Apresentação data popular poa

665 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
665
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação data popular poa

  1. 1. DEZ ANOS DANOVA CLASSE MÉDIA
  2. 2. Após conduzir inúmeras pesquisas sobre o mercado popular, liderar processos de inovação deprodutos, auxiliar no desenvolvimento de marcas e planos de marketing para companhiasnacionais e multinacionais, o DATA POPULAR é hoje referência absoluta no desenvolvimentode pesquisas e estratégias de negócio para as classes C, D e EO DATA POPULAR foi a primeira empresa brasileira a seespecializar no mercado de baixa renda
  3. 3. O Data Popular atende as maiores e maisexigentes empresas que atuam no BrasilA diversidade de áreas deatuação de nossosclientes trouxe paraempresa a capacitaçãoe a experiência de atuarno estudo e nodesenvolvimento deestratégias de negóciona grande maioria dossegmentos da economianacional
  4. 4. DIFICULDADES EM LIDAR COM A NCMO BRASIL E A NOVA CLASSE MÉDIANCM 1835
  5. 5. DIFICULDADES EM LIDAR COM A NCMO BRASIL E A NOVA CLASSE MÉDIANCM 1835
  6. 6. Critério de Renda Per CapitaMédia da Renda FamiliarRenda Familiar média Renda por Pessoa - faixasA1 R$ 25.308,50 De R$ 5.950,01 maisA2 R$ 11.632,33 De R$ 2.600,00 a R$ 5.950,00B1 R$ 7.320,28 De R$ 1.925,00 a R$ 2.599,99B2 R$ 5.272,54 De R$ 1.250,00 a R$ 1.924,99C1 R$ 3.379,08 De R$ 770,50 a R$ 1.249,99C2 R$ 1.829,18 De R$ 291,00 a R$ 770,49D R$ 824,77 De R$ 71,00 a R$ 290,99E R$ 256,41 Até R$ 70,99Valores inflacionados para agosto de 2011 pelo IPCA
  7. 7. Mudanças na Estrutura SocialBrasileiros das classes D e E tendem a migrar para a classe C, queserá predominante em 2014Evolução da distribuição populacional entre as classes sociais no Brasil (em %)181 milhões 193 milhões 197 milhõesFonte: Data Popular a partir da PNAD – IBGE
  8. 8. Fonte:DataPopularàpartirdosmicrodadosdaPNADeCensoIBGENORTEHabitantes: 16,0 milhõesCENTRO-OESTEHabitantes:14,3 milhõesNORDESTEHabitantes:53,7 milhõesSUDESTEHabitantes:81,5 milhõesSULHabitantes: 27,6milhõesClasse % Pop.2004 2011E 9% 4%D 53% 41%C 33% 47%B 4% 6%A 1% 2% Brasil 2011:193 milhões deHabitantesPopulação Brasileira nas regiões do paísClasse % Pop.2004 2011E 3% 1%D 40% 25%C 46% 58%B 7% 10%A 4% 6%Classe % Pop.2004 2011E 3% 1%D 30% 18%C 56% 64%B 8% 12%A 3% 5%Classe % Pop.2004 2011E 3% 1%D 34% 20%C 51% 63%B 8% 11%A 4% 5%Classe % Pop.2004 2011E 17% 8%D 56% 47%C 24% 39%B 2% 4%A 1% 2%
  9. 9. O PODER ESTÁ COM...O BRASILCrescimento do PIBde 2002 a 2010Países ricos Brasil
  10. 10. Distribuição das redes sociais por classeExiste uma certa homogeneidade na distribuição das redes sociais por faixas de renda. Ainda quepossua maior participação nas três grandes comunidades virtuais, as pessoas da Nova Classe MédiaBrasileira têm mais força no Orkut e no Facebook. A Alta Renda contribui cerca de 20% em cada umadelas, com percentuais próximos dos verificados para as participações da Baixa Renda.orkut facebook twitterAlta Renda Baixa RendaNova Classe MédiaAlta RendaBaixa RendaNova Classe MédiaAlta Renda Baixa RendaNova Classe Média
  11. 11. Vídeo dados gerais da Nova Classe Média
  12. 12. COM OS NEGROS E OSJOVENS SABEMOS QUEO BRASIL NOS ÚLTIMOSANOS SOFREUPROFUNDASMUDANÇAS SOCIAIS DESUA HISTÓRIA
  13. 13. Crescimento da massa de renda da Nova Classe Média Brasileira em 10 anos (2001-2011)AUMENTO DA RENDA
  14. 14. 30,739,250,976,684,869,360,849,123,415,2EDCBANÃO NEGROS NEGROSO BRASIL DE VERDADE É NEGROE CADA VEZ TEM MAISORGULHO DISSO
  15. 15. OS NEGROSMOVIMENTAM HOJER$ 673 BILHÕES PORANO20,2%43,8%61,2%79,8%56,2%38,8%AB C DENegros Não-Negros% DA MASSA DE RENDA
