PACTO PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO
ESCOLA ESTADUAL ADOLFO AUGUSTO DE MORAES
PROF. HEDER DE OLIVEIRA SILVA
ATIVIDADE...
São suportes fundamentais para nortear o nosso fazer pedagógico visando atender aos
objetivos educacionais.Faz-se necessár...
Importante para o desenvolvimento cognitivo pedagógico, projetos para melhorar na
aprendizagem dos alunos
As DCN’s e as OC...
MELHORIAS NA ESTRUTURA E INFRAESTRUTURAS; MELHOR RELAÇÃO
ENTRE OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO E GESTÃO; PARTICIPAÇÃO DOS
PAI...
Compromisso, respeito, ética, limites. "A escola não tem outra saída senão abrir suas
portas como ponto de disseminação de...
Embora não existam indicadores palpáveis para responder o perfil dos alunos, temos
alunos (as) de todas as classes sociais...
Sim, buscando o ensino, o entendimento, a compreensão, habilidades, sempre se
atualizando para que o nosso aluno entre na ...
Sim, cada mudança depende muito de todas as pessoas envolvidas no sistema, se cada
uma fazer a sua parte e todas tiverem d...
trabalhador ).Para que isso aconteça, deve-se envolver a classe estudantil na escolha dos
conteúdos que serão trabalhados ...
Existem várias maneiras de se chegar a universalização do ensino médio, na minha
opinião precisamos montar estratégias par...
sente, dizer o que pensa sobre as aulas.... além disso, o professor pode recorrer a
pesquisas a cada bimestre perguntando ...
momento,desde que o professor saiba agir com sabedoria. Sempre de forma educada,
sem perder autoridade, mas demonstrando q...
As aulas de Geometria geralmente são marcantes, sobretudo quando os estudantes
aprendem a utilizar corretamente à régua, c...
Sempre gostei da aula de educação física porque a professora sabia cativar os alunos nos
momentos dos jogos e brincadeiras...
meu momento não consegui ter um bom êxito. É essencial que professores jamais façam
isso.
SERÁ QUE O QUE SE CONVERSA PELA ...
Acredito que o jovens usam as redes sociais para conversar sobre seus gostos,suas
opiniões e pelo fato de que não estão ca...
nosso modo de agir na sociedade, que é parte de uma nação, que é parte de um
continente, e tudo está interligado a um sist...
QUAL A IMPORTÂNCIA DO ENEM PARA AS AÇÕES
DESENVOLVIDAS NA ESCOLA? ELE É UTILIZADO PARA A
CONSTRUÇÃO DO PLANO DE AÇÃO INDIV...
Da forma que o ENEM é aplicado atualmente ele quase não tem importancia para os
alunos da escola, pois se não conseguirem ...
Propiciar o pleno desenvolvimento intelectual do estudante, o preparo para exercer a
cidadania, qualificação para o trabal...
visa uma escola de gestão democrática, que tudo e decido pela comunidade escolar,
envolvendo, direção , dar sentido ao seu...
Fazer com que os alunos tenham uma escola de qualidade para obter cidadãos críticos,
éticos e criativos.
A proposta curric...
TENDO COMO TEMA NORTEADOR O "TRABALHO",
APRESENTE CONTEÚDOS DO SEU COMPONENTE CURRICULAR
POSSÍVEIS DE SEREM TRABALHADOS.
L...
A Escola dos meus sonhos de Frei Beto é uma escola modelo que todos gostariam de
copiar, porém a nossa demorará muito a te...
as habilidades por determinadas atividades.Essas atividades que parte da realidade pode
ser contextualizada dentro de toda...
Data Contagem
16 de fevereiro de 2015 1
23 de fevereiro de 2015 1
24 de fevereiro de 2015 1
1 de março de 2015 1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01

347 visualizações

Publicada em

PACTO

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atividades relativas aos livros 01, 02, 03 e 04 etapa 01

  1. 1. PACTO PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO ESCOLA ESTADUAL ADOLFO AUGUSTO DE MORAES PROF. HEDER DE OLIVEIRA SILVA ATIVIDADES RELATIVAS AOS LIVROS 01, 02, 03 E 05 DA 1ª ETAPA NOMES David Rogerio Ferreira. Fátima Aparecida Oliveira da Silva Leidiane Francisca de Oliveira Lucimary karoline de Souza Freitas Ângela Cristina Souza de Oliveira Patricia Valéria da Silva Alves de Almeida Fatima Ramos Marcelo da Costa Soares Irani Alves de Souza. Hélida Aparecida Falcão Pereira HEDER JONAS ALVES EDILUCY OLIVEIRA SANTANA DA SILVA eunice maria bufalo Fagner Roberto Ávila de Campos Edith Alves da Conceição Claudemir Favin Clarita Maidana Rocha Deusabete Ferreira da Silva jucélia QUAL A IMPORTÂNCIA DAS DCNEMs E OCs PARA O DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES PEDAGÓGICAS DA ESCOLA? Nos faz refletir sobre nossas ações em sala de aula,aumentando as possibilidades de transformações no âmbito escolar que é tão necessário na atualidade. O momento exige mudanças e é preciso nos preparar para que isso ocorra de forma segura e tranquila. Serve para nortear as ações desenvolvidas dentro do âmbito escolar. ELAS DIRECIONAM OS TRABALHOS A SEREM DESENVOLVIDOS NO SEI DA ESCOLA E DAS RELAÇÕES NECESSÁRIAS PARA A GARANTIA DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO. elas servem como norte, para formação dos educadores,maior acompanhamentos das escolas por partes Órgãos responsáveis, realizando estudos e encontros entre educadores, desenvolvendo ações positivas. Através delas podem suscitar, tornando um instrumento mais fundamentado, e mais compreensível para orientar os professores na elaboração da Proposta Política Pedagógica, contextualizando também as Áreas de Conhecimento e seus respectivos, componentes curriculares, nos eixos do conhecimento,trabalho e cultura, articulando as capacidades de pensar,de relacionar-se, de estudar e desenvolvendo assim, a afetividade.
  2. 2. São suportes fundamentais para nortear o nosso fazer pedagógico visando atender aos objetivos educacionais.Faz-se necessário discutir o currículo como são abordados os conteúdos, tempo necessário. Considerar a partir de um diagnóstico quem é o público, analisar a diversidade para construir um currículo de qualidade. De acordo com as DCNEM "O projeto político-pedagógico da escola traduz a proposta educativa construída pela comunidade escolar no exercício de sua autonomia, com base no diagnóstico dos estudantes e nos recursos humanos e materiais disponíveis, sem perder de vista as orientações curriculares nacionais e as orientações dos respectivos sistemas de ensino. É muito importante que haja uma ampla participação dos profissionais da escola, da família, dos estudantes e da comunidade local na definição das orientações imprimidas nos processos educativos. Este projeto deve ser apoiado por um processo contínuo de avaliação que permita corrigir os rumos e incentivar as boas práticas." Tem como objetivo direcionar nossas ações afim de trazer melhorias para o espaço escolar. para auxiliar na formação de professores. Acompanhar mais de perto das escolas por partes Órgãos responsáveis, elaborando atividades em busca de aperfeiçoamentos dos educadores. Conforme essas Diretrizes, as dimensões do trabalho, da ciência, da cultura e da tecnologia inserem o contexto escolar no diálogo permanente com os sujeitos e com suas necessidades em termos de formação, sobretudo pelo fato de que tais dimensões não se produzem independentemente da sociedade e dos indivíduos. : Faz-se necessário discutir o currículo como são abordados os conteúdos, tempo necessário. Considerar a partir de um diagnóstico quem é o público, analisar a diversidade para construir um currículo de qualidade. De acordo com as DCNEM "O projeto político-pedagógico da escola traduz a proposta educativa construída pela comunidade escolar no exercício de sua autonomia, com base no diagnóstico dos estudantes e nos recursos humanos e materiais disponíveis, sem perder de vista as orientações curriculares nacionais e as orientações dos respectivos sistemas de ensino. É muito importante que haja uma ampla participação dos profissionais da escola, da família, dos estudantes e da comunidade local na definição das orientações imprimidas nos processos educativos. Este projeto deve ser apoiado por um processo contínuo de avaliação que permita corrigir os rumos e incentivar as boas práticas." (página 32, em 6.5 Gestão democrática) É nortear os professores como desenvolver as ações pedagógicas da melhor maneira possível no decorrer do ano letivo. É importante na medida em que dissemina a cultura para o desenvolvimento de um currículo mais dinâmico e flexível, que contemple a interface entre os conhecimentos das diferentes áreas e a realidade dos estudantes, atendendo suas necessidades e expectativas. Aumentar o grau de aprendizagem dos alunos através da troca de ideias, conhecimentos, socialização, interdisciplinaridade. Esses documentos é de suma importância para organizar e desenvolver todas as ações pedagógicas da escola, pois servem de um ponto norteador para tal desenvolvimento. Acredito que as DCNEMs E OCs existam para dar direcionamento para os profissionais da educação, através desses e dos órgãos responsáveis pela educação é feito também o direcionamentos e desenvolvimento das ações na escola, como o estudo e aperfeiçoamento dos professores na formação continuada. As DCNEMS e as OCs deveriam funcionam como eixos norteadores do planejamento das ações pedagógicas da escola.
