Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 6
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Ética e Deon...
Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 7
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Ética e Deon...
Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 8
Escola Superior de Enfermagem de Lisboa
Ética e Deon...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

03. tomada de decisão

210 visualizações

Publicada em

saude

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
210
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

03. tomada de decisão

  1. 1. Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 6 Escola Superior de Enfermagem de Lisboa Ética e Deontologia de Enfermagem II Processo de Tomada de Decisão Decisão: - fase conclusiva de um acto voluntário que sucede à deliberação e que corresponde ao momento de escolher e resolver. Dilema: dis (duas vezes) + lemme (lema, dado, permissa) - envolvimento, compromisso - escolha de entre duas alternativas igualmente indesejáveis (muito importante) - consciencialização das alternativas; - necessidade de escolher; - ex.: dilema de um filme; - incerteza da acção. Dilema Ético surge… - quando existe uma conflituosidade entre princípios éticos e bioéticos presente num quadro situacional caracterizado por 4 elementos fundamentais:  acto,  agente,  circunstâncias e  consequências. Processo de tomada de decisão é… - processo de escolher entre 2 ou mais alternativas ou - escolher uma linha de acção para resolver um problema. Etapas do Processo: - avaliação inicial; - planificação; - execução; - avaliação da decisão. Decisão Ética: - ambivalência na escolha de hipótese alternativa; - não está padronizado em livro, normal, protocolo; - não tem soluções iguais; - não há garantia de se ter escolhido a decisão certa. Que escolha devo fazer? O que devo decidir? O que quero alcançar com esta escolha? - O que devo fazer? - A que critérios devo obedecer?
  2. 2. Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 7 Escola Superior de Enfermagem de Lisboa Ética e Deontologia de Enfermagem II Julgamento Profissional: Fase I – identificação do problema - o que desencadeou o problema? - que interesses, direitos e deveres, princípios, valores e crenças estão com conflito? - que facetas são importantes e que factos não são? - que pessoas estão envolvidas? - há aspectos que vão contra a consciência de alguma pessoa envolvida? - como é que cada pessoa envolvida percepciona o problema? - que princípios e valores são importantes para uma delas? - quais são os direitos, deveres, capacidades e competências das pessoas envolvidas em relação à decisão a ser tomada? - que pessoas estão legitimadas para tomar a decisão? Fase II – planificação (formulação dos resultados esperados/desejados) - quais os resultados desejados para cada uma das pessoas envolvidas? - quais são as consequências dos mesmos? - quais são os resultados indesejados? Recursos: - princípios éticos; - legislação; - código deontológico; - literatura; - casos análogos (casos anteriores); - peritos / colegas; - consultar a Ordem dos Enfermeiros, se necessário; - Comissão de Ética. Princípios Éticos subjacentes à Tomada de Decisão: - princípios da auto-determinação (consciente e com faculdades); - princípio do bem estar; - princípio da equidade (acesso directo à Saúde).
  3. 3. Adelaide Nunes, 191, 8.º CLE, 2.º ano Processo de Tomada de Decisão 8 Escola Superior de Enfermagem de Lisboa Ética e Deontologia de Enfermagem II Fase III – identificação e selecção das opções - que opções (de acção) são possíveis? - dentro de que prazo? (vida, órgão, função); - que considerações legais cada opção levanta? (objecções) - as opções vão de encontro ao estilo de vida e aos valores das pessoas envolvidas? - lesa-se de algum direito? Quais as implicações legais?  decisão Fase IV – execução (ex.: notícias de fim de vida) - quem vai realizar as acções? - quando? - como? Fase V – avaliação - resolveu-se o problema? - emergiram outros problemas? - como é que o processo afectou as pessoas envolvidas? - há necessidade de desenvolver novas acções? - a opção foi a melhor? - a acção precipitada, visceral, instintiva, inconsciente, é uma acção cega que dificilmente me leva ao objectivo desejado; - ser responsável do ponto de vida cognitivo, no seu saber, fundamentando o que faz e porque o fez. Deveres deontológicos – o enfermeiro deve… - responsabilizar-se pelas decisões que toma e pelos actos que pratica ou delega; - proteger e defender a pessoa humana das práticas que contrariam a Lei, a Ética e o Bem comum, sobretudo quando carecidas de indispensável competência profissional. Princípios práticos de Enfermagem: - responsabilidade; - respeito pelos direitos humanos; - excelência do exercício.

×