Aula s istema cardiovascular

1.301 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.301
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
49
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula s istema cardiovascular

  1. 1. Fisiologia Cardiovascular Profª. Dra. Darízy Vasconcelos Universidade Federal da Bahia Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós Graduação em Processos Interativos dos Órgãos e Sistemas
  2. 2. Fisiologia Cardiovascular • Funções: – Irrigação sanguínea adequada para as necessidades teciduais; – Remoção de produtos do metabolismo celular; – Condução de hormônios, células do sistema imunológico; O2, CO2, etc.
  3. 3. Fisiologia Cardiovascular F = ΔP / R PA = DC x RVPT R = 8lη/πR4 Vejs x FC
  4. 4. Débito cardíaco Pressão arterial média Resistência variável Ventrículo esquerdo Artérias elásticas Pressão Arterial Média débito cardíaco x resistência Arteríolas Fisiologia Cardiovascular
  5. 5. Mediadores do sistema Imune Sistema endócrino Sistema renal Mediadores cardíacos Mediadores vasculares Sistema neural Substâncias humorais Sistema Cardiovascular
  6. 6.  Potencial de Ação Cardíaco Resposta Rápida Resposta Lenta Átrios, ventrículos e fibras especializadas para condução Nodos SA e AV Fisiologia Cardiovascular
  7. 7.  Potencial de Ação Cardíaco Resposta Rápida Fisiologia Cardiovascular
  8. 8.  Potencial de Ação Cardíaco Resposta Lenta Fisiologia Cardiovascular
  9. 9. Mecanismos da automaticidade cardíaca Korzick, Adv Physiol Educ 35: 22–27, 2011;
  10. 10. (ANTZELEVITCH, 2001) Ito “Spike-and-dome” Q R S T Fisiologia Cardiovascular
  11. 11. Sistema de Condução cardíaco Fisiologia Cardiovascular
  12. 12. Acoplamento excitação-contração no cardiomiócito
  13. 13. Acoplamento excitação-contração no cardiomiócito
  14. 14. Sparks de Ca2+ Cardíacas
  15. 15. Simpático - ↑ FC e ↑ ↑ ↑ Força de contração; - Vasoconstrição; Parassimpático Sistema Nervoso Autônomo Inervação cardíaca e vascular Inervação cardíaca - ↓ ↓ ↓ FC e ↓ Força de contração; EFETORES
  16. 16. Simpático Liberação de Noradrenalina e adrenalina Coração Vasos sanguíneos 1-adrenergic 4.1) EFETORES
  17. 17. Parassimpático Liberação de Acetilcolina Receptor M2 EFETORES
  18. 18. Mediadores que influenciam a atividade cardíaca - Angiotensina 1-7 Gomes et al., 2012. International Journal of Hypertension
  19. 19. Mediadores que influenciam a atividade cardíaca - Angiotensina 1-7 Gomes et al., 2012. International Journal of Hypertension Papel antiinflamatório de Ang 1-7 (Redução de citocinas);
  20. 20. Mediadores que influenciam a atividade cardíaca - Angiotensina 1-7 - Ang-(1-7) anti-oxidative actions on cardiomyocytes. Gomes et al., 2012. International Journal of Hypertension; J. Zhong et al, Circulation, 2010. - -
  21. 21. Mediadores que influenciam a atividade cardíaca - Angiotensina 1-7
  22. 22. Fisiologia Vascular
  23. 23. Mecanismo de contração Músculo liso Vascular
  24. 24. 4 Ca++ CCLM (MLCK) +
  25. 25. J Physiol 586.21 (2008) pp 5047–5061 Músculo liso Vascular
  26. 26. • Regulação neuronal Motora Nature Medicine - 12, 16 - 17 (2006) doi:10.1038/nm0106-16 Fisiologia Vascular
  27. 27. • Regulação neuronal Sensorial Fisiologia Vascular Randall et al., Pharmacology & Therapeutics Volume 95, Issue 2, August 2002.
  28. 28. • Importância do endotélio vascular Fisiologia Vascular
  29. 29. Fatores contracturantes Tromboxanos PGH2 PGF2 Endotelina Ang II ânios superóxido Fatores Relaxantes NO PGI2 EDHF (CHAUHAN et al., 2003) Síntese e Liberação modificadas - RVPT PA(KHALIL et al., 2002) Célula endotelial e fatores controladores de fluxo
  30. 30. FÉLÉTOU and VANHOUTTE, Clinical Science (2009) 117, 139–155;
  31. 31. Proliferação Celular Agregação Plaquetária Adesão das Células de Defesa Memória Produção de Endotelina Tônus vascular Aprendizado NO NO Célula endotelial e fatores controladores de fluxo
  32. 32. Histórico NO Joseph Priestley (1733-1804)  NO foi descoberto em 1772, com meia-vida de 6-10s in vivo;  As propriedades relaxantes do NO foram analisadas em artéria coronária bovina (Gruetter et al., 1979);  Furchgott e Zawadzki (1980) descobriram o relaxamento da acetilcolina dependente do endotélio vascular pela liberação de um fator derivado do mesmo (EDRF); Robert F. Furchgott Célula endotelial e fatores controladores de fluxo
  33. 33. Histórico NO
  34. 34. Histórico NO
  35. 35. • Em 1987 Moncada e Ignarro, separadamente, provaram que EDRF é o NO. Dr Louis J IgnarroSalvador Moncada Histórico NO
  36. 36. Histórico NO
  37. 37. Dias et al., Arq Bras Cardiol 2011; 96(1): 68-75
  38. 38. Célula endotelial e fatores controladores de fluxo NO Mecanismo de ação Vasodilatação
  39. 39. Célula endotelial e fatores controladores de fluxo - EDHF FÉLÉTOU and VANHOUTTE, Clinical Science (2009) 117, 139–155;
  40. 40. - EDHF Célula endotelial e fatores controladores de fluxo Review. British Journal of Pharmacology (2011) 164 839–852.
  41. 41. Célula endotelial e fatores controladores de fluxo - EDHF FÉLÉTOU and VANHOUTTE, Clinical Science (2009) 117, 139–155; Vasodilatação
  42. 42. Fatores Relaxantes Célula endotelial e fatores controladores de fluxo Prostaciclina -Vasodilatação; -Diminuição da agregação plaquetária; PGH2 PGI2 Prostaciclin a sintase
  43. 43. Fatores Contracturantes Célula endotelial e fatores controladores de fluxo 2O2 -2 + NAD(P)H → 2O2 - + NAD(P) + H Ânios superóxido
  44. 44. Fatores Contracturantes Célula endotelial e fatores controladores de fluxo Endotelina -Hipertensão Pulmonar; -Aterosclerose; -Insuficiência cardíaca congestiva
  45. 45. Disfunção endotelial

×