  3. 3. Importante para o desenvolvimento cognitivo pedagógico, projetos para melhorar na aprendizagem dos alunos As DCN’s e as OC’s são normas que norteiam os currículos de modo assegurar a formação básica comum. Elas também consideram a questão da autonomia da escola em elaborar sua proposta pedagógica que vem de acordo com os anseios da comunidade escolar. O desenvolvimento cognitivo, que se caracteriza pela consolidação e pelo aprofundamento Importante porque, através dos conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos, e pela preparação básica do educando para o trabalho e a cidadania. E, aponta o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico, bem como a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina. São elas que orientam todo o trabalho que será desenvolvido dentro da escola em todo o ano letivo, atendendo as necessidades e expectativas dos estudantes. QUAIS OS PRINCIPAIS DESAFIOS QUE NECESSITAM SER ENFRENTADOS PELA ESCOLA ADOLFO, PARA GARANTIR ENSINAGEM DE QUALIDADE? A infraestrutura física da escola é um dos principais problemas a ser enfrentado no momento, além disso tem também a desmotivação pelo ensino e aprendizagem que reflete no rendimento baixo da aprendizagem. uma reforma geral tanto na estrutura física como pedagógica. É importante saber envolver os jovens nas decisões, dar voz e reconhecer a identidade do sujeito jovem que frequenta nossa escola. a escola pode passar a ser mais envolvente como espaço de construção de conhecimentos, de diálogo, de trabalho conjunto, de permanência e um trajeto de vida importante para esses (as) jovens. Considerar que trabalho coletivo de todos os participantes de um Conselho Escolar é muito importante, e que todos possam fazer valer sua atuação. Abrir a escola à participação dos pais, do bairro e/ou de uma instituição para promover uma festa , por exemplo, é desejável . Permitir que alunos e alunas zelassem pela limpeza e se comprometessem com a conservação da escola. saber lhe dar com as diferentes realidades hoje existente,para atingir um todo. No presente momento nossa escola sofre com danos físicos,causados por uma fatalidade natural,por conta disso não podemos oferecer uma estrutura boa e agradável para os nossos alunos e que possa garantir um ensino de qualidade,não temos sala de aula confortável p todos,biblioteca, laboratório de informática de alguma forma isso pode influenciar no modo como os alunos se envolvem seu aprendizado,e ainda se faz necessário uma força de vontade nos educadores para melhorar o ensino,maior comprometimento com o trabalho. A reforma seria essencial para o andamento da escola. Fundamentalmente resolver a estrutura física.Há necessidade também de rever sobre: os recursos tecnológicos,o trabalho em equipe, participação efetiva de todos os envolvidos ( gestão - professores - alunos e pais, ou seja gestão democrática de fato ),e, principalmente o acompanhamento efetivo do processo ensino aprendizagem,pois preocupa-se muito com o burocrático ficando a aprendizagem em segundo plano. Não há aprendizagem significativa num contexto tão comprometido.
  4. 4. MELHORIAS NA ESTRUTURA E INFRAESTRUTURAS; MELHOR RELAÇÃO ENTRE OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO E GESTÃO; PARTICIPAÇÃO DOS PAIS; SENTIR TODOS CORRESPONSÁVEIS PELA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO OFERTADA Melhores condições de material audio visual, como por exemplo a instalação de datashow em todas as salas de aula e acesso a internet. Compromisso dos alunos com as atividades escolares e compromisso dos professores com o ensino aprendizagem. olhando estado atual, a reforma física ao meu ponto de vista vem em primeiro plano, visto que os alunos, não tem tido aula frequente, por conta de reparos que aparecem constantemente. Não levando em conta o contexto físico, temos regatar a motivação tanto nos alunos como nos profissionais, dos dois lados a uma grande acomodação, que faz com que o rendimento caia. Embora haja exemplos pontuais de professores que conseguiram arrancar um bom desempenho de crianças e jovens em nossa escola. È necessário que tenhamos mais cursos de capacitação como esse que estamos fazendo para que nossos alunos do ensino médio alcance bons resultados nos estudos. Que tenhamos uma escola em que sua infraestrutura seja adequada e agradável aos olhos de nossos alunos com as instalações renovadas e cuidadas, sem falta de materiais necessários ao aprendizado, isso acarretam em melhor resultados dos alunos. Planejamento e articulação de ações pedagógicas por áreas do conhecimento. Compromisso de pais e alunos na sua formação, pois assim os sujeitos estarão envolvidos no processo e assim, buscaremos transformações no Ensino para a Escola Adolfo. Os desafios são grandes tanto na parte física quanto na pedagógica. Precisamos de uma reforma urgente na estrutura física da nossa escola más isso não é tudo. Precisamos de um pulso forte para controlar a disciplina e também uma proposta pedagógica que venha ter resultados tanto para os docentes quanto para os discentes. Há um discurso hoje crescente que a Escola precisa ser interessante a seus "clientes", saber cativá-los e ser um referencial, também é importante que seus professores e até mesmo os que estão fora da sala de aula precisem ser capacitados e conscientes de seu papel, ou seja, de profissionais que agem para transformar cidadãos, e por isso é necessário repensar suas praticas, sobretudo fazer uma reformulação do próprio planejamento, e nesse sentido, empenhando-se em mudar a história da escola. No processo de ensino e aprendizagem, é preciso que haja mudanças, de forma que o trabalho individual e coletivo seja pautado em temas sociais e políticos e em ações acerca da realidade social, promovendo transformações nessa realidade, já que a formação escolar proporciona condições para o desenvolvimento de capacidades, facilitando a compreensão e a interferência do sujeito nos acontecimentos sociais, políticos e culturais. Devemos elaborar uma proposta pedagógica que venha de acordo com a necessidade da escola, pois embora a escola tenha décadas de funcionamento, ainda não temos esta proposta definida. (criar uma identidade) As novas DCNEM indicam a necessidade de quese realize uma profunda discussão na escola a partir dos fundamentos propostos para o ensino médio e que se discuta de qual modo tais pres-supostos dialogam ou poderiam dialogar com o projeto pedagógico e com as práticas curriculares da escola. São tantos. Mas acho que o principal é o espaço físico que é inseguro,sujo,impróprio para assegurar aos alunos e professores o mínimo de conforto para apredizagem. A reforma se faz necessário e urgrnte.
  5. 5. Compromisso, respeito, ética, limites. "A escola não tem outra saída senão abrir suas portas como ponto de disseminação de conhecimento" (Carta Fundamental-a revista do professor) DEFINA O PERFIL CULTURAL, ECONÔMICO E SOCIAL DOS ALUNOS DA ESCOLA ADOLFO. o desafio dap ergunta anterior, complementa essa questão, a escola não tem isso definido, pois temos diversas realidades diferentes Nossa escola não é um a escola de bairro,é uma escola que fica em uma região central da cidade em um bairro privilegiado e nobre,mas nossos alunos tem perfis bem distintos,temos alunos de classe social privilegiada e alunos que moram em bairros simples, isso nos caracteriza como uma escola de perfis econômico, social e cultural bem , diversificado. Temos alunos de toda classe social. Alunos que chegam de carro do ano, alunos que chegam de bicicleta e alunos que vem de ônibus. Cada um vem com uma bagagem diferente, com educação diferente. Cultura e classe econômica bem diversificada, pois não há uma pesquisa com levantamento de dados para afirmar esse perfil. Nossa escola esta situado em um bairro de classe média. Atemos alunos do próprio bairro, mas também temos muitos alunos que são de bairro da periferia, filhos da classe assalariada de pouco poder aquisitivo. Temos uma escola heterogênea. Perfil cultural muito eclético. Ainda não consegui identificar. Temos uma multiplicidade,que vai do adolescente que trabalha,usa transporte coletivo pra chegar até a escola,mora em regiões periféricas: E temos alunos e alunas com poder economico elevado,tendo uma relidade diferente,como viagens ao exterior,e possuindo produtos de marcas caras.Temos uma mescla,uma pluralidade, o que torna a escola um local atraente e complexo. nossa escola de todos os tipo perfil tanto cultural, econômico como social, não tendo um senso comum. Os alunos buscam saber de seus direitos e esquecem de seus deveres, exigem aulas dinâmicas, alguns tem um poder aquisitivo melhor e outros que vem de bairros distantes. São alunos que tem acesso as novas tecnologias e tem como uso constante. Por ser uma escola de região central, a nossa escola tem um perfil heterogêneo em todas as classes, cultural, econômica e social, pois recebemos alunos de diversos pontos da nossa cidade. Na escola Adolfo não se pode definir um perfil, nestes termos, devido a grande variedade de perfis que se apresentam, pois esta escola recebe alunos de várias partes da cidade, compreendendo alunos da classe A, até os menos favorecidos, alunos que vivem em bairros nobres e favelas, sendo maioria de alunos de classes sociais de média a baixa, porém não o suficiente para definir a escola com este perfil Econômico-Social. A Escola atende os alunos de vários bairros, observa-se diferenças sócio-econômicas como as condições de moradia e estrutura familiar. O bairro Parque São Jorge apresenta deficiências em condições de infra-estrutura, pelo fato de ter surgido a partir de um Conjunto Habitacional Popular, que ainda se desenvolve. Os pais o ignoram o desempenho escolares dos filhos por serem ocupados com o trabalho e às vezes pela condição de morar longe e a maioria destes, não têm uma condução para virem até à Escola, portanto, dificulta a interação escola-família, tendo em vista a necessidade de se repensar o tempo e o espaço escolar, bem como, a formação de professores, de forma a garantir melhor qualidade de ensino.
  6. 6. Embora não existam indicadores palpáveis para responder o perfil dos alunos, temos alunos (as) de todas as classes sociais, oriundos de vários bairros de nossa cidade , com diversidade de raça/cor e aparentemente demonstram pouco interesse na leitura. Analisando os nossos alunos estudantes trabalhadores, pais, ou que são estudantes assíduos, alunos que residem em bairros periféricos que utilizam coletivos, bicicletas e ainda os que moram em áreas nobres levamos em conta que não é fácil trabalhar com essa diversidade o professor deve aprender a gostar dos alunos, transformando a sua aula mais agradável , motivadora e prazerosa. É necessário estimular a solidariedade mediante os valores democráticos e éticos. Isso significa ouvir o outro; respeitar as diferenças, aperfeiçoar as técnicas de comunicação, indicar formas mais competentes do conhecimento expressivo. A maioria é da periferia, o poder aquisitivo é de baixa renda. Muitos com uma cultura de violência, uso de drogas e criminalidade. Lógico que há alunos com saberes e conhecimentos, mas é a minoria. O Saber, o Conhecimento, precisa urgentemente migrar para o centro dos interesses, ou seja, para a comunidade escolar. Não tem como definir o perfil dos alunos porque é variado. A escola Adolfo não dispõe de um perfil definido nesse aspecto, visto que atende da classe A a classe C, lidamos com uma mistura de realidades diferentes. O público da Escola Adolfo é bastante heterogêneo, sendo constituído por alunos de diversos bairros da cidade, apresentando vasta diversidade no que tange aos aspectos culturais, econômicos e sociais. Não temos uma definição do perfil cultural, econômico e social dos alunos da escola. Não possuímos dados que possam responder a questão. Há uma heterogeneidade no perfil dos discentes em virtude da localização geográfica da unidade escolar.Há alunos advindos de bairros periféricos como também da região central, em face disso o nível cultural,econômico e social é bastante diversificado. SÃO ALUNOS DIVERSIFICADOS. DE DIFERENTES SITUAÇÕES SOCIAIS, ECONÔMICAS E CULTURAIS. ISSO TORNA MAIS ÁRDUO A TAREFA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO É POSSÍVEL DESENVOLVER FORMAÇÃO HUMANA INTEGRAL NA PERSPECTIVA DA OMNILATERALIDADE? ESCREVA SOBRE. O desenvolvimento da formação humana integral é um grande desafio que exige dos profissionais da escola uma mudança na postura de trabalho. Essa nova atitude precisa superar a fragmentação dos saberes e das práticas de ensino em prol da realização de um trabalho de integração das ações pedagógicas. Sim. Desde que aumente a qualidade do ensino e qualifique os professores dentro de suas respectivas áreas, isso contribuirá na educação a formação omnilateral do aluno para que possam exercer seu papel de protagonista de uma história mais justa, fraterna e solidária, capacitando-os ser capazes de decidir seus destinos, entender e encontrar fundamentos para pensar , agir e para a vida, ou seja, encontrar elementos que sirvam de orientação na conquista de um quadro básico a respeito da natureza, do ser humano e da sociedade para que possam situar-se no mundo e na vida. NA ATUAL CONJUNTURA, NÃO. É PRECISO TORNAR O JOVEM SUJEITO DA SUA FORMAÇÃO E GARANTIR AÇÕES JÁ DETERMINADAS PELOS DOCUMENTOS OFICIAIS. Não.
