PESQUISA BIBLIOGRÁFICA SOBRE A EVOLUÇÃO DA TEORIA
                      DO GERENCIMANETO DE ESCOPO


                     ...
Por volta da década de 1990, devido a duas recessões econômicas nos
Estados Unidos, as empresas viram-se submetidas a fort...
O aumento do apoio dos aliados da Gestão de Projetos começaram a aparecer
em 1985 e ganharam força ao longo da recessão de...
3. Conclusão


O apoio, o interesse, a valorização da Gestão de Projetos pelas empresas
surgiu a partir dos momentos críti...
5. Editora Saraiva.
       http://www.livrariasaraiva.com.br.

       6. Editora Campus.
       http://www.campus.com.br.
...
17.   Gerenciamento de Projetos - Guia de Trabalho

      Ecthos - Marcus Possi, 2005, BRASPORT

18.   Gerenciamento de Pr...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Alexandre Artigo Cientifico

1.128 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.128
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Alexandre Artigo Cientifico

  1. 1. PESQUISA BIBLIOGRÁFICA SOBRE A EVOLUÇÃO DA TEORIA DO GERENCIMANETO DE ESCOPO ALEXANDRE CARVALHO LIMA1 Este artigo científico tem como objetivo principal mostrar a evolução das abordagens relacionadas ao gerenciamento de escopo dentro da Gestão de Projetos, a partir da década de 1970. Para tal, foi utilizadas técnicas de pesquisas em sites de busca, como o Google, livrarias virtuais e acervos em bibliotecas de universidades de Fortaleza. Palavras-chave: Gerenciamento de Escopo, Gestão de Projetos. 1. Introdução: A pesquisa teve como base a consulta as resenhas disponíveis no site de busca Google Books, onde era possível encontrar tópicos relacionados ao gerenciamento de escopo. Assim, foi possível catalogar os livros. Outra tentativa de pesquisa abordada foi à ida a biblioteca das universidades da cidade de Fortaleza. Mas o que pode ser observado, é que o acervo destas bibliotecas estavam disponíveis também no site de busca Google Books e em livrarias virtuais. 2. Desenvolvimento: Segundo o autor HAROLD KERZNER, em seu livro “Gestão de Projetos – As melhores práticas”, 2ª. Edição, por cerca de 35 anos, a Gestão de Projetos foi considerada inovador, mas esteve longe de ser vista como sendo essencial para a sobrevivência da empresa. 1 Faculdade Integrado do Ceará – FIC, alexandre@asmbusiness.com.br ALEXANDRE CARVALHO LIMA1
  2. 2. Por volta da década de 1990, devido a duas recessões econômicas nos Estados Unidos, as empresas viram-se submetidas a fortes pressões competitivas para crias produtos de qualidade em prazos cada vez menores, e a importância do desenvolvimento de uma relação de confiança de longo prazo com os clientes também passou a ser uma das prioridades. Dentro desses 35 anos, as ferramentas quantitativas e comportamentais da Gestão de Projetos, os conhecimentos básicos e as qualidades primárias, que eram indispensáveis, formam mais exaltados. Enquanto, nos quase últimos 6 anos a ênfase foi toda colocada na implantação. Na tabela 1.1 é ilustrada os efeitos das recessões de 1979/83 e 1989/93. TABELA 1.1 – Efeitos da recessão Recessão Demissões P&D Treinamento Soluções Efeitos buscadas da recessão 1979/83 Operários de Eliminado Eliminado Curto prazo • Retorno ao status quo chão da • Sem apoio a gestão de fábrica projetos • Nenhum aliado para gestão de projetos 1989/93 Pessoal Enfocado Enfocado Longo prazo • Mudanças na forma de administrativo conduzir a empresa • Gerenciamento de risco • Apreciação das lições aprendidas Fonte: Livro Gestão de Projetos, autor Harold Kerzner, 2ª. edição No final da recessão de 1979/83, as empresas reconheciam os benefícios da utilização da Gestão de Projetos, mas continuavam hesitando quanto a sua implantação. A recessão de 1989/93 finalmente aponta o crescimento da Gestão de Projetos. ALEXANDRE CARVALHO LIMA1
  3. 3. O aumento do apoio dos aliados da Gestão de Projetos começaram a aparecer em 1985 e ganharam força ao longo da recessão de 1989/93. Isso pode ser visto na Figura 1. Figura 1 1960-19 1997 1985 1992 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1999 2000 2001 2002 2003 2004 85 1998 Sem Gerenciamen Engenharia Equipes Reenge Controle Controle Gerenci Escritóri Equipes Equipes Modelos Praneja Relatóri Modelos aliados to da simultânea auto- nharia de das amento os de itinerant globais de mento os de de qualidade dirigidas e custos mudanç de risco projetos es maturida estratégi status planeja total delegação do ciclo as do e COEs de co para intranet mento de de vida escopo gestão de autoridade de capacida projetos de Entre uma das áreas de conhecimento da Gestão de Projetos, o Gerenciamento de Escopo do Projeto trata principalmente da definição e controle do que está e do que não está incluído no projeto. Essa efetiva gestão de mudanças ganhou ênfase na década de 1990, expressivamente em 1995. As publicações sobre o gerenciamento de escopo aparecem desde 1983, mas o que se pode observar é uma maior quantidade de edições na década dos anos de 2000. Na tabela 1.2 é ilustrada os quantitativos de publicações encontradas, nessa pesquisa bibliográfica, desde a década de 1970. No APÊNDICE A, tem toda a lista de referências bibliográficas encontradas. Publicações da década Qtde 1970 0 1980 3 1990 4 2000 22 Tabela 1.2 – quantitativo de publicações por década ALEXANDRE CARVALHO LIMA1
