Giovanni Antonio Canal

1.723 visualizações

Publicada em

Trabalho elaborado por Catarina Ratinho

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Giovanni Antonio Canal

  1. 1. Giovanni Antonio Canal Canaletto 1697-1768 Londres: Northumberland House 1752 Óleo sobre tela 84 x 137 cm
  2. 2. Pintor e gravador veneziano, Giovanni Antonio Canal (1697-1768), conhecido como Canaletto,  foi considerado o maior pintor paisagista do século XVIII. Estudou em Roma e, de volta a Veneza, dedicou-se a pintar aspectos pitorescos da cidade. Entre 1746 e 1755 morou em Londres, onde a sua obra alcançou muita popularidade, ficando cada vez mais acurada nos detalhes topográficos,  com uma técnica mais leve e mais precisa, características essas notadas na maior parte dos seus trabalhos posteriores.  Em 1755 o artista retornou permanentemente a Veneza. Os seus últimos anos não foram tão notáveis artisticamente. Foi eleito membro da Academia de Veneza em 1763. A sua admissão foi primeiramente rejeitada porque os académicos não consideravam  a pintura de paisagens como uma expressão artística de relevo.     
  3. 3. Londres - A Ponte de Westminster do lado Norte no Dia de Lord Mayor - 1746
  4. 4. As primeiras pinturas de Canaletto são as da campagna romana, anteriores a 1722. A partir dessa data a sua pintura versa, principalmente, sobre Veneza, os seus canais, igrejas e pontes. "A Praça de São Marcos" ( National Gallery of Art, Washington, DC ), "Vista do grande canal", "Escola da caridade", "A festa de San Rocco" ( National Gallery, Londres ) estão entre os quadros mais característicos dessa época. Roma – O Arco de Constantino - 1742
  5. 5. O Grande Canal do Campo S. Vio visto de Bacino
  6. 6. Empregando grandes constrastes de luz e sombra, Canaletto reproduz, com técnica admirável, detalhes arquitectónicos de Veneza, Roma e Londres. As suas paisagens, executadas com rigorosa precisão, são animadas pela riqueza cromática. Vista de um Rio em Pádua - 1742
  7. 7. Depois do seu primeiro sucesso numa mostra, Canaletto fez vários trabalhos para um patrono, Stefano Conti, mas foram os coleccionadores ingleses que dominaram o mercado para as suas pinturas. De acordo com os costumes da época, para jovens da aristocracia inglesa era considerado de boa educação ir à Itália visitar Roma, Florença e Veneza, o que implicava a compra de refinados souvenirs . Canaletto supriu essa demanda com os seus quadros. O seu primeiro contacto foi com um irlandês, Owen McSwuiney, mas o mais importante foi Joseph Smith, um inglês residente em Veneza como Cônsul Britânico, que, consta, o incentivou a abordar outros aspectos de Veneza e de Roma que agradassem ao mercado de arte inglês. Smith reuniu uma preciosa colecção de trabalhos de Canaletto, posteriormente vendidos ao Rei George III e a outros nobres ingleses.
  8. 8. Vista das Ilhas de San Michele, San Cristoforo e Murano vistas de Foundamenta Nuove - 1726
  9. 9. Praça de S. Marcos com a Basílica - 1730
  10. 10. Veneza – Capricho de Os Cavalos de S. Marcos na Piazzetta - 1743
  11. 11. Veneza –O Regresso de Bucintoro a Molo no Dia da Ascensão - 1730
  12. 12. Os “Old Horse Guards and Banqueting Hall”, do Parque St James - 1749
  13. 13. A Frente Leste do Castelo Warwick - 1752
  14. 14. Londres – O Tamisa e a Cidade - 1746-47
  15. 15. Ranelagh, Interior da Rotunda - 1754
  16. 16. Fim Trabalho realizado por: Catarina Ratinho

×