  7. 7. Sim, buscando o ensino, o entendimento, a compreensão, habilidades, sempre se atualizando para que o nosso aluno entre na Universidade, no mercado de trabalho,seja um cidadão de bem. Sim. Mas para que isso ocorra é necessário as mudanças,nas ações pedagógicas,esruturais,culturais,físicas da escola. Medidas devem ser adotadas. Não, pois nesta perspectiva, as diretrizes deixam evidente que, no ensino médio, adquire centralidade promover a compreensão do mundo do trabalho, da cultura e das interrelações entre esses campos e o do desenvolvimento científico e tecnológico, de modo a tomá-los culturalmente, tanto no sentido ético pela apreensão crítica dos valores postos na sociedade quanto estético, com vistas a potencializar capacidades interpretativas, criativas e produtivas da cultura nas suas diversas formas de expressão e manifestação. É preciso atuar em meio às contradições do modelo hegemônico vigente no sentido de produzir movimentos que contribuam para o rompimento da dualidade educacional, o que também contribuirá para a superação do sistema capital. Se faz necessário uma proposta que atenda as necessidades dos estudantes superando a sociedade capitalista, onde todos tenham os mesmos direitos e deveres envolvendo política, sociedade e educação. Sim é possível. Para tanto faz-se necessário superar a fragmentação dos saberes levando em consideração os vários sujeitos envolvidos no processo ( professor- aluno - família ). Se a família não participar e /ou buscar parcerias com a escola fica comprometida a apreensão do conhecimento por parte de alguns alunos. Nesse sentido, o tema conhecimento deve ser pauta constante no ambiente familiar. Não se aprende, quando não há vontade ou necessidade!Sendo uma proposta pedagógica voltada para a formação omnilateral do homem deve estar fundamentada na unidade dialética entre teoria e prática, pensamento e ação, homem e sociedade, o pedagógico, o político e o social, ou seja, precisa estar sintonia com toda a problemática social que envolve o fenômeno educativo. Nesse sentido, o trabalho pedagógico precisa propiciar meios para garantir a apropriação ativa, crítica e criativa dos conhecimentos científicos produzidos pela humanidade. No entanto, a apropriação desses conhecimentos não pode se dar de forma fragmentária, alheia à realidade do indivíduo: precisa ser desenvolvida numa dinâmica que permita ao aluno estabelecer relações, ligações entre o conhecimento científico e seu mundo, para que, a partir dessas apropriações , possa elaborar novos saberes. Uma proposta pedagógica voltada para a formação omnilateral do homem deve estar fundamentada na unidade dialética entre teoria e prática, pensamento e ação, homem e sociedade, o pedagógico, o político e o social, ou seja, precisa estar sintonizada com toda a problemática social que envolve o fenômeno educativo Sendo uma proposta pedagógica voltada para a formação omnilateral do homem deve estar fundamentada na unidade dialética entre teoria e prática, pensamento e ação, homem e sociedade, o pedagógico, o político e o social, ou seja, precisa estar sintonia com toda a problemática social que envolve o fenômeno educativo. Nesse sentido, o trabalho pedagógico precisa propiciar meios para garantir a apropriação ativa, crítica e criativa dos conhecimentos científicos produzidos pela humanidade. No entanto, a apropriação desses conhecimentos não pode se dar de forma fragmentária, alheia à realidade do indivíduo: precisa ser desenvolvida numa dinâmica que permita ao aluno estabelecer relações, ligações entre o conhecimento científico e seu mundo, para que, a partir dessas apropriações , possa elaborar novos saberes.
  8. 8. Sim, cada mudança depende muito de todas as pessoas envolvidas no sistema, se cada uma fazer a sua parte e todas tiverem dispostas a chegar em um denominador comum, toda tentativa é viável. Seria possível se todos tivessem acesso e buscassem conhecimento, a formação humana parte da escola, mas o aluno traz consigo esteriótipos adquirido em sua realidade e/ou no convivío familiar. A formação integral visa o aluno como sujeito precisamos mudar nosso jeito de agir se quisermos mudanças profundas no ambiente escolar. sim desde de que todos estejam disposto a mudar, o que e complicado, pois muitos estão acomodados em seus métodos, e custam a tentar mudar. É necessário trabalhar dentro dessas contradições existentes na escola para que a gente não reproduza um modelo de formação dual e exclusiva. Seria possível desde que a escola tenha um projeto pedagógico coerente com a realidade, que a escola esteja com estrutura física em boas condições e os educadores executem com responsabilidade e dedicação a proposta da escola. Com a união destas condições certamente o processo educacional propiciaria a desenvolvimento de todas as potencialidades dos alunos promovendo a formação integral. A produção omnilateral é a que objetiva o homem completo pelo trabalho produtivo e pela vida em sociedade. Considero, que é possível sim desenvolver formação humana integral, ou seja a formação humana para a vida e para o trabalho. A escola é um espaço de relações e construções contraditórias e, desta forma é possível sim manter ou modicar pensamento, transformar a realidade. A formação omnilateral visa, única e exclusivamente, contribuir para a dissolução do poder entre os múltiplos sujeitos da sociedade civil, criando a subjetividade necessária que somente é possível com a subversão da ordem de dominação para a instituição de uma sociedade genuinamente humana, possibilitando a formação dos sujeitos coletivos não somente no âmbito da escola Conforme Edvaldo Sant Ana Lourenço, o homem omnilateral não se define pelo que sabe, domina, gosta ou conhece muito menos pelo que possui, mas pela sua ampla abertura e disponibilidade para saber, dominar, gostar, conhecer coisas, pessoas, enfim, as realidades mais diversas. O homem unilateral é aquele que se define não propriamente pela riqueza do que o preenche, mas pela riqueza do que lhe falta ser e se torna absolutamente indispensável e imprescindível para o seu ser: a realidade exterior, natural e social criada pelo trabalho humano como manifestação humana livre, portanto, quando querermos, podemos conseguir. COMO CHEGAR A UNIVERSALIZAÇÃO DO ENSINO MÉDIO? E preciso que todos os alunos tenham acesso ao o ensino médio,que possa ter maior investimento financeiro dos órgãos públicos e maior comprometimento dos profissionais da educação com ensino de qualidade,que os educadores possam ter coragem e ter vontade de mudar e fazer melhor,para crescer a qualidade do ensino no Brasil. Isso nunca vai acontecer. Pois cada parte do nosso país tem sua particularidade, mesmo a prova do ENEM tentando universalizar conteúdos o processo é muito difícil. Mas não impossível. O ponto de partida é o acesso, mas a permanência é algo que tem causado muita preocupação.É necessário que, pelos menos a maioria, tenha garantido as condições mínimas de permanência no ambiente escolar.Para tanto é fundamental que haja mais investimentos na Educação com projetos voltados para esse público alvo ( estudante -
  9. 9. trabalhador ).Para que isso aconteça, deve-se envolver a classe estudantil na escolha dos conteúdos que serão trabalhados na escola. O currículos deve abranger tanto a formação continuada, voltada para a universidade quanto a formação para o mercado de trabalho a curto e médio prazo, tendo a ciência, o trabalho, a cultura e a tecnologia como eixos centrais do conhecimento, tornando a escola mais atrativa para alunos oriundos da classes sociais menos favorecidas, uma vez que possibilita a sua inserção no mercado de trabalho e ainda sinaliza com possibilidade de dar prosseguimento aos estudos. Deve ser melhorado as condições de trabalho e a valorização dos profissionais e funcionários das escolas e de toda a estrutura escolar pública. É necessário um maior investimento financeiro do governo na educação para que o acesso seja comum a todos os indivíduos na idade certa ou acima dela. O apoio da família ou a família na escola é algo primordial e a sociedade de forma geral caminhando de braços dados com a escola, valorizando o profissional qualificado, investindo nessa qualificação, visto que muitos desistem da sala de aula por questão de sobrevivência. para que ocorra à universalização do ensino médio deve-se aumentar o financiamento, tais como 10% do PIB e emprego dos recursos do Pré-Sal, para exercer a emenda constitucional que torna o ensino médio obrigatório a partir de 2016, pois universalizar o ensino é torná-lo comum a todos, avalizando que todos tenham chance de ensino, em idade escolar ou não. Assim o obrigação de universalização e de democratização do Ensino Médio nos impõe o urgente enfrentamento de vários desafios Tenho dúvidas se conseguiremos universalizar o ensino médio, muitas mudanças devem ser feitas ao longo prazo. Aumentando o financiamento, tais como 10% do PIB e utilização dos recursos do Pré- Sal, cumprindo assim a emenda constitucional que torna o ensino médio obrigatório a partir de 2016, pois universalizar o ensino é torná-lo comum a todos, garantindo que todos tenham oportunidade de ensino, em idade escolar ou não. Quando a escola conseguir que todos os alunos estejam integrados no processo de aprendizagem. Conforme Kely Moreira para chegar a universalização do Ensino Médio é preciso também investir na melhoria da qualidade de ensino, o estudante deve compreender realmente a importância do conhecimento para a sua formação integral, para que conquiste novos e melhores espaços sociais, perceber que a escola proporciona a ascensão social. Grande parte dos jovens deixa a escola por problemas sociais, principalmente por causa de trabalho, pois, para muitos, é uma questão de sobrevivência, a desistência é ainda maior no período noturno, pois o aluno não consegue conciliar a vida profissional com a vida escolar e acaba optando pelo seu emprego, em detrimento dos estudos. Para que esse quadro se modifique deve haver um diálogo entre escola e sociedade, a escola fazer sua parte, mas também ter o apoio de toda a sociedade, os empregadores precisam incentivar os jovens a estudar, para que ocorra uma melhoria na qualidade de vida desse jovem, enquanto esse diálogo não existir e a sociedade continuar se abstendo das questões educacionais, dificilmente conseguiremos atingir essa tão esperada universalização. Garantir o acesso a todos a educação básica e consolidação de políticas públicas visando melhoria na estrutura física, na melhoria dos equipamentos da escola, nas condições de trabalho, na formação continuada dos professores e na valorização dos profissionais da educação. Dificil chegar a uma universalização pois lidamos com culturas diferentes, realidades que não são comum a todos. Universalizar conforme a realidade de cada indivíduo.
