Custos para controle aplicados à produção editorial

231 visualizações

Publicada em

Aula de Produção editorial

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
231
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Custos para controle aplicados à produção editorial

  1. 1. C Á L C U L O S E C U S T O S D E M A T É R I A S - P R I M A S P R O F . D R . G U I L H E R M E C A R V A L H O CUSTOS PARA CONTROLE
  2. 2. CUSTOS PARA CONTROLE Utilidade do sistema de custo: • Ferramenta de controle sobre atividades produtivas • Normas e procedimentos administrativos • Proteção de bens e direitos • Proporciona instrumento de controle aos gestores • Controle: conhecer a realidade, comparar ao previsto, conhecer as divergências para tomar atitudes.
  3. 3. CUSTOS PARA CONTROLE Custo-padrão ou standard • Custo-padrão: custo normal de um produto • Considera eventuais deficiências • Antecede dados dos custos de produção • Considera quantidade de matérias-primas, cálculo do tempo de mão-de-obra necessária, valor de materiais e salários, custos indiretos e fixos.
  4. 4. CUSTOS PARA CONTROLE Custo-padrão x custo ideal: • Primeira é baseada em metas e na situação real do mercado, possível. • Segunda prevê a melhores condições para produção, menores custos e maior produtividade.
  5. 5. CUSTOS PARA CONTROLE Vantagens do custo-padrão • Eliminação de falhas na produção • Aprimoramento de controles • Instrumento de avaliação do desempenho • Contribuição para aprimoramento dos procedimentos de apuração do custo real • Rapidez na obtenção das informações
  6. 6. CUSTOS PARA CONTROLE O que determina os padrões? • Matérias-primas, materiais de embalagens, outros; • Mão-de-obra direta e indireta • Custos indiretos e/ou fixos da produção
  7. 7. CUSTOS PARA CONTROLE Método para cálculo de custo-padrão: • Cálculo deve ser separado • Identificar os processos da produção • Identificação do consumo e utilização de matérias- primas • Depois o custo monetárioque ocorrem nas mudanças dos produtos
  8. 8. CUSTOS PARA CONTROLE Variação entre custo real e custo-padrão: • Análise pelo custo unitário • 3 principais componentes (matérias-primas, mão- de-obra e custos indiretos de fabricação) • Variação favorável ou desfavorável
  9. 9. CUSTOS PARA CONTROLE Variação da matéria-prima: • Cálculos a partir da quantidade e custo unitário Variação de quantidade: (real – padrão) x custo-padrão Variação de custo: (real – padrão) x quantidade-padrão Variação mista: (quantidade real – padrão) x (custo real – padrão)
  10. 10. CUSTOS PARA CONTROLE Motivos para variação das matérias-primas: • Mudança nas especificações dos produtos quanto ao consumo e qualidade • Compras de MP de má-qualidade • Compras de MP por preço superior em relação ao padrão • Ineficiência de Mão-de-obra • Utilização de mão-de-obra mal treinada e desmotivada
  11. 11. CUSTOS PARA CONTROLE Motivos para variação das matérias-primas: • Utilização de mão-de-obra mal remunerada e desmotivada • Utilização de máquinas obsoletas • Utilização de máquinas sem manutenção • Utilização de matérias-primas mal acondicionadas

×