  16. 16. O BRASIL DEVERDADE É JOVEM17%18%25%34%45% 2%
  17. 17. Os jovens da nova classe média têmuma inserção social melhor do queseus pais tiveram:1. Seu déficit educacional em relação à elite émenor do que o das gerações anteriores2. Têm amplo acesso à internet, e às oportunidadesrelacionadas a ela (informação, relacionamento,trabalho...)3. Sua colocação no mercado de trabalho é menosdesigual do que a dos mais velhos
  18. 18. 11,6%54,9%84,3%Emergentes Classe Média EliteD e 1 8 a t é 2 5 a n o s% de jovens entre 18 e 25 anos que estão emuma faculdade – Por classe social7,3%63,1%29,6%EmergentesClasse MédiaEliteParticipação por classe dos jovens entre 18 e 25anos que estão em uma faculdadeFonte: Data Popular à partir da PNAD – IBGEFica bastante evidente a inserção de jovens no ensino superior conforme subimos de classe.Entretanto, para cada 10 jovens que estão em uma faculdade 6 são da Classe Média Jovens na faculdade
  19. 19. A diferença de rendaentre pais e filhos nasdiferentes classes,demonstra o pesodo poder de consumodos jovens na baseda pirâmideFonte: “Tendências da Maioria”– PNAD,Renda média individualClasse A Classe CPaiFilhoR$ 100,00R$ 11,00R$ 100,00R$ 53,00Tem mais voz dentro de casaC: 68% estudou mais do que os paisDe cada R$100,00 que opai ganha, ofilho ganha...
  20. 20. Desigualdade e GeraçõesNo mundo do trabalho a diferença entre elite e classemédia também é menor entre os mais jovensQuanto menor a idade, menos desigual é a distribuição darenda do trabalho e o acesso à carteira assinada2,0%15,2%19,5%18 a 25 anos38 a 45 anos48 a 55 anosVantagem AB/C: carteira assinada(entre os que trabalham)111,9%265,3%323,8%18 a 25 anos38 a 45 anos48 a 55 anosVantagemAB/C: renda do trabalho:
  21. 21. Desigualdade e GeraçõesNo acesso à tecnologia os jovens da classe médiaestão muito próximos da eliteAs gerações mais velhas da classe média sofrem de um grandedéficit de tecnologia, que não se reproduz entre os mais jovens:30,4%115,3%215,9%18 a 2538 a 4548 a 55VantagemAB/C: Acesso à Internet:21,2%28,0%43,2%18 a 2538 a 4548 a 55VantagemAB/C: Posse de Celular:
  22. 22. O QUE NEMTODOSSABEM É QUE AMULHER DA NOVACLASSE MÉDIA FOI ESERÁ A GRANDEPROTAGONISTA DASMUDANÇAS DO NOSSOPAÍS
  23. 23. O aumento do protagonismo femininonos processos de decisão estãodiretamente ligado a sua independênciafinanceiraO aumento das responsabilidades damulher tem obrigado uma redefiniçãodos papeis de gênero no dia-a-dia dasfamília de baixa renda
  24. 24. AS MULHERES SÃO AS GRANDESPROTAGONISTAS DA NOVA CLASSE MÉDIABRASILEIRA! São MAIS ESCOLARIZADAS do que oshomens da mesma classe CHEFIAM MAIS FAMÍLIAS do que asmulheres de elite CONTRIBUEM MAIS PARA A RENDA FAMILIARdo que as mulheres do topo da pirâmide ADMINISTRAM o orçamento doméstico eDECIDEM a maior parte dos gastos ecompras da família
  25. 25. 25% do total da rendada classe A vem da Mulher,enquanto na classe Dchega a 44%42% 36% 33% 26% 22%E D C B AClasse socialMulheres chefesde famíliaChefia feminina na família por classe socialChefes de família
  26. 26. A AUTO-ESTIMA VAI MUITOALÉM DA BELEZA, ESTÁATRELADA AO SENTIMENTO DEPERTENCIMENTO E INCLUSÃO,SENDO UMA DAS FORMAS DEDIMINUIR AS BARREIRASÉTNICAS QUE GERAMPRECONCEITO DE CLASSE
  27. 27. Influência da mulher nas compras86% Alimentos quevocê consomeProdutos de higiene e belezaque você consomeSeu vestuário(roupas e sapatos)Carro ou moto dafamíliaProdutos detecnologiaQual o grau de influência de sua esposa nas decisões de compra:(Homens casados/ moram juntos)Segundo os homens, a esposaexerce influência significativaem importantes esferas da suavida
  28. 28. Vídeo quem é que manda?