  10. 10. Existem várias maneiras de se chegar a universalização do ensino médio, na minha opinião precisamos montar estratégias para fazer com que o aluno goste de permanecer na escola, de estudar e fazer da sua capacidade de aprender um eterno aprendizado. pois universalizar o ensino é torná-lo comum a todos, avalizando que todos tenham chance de ensino, em idade escolar ou não. Assim o obrigação de universalização e de democratização do Ensino Médio nos impõe o urgente enfrentamento de vários desafios TODOS SE SENTINDO CORRESPONSÁVEIS PELO ACESSO E QUALIDADE DA EDUCAÇÃO OFERTADA. Universalizar o ensino é torná-lo comum a todos, garantindo que todos tenham oportunidade de ensino, em idade escolar ou não. Assim o compromisso de universalização do Ensino Médio nos impõe o urgente enfrentamento de vários desafios, tais como: - Oferecer o atendimento às metas que, direta ou indiretamente, se relacionam à população com idade entre 15 e 17 anos; - Oferecer o atendimento escolar aos estudantes com deficiência na rede regular de ensino; - Oferecer, no mínimo, 25% das matrículas de EJA na forma integrada à educação profissional. Ainda que a aprovação dessa lei não implique sua efetiva aplicação na realidade, há de se levar em conta que o avanço legal traz em si o reconhecimento do direito e os mecanismos concretos para efetivá-lo. Ser verdadeiro, é buscar o conhecimento, a pesquisa, o conteúdo, as atualidades, a ética. que realmente os recursos que são destinados a educação, cheguem a seu devido destino, não fique só em palavras ou documentos. Para tanto, a escola pública estadual terá que promover, em médio prazo, políticas de melhoria das condições de trabalho e de valorização dos professores e funcionários de escola, continuidade das ações de manutenção e de promoção de equipamentos escolares e de construção de novas escolas e de reformas das escolas que necessitam. -Para que isso aconteça, deve-se envolver a classe estudantil na escolha dos conteúdos que serão trabalhados na escola. O currículos deve abranger tanto a formação continuada, voltada para a universidade quanto a formação para o mercado de trabalho a curto e médio prazo, tendo a ciência, o trabalho, a cultura e a tecnologia como eixos centrais do conhecimento, tornando a escola mais atrativa para alunos oriundos da classes sociais menos favorecidas, uma vez que possibilita a sua inserção no mercado de trabalho e ainda sinaliza com possibilidade de dar prosseguimento aos estudos. Inicialmente, é fundamental que seja garantida a permanência dos alunos na escola, uma vez que há uma enorme discrepância entre o número de alunos que ingressam no Ensino Fundamental e os que chegam ao Ensino Médio. Para isso é imprescindível que sejam realizados investimentos maciços nas escolas visando melhorar a qualidade do ensino ofertado. Para chegar à universalização do ensino médio, em primeiro plano deve-se aumentar o investimento , as verbas, somente desta forma cumpriríamos a Emenda Constitucional que torna o ensino médio obrigatório a partir de 2016, partindo do pressuposto de que universalizar o ensino é torná-lo comum a todos, garantindo que todos tenham oportunidade de ensino, em idade escolar ou não. COMO CONSTRUIR NOVOS RELACIONAMENTOS ENTRE PROFESSORES E ALUNOS? O VÍNCULO PROFESSOR E ESTUDANTE É IMPORTANTE? QUEM DEVE INCIAR ESSA AÇÃO? É um processo a longo prazo, que deve ser repensado a medida que se caminha com o aluno... Podemos imaginar que toda relação tenha que ter uma base, e essa base tem inicio nas conversas entre professor e aluno... é importante deixar o aluno expor o que
  11. 11. sente, dizer o que pensa sobre as aulas.... além disso, o professor pode recorrer a pesquisas a cada bimestre perguntando sobre as opiniões dos alunos e o que eles acham que pode ser mudado. A importância do vínculo entre o professor e o estudante enquanto elemento facilitador do processo de aprendizagem é indiscutível, visto que ele representa a união destes dois sujeitos com o intuito de atingir objetivos em comum. Desse modo, o estabelecimento dessa relação de trabalho deve estar a cargo do professor, sendo que o aluno também pode contribuir para a manutenção desse vínculo. É possível construir um relacionamento entre professor e aluno, mesmo que seja uma tarefa árdua vale a pena o professor iniciar um diálogo que contribua no ensino aprendizagem. Os professores "quebrarem" a cultura da escola tradicional e "abrir a mente" para as novas tecnologias, obtendo diálogos entre ambos. Ambos devem iniciar o diálogo para que haja interação e comprometimento entre ambas as partes, conhecer o aluno que tem e o aluno conhecer o professor haverá vínculo de informação e troca de experiências, compartilhando conhecimento. Entender a situação atual da juventude,conduzir o processo de ensino-aprendizagem através de diferentes metodologias utilizando das ferramentas tecnológicas atuais visto que os jovens atuais estão muito conectados. O caminho para ter bom relacionamento entre aluno é o respeito mútuo, o reconhecimento de cada indivíduo e nunca uma relação de imposição. O vínculo é importante pois a partir da maneira como lidamos com os alunos o processo de construção de conhecimento acontecerá naturalmente. Esta interação deve ser iniciada pelo professor, já que o mesmo está a frente de um grupo. Sem dúvida, o relacionamento entre professores e alunos é fundamental para que ocorra a aprendizagem, e isso ocorre através do respeito e interesse mútuos. Nunca esquecer que o professor é um educador. Os relacionamentos entre professores e alunos tem que ser cauteloso hoje em dia. Cada pessoa tem uma forma de interpretar, más em minha opinião, esse vínculo tem que ser harmonioso entre ambas as partes e essa ação deve ser iniciada ao mesmo tempo. Criar um clima de segurança, responder as dúvidas dos alunos, criar espaço de segurança, incentivar diálogos. Construir uma relação de positividade, como muitas conversas, trocas de informações, saber ouvir é fundamental. Trabalhar de forma integrada, respeitando a opinião de todos. A ação tem que partir do professor, o intermediador. O dialogo e a saida.Temos que buscar estrategias para conquistar o aluno a ser um pesquisador.Se nao conseguirmos conquistar o aluno pelo menos temos que conscientiza;los da importancia do conhecimento numa sociedade tao competitiva quanto a nossa. qualquer um pode dar o primeiro passo, aquele que percebe que isso e vial, não necessariamente o professor, mas o jovem tambem se tiver interessado em melhorar seu rendimento em busca de uma escola melhor, esse bom relacionamento e sim essencial Um bom relacionamento entre aluno e professor é muito importante para o sucessos escolar do aluno,acredito que o primeiro passo para um relacionamento, tenha que ser do próprio professor, é sem dúvida um facilitador do próprio trabalho do professor,no meu ponto de vista ,isso não significa que esse professor vai “perder o respeito do seu aluno”,pelo contrario, nós aproximar do aluno,demonstra que estamos preocupados com sua educação e seu futura,isso causa uma admiração e um respeito ainda maior. Uma forma acolhedora,sincera,onde o aluno sinta seguro e confiante. O vínculo é importante sim, e deve ser o mais agrádavel possível. Depende da turma,do
  12. 12. momento,desde que o professor saiba agir com sabedoria. Sempre de forma educada, sem perder autoridade, mas demonstrando que o aluno poderá sempre contar com ele e com escola. A escola deve ser um local que transmita segurança,porém deve ficar claro que precisa haver disciplina, e que todos devem cumprí-la. Conforme a Pedagogia ao Pé da Letra,a importância da relação professor e aluno para o sucesso é fundamental. Enfatizamos também as relações afetivas em sala de aula e colocamos este relacionamento como um desafio para o educador pós-moderno, devendo este agir de forma que expresse o seu interesse pelo crescimento dos alunos, e assim respeitando suas individualidades, criando um ambiente mais agradável e propício para a aprendizagem. O relacionamento entre professor e aluno deve ser de amizade, de troca de solidariedade, de respeito mútuo, enfim, não se concebe desenvolver qualquer tipo de aprendizagem, em um ambiente hostil. O professor tem que saber como falar em sala de aula despertando em seus alunos o interesse em aprender. Perguntando se entendeu suas explicações, se precisa de ajuda incentivando o diálogo com seus alunos. Pois do momento que isso acontece o aluno sentirá espontaneidade de perguntar e esclarecer dúvidas, e assim haverá aproveitamento no aprender e saber aplicado pelo professor. Paulo Freire já dizia que não há como exercer a prática docente de forma neutra. Pelo contrário, o professor deve assumir uma posição política, mas sem contudo usar de autoritarismo, impondo suas opções de maneira arbitrária aos seus educandos. Antes, envolve uma postura ética e democrática, deixando seus alunos conhecedores de outras perspectivas, além de reconhecer que seus alunos possuem o direito de assumir posturas e ter opiniões, diferentes das suas. importante sim, trazer o aluno pra perto, conhecer a sua realidade, fara com que possamos melhorar, nosso método conhecendo a realidade individual de cada um, é mais fácil saber como atingir a todos, mesmo que isso não ocorra em sua totalidade. e evidente que um bom relacionamento entre professor/aluno, facilita é muito a melhora do rendimento escolar; então isso é um fator importante. O ponto de partida deve ser de nos professores, a partir do momentos que a maioria dos professores, não impor mas uma barreira entre ele e os alunos isso melhora, tem muito professores, que acham que se relacionar bem com alunos, ter amizade, faz perde o respeito, por isso tenta impor seu respeito, o que causa mais transtorno, estar disposto a perder as amarras, que trás do passado é um bom começo para essa mudança. Essa construção deve se dar através da confiança, do respeito entre ambos e deve ser construída a longo prazo no desenrolar do ano letivo. O relacionamento professor/aluno é muito importante até para que o ensino /aprendizagem se dê de uma forma mais agradável, pois a amizade não significa desrespeito. Cada uma das partes tem que cumprir seu papel, o vínculo professor e aluno é muito importante pois sem essa aproximação nao vai existir aprendizagem concreta. GARANTIDO MENOR ROTATIVIDADE DE PROFESSORES; MENOR CARGA HORÁRIA DE TRABALHO; MELHOR SALÁRIOS, ESTRUTURAS E INFRAESTRUTURAS. O VÍNCULO É FUNDAMENTAL PARA DESENVOLVIMENTO DAS AÇÕES NECESSÁRIAS. DEVE PARTIR DO PROFESSOR...ELE É O ADULTO DA SITUAÇÃO. ESCOLHA UMA AULA MARCANTE ENQUANTO ALUNO E DESCREVA A METODOLOGIA UTILIZADA PELO PROFESSOR.
