Aula 3 primeira lei de mendel

1.583 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.583
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
122
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 primeira lei de mendel

  1. 1. Profª Francimeire
  2. 2. Gregor Mendel (1822-1884) O pai da Genética
  3. 3.  Genética clássica: unidade fundamental física e funcional da hereditariedade, que leva informações de uma geração para a outra.  Genética molecular: segmento de molécula de DNA que contém uma instrução gênica responsável pela síntese de uma proteína. Gene
  4. 4. Alguns dos principais conceitos em genética
  5. 5. CROMOSSOMOS - Molécula de DNA + Proteínas GENES – Porção da molécula de DNA que codifica uma proteína. GENOMA – Carga de genes de uma célula gamética
  6. 6. CRUZAMENTO TESTE – Indivíduo dominante e indivíduo com genótipo desconhecido cruzado com indivíduo homozigoto recessivo. RETROCRUZAMENTO – Indivíduo com genótipo recessivo é cruzado com progenitor recessivo. CRUZAMENTO CONSANGUÍNEO - Cruzamento com indivíduos aparentados.
  7. 7. FENOCÓPIA – Indivíduo anormal resultado de especiais condições ambientais; que imita um fenótipo similar. CARIÓTIPO – Número, tamanho e formato dos cromossomos, típicos de uma espécie visualizados na metáfase da mitose.
  8. 8. Johann Gregor Mendel (1822-1884)  Monge Agostiniano  Professor em uma escola técnica da província de Ormutz.  Plantava ervilhas nos jardins do mosteiro
  9. 9. 1° Lei de Mendel
  10. 10. Características das ervilhas estudadas por Mendel
  11. 11. Ciclo de vida curto; Os fatores escolhidos ;encontravam- se em cromossomo Existência de apenas dois fatores; Existência de dominância e recessividade clara entre estes fatores; Auto polinização; Fácil cultivo. Vantagens da Ervilha para o Estudo de Genética
  12. 12. PRIMEIRA LEI DE MENDEL
  13. 13.  Geração Parental (P),  Geração F1  Geração F2 Cruzamentos BB x bb B b Bb x Bb B b B b BB Bb Bb bb
  14. 14. 1°) Que tipo de gametas indivíduos AA,Aa e aa podem produzir? 2°) Determine as proporções fenotípicas e genotípicas resultantes dos seguintes cruzamentos: Aa x AA aa xaa AAx aa Aa x aa Aa x Aa 3°) Sabendo que o gene R condiciona ervilha lisa e o gene r, semente de ervilha rugosa, determine o resultado de F1 e F2 do cruzamento entre uma planta de semente lisa pura e uma de semente rugosa. Verificação
  15. 15. 4°) Sabendo que a falta de melanina (albinismo) dependem de um gene recessivo a, qual o resultado do cruzamento entre uma pessoa normal, filha de pai albino, e uma pessoa albina? 5°) Em que cruzamento entre duas pessoas normais para pigmentação da pele, nasceu uma criança albina. Qual é o genótipo dos pais?
  16. 16. 6°) No heredograma a seguir, os símbolos em preto representam indivíduos afetados pela polidactilia e os símbolos em branco, indivíduos normais. Conclui-se, desse heredograma, que, em relação à polidactilia: a) os indivíduos afetados sempre são homozigotos. b) os indivíduos normais sempre são heterozigotos. c) os indivíduos heterozigotos são apenas de um dos dois sexos. d) pais normais originam indivíduos homozigotos recessivos. e) pais normais originam indivíduos heterozigotos.
  17. 17. 6°) No heredograma a seguir, os símbolos em preto representam indivíduos afetados pela polidactilia e os símbolos em branco, indivíduos normais. Conclui-se, desse heredograma, que, em relação à polidactilia: a) os indivíduos afetados sempre são homozigotos. b) os indivíduos normais sempre são heterozigotos. c) os indivíduos heterozigotos são apenas de um dos dois sexos. d) pais normais originam indivíduos homozigotos recessivos. e) pais normais originam indivíduos heterozigotos. Tanto o genótipo heterozigótico (Dd), quanto o genótipo homozigótico (DD), configuram um fenótipo polidáctilo ao indivíduo portador. Enquanto os indivíduos de uma população com genótipo homozigótico (dd) não manifestam a doença. Portanto, ao contrário do que muitos pensam, ter uma característica recessiva não é sinal de possuir anormalidades (doenças) genéticas.
  18. 18. 7º) A genealogia anexa refere-se a uma família com casos de alcaptonúria, anomalia provocada por um gene recessivo. Nesta genealogia os genótipos que não podem ser determinados são os dos indivíduos: a) 1, 2 e 5 b) 1, 3 e 6 c) 3, 5 e 6 d) 3, 8 e 10 e) 7, 8 e 10

×