Contratualistas

529 visualizações

Publicada em

Contratualistas

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
529
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
22
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contratualistas

  1. 1. Contratualistas Hobbes, Locke e Rousseau
  2. 2. Hobbes (1588-1679) Como agir de modo que a política se torne verdadeiramente uma ciência? • Tudo é corpo: materialismo contra a metafísica. • Estado de Natureza: um estado de guerra de cada um contra cada um. (homo homini lupus) • A necessidade de instituir um poder soberano para garantir a paz (Contrato Social) • Poder absoluto e liberdade são compatíveis. (noção de público e privado) • Principal obra: “O Leviatã” (1651)
  3. 3. Locke (1632-1704) • Estado de Natureza: liberdade e igualdade • O trabalho é o fundamento da propriedade • Necessidade de renunciar ao “estado de natureza” • Pacto Social: fundamento da autoridade política – cessão de direitos ao Estado em nome da segurança (contesta a origem divina do poder real) • Empirista: a mente é como uma folha em branco (tábula rasa) “O fim principal e capital em vista do qual os seres humanos se associam em repúblicas e se submetem a governos, é a conservação de sua propriedade.”
  4. 4. Rousseau (1712-1778) Principais Obras • 1755 – Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens • 1762 – Do contrato Social • 1762 – Emílio ou Da Educação
  5. 5. Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens As desigualdades não existem no estado de natureza (bom selvagem) O progresso técnico, origem das desigualdades entre pobres e ricos Os ricos fundam as desigualdades graças à lei “Sendo a desigualdade nula no estado natural, ela tira suas forças e seu crescimento do desenvolvimento de nossas faculdades e dos progressos do espírito humano, e se torna estável e legítima pelo estabelecimento da propriedade e das leis.”
  6. 6. Sobre o Estado: Hobbes x Locke x Rousseau Hobbes Guerra de todos contra todos Autoritário: tutela a população (Absolutismo) Locke Os desejos podem superar a razão e expor a sociedade a riscos “Autorizado” a exercer o controle social (contesta a origem divina do poder) Rousseau Estado de harmonia. Existência de diferenças, não de desigualdades. Ao ser “autorizado” a manter o controle social, legitima as desigualdades Sobre o estado de Natureza Sobre Estado
  7. 7. A propriedade para Locke: Necessário para manter a sobrevivência e manter a paz para Rousseau: origem da desigualdade e da guerra
  8. 8. A Lei para Locke: instrumento de garantia da paz para Rousseau: instrumento de legitimação da desigualdade.
  9. 9. Do Contrato Social 1. Vontade Geral: seu exercício supõe a participação de todos os membros da comunidade política. 2. Pacto Social, pacto de associação e não de submissão 3. Crítica ao direito de escravidão: princípio de igualdade das liberdades 4. A força não pode fundar o direito, ela estabelece apenas ligações precárias entre as pessoas. Faz submeter, não consentir. 5. Crítica da representação no legislativo: a vontade geral é o único princípio de legitimidade das leis. 6. Religião civil: inscrever a virtude cidadã no coração dos seres humanos. “O ser humano nasceu livre e por toda parte encontra-se nos grilhões”
  10. 10. Emílio ou Da Educação EDUCAÇÃO Como o indivíduo se torna um cidadão? Como é possível que o homem tome decisões pensando no bem comum?

×