  13. 13. As aulas de Geometria geralmente são marcantes, sobretudo quando os estudantes aprendem a utilizar corretamente à régua, compasso, transferidos e esquadro, e estes torna-se instrumentos importantes para construção do aprendizado deles. Através de pesquisa, leituras, debates com interação das partes. Isso faz com que os alunos aprendam, conheçam mais, e aprendam se posicionar perante qualquer situação que surja em suas vidas. não tenho uma aula marcante, não especifica toda aula tem seu proveito, tanto que bom ou ruim, tudo tem seu proveito. O professor chegou e declamou um poema, na verdade um discurso, após iniciou conversa sobre o quanto cada espaço era claramente definido para o uso de uma determinada "raça", Falou sobre as diferenças sociais, exemplos da separação em hospitais, no uso de ambulâncias, nas escolas, a proibição dos casamentos "mistos", segregação em praias, piscinas, bibliotecas públicas e outros. A aula foi muito agradável, todos participando de forma efetiva. O método foi o Sociointeracionismo (Vygotsky). uma aula , em que o professor, contou como era a realidade escolar que ele vivia, o quanto isso tinha mudado nos tempos atuais, e o quanto era bom essa mudança. mesmo a maioria achando que essas mudanças trouxeram perdas, ele enxergava que o novo sempre tem algo de bom para oferecer, e que nunca devemos nos acomodar. A primeira aula de História que assisti ao ingressar no Ensino Médio foi marcante em minha trajetória acadêmica, pois ela me apresentou a possibilidade de um ensino dialogado, em que o saber é construído a partir da troca de experiências. Essa metodologia transformava a aula em uma conversa entre sujeitos com saberes diferentes que se complementavam. Quando eu estava sendo alfabetizado pela professora Ádria da 1a. série, as letras e numeros eram de madeira e em forma de bixinho e a professora repetia o som várias vezes para memorizar - mos e depois só mostrava as letrinhas e pedia para cada aluno emitir o eu som. Uma aula que marcou ,foi uma que tive com uma professora de História ,onde ela falava da História do Mato Grosso,sobre o encontro dos bandeirantes paulistas e índios no Mato Grosso ,era a primeira vez que ouvia alguém falar da História do Brasil onde meu estado fazia parte dessa história ,ela usava seu conhecimento e fazia gestos e algumas imitações,brincadeiras,uma aula simples,não utilizou nenhum recuso de mídia,apenas a voz e o giz. Uma aula marcante é aquela pela qual eu me interesso, pois o professor pode fazer o seu melhor, mas se não houver interesse por parte do aluno, não se aprende nada e acha -se tudo maçante, um tédio. Sempre gostei mais das aulas de língua portuguesa, principalmente das redações, sou muito detalhista e amo escrever, contar histórias, nem por isso deixei de me interessar pelas outras matérias e tirar boas notas. Utilização do celular para pesquisa, com aula interdisciplinar com a culminância de vídeo produzido pelos próprios alunos e apresentado para a comunidade estudantil. Tive um professor de química que explicava Termoquímica relacionando calor com nosso corpo, que sensações de calor eram reações Exotérmica e sensações de frio eram Endotérmicas. Aula de campo de climatologia e geologia onde fizemos observação do tempo,temperatura,solo,rochas etc. A aula mais marcante que tive enquanto aluno de ensino médio foi quando pela primeira vez tive uma experiência prática de química em sala de aula ainda, não tinhamos laboratório, mas conseguimos com materiais improvisados, realizar experiências químicas em sala.
  14. 14. Sempre gostei da aula de educação física porque a professora sabia cativar os alunos nos momentos dos jogos e brincadeiras. Uma aula marcante é aquela em que como aluno estive envolvida, naqueles momentos sentia necessidade de aprender mais e posso lembrar de aulas em o professor tinha um excelente desempenho, ressaltando tanto suas características pessoais e também metodológicas... lembro por exemplo, das aulas de historia no ensino médio, quando meu professor, que tinha uma maneira só sua de dar aulas, nos levava ate a segunda guerra mundial, nos fazendo viver aquele momento... Somos eternos alunos, pois estamos sempre aprendendo.Tive algumas experiências bacanas nesses cursos de capacitação dos quais participei recentemente.Mas,o que gostaria de destacar aqui não é exatamente uma aula marcante, mas um professor marcante.Aos doze anos de idade, tive contato com aquele que foi o meu maior exemplo.Trata-se de um italiano que ministrava aulas de Língua Portuguesa e Inglesa.Eu ficava deslumbrada naquelas aulas, pois intrigava-me o fato de um estrangeiro usar a nossa língua de forma tão elegante.Este logo percebeu meu interesse e se tornou meu maior incentivador e nasceu ali meu desejo de ser professora.Sou professora de Língua Portuguesa graças a esse mestre.Há três anos ele se foi, mas o tenho até hoje em meu coração.Frederico Toscani deixou em mim e em vários outros sua semente.Posso afirmar com toda segurança que a semente se espalhou e vem se transformando numa imensa floresta.Estamos tentando seguir o seu exemplo.Por isso digo, sou professora com muito orgulho!!! VÁRIAS FORAM AS AULAS... MELHOR AS DO PROFESSOR VANDERLEY (CARTOGRAFIA), MESMO LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO A NÃO VALORIZAÇÃO POR PARTE DE ALGUNS ALUNOS. METODOLOGIA SIMPLES: ATIVIDADES DE GRUPOS E ELE AUXILIANDO NA CONSTRUÇÃO E PRODUÇÃO. Minha professora do primeiro ano Ensino Médio, usou uma metodologia muito bacana, que todos os alunos gostam: aula de campo em uma fazenda, para conhecermos a Arte Rupestre, pois as essa arte nos atraem e remetem aos nossos antepassados, como linguagem misteriosa que me despertam o sabor de poder apreender o que desejam nos dizer, enchem nossos olhos e atraem de maneira fantástica e especial como se nos devolvessem aos locais que imagina ter percorrido. Foi inesquecível essa aula. Trabalho método áudio lingual em que estimula o aluno a falar e ouvir no aprendizado de língua estrangeira. a disciplina de físcia sempre me chamou atenção, mesmo gostando era complicado de entender, muitas teorias confusa de visualizar na prática Visto que a maioria dos alunos não estava entendo muita coisa, a professora planejou uma aula pratica sobre óptica, mostrando como o céu é azul, utilizando, aquário, água , leite em pó e lanterna. Ali entendemos refração, reflexão, ilusão de ótica, e vários outros significados da óptica, de uma maneira simples e eficaz, sou formada em matemática, mas também ministro física, e meu método de trabalhar com os alunos nessa área vem do que aprendi com a minha professora de física do ensino médio Nelba, a teoria e indispensável, mas complementar ela com a pratica e fascinante, nem tudo e possível mostrarmos devido a infra estrutura que a maioria das escolas não tem, mas coisas que não necessitam de um laboratório costumo fazer, e o rendimento com elas e sem duvida melhor do que so com a teoria. Nunca esqueci. Foi na apresentação de um trabalho escolar. Para o qual havia me preparado muito bem, mas o professor na hora em que os grupos estavam apresentando- os, em vez de deixar todos apresentarem e fazer sua avaliação sem comentários e criticas. Não, ele comentava e fazia críticas perante todos. Com isso, quando chegou o
  15. 15. meu momento não consegui ter um bom êxito. É essencial que professores jamais façam isso. SERÁ QUE O QUE SE CONVERSA PELA INTERNET TEM MENOS IMPORTÂNCIA DO QUE O QUE SE CONVERSA PRESENCIALMENTE? A escola tem que se adequar a nova realidade das redes sociais, pois o aluno vive a realidade da internet... Precisamos nos perguntar se podemos ter uma utilidade real destas mídias no âmbito escolar, nos adequando a essa nova perspectiva de ver o mundo... As tecnologias digitais não são maléficas ao ensino aprendizagem, mas elas vieram para somar, acrescentar um algo mais ao processo educacional, ou seja, podemos usá-las como aliado, como instrumento da globalização... É preciso mudar a postura antes que sejamos ultrapassados e nossas aulas se tornem totalmente desatualizadas por não entendermos que podemos explorar e aproveitar a tecnologia a nossa disposição, já que estamos diante de algo tão indispensável no nosso cotidiano. Não é possível fazer generalizações, a importância da conversa (pela internet ou presencialmente) é atribuída pelos sujeitos participantes do diálogo. assim, ali as conversas são superficiais, o olho no olho ainda não foi superado. Numa conversa realizada com estudantes do primeiro ano, 80% acreditaram que não possuem tanta importância, já 20% disseram que sim. A conversas pela internet não são menos importantes, porem é fundamental que ela não ocorra em sala de aula, no momento em que o professor explica conteúdo. Sem dúvida, o que se conversa presencialmente é mais socializado, debatido, compartilhado. A aprendizagem é mais absorvida, até para se buscar mais. Depende do contexto.Ás vezes temos " joias brutas " nessas conversas virtuais e , se ficarmos bem atentos, podemos lapidá-la e transformá-las em joias raras.Tudo deve ser visto como fonte de aprendizado. SIM...DEPENDE DA RESPONSABILIDADE DE CADA UM pela internet, são menos relevante do que pessoal,não são levadas a sério. Podemos perceber que até nossos alunos estão totalmente ligados nos meios de comunicação da internet, mas ainda valorizam a conversa presencial, usam a internet para lazer, na maioria das vezes, e nem passam tanto tempo na internet como pensamos, também ainda mantém um relacionamento próximo com seus professores. Outra questão curiosa e que contradiz o senso comum é o fato de grande parte demonstrar interesse por notícias e por programas culturais. Isto traz duas reflexões: quanto ao item notícias, estas podem estar no plano dos noticiários policiais ou não, mas revelam o interesse pela realidade social. Quanto ao item cultura, o resultado é revelador no que diz respeito ao interesse pelo conhecimento, o que, também, deixa entrever uma mentalidade diferente daquela que costumamos ouvir sobre o jovem de que ele não se interessa por cultura, portanto, é mais importante conversar pessoalmente, do que pela internet. Para algumas pessoas sim, os jovens principalmente acham que a internet só serve para jogos, músicas, vídeos, etc, coisas que não tem nada a ver com o conteúdo do momento. Precisamos encontrar um meio de usar a tecnologia a nosso favor, mas antes, é importante que todos tenham responsabilidade quanto ao uso da internet em sala de aula, porque nos concursos e no ENEM não se permite o uso de nenhum tipo de tecnologia, apenas o uso intelectual. Depende do ponto de vista de cada um.
