2014 15 avaliacao-be_final

2.107 visualizações

Publicada em

Orientações - Avaliação da Biblioteca Escolar de acordo com MABE (2013-17)

Orientações para 2014-15

Publicada em: Educação
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.107
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.060
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2014 15 avaliacao-be_final

  1. 1. Avaliação da Biblioteca Escolar Reflexão / Orientações 2014/2015
  2. 2. Ciclo avaliativo 2014 / 2017 CICLO AVALIATIVO 2 Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 2
  3. 3. Descrição do modelo de avaliação Domínioseindicadores Discriminação 3 Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 3
  4. 4. 4Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Articulação do modelo de avaliação com… Modelodeavaliaçãodabibliotecaescolar:2014- 2017 • Domínio A – Currículo, literacias e aprendizagem • Domínio B- Leitura e Literacia • Domínio C - Projetos e Parceiras • Domínio D - Gestão da Biblioteca Escolar ReferencialAprendercomabiblioteca escolar • A. Literacia da leitura • B. Literacia dos média • C. Literacia da informação QuadroestratégicodoProgramaRedede BibliotecasEscolares2014|2020. • 13 Padrões de Qualidades • 6 áreas prioritárias para 2014-15
  5. 5. Grandes linhas estratégicas para 2014| 2015 Áreas Prioritárias – Quadro Estratégico 2014- 2012 http://www.rbe.mec.pt/np4/qe.html Definido um conjunto de padrões de qualidade para as bibliotecas escolares [13]: Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 5
  6. 6. 6Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Articulação do modelo de avaliação com… Domínios MABE Padrões [Quadro Estratégico 2014-2012] Domínio A – Currículo, Literacia e aprendizagem 1. Lugares de conhecimento e inovação, capazes de incorporar novas práticas pedagógicas; 2. Espaços de integração social, indispensáveis ao combate à exclusão e ao abandono escolar. Domínio B – Leitura e Literacia 3. Locais de formação e desenvolvimento da competência leitora, condição de todo o conhecimento; 4. Focos difusores do gosto e do prazer de ler, fundamentais à construção de hábitos de leitura. Domínio A – Currículo, Literacia e aprendizagem 5. Áreas de ensino, essenciais à formação para as literacias digitais, dos média e da informação. Domínio D – Gestão das Bibliotecas Escolares 6. Núcleos de apoio pedagógico, cruciais ao cumprimento dos objetivos educativos da escola.
  7. 7. 7Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Articulação do modelo de avaliação com… Dominios MABE Padrões Domínio D – Gestão das Bibliotecas Escolares 7 . Ambientes flexíveis, adaptados às mudanças tecnológicas e às necessidades dos utilizadores. 8. Estruturas lideradas por profissionais qualificados, aptos a responder às exigências funcionais e pedagógicas da escola. 9. Serviços de informação com conteúdos e recursos tecnológicos capazes de responder à mudança. C. Projetos e parcerias 10. Redes dinâmicas sustentadas em práticas consistentes e enraizadas na comunidade. 11. Sistemas de cooperação com a sociedade, promotores da partilha de recursos e de saberes. Domínio D – Gestão das Bibliotecas Escolares 12. Organizações inclusivas, garantes da igualdade no acesso a serviços e recursos de informação. 13. Unidades de gestão, orientadas para a qualidade e a excelência.
  8. 8. modelo de avaliação … operacionalizar Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 8 Domínio B – Leitura e Literacia 3. Locais de formação e desenvolvimento da competência leitora, condição de todo o conhecimento; 4. Focos difusores do gosto e do prazer de ler, fundamentais à construção de hábitos de leitura. Indicadores B.1 - Criação e promoção da competência leitora de dos hábitos de leitura B. 2 - Atividades e projetos de treino e melhoria das capacidades associadas à leitura. Referencial A. Literacia da leitura exemplo
  9. 9. Tabelas do Referencial Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 9
  10. 10. Planear e avaliar [MABE – PABE e Referencial …]  Análise dos curricula [ exemplo: cruzamento dos descritores definidos no Referencial e os descritores previstos nas metas curriculares da disciplina/área de conhecimento selecionada]  Leitura conjunta das tabelas do referencial [trabalho colaborativo]  Seleção da (s) área (s) e dos indicadores adequados às atividades/ projetos (A BE deve trabalhar as 3 áreas)  Identificação e planificação do conjunto de atividades/ projetos (matriz = referencial)  Identificação e criação de ferramentas, recursos e instrumentos de avaliação ( que já utilizem e disponibilizados pela RBE)  Aplicação:  Realização das atividades/ projetos  Monitorização e avaliação das aprendizagens Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 10