  29. 29. DIFICULDADES EM LIDAR COM A NCMO BRASIL E A NOVA CLASSE MÉDIANCM 1835
  30. 30. A ELITE NÃOENTENDE A NOVACLASSE MÉDIA
  31. 31. Valores: Elite X NCMFonte: Data Popular - 18.356 entrevistas / Junho 201121 25447166 628086020406080100Vizinhos Brasilidade Pesquisar preço EducaçãoElite NCM
  32. 32. Vídeo discurso Classe A X Classe C
  33. 33. O BRASIL DEVERDADE FALAOUTRA LÍNGUA“Ginga e fala gíria,Gíria não dialeto” –Música Negro Drama
  34. 34. Para esse público, as relações são mais importantes que o indivíduo Foco na família e nos amigos Tomada de decisões a partir de informações e opiniõesde confiança Ligação com o bairro e a vizinhança Sacrifício, esforço e determinação Mercado de trabalho como alavanca de transformaçãoSolidariedade, fé e religiosidade Preocupação com a moradia Batalha para educar os filhos e garantir um futuro melhorValores da Nova Classe Média
  35. 35. OTIMISMO E FUTURO5365605980 78"ELITE" "CLASSE MÉDIA" "POVÃO"20022011Índice de otimismo geral – 2004 X 2011A NOVA CLASSE MÉDIA É MAIS OTIMISTA QUE A ANTIGA
  36. 36. Vídeo melhorias no consumo e na vida
  37. 37. OS SONHOS VIRARAM METAS!E essas metas são, pouco a pouco,alcançadas pela nova classe média brasileira!Democratização das categorias deconsumo: produtos considerados de luxo eque apenas estavam no universo da AltaRenda já fazem parte da NCM: TV de Plasma,viagens internacionais, perfumes e bebidas importadasAs novas aspirações são muito maiores:Universidade, Estrutura Familiar, NegócioPróprio...
  38. 38. Vídeo realização de sonhos
  39. 39. Total de categorias diferentes de produtos ao longo do anoAB C DE2002 35 28 212005 37 34 292010 43 40 39O CARRINHO DE COMPRAS DOBRASILEIRO ESTÁ CHEIO DE NOVOSPRODUTOS
  40. 40. Custo X BenefícioDistribuição de preços na cesta decompras
  41. 41. “PLURI”
  42. 42. de inclusãoTradicionalEmergenteSEMPRE CONSUMIU:BUSCAPASSOU A CONSUMIR:BUSCA• Exclusividade• Diferenciação• Consumo do intangível• Menos fiel• Mais solitário• Vergonha do desconto• Prazer em ostentar• Inclusão• Pertencimento• Vantagens e razões concretas• Mais fiel• Mais solidário• Orgulho do desconto• Prazer em oferecerO consumidor emergenteaspira um sonho que estáao alcance das mãos
  43. 43. Vídeo poder de consumo da Classe C
  44. 44. Os padrões de beleza são distintosAs referências estéticas sãodiferentes . O padrão de belezavalorizado pela elite é amagreza, enquanto osemergentes preferem as curvasexuberantes.Duas musas, a mesma cor e signos diferentes
  45. 45. As vitrines das lojas são diferentesAs vitrines expõem suas roupasde formas distintas. O padrãoestético da elite é a unicidade,enquanto o dos emergentes é amultiplicidade de ofertas.A exposição singular em contraposição à plural
  46. 46. Os hábitos alimentares seguem signos diferentesAs referências alimentarestambém são distintas . Oprato da elite tende aapresentar menoscarboidratos, enquanto osemergentes valorizam afartura e a variedade.A mistura como ponto em comum
  47. 47. Vídeo dissonância cognitiva (em espanhol)
  48. 48. QUAIS ASESTRATÉGIAS DASEMPRESAS PARAFAZEREM SUCESSO NOMERCADOEMERGENTE?
  49. 49. RELACIONAMENTOTecnologia e política de relacionamentoCAPILARIDADEDisponibilização do produto / serviço em local de fácil acesso ao consumidorCLAREZA, DIDATISMO E TRANSPARÊNCIAComunicação clara e honestidade nas promessaIDENTIFICAÇÃO E PARCERIAUtilizam referências próximas e exemplificam com base narealidade do consumidorPRESTAÇÃO DE SERVIÇOQue seja percebido como relevante pelo consumidorPREÇO JUSTOCompatível com a entregaPráticas de sucesso – com o consumidor emergente
  50. 50. Vídeo do congresso – importância da Classe C
  51. 51. POR FIM ...NO BRASIL EMERGENTE,NENHUMA EMPRESA É LÍDER DEMERCADO SEM CONQUISTAR ANOVA CLASSE MÉDIA
  52. 52. BRASIL DE VERDADEPESQUISA, ESTRATÉGIA E INOVAÇÃO PARA OMERCADO EMERGENTE BRASILEIRORenato Meirelles e Wagner Sarnellirenato@datapopular.com.br | wagner@datapopular.com.br | 55 11 3218-2222

×