  4. 4. 3. Conclusão O apoio, o interesse, a valorização da Gestão de Projetos pelas empresas surgiu a partir dos momentos críticos, como as crises econômicas nos EUA, e pelos grandes projetos no mundo, como exemplo a construção do avião Concorde. E dentro da Gestão de Projetos, o gerenciamento de escopo tornou- se de fundamental importância, pelas exigências de um maior controle de mudanças nas execuções dos projetos, decorrente dos apertados prazos. Na década de 1980 foi o ponta-pé inicial para essa área de conhecimento, dando maior abrangência já na década de 1990, e a partir dos anos 2000, pode-se dizer que, ocorreu, e continua ocorrendo, uma grande explosão nas publicações deste assunto. Abstract This paper main goal is to show the development of approaches related to management within the scope of Project Management, from the decade of 1970. To this end, it was used techniques of searches in search engines such as Google, online booksellers and collections in libraries of universities in Fortaleza. Keywords: Scope Management, Project Manager Referências: 1. Ferramenta de Busca Google. http://www.google.com.br. 2. Livraria Virtual Submarino. http://www.submarino.com.br/homecache/books.aspx?Query=ProductPage&ProdTypeId=1 3. Livraria Virtual Amazon. http://www.amazon.com. 4. Editora Brasport. http://www.brasport.com.br. ALEXANDRE CARVALHO LIMA1
  5. 5. 5. Editora Saraiva. http://www.livrariasaraiva.com.br. 6. Editora Campus. http://www.campus.com.br. 7. Editora FGV. http://www.editora.fgv.br. 8. International Journal of Project Management. http://www.sciencedirect.com/science/journal/02637863. APÊNDICE A – Lista de referências bibliográficas Nr. Titulo / Autor/ Ano Publicação / Editora do Livro 1. Project management system for a large international project M Saynisch, 1983, International Journal of Project Management, 2. Sequential steps in project execution A Carrier, 1987, International Journal of Project Management, 3. Scope definition for bidding project-control services EK Turner, 1988, International Journal of Project Management, 4. PROJECT MANAGEMENT IN R&D: THE ART OF ESTIMATING DEVELOPMENT PROJECT ACTIVITIES Saunders, R, 1990, International Journal of Project Management, 5. ** The Management of Projects Peter W. G. Morris, 1994, 6. CONTROLLING THE WORK SCOPE IN ORGANISATIONAL TRANSFORMATION: A PROGRAMME MANAGEMENT APPROACH Levene, R., Braganza, 1996, International Journal of Project Management, 7. The Project Management Institute Project Management Handbook Jerrfey K. Pinto, Pinto, 1998, 8. GERENCIAMENTO ESTRATÉGICO E ADMINISTRAÇÃO POR PROJETOS Valeriano, Dalton L., 2000, MAKRON BOOKS. 9. A Guide to the Project Management Body of Knowledge Project Management Institute, 2000, 10. Project Management Maturity Model J Kent Crawford, Inc NetLibrary, Project Management Solutions, 2002, 11. Capacitação em Gerenciamento de Projetos Ecthos - Marcus Possi, 2004, BRASPORT 12. PMP Project Management Professional Joseph Phillips, 2004, CAMPUS 13. Guia de Gerenciamento de Projetos e Certificação PMP Quartaroli, Cláudio / Linhares, Jorge, 2004, CIENCIA MODERNA 14. Project Management Professional Study Guide Kim Heldman, 2004, 15. Gerenciamento de Projetos Ricardo Viana Vargas, 2005, BRASPORT 16. Metodologia de Gerenciamento de Projetos - Methodware Carlos Magno da Silva Xavier / Flavio Ribeiro Vivacqua / Otualp Sarmento de Macedo / Luiz Fernando da Silva Xavier, 2005, BRASPORT ALEXANDRE CARVALHO LIMA1
  6. 6. 17. Gerenciamento de Projetos - Guia de Trabalho Ecthos - Marcus Possi, 2005, BRASPORT 18. Gerenciamento de Projetos - Como Definir e Controlar o Escopo do Projeto Xavier, Carlos Magno da Silva, 2005, SARAIVA 19. The Fast Forward MBA in Project Management Eric Verzuh, 2005, 20. The AMA Handbook of Project Management Paul C. Dinsmore, Jeannette Cabanis, 2005, 21. Gerenciamento de Projetos Guia do Profissional Vol. 1: Abordagem Geral e Definição de Escopo Ecthos - Marcus Possi, 2006, BRASPORT 22. Gerenciando projetos de desenvolvimento de software com PMI, RUP e UML José Carlos Cordeiro Martins, 2006, BRASPORT 23. Exame PMP A Bíblia - Manual para certificação Claudio Adonai Muto / Bruno Taveira Pereira, 2006, BRASPORT 24. Gerenciamento do Escopo em Projetos Valle, A., Soares, C., Finocchio Junior, J., Silva, L.., 2006, FGV 25. Gerenciamento de Projeto na Visão de um Gerente de Projetos Barroca Mendes, João Ricardo, 2006, CIENCIA MODERNA 26. Manual Prático do Plano de Projeto Ricardo Viana Vargas, 2007, BRASPORT 27. Gerenciamento de Projetos de Tecnologia da Informação Marconi Fábio Vieira, 2007, CAMPUS 28. Certificação PMP Armando Monteiro, 2008, BRASPORT 29. Gestão de Projetos - As melhores práticas HAROLD KERZNER, 2006, ALEXANDRE CARVALHO LIMA1

×