  11. 11. Metodologia de operacionalização Vamos Avaliar – em 2014-2015 Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 11
  12. 12. Fases –etapas do processo de avaliação Avaliarem2014-2015 Metodologiadeoperacionalização 1. Planeamento  Definição da amostra - identificação  Aplicação de Questionários 2. Recolha / Análise - interpretação de dados e de evidências 3. Elaboração do Relatório [aplicação informática] / Atribuição de Níveis 4. Apresentação / Aprovação do Relatório / Divulgação dos resultados  Plano de Melhoria  Articulação da avaliação da BE com a avaliação interna e externa da escola 12Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)
  13. 13. Fases –etapas do processo de avaliação 1.Planeamento 1. Elencadas as fontes e instrumentos de recolha de informação (identificadas no modelo para cada indicador, ou outras) 2. Estabelecida uma calendarização que organize temporalmente as ações a desenvolver… por exemplo:  Definição da amostra  Aplicação de Questionários  ….. Nota: planeamento deve ser articulado com a direção e envolver a escola. Deve ainda ser feita uma distribuição de tarefas entre os elementos que, sob orientação do professor bibliotecário, vão operacionalizar as ações necessárias à condução do processo; Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Fazer uma tabela organizadora? 13
  14. 14. Fases –etapas do processo de avaliação 1.Planeamento Definiçãodaamostra  Deve ser representativa, abrangendo a diversidade de género, ciclos e áreas curriculares dos alunos e os diferentes departamentos e áreas disciplinares, no caso dos professores. Ver - Guia de apoio à elaboração do relatório  Critérios para definição da amostra: • Docentes: todos os docentes servidos pela biblioteca escolar; • Alunos: 10% ou mais do número total de alunos servidos pela biblioteca escolar (em escolas de menor dimensão, a amostra deve ter, pelo menos, um mínimo de 60 alunos); • Pais/ EE: 10% ou mais, refletindo a diversidade da amostra constituída para os alunos (esta consulta apenas se aplica em estabelecimentos da Educação Pré-escolar e escolas dos 1º e 2º ciclos, sendo facultativa no 3º Ciclo do Ensino Básico). 14Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)
  15. 15. Fases –etapas do processo de avaliação 1.Planeamento AplicaçãodeQuestionários O Modelo de Avaliação integra:  QA- Questionário aos alunos  QD- Questionário aos docentes  QDI - Questionário à direção  QEE- Questionário aos pais e encarregados de educação  Nota: Nos vários domínios é feita referência aos questionários adequados a cada indicador [obrigatórios]. Para além destes questionários, cada equipa pode decidir utilizar outros instrumentos que considere pertinente 15Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)
  16. 16. Fases –etapas do processo de avaliação 2.Recolha/Análise dedadosedeevidências  Recolha  Gradualmente devem ser recolhidos dados para evitar a concentração deste trabalho no final do ano letivo.  Análise (deve):  ser crítica  traduzir-se na elaboração de evidências claras e avaliativas, não meramente descritivas 1630 de Novembro 2013Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)
  17. 17. Fases –etapas do processo de avaliação 3.ElaboraçãodoRelatório[aplicação informática]/AtribuiçãodeNíveis  Atribuição de um nível faz-se:  por comparação dos dados e informações obtidos no processo de avaliação com os descritores de qualidade da ação da biblioteca (fatores críticos de sucesso)  com os impactos resultantes dessa ação (elencados para cada domínio);  com os perfis que sintetizam e tipificam os desempenhos de cada domínio – Ver pag.50-55 e Guia de apoio à elaboração do relatório • In Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares 2014-2020, págs. 17 e 18 17Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)