  16. 16. Acredito que o jovens usam as redes sociais para conversar sobre seus gostos,suas opiniões e pelo fato de que não estão cara a cara,podem falar livremente sem se preocupar com a reação da outra pessoa,acredito também que muitas vezes os alunos não expressam essas opiniões para os professores porque, acham que assim como em casa com os pais , os professores vão julgar ou censurar seu ponto de vista,embora eu ache que na internet não se conhece a real identidade de quem está do outro lado,e assim os jovens ficam vulneráveis,melhor seria que o professor fosse essa pessoa confiável onde aluno possa confiar suas opiniões e suas convicções. Lógico que não. Todas tem a mesma impotância. O conteúdo que se fala que é o mais importante. o que se conversa pela internet ainda hoje creio que tem menas relevância, pra maioria do que se utiliza desses meios, os jovens principalmente utilizam desses meios pra jogar "conversa fora ", brincar, algo realente serio ou importante ainda acontece presencialmente. O uso das redes sociais é um meio de informação e uma forma de interação entre as pessoas. A conversa pela internet ter ou não menos valor do que aquilo que se diz pessoalmente Depende com quem se fala, da situação na qual se fala, do conteúdo entre outros. Porém, mesmo à distância, é importante ter cuidado e consciência de que você está compartilhando ideias, opiniões e valores. Não se compara à conversa presencial onde também falam os olhos, o corpo, as expressões. Acredito que sim. Nada como ver,ouvir,sentir a presença do outro na sua frente. Diante da telinha do computador todo mundo é lindo,bom,inteligente,feliz,porém a vida não é assim, por isso nada como um olho no olho. Depende, as duas maneiras nos comunicamos. O que temos que levar em conta é o conteúdo da conversa. Tem conversas pela internet que são muito mais relevantes do que as pessoalmente pelo seu conteúdo apresentado, as vezes isso se torna ao contrário. Não, em hipótese alguma tanto uma como a outra é essencial para a formação de um bom cidadão. Numa conversa pela internet o ambiente é mais descontraído e o jovens se sente mais à vontade para expor suas ideais, sonhos... Não, penso que se houve comunicação e foi compreendido as duas formas tem sua importância a diferença é que a comunicação antigamente era mais difícil, dessa forma o diálogo pode ser entendido por todos. QUAL A CONTRIBUIÇÃO DO FILME "PONTO DE MUTAÇÃO" PARA A DINAMIZAÇÃO DOS ESTUDOS REALIZADOS? A importância do filme foi que temos que caminhar para a interligação das áreas propiciando um estudo com significância maior, com objetivos comum. Ele nos permite uma maior reflexão e sensibilização sobre as bases de existência, seja qual for o contexto, seja no desenvolvimento, nas questões educacionais e ambientais. a estarmos dispostos a mudança. não bitolado num conhecimento pronto e acabado. Humanização. Esse filme nos fez enxergar somente as partes, e não o todo, é um equívoco. Pensar que se pode compreender o mundo estudando suas partes isoladamente nos fez chegar a uma crise de percepção do mundo. Essa crise fez com que a humanidade passasse a pensar em seus problemas isolados e não conseguir perceber que fazem parte de um todo: o universo. Portanto, Precisamos pensar com maior relevância a mediação do conhecimento diante de todas as descobertas que nos são impostas e que modificam
  17. 17. nosso modo de agir na sociedade, que é parte de uma nação, que é parte de um continente, e tudo está interligado a um sistema maior, que é a humanidade. O filme possibilitou uma valiosa discussão sobre as implicações do mecanicismo nas práticas pedagógicas, tal debate evidenciou a necessidade de superação do paradigma de fragmentação que ainda marca o Ensino Médio atualmente. Ver os diferentes pontos de vista por diferentes pessoas a respeito da educação. Precisamos juntar todas as ideias e contribuições para chegar a um único ponto em comum. O filme nos leva a reflexão entre nosso pensamento e ação, de como a ação das pessoas refletem no mundo. Precisamos colocar em prática nosso pensamento, nossas boas ideias, não deixar que exista apenas no campo do imaginário, discursivo, colocá-las em práticas sem esperar pelos outros. Não consegui "filtrar" a importância deste filme para este fim. Precisamos de uma mudança urgente, de uma maior disponibilidade para diálogos, trabalho em grupo, mudança de pensamentos, e uma nova visão da realidade em que vivemos, porém, acredito que essa mudança deve que partir de cada um por vontade própria, através de estudos da realidade de cada comunidade e, não ser imposta. ele demonstra, que enquanto não estivermos realmente dispostos a encarar novas mudanças, vai levar séculos e séculos e os paradigmas serão os mesmos. Serve para confirmar tudo que se foi estudado até então. PERCEBER AS INTERLIGAÇÕES EXISTENTES DAS GRANDES ÁREAS E SUA IMPORTÂNCIA PARA COMPREENDER DA INTERDISCIPLINARIDADE. Usando as palavras do autor podemos entender que "precisamos, pois, de um novo "paradigma'' — uma nova visão da realidade, uma mudança fundamental em nossos pensamentos, percepções e valores... A sobrevivência de toda a nossa civilização pode depender de sermos ou não capazes de realizar tal mudança..." A contribuição é que nós na educação devemos ter uma mente aberta voltadas para a busca da melhor maneira de ensinar, sem comodismo. Trazendo para a sala de aula atualidades, aulas bem planejadas, convicta da prática em ação de forma que todos compartilhem e entendem os conteúdos em todas as disciplinas. mostra que não devemos ficar pressos a amarras, temos que sempre tentar evoluir, para que nossa realidade e a de nosso alunos mudem também, em busca de uma melhor qualidade de ensino; Como o filme retrata bem as diferenças sociais e culturais onde cada um expressa seu ponto de vista baseando nas experiências vivenciadas assim também deve acontecer no âmbito escolar,pois trata-se de um ambiente muito heterogêneo, onde todos devem ser respeitados sua individualidades. O filme é uma conversa entre um político,um poeta e uma cientista,os três personagens vão discutindo várias idéias entre elas podemos destacar a tecnologia e sustentabilidade,o filme nos força a pensar sobre a nossa existência no planeta e como é difícil mudar nossa realidade e de como temos dificuldade de modificar e resolver os problemas do mundo,do ambiente,da política e da educação,é preciso ter vontade e disposição. Visa a transformação enquanto ser humano. Que todos os envolvidos na educação precisam estar prontos e aptos a mudar quando necessário, é refletir sobre ações e verificar se está no caminho correto ou se é necessário mudança, unindo as forças nas áreas diversas do conhecimento. Na minha opinião não tive interesse em assistir o filme e para o meu conhecimento de área não houve contribuição por erro meu.
  18. 18. QUAL A IMPORTÂNCIA DO ENEM PARA AS AÇÕES DESENVOLVIDAS NA ESCOLA? ELE É UTILIZADO PARA A CONSTRUÇÃO DO PLANO DE AÇÃO INDIVIDUAL E COLETIVO? Sim, é muito importante para a escola, pois trabalhamos em coletivo, pois desenvolvemos um projeto de simulado para os terceiros anos do ensino médio. Serve para nortear as ações desenvolvidas em cada Área (disciplina) da melhor maneira possível. Se trata de conteúdos muito enriquecidos, os quais são aplicados aos nossos alunos coletivamente no decorrer do ano letivo. É seletivo,portanto não é para todos. Depende do envolvimento de cada um. Basicamente o Enem esta voltados para os terceiros, acaba sendo uma construção individual na escola. essa preparação e superficial, sendo mais evidente no terceiros anos, sendo preparado de forma individual e não coletiva. O ENEM é um saber das disciplinas em geral, é conhecimento de mundo, é maturidade. É a junção de todas a áreas de conhecimento. Aí está a importância para se trabalhar projetos coletivos. O ENEM unificou a forma de ingressar na universidade, ampliando a possibilidade de que estudantes do país inteiro concorram à quantidade vagas disponíveis, no entanto, ainda mantém o caráter seletivo/excludente dos antigos vestibulares. As competências exigidas no ENEM coadunam com os eixos norteadores da Educação Básica. Trabalhar com o ensino média gera essa expectativa de ensinar voltado para o Enem, mas, infelizmente nem todos dão essa prioridade na hora de elaborar o planejamento... O aluno espera que as atividades sejam voltadas para essa realidade, servindo como um reforço, uma preparação... é um trabalho árduo elaborar simulados, aulas especiais e resolução de questões que ajudam o aluno no desempenho da avaliação, por isso, ficamos em muitos casos, apenas no básico do simulado uma vez no ano... Deveríamos trabalhar com os alunos pensando no ENEM, mas não é isso que acontece na maioria das escolas, elas não estão focadas no Enem e sim em um simulado anual. Precisamos rever o planejamento anual com mais dedicação e compromisso co a educação. Auxiliar o aluno para o ingresso na Universidade e aprendendo a ser mais humano e aguçar a sua criatividade. O Enem mostra uma preocupação tanto com a qualidade do ensino recebido pelos alunos, como com o próprio processo de ensino e aprendizagem desenvolvido pelas escolas públicas, privadas e outras. O exame objetiva aferir a qualidade do ensino no país. É nesse tocante que ao fazer tal aferição, pode possibilitar ao aluno pleitear uma vaga em algum curso das muitas instituições federais, estaduais ou privadas de ensino superior. As ações desenvolvidas na escola tem como norte os parâmetros cobrados no ENEM, pois a função da escola é preparar os jovens para os desafios da sociedade atual.No entano ainda precisamos avançar muito no quesito plano de açao coletivo. Não nosso plano não foi construído com foco no ENEM,alguns professores até trabalham nessa ótica mas de forma isolada,não há uma construção coletiva . O Enem funciona como um mecanismo de acesso ao ensino superior, porta de entrada para a universidade. A escola de certa forma se preocupa e realiza atividades próximas ao que se cobra no Enem, o plano de ação é coletivo. As ações desenvolvidas na escola tem como norte os parâmetros cobrados no ENEM, pois a função da escola é preparar os jovens para os desafios da sociedade atual.
