produtos farmacêuticos, </li></ul><ul><li>Produção de solventes, </li></ul><ul><li>(removedores e desengraxantes) </li></ul><ul><li>Cosméticos e Perfumarias </li></ul>
  15. 16. Aplicações: <ul><li>Indústria de Fitoterápicos, </li></ul><ul><li>Indústria Farmacoquímica, </li></ul><ul><li>Indústria de fungicidas e antimicrobianos , </li></ul><ul><li>Indústria de defensivos agrícolas. </li></ul><ul><li>(baixa toxicidade e compatibilidade ambiental). </li></ul>
  16. 17. CURIOSIDADES: <ul><li>O extrato da folha de Gingko Biloba contém composto antioxidantes, incluindo os glicosídeos e os terpenóides . </li></ul>
  17. 18. CURIOSIDADES <ul><li>Não foram reconhecidos, ainda, na natureza, compostos formados por 7 unidades isoprênicas. </li></ul><ul><li>Existem cerca de 25.000 estruturas conhecidas de terpenos. </li></ul><ul><li>A relação entre as quantidades de cada terpeno em um vinho pode servir como pista para se descobrir a variedade da uva utilizada. </li></ul><ul><li>(não sofreme fermentação, sabor) </li></ul>
  18. 19. Os terpenóides possuem ações sobre o SNC, com atividades sedativas, anticonvulsivantes, ansiolítica ...
  19. 20. Referências: <ul><li>PASSOS, Carolina S.; ARBO, Marcelo D.; RATES, Stela M. K.  and  POSER, Gilsane L. von. Terpenóides com atividade sobre o Sistema Nervoso Central (SNC ). Rev. bras. farmacogn. [online]. 2009, vol.19, n.1a, pp. 140-149. ISSN 0102-695X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-695X2009000100024 </li></ul><ul><li>http://sciencetolife.com.br/news.php?article=gingko-biloba-protege-contra-efeitos-radiacao&id=4854 (Diário da Sáude) </li></ul><ul><li>http://www.dombosco.com.br/curso/estudemais/quimica/terpenos.php </li></ul><ul><li>COSTA, Aloísio Fernandes . Farmacognosia: volume I . 6. ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian (1994) </li></ul><ul><li>ROBBERS, J.E.; SPEEDIE, M.E.; TYLER, V.E.  Farmacognosia e Biotecnologia . São Paulo: Premier, 1997. ROBBERS, J.E.; TYLER, V.E.  </li></ul>

×