  18. 18. Fases –etapas do processo de avaliação 3.ElaboraçãodoRelatório[aplicação informática]/AtribuiçãodeNíveis  Elaboração do relatório:  os relatórios de avaliação são um instrumento privilegiado de comunicação dos resultados de avaliação  deverão ser apresentados à direção, ao conselho pedagógico e integrar os instrumentos de avaliação interna da escola  preveem a indicação de uma súmula das etapas desenvolvidas ao longo do ciclo de avaliação, os níveis obtidos e as recomendações do conselho pedagógico  os relatórios da escola sede inclui um quadro síntese global do relato de avaliação realizada ao nível de cada agrupamento • In Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares 2014-2020, págs. 18 e 19 • 19Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 19
  19. 19. Relatório [plataforma]elaboraroRelatório 20Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Destaque: Guia de apoio à elaboração do relatório 20
  20. 20. elaboraroRelatório 21Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 21 Referente ao PLANO DE MELHORIA 2013-14 Relatório [secção A] Há sempre informação disponível…
  21. 21. elaboraroRelatório 22Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 22 Notar:  avaliação realiza-se em cada biblioteca tendo por referência a escola em que esta se situa e a população abrangida pelos seus serviços.  A questão da Amostra… Relatório [secção B e C]
  22. 22. Relatório [plataforma – secção D] elaboraroRelatório 23Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Perfis de Desempenho Identificada a situação que enquadra e caracteriza este desempenho, a biblioteca em avaliação atribui um nível de 1 a 4 a cada um destes perfis. Ver Guia de apoio à elaboração do relatório São sempre indicadas as questões do (s) inquérito (s) que ajudam a responder … 23
  23. 23. Relatório [plataforma – secção E] elaboraroRelatório 24Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) A aplicação informática realiza automaticamente a média dos perfis por domínio e calcula, pelo mesmo processo, o resultado global da avaliação nos quatro domínios. 24
  24. 24. Relatório [plataforma – secção E] elaboraroRelatório 25Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Análise (deve):  ser crítica  traduzir-se na elaboração de evidências claras e avaliativas, não meramente descritivas. 25
  25. 25. Relatório [plataforma – secção F] elaboraroRelatório 26Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) Inquérito ao PB:  é feito diretamente na plataforma – refere-se a todos os domínios  Está de acordo com a escala – basta selecionar 26
  26. 26. Relatório [plataforma – secção G] - Agrupamentos elaboraroRelatório 27Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) In Modelo de Avaliação das Bibliotecas Escolares 2014-2020, pág. 77 A reter: Quadro síntese dos resultados gerais das BE do agrupamento A informação é processada automaticamente –submeter previamente o(s) relatório(s) da(s) BE que não são sede 27
  27. 27. Calendarização Avaliação(síntese) Aplicaçãoem2014/2015  Outubro 2014: definição das bibliotecas a Avaliar (obrigatoriedade de serem avaliadas as com PM)  Plataforma RBE (sistema de Informação):  17 Outubro 2014 - disponibilização da aplicação no SI;  22 de maio– encerramento dos questionários  10 de julho de 2015 – submissão do relatório e encerramento da aplicação. 28Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014) 28
  28. 28. Bibliografia de Apoio PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Modelo de avaliação da biblioteca escolar: 2014-2017 [Em linha]. Lisboa: RBE. 15-11-2013. [Consult. 16-10-2014] Disponível em WWW: <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/mabe .html>. PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar [Em linha]. Lisboa: RBE, atual. 20-11-2012. [Consult. 16-10-2014] Disponível em WWW: <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/conteudos/681.html> PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: Aprender com a biblioteca escolar: enquadramento e conceção [Em linha]. Lisboa: RBE, atual. 20-11-2012. [Consult. 16-10-2014] Disponível em WWW: <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/697.html> PORTUGAL. Ministério da Educação e Ciência. Gabinete da Rede Bibliotecas Escolares. Portal RBE: MABE: instrumentos de recolha de informação [Em linha]. Lisboa: RBE, atual. 17-10-2014. [Consult. 12-11-2014] Disponível em WWW: <URL: http://www.rbe.mec.pt/np4/1083 .html> Guia de apoio à elaboração do relatório (disponível no sistema de informação)
  29. 29. Escolas Biblioteca (s) Informação Conhecimento Aprendizagem Biblioteca ESCOLA Trabalhando para a melhoria 30Cibe RBE: Helena Duque (outubro/novembro 2014)

×