  19. 19. Da forma que o ENEM é aplicado atualmente ele quase não tem importancia para os alunos da escola, pois se não conseguirem uma boa nota, eles procurarão faculdades particulares e financiamentos para os estudos futuros. não é muito utilizado, fica a critério de cada professor individualmente, não acontece no coletivo. O Enem como indicador fornece dados estatísticos da nossa escola. Com relação ao planejamento ele tem que ser levado em consideração, pois ele é uma etapa que nossos alunos passam para chegar até a universidade. na escola a maioria não trabalha com esse foco no ENEM, somente o simulado que acontece anualmente, visa nesse intuito; isso esse ano não foi construído coletivamente. É FUNDAMENTAL. A ESCOLA DEVE LEVAR EM CONSIDERAÇÃO O EIXO COMUM DEFINIDO PELO ENEM E CONTEXTUALIZAR AS CAPACIDADES NECESSÁRIAS PARA A FORMAÇÃO HUMANA E TÉCNICA. QUAIS AS FINALIDADES DA EDUCAÇÃO BÁSICA? Alfabetizar. 11- A finalidade do Ensino Médio, segundo a LDB 9394/96, em seu artigo 35º, é a seguinte: I - a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos; II - a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores; III - o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; IV - a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina. Bom até onde eu entendo, a educação básica serve para desenvolver o educando como cidadão consciente de seu papel na sociedade,um cidadão que tenha uma formação que permita a entrada no mundo do trabalho e no ensino superior. Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; Liberdade de aprender, ensinar , pesquisar A Educação Básica tem por finalidade, segundo o artigo 22 da LDB, “ desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação indispensável ao exercício da cidadania fornecer- lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores.” Formar cidadãos conscientes para mercado de trabalho ou ingressar em uma faculdade. A principal finalidade da Educação Básica deveria ser a formação humana integral. Exercita o pensamento crítico, por meio do aprimoramento do raciocínio lógico, da criatividade, e da superação de desafios; estamos sempre buscando, através de atividades diversificadas, tais como debates, gincanas, análises de textos, análises de situações sociais locais, estaduais, nacionais ou mundiais, atividades avaliativas, competições em grupo; a fim de reforçar tais aspectos. Embora, acreditamos que a escola peque em não promover, principalmente pela falta de recursos financeiros, a possibilidade de nossos alunos de visitarem museus, cinema, teatro, exposições, etc. Com parcerias com algumas universidades em nossa realidade é possível a visita a alguns centros acadêmicos o que é muito importante para alargar os horizontes de expectativas de nossos jovens. A formação do ser humano em suas devidas etapas. O próprio nome diz Básico, chegar ao mínimo que um cidadão precisa para conseguir se inserir no mercado de trabalho.
  20. 20. Propiciar o pleno desenvolvimento intelectual do estudante, o preparo para exercer a cidadania, qualificação para o trabalho e capacidade para dar continuidade nos estudos. “A educação básica tem por finalidade desenvolver o educando, assegurar-lhe a formação comum indispensável para o exercício a cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e em estudos posteriores”. (Artigo 22 da Lei 9394/96) Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; Liberdade de aprender, ensinar , pesquisar , etc; Pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas; Respeito a liberdade e apreço à tolerância. 11- Em complemento à Constituição Federal, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação entende que a “educação básica tem por finalidade desenvolver o educando, assegurar- lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e estudos posteriores”. - A finalidade do Ensino Médio, segundo a LDB 9394/96, em seu artigo 35º, é a seguinte: I - a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental, possibilitando o prosseguimento de estudos; II - a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando, para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores; III - o aprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; IV - a compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina. Fazer com que a comunidade escolar tenha domínio de conhecimentos científicos, sociais, morais e éticos nas diferentes áreas, cada qual buscando a interdisciplinaridade para melhor aprendizagem e socialização. Primeiramente que seja garantida mesmo esbarrando nas dificuldades e deficiência do próprio sistema. Sabemos que há um grande esforço por parte dos educadores, porém enfrentam dificuldades pela falta de articulador, psicólogo, psicopedagogo para estar acompanhando os alunos que apresentam dificuldades no aprendizado , que são fatores que impossibilitam um melhor desempenho dos professores. A educação tem como foco incentivar o gosto pela aprendizagem, exercitar o pensamento crítico por meio do raciocínio lógico, da criatividade da superação de desafios, estimular o desenvolvimento psicomotor e habilidades física e motora, incentivar o domínio dos conhecimentos científicos básicos nas diferentes áreas, propiciar socialização do aluno como sujeito pensante e ativo dentro do espaço social em que vive. CAPACITAR PARA O MUNDO DO TRABALHO. Servir de alicerce para o conhecimento e aprendizado para os alunos chegarem ao ensino médio pelo menos com o básico de aprendizagem. Más nem sempre é assim. Em complemento à Constituição Federal, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação entende que a “educação básica tem por finalidade desenvolver o educando, assegurar- lhe a formação comum indispensável para o exercício da cidadania e fornecer-lhe meios para progredir no trabalho e estudos posteriores”. Igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; Liberdade de aprender, ensinar , pesquisar , etc; Pluralismo de idéias e de concepções pedagógicas; Respeito a liberdade e apreço à tolerância; ESCREVA SOBRE A PROPOSTA CURRICULAR DA ESCOLA ESTADUAL ADOLFO AUGUSTO DE MORAES. Um dos principais objetivos de nossa escola é a gestão democrática onde todos participam.
  21. 21. visa uma escola de gestão democrática, que tudo e decido pela comunidade escolar, envolvendo, direção , dar sentido ao seu saber fazer enquanto instituição escolar é a realização concreta dos sonhos, onde ações são desconstruídas e reconstruídas de forma dinâmica e histórica; é a revelação de seus compromissos, sua intencionalidade e principalmente de sua identidade e de seus membros. direção, coordenação,professores, secretários,apoio,alunos e pais de alunos, visando dar sentido ao seu saber fazer enquanto instituição escolar é a realização concreta dos sonhos, onde ações são desconstruídas e reconstruídas de forma dinâmica e histórica; é a revelação de seus compromissos, sua intencionalidade e principalmente de sua identidade e de seus membros. 12 Promover uma escola de gestão democrática, onde tudo é decidido pela comunidade escolar, as ações devem ser desconstruídas e reconstruídas de forma dinâmica e histórica; é a revelação de seus compromissos, sua intencionalidade e principalmente de sua identidade. escola democrática. A proposta de nossa escola é fazer com que os alunos cheguem ao término do ensino médio com requisitos básicos: interpretação, cálculo etc. Ainda nao conseguimos colocar em pratica a proposta curricular da escola, pois ha necessidade de repensa;lo e tambem de melhor acompanha;lo.Tem ;se preocupado mais com o burocratico em detrimento da pratica efetivamente da proposta. Até onde eu conheço, o plano curricular da escola, visa uma escola com gestão democrática onde a comunidade escolar;alunos,pais,professores,funcionários, participa e toma todas as decisões em conjunto onde o conhecimento dos alunos é construído de forma dinâmica e respeitando a identidade de seus membros.Embora eu tenha plena consciência de isso não acontece de fato. NA TEORIA É CRÍTICA. NA PRÁTICA, PERCEBE UMA RELAÇÃO ESTREITA COM A TRADICIONAL Não conheço a proposta da escola. Acredito que seja nortear a prática pedagógica dos educadores na perspectiva da construção de uma escola pública de qualidade para todos. Trabalhar com projetos, aulas dinamizadas, gestão democrática. não tive acesso. A proposta curricular da escola precisa ser construída coletivamente e discutida de modo mais efetivo entre profissionais da educação, alunos e comunidade. esta baseada em gestão democrática, busca atingir o senso comum. A Escola Estadual Adolfo Augusto de Moraes, repensa o seu papel pedagógico e sua função social, para tanto se faz necessário refletir sobre a escola que temos, se voltada para os interesses políticos e internacionais, se discriminadora e protetora de mecanismos de controle que impede que os nossos alunos conigam enfrentar em condições de igualdade ou como melhor enfrentar os desafios do mundo contemporâneo. Portanto, a proposta é uma Escola de qualidade, democrática, participativa e comunitária. A Proposta currículo do Ensino Médio agora organizado em três áreas de conhecimento escolar fundamenta-se nos eixos de representação e comunicação, investigação e compreensão e na contextualização sociocultural. As disciplinas integradas de cada área de conhecimento, levando em consideração os eixos apontados têm a finalidade de desenvolver as competências e habilidade especifica. Assim para cada área teremos termos as disciplinas pertinentes, bem como a indicação dos conhecimentos e habilidades a serem desenvolvidas.
