GASESNARCÓTICOS        Classificação    Onde são encontrados   Prevenção dos acidentes          E.P.R’s
Classificação     Os gases narcóticos constituem um grupo à    parte gases e vapores considerados drogas    voláteis e su...
Irritantes primários. Os gases e vapores irritantes produzemSubgrupo A   uma inflamação nos tecidos das vias respiratórias...
Materiais usados no nosso dia a diaem que são encontrados os inalantes           mais comuns  Solventes voláteis: Colas, ...
Fases:   Primeira fase: a chamada fase de excitação.   Segunda fase: a depressão do cérebro começa a    predominar.   T...
Alguns exemplos de  Gases narcóticos Tricloroetileno: Ocorre na limpeza a seco, no desengorduramento de peças e maquinári...
SINTOMAS                                    Na intoxicação aguda ocorrem vertigens                                    ton...
O TRICLOROETILENO PODE       SER ABSORVIDO POR:   INGESTÃO   ATRAVÉS DA PELE   INALAÇÃO (SENDO ESTA A VIA MAIS    IMPOR...
O melhor meio de prevenção dessesintomas e futurascomplicações sãoo uso dos E.P.Rs
Mais então o que são os        E.P.Rs? Equipamento de Proteção Respiratória (EPR): Equipamento de Proteção Individual que...
EPRs
EPRsComo proceder para descartar o EPR?O EPR pode ser usado por mais de uma pessoa?Um EPR pode ser reutilizado?
Alguns EPRs
O que diz a NR 6?
Conclusão do grupo:     Concluímos que os gases asfixiantes    simples podem não ser tão perigosos, mas se    tornam mort...
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Slides de gases narcóticos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Slides de gases narcóticos

2.595 visualizações

Publicada em

Segue slides relacionados com Gases Tóxicos, ressaltando em especial os Gases Narcóticos!

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.595
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Slides de gases narcóticos

  1. 1. GASESNARCÓTICOS  Classificação  Onde são encontrados  Prevenção dos acidentes  E.P.R’s
  2. 2. Classificação Os gases narcóticos constituem um grupo à parte gases e vapores considerados drogas voláteis e substâncias similares, abrangendo uma grande variedade de compostos – a maioria orgânicos – largamente utilizados nas indústrias e no domicílio, especialmente como solventes e combustíveis.
  3. 3. Irritantes primários. Os gases e vapores irritantes produzemSubgrupo A uma inflamação nos tecidos das vias respiratórias que pode levar ao edema pulmonar, derrame pleural e outras reações. Eles também podem causar manifestações como rinite, faringite e laringite, tosse e dor no peito que deve ser encarada como um sinal de agravamento e de alarme para prevenir exposições excessivas que podem afetar gravemente o aparelho respiratório. Outros irritantes agem sobre os brônquios originando bronquites ou broncopneumonia Anestésicos primários: substâncias que não produzem outroSubgrupo B efeito importante que não a anestesia, nem causam efeitos sistêmicos importantes pela exposição prolongada em concentrações subanestésicas: óxido nitroso, hidrocarbonetos da parafina, éteres, aldeídos, etc. Vapores anestésicos que produzem lesão orgânica:Subgrupo C hidrocarbonetos halogenados. Vapores anestésicos que lesam o sistema hematopoiético:Subgrupo D benzeno e seus homólogos. Vapores anestésicos que lesam o sistema nervoso central:Subgrupo E álcool metílico, dissulfeto de carbono e ésteres dos ácidos orgânicos. Drogas voláteis e substâncias similares nas quais a açãoSubgrupo F anestésica é obscurecida por outros e mais profundos efeitos sistêmicos, especialmente sobre a hemoglobina e sobre a
  4. 4. Materiais usados no nosso dia a diaem que são encontrados os inalantes mais comuns  Solventes voláteis: Colas, Solventes voláteis: Colas, Vernizes, esmaltes, tintas, removedores, líquidos corretivos, gasolina, tinta spray, fixador de cabelos, desodorantes...  Gases: gás de isqueiro, cozinha, geladeira...  Anestésicos: Lança perfume...
  5. 5. Fases: Primeira fase: a chamada fase de excitação. Segunda fase: a depressão do cérebro começa a predominar. Terceira fase: a depressão aprofunda-se com redução acentuada do estado de alerta. Quarta fase: depressão tardia, que pode chegar a inconsciência, queda de pressão, sonhos estranhos, podendo ainda a pessoa apresentar convulsões (ataques).
  6. 6. Alguns exemplos de Gases narcóticos Tricloroetileno: Ocorre na limpeza a seco, no desengorduramento de peças e maquinários, na indústria de borracha, na indústria de tintas, na extração de óleos e gorduras de produtos vegetais e animais, na indústria de calçados, nas fórmulas de adesivos, na indústria têxtil, na limpeza de filmes, material óptico e fotográfico, na indústria química, em mistura com outros solventes e ainda, utilizado como anestésico para fins cirúrgicos e obstétricos.
  7. 7. SINTOMAS Na intoxicação aguda ocorrem vertigens tonturas, fadiga, cefaléia, náuseas, vômitos, incoordenação psicomotora. Se a concentração de vapor for suficientemente elevada podem surgir efeitos narcóticos, indo até a inconsciência, convulsões, com a morte por parada cardíaca ou por parada respiratória.No quadro crônico surgem osefeitos locais sobre a pele, taiscomo queimaduras (podem sertambém num episódio agudo) edermatites, estas decaracterísticas específicas:lesões descamativas, secas, comfissuras.
  8. 8. O TRICLOROETILENO PODE SER ABSORVIDO POR: INGESTÃO ATRAVÉS DA PELE INALAÇÃO (SENDO ESTA A VIA MAIS IMPORTANTE)  APÓS A INALAÇÃO E ABSORÇÃO PELO SANGUE, O TRI É RAPIDAMENTE DECOMPOSTO EM SEU METABOLISMO, OS QUAIS PODEM SER DOSADOS NO SANGUE E NA URINA.
  9. 9. O melhor meio de prevenção dessesintomas e futurascomplicações sãoo uso dos E.P.Rs
  10. 10. Mais então o que são os E.P.Rs? Equipamento de Proteção Respiratória (EPR): Equipamento de Proteção Individual que visa à proteção do usuário contra a inalação de agentes nocivos à saúde.
  11. 11. EPRs
  12. 12. EPRsComo proceder para descartar o EPR?O EPR pode ser usado por mais de uma pessoa?Um EPR pode ser reutilizado?
  13. 13. Alguns EPRs
  14. 14. O que diz a NR 6?
  15. 15. Conclusão do grupo: Concluímos que os gases asfixiantes simples podem não ser tão perigosos, mas se tornam mortais quando substituem o oxigênio no nosso organismo. Já os gases narcóticos podem ter efeitos destrutivos no nosso organismo levando à morte em questão de pouco tempo.  COMO SEMPRE É BEM MELHOR PREVENIR OS ACIDENTES DO QUE REMEDIAR AS CONSEQUÊNCIAS.

×