• Curtir
Sociologia: Interação social
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Sociologia: Interação social

  • 25,868 visualizações
Carregado em

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Seja o primeiro a comentar
Sem downloads

Visualizações

Visualizações totais
25,868
No Slideshare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1

Ações

Compartilhamentos
Downloads
104
Comentários
0
Curtidas
2

Incorporar 0

No embeds

Conteúdo do relatório

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
    No notes for slide

Transcript

  • 1. INTERAÇÃO SOCIAL Por Décimo Segundo
  • 2. O QUE É A INTERAÇÃO SOCIAL? A Sociologia estuda a ação social, ou seja, a forma como os indivíduos interagem no dia-a- dia. Como um individuo está inserido em vários grupos*, existem múltiplas formas de as pessoas se relacionarem. Estas relações são chamadas de interações sociais.
  • 3. A forma mais simples de uma interação social é a que sedesenvolve entre duas pessoas. Os dois intervenientesestruturam o seu comportamento em função daquilo queesperam um do outro. O conhecimento que cada um tem do outro levará a doistipos diferentes de interação: - situação não formal de interação social, quando osindivíduos não se conhecem e interagem pela primeira vez; - situação formal ou sistema de interações estruturadasquando existe uma relação formal de relacionamento. Aqui,existe uma espécie de jogo em que cada um estrutura a suaação de acordo com um conjunto de pressões a que ambosobedecem*. Há uma certa forma de constrangimento queobriga os indivíduos a transformarem-se em atores sociasrepresentando papéis – papéis sociais.
  • 4. A RELATIVIDADE DA AÇÃO SOCIAL No dia-a-dia de uma sociedade existem várias formas de interações sociais, e o seu estudo é importante. Nesse sentido, estudar as interações sociais implica considerá-las no tempo e no espaço em que ocorrem. Por isso as interações socias são relativas, devendo ser contextualizadas para que os conhecimentos obtidos façam sentido.