  22. 22. Fazer com que os alunos tenham uma escola de qualidade para obter cidadãos críticos, éticos e criativos. A proposta curricular da escola Adolfo é desenvolvida pela SEDUC MT. No meu ponto de vista é boa. Se cada segmento da Escola fazer a sua parte, chegaremos a um objetivo em comum. A proposta curricular da escola Adolfo faz com que os alunos sejam capazes de ser receptores de conhecimento e a integração de todos, o desenvolvimento cognitivista, visando a cultura de promover conhecimento, o professor terá o seu método de aprendizagem que estimule o aluno. É inclusiva,onde todos tem o direito de estudar e desenvolver suas habilidades, para construir uma formação humana crítica,possibilitando ao educando direitos e deveres como cidadão. Atender os alunos de forma igualitária, visando um bom desempenho. Acompanhar, socializar e trabalhar as diferenças. Preparar nossos jovens, para o trabalho e sua formação cultural. É POSSIVEL DESENVOLVER AÇÕES QUE CONTRIBUA PARA A MATERIALIZAÇÃO DA INTERDISCIPLINARIEDADE? SIM 21 100% NÃO 0 0% Outros 0 0% A ESCOLA OFERECE ESPAÇO E TEMPO PARA AÇÕES ARTICULADAS ENTRE AS DIFERENTES ÁREAS? SIM 3 14.3% NÃO 17 81% Outros 1 4.8%
  23. 23. TENDO COMO TEMA NORTEADOR O "TRABALHO", APRESENTE CONTEÚDOS DO SEU COMPONENTE CURRICULAR POSSÍVEIS DE SEREM TRABALHADOS. Leitura, interpretação e produção de textos. Trabalho envolvendo os generos textuais > leitura,debate e produçao escrita. Redigir cartas, pessoal e comercial, e-mails; Preencher currículos; Redigir atas; Produzir textos jornalísticos, científicos, etc. Trabalhar os gêneros literários; Leitura, Interpretação e Pesquisas. Na disciplina de matemática podemos abordar o salário mínimo, abonos e descontos referentes ao salário, previdência social, tempo de trabalho para ter direito a aposentadoria e inúmeras possibilidades de trabalho. Educação Física na promoção da saúde; Jogos de coordenação motora; jogos de raciocínio lógico. O conceito de trabalho ao longo da história humana- a- concepção trabalho desde Idade Antiga até contemporaneidade, observando as diversas formas Química estuda propostas relacionadas ao dia a dia do aluno, que estão a todo momento vivenciando. Medidas e Sistemas de Numeração; Operações com Numerais; Funções no Dia a Dia; Matrizes e Determinantes em Planilhas; Sistemas de Informação e Computação. cartografia mapas O trabalho nas diferentes sociedades, consumo e trabalho. O trabalho forma o jovem. Discutir e dialogar. política religião .,Caçadores e coletores,Revolução Industrial,Luta pela terra no Brasil. alguns conteúdos podem ser: - a história da escravidão - trabalho escravo contemporâneo - o ciclo do ouro no Brasil - a revolução industrial - Grécia e Roma antigas Trabalho informal; Trabalho degradante; Segurança no trabalho; Trabalhar projetos culturais. URBANIZAÇÃO; INDUSTRIALIZAÇÃO, TRANSFORMAÇÃO DO ESPAÇO; QUESTÕES AMBIENTAIS RELATIVAS E RESULTANTES DAS AÇÕES LIGADAS AO TRABALHO; RELAÇÕES HUMANAS; ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS; MULHER NO MUNDO DO TRABALHO E ... Pesquisa, leitura e interpretação de diversos textos. Debate, interação. Produção textual. Hablando en español Conocer las culturas de países hispanos La gastronomía española Las diferencia de los sonidos ortografia, produção de texto etc... gráficos, frações, porcentagens, etc. LEIA O TEXTO "ESCOLA DOS MEUS SONHOS" DE FREI BETO E FAÇA UMA RELAÇÃO COM A ESCOLA DE SEUS SONHOS. É MUITO PRÓXIMO...É PRECISO SONHAR COM UMA ESCOLA MAIS HUMANA...ISSO, ENVOLVE DIRETAMENTE A RELAÇÕES DOS PRINCÍPIOS - TECNOLOGIA, TRABALHO, CIÊNCIA E CULTURA. A escola dos meus sonhos é aquela onde impera o respeito tanto por parte dos alunos, como pelos colegas de trabalho, onde a gestão reconhece o trabalho do professor e o professor é valorizado no que faz, um lugar alegre, que tenha paz, amor motivação e vontade de sempre fazer mais de ambas as partes.
  24. 24. A Escola dos meus sonhos de Frei Beto é uma escola modelo que todos gostariam de copiar, porém a nossa demorará muito a ter pelo menos 20 por cento, pois os governantes não interessam por ela. Não tem laboratório, os telhados voaram com o vendaval que ela sofreu em Julho de 2014, nunca foi reformada. A escola de meus sonhos é bastante parecida com a que anseia Frei Beto, pois também gostaria que ela ofertasse uma formação humana holística, que os saberes ensinados fossem articulados a situações cotidianas da vida dos alunos e que os profissionais da educação, alunos e comunidade fossem respeitados/valorizados. Uma escolados meus sonhos é um lugar onde não há limites para a criatividade,uma escola onde o aluno tem alegria,vontade e ansiedade para voltar no dia seguinte,uma escola onde o professor soma e contribui e é valorizado pelos alunos e pelo poder publico,onde não há perseguição de colegas e preocupação com egos e coisas pequenas, mas a cumplicidade,respeito e colaboração uns com os outros. A escola dos meus sonhos é aquela onde todos trabalham com prazer e dedicação. A escola dos meus sonhos é aquela aonde se quer voltar no dia seguinte, porque lá se tem espaço para viver plenamente todas as emoções da vida, em companhia dos colegas, todos desejosos de aprender e crescer, não numa disputa desenfreada de vencer o outro, mas superar os próprios limites. aquela que realmente tenha igualdade pra todos, não levando em consideração, raça , condição social ou credo. A escola dos meus sonhos é uma escola em que se destaca a aprendizagem, a cultura, o relacionamento humano, o respeito, a ética,a cidadania, e sem dúvida, a interdisciplinaridade é importante e fundamental para que tudo isso ocorra. Tudo é muito lindo e simples quando se está longe,nós todos sabemos que estamos amarrados a um sistema,existe um propósito do governo em tudo. Somente e unicamente quem pisa o chão da sala de aula sabe e conhece a realidade de nossas escolas,dos nossos alunos consumidores de drogas, dos nossos alunos que vendem drogas, das nossas alunas que se prostituem por uma calça de marca ou nem isso. Textos bonitos e ilusórios não vão resolver nada nunca. As mudanças devem acontecer sim, mas no sistema de ensino, mas real, não ilusório. "Ensinar para a vida". Mas o que é a vida se não tivermos conhecimento? Onde aprendemos senão estudando com os livros? Ex: para passar no vestibular para medicina, os candidatos estudam a exaustão. Então, siceramente, escolas devem ser um local onde se estuda e devem aprender, porém o aluno é livre para querer aprender ou não. aquela que realmente esteja foca no aluno. Certamente a Escola do meu sonho está muito próxima da descrita por Frei Beto. A educação não é privilégio, mas direito universal, desta forma o acesso a ela é dever obrigatório. Preparar alunos para a vida, ou seja, responsáveis e conhecedores de seus direitos e deveres, verdadeiros cidadãos. Em primeiro lugar, onde se valoriza o ser humano... depois, um lugar de respeito entre todos: professores, alunos, equipe gestora, funcionários... Sabe aquele lugar em se dá aula apaixonadamente, preservando o lugar em se estuda, em que vivencia momentos de alegria, como se cada dia fosse uma experiência mais e mais mágica? Esse lugar existe? Lugar em que você sempre quer voltar no dia seguinte, porque lá se tem um espaço dinâmico, de ética, companheirismo e todos desejam sempre aprender e ensinar mais. A minha escola Ideal seria aquela que os estudantes aprendem, uma escola sem indisciplina, que seja uma escola aparelhada, escola com transformação social. É a escola que todos gostariam de ter, é a escola onde reina a democracia, onde todos são respeitados pelas suas diferenças, culturais, étnicas e sociais. Essa escola parte de dentro da realidade e desenvolve a aptidão de cada um, onde todos possam desenvolver
  25. 25. as habilidades por determinadas atividades.Essas atividades que parte da realidade pode ser contextualizada dentro de todas as disciplinas. A escola do meu sonho é a que atende a expectativa dos educando e a que forma pessoas consciente para o profissionalismo, e viver no mundo de transformações. Podemos sim ter uma escola como a que Frei Betto fala, Pois é só ter capacidade se juntar com os outros e assim poderemos ter uma escola tão sonhadora, como o caso de alguns que desejam ter uma escola cheia de desenvolvimentos. Na escola dos meus sonhos, os professores são bem pagos e não precisam pular de colégio em colégio para se poderem manter. Pois é a escola de uma sociedade em que educação não é privilégio, mas direito universal, e o acesso a ela, dever obrigatório.Numa escola assim,o aluno aprende pra vida pois a prática e a teoria se contemplam e os conhecimentos são de fato assimilados pelos educandos. A escola dos sonhos de Frei Beto é utópica ainda, penso eu e tem muita relação com a escola dos meus sonhos (utópica), na escola dos meus sonhos (não utópica), tem professores e alunos mais interessados em ensinar e aprender, tem gestores mais dispostos a realizar mudanças e melhorias, tem funcionários preocupados com todos da escola além da realização satisfatória de seu serviço. A Escola dos sonhos de um professor é um local onde desperte o prazer em todas as pessoas. Ao professor o prazer de ensinar, abrir novos horizontes e rumos e ao Aluno, o prazer de aprender, aprender a ser um cidadão crítico e ter capacidades de distinguir o certo do errado, para que possamos crescer em nossas vidas e de alguma forma ter um futuro melhor para nossos futuros familiares. Hoje estamos tentando fazer uma escola dos nossos sonhos da nossa maneira. Mas se cada um se doar um pouco chegamos em belo final. A escola de meus sonhos que me ajude no meu profissional para cada dia mais me tornar um professor melhor, que haja acesso as novas tecnologias, a grande dificuldade de todas as escolas públicas, ambiente confortável para o professor e para o aluno. Que todos compartilhem conhecimentos e experiências com os professores, auxilio pedagógico, método que me ajude a estimular aqueles alunos desinteressados e indisciplinados, a escola que haja harmonia entre todos. Número de respostas diárias Data Contagem 10 de dezembro de 2014 2 11 de dezembro de 2014 3 12 de dezembro de 2014 1 15 de dezembro de 2014 2 16 de dezembro de 2014 1 17 de dezembro de 2014 1 20 de dezembro de 2014 2 22 de dezembro de 2014 1 6 de janeiro de 2015 1 7 de janeiro de 2015 1 9 de janeiro de 2015 1 13 de janeiro de 2015 1
  26. 26. Data Contagem 16 de fevereiro de 2015 1 23 de fevereiro de 2015 1 24 de fevereiro de 2015 1 1 de março de 2015 1

×