Morangos mofados

2.961 visualizações

Publicada em

Morangos Mofados, obra prima de Caio Fernando Abreu, é um retrato, ácido e contundente, do que se tornou a geração que viveu a contracultura. Os sonhos, propósitos e ideais (morangos) dessa geração estão mofados, podres, decompostos.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.961
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.333
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Morangos mofados

  1. 1. MORANGOS MOFADOS GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  2. 2. Contracultura• movimento de contestação social e cultural.• luta pela paz• respeito às minorias raciais e culturais;• experiência com drogas psicodélicas,• liberdade sexual• aproximação das práticas religiosas orientais• crítica aos meios de comunicação de massa GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  3. 3. Contracultura GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  4. 4. Brasil: A tropicália GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  5. 5. Alegria, Alegria (Caetano Veloso)Caminhando contra o ventoSem lenço e sem documento Ela pensa em casamentoNo sol de quase dezembro, Eu vou... E eu nunca mais fui à escola Sem lenço e sem documento, Eu vou...O sol se reparte em crimesEspaçonaves, guerrilhas Eu tomo uma coca-colaEm cardinales bonitas, Eu vou... Ela pensa em casamento E uma canção me consola, Eu vou...Em caras de presidentesEm grandes beijos de amor Por entre fotos e nomesEm dentes, pernas, bandeiras Sem livros e sem fuzilBomba e Brigitte Bardot... Sem fome, sem telefone No coração do Brasil...O sol nas bancas de revistaMe enche de alegria e preguiça Ela nem sabe até penseiQuem lê tanta notícia, Eu vou... Em cantar na televisão O sol é tão bonito, Eu vou...Por entre fotos e nomesOs olhos cheios de cores Sem lenço, sem documentoO peito cheio de amores vãos, Eu vou Nada no bolso ou nas mãosPor que não, por que não... Eu quero seguir vivendo, amor, Eu vou... GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  6. 6. A obraMorangos Mofados é um retrato dos sonhos deuma geração apodrecendo, cheirando a mofo, a vômito, a vodca barata, a cigarros, escuridão e desencontros. GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  7. 7. O MOFO GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  8. 8. Diálogo• Olhar irônico sobre ser “companheiro”• A inexistência de entendimento como fruto de uma época GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  9. 9. Os Sobreviventes• Conto-chave da obra• Retrato do que se tornou a geração que viveu a Contracultura• Para ler ao som de Ângela Ro-ro (melancólica e visceral) GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  10. 10. O dia em que Urano entrou em Escorpião• A falta de sentido para a vida• A busca de explicações místicas e metafísicas• A amargura de uma geração GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  11. 11. Pela passagem de uma grande dor• Para ouvir ao som de Erik Satie• Ridicularização dos propósitos da geração• Solidão, melancolia, carência de afeto e de vontade. GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  12. 12. Além do ponto• Solidão e desespero• Fluxo de consciência (herança de Clarice Lispector)• A temática Homoafetiva GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  13. 13. A temática Homoerótica"Só que homossexualidade não existe, nuncaexistiu. Existe sexualidade - voltada para um objetoqualquer de desejo. Que pode ou não ter genitáliaigual, e isso é detalhe. Mas não determina maiorou menor grau de moral ou integridade.“ (Caio Fernando Abreu) GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  14. 14. Os Companheiros• Olhar irônico para os tipos:• O De Camisa Xadrez, a Médica Curandeira, a Jornalista Cartomante, a Moreninha Brejeira, o Ator Bufão, o Marinheiro Frustrado• Ausência de perspectivas GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  15. 15. Terça-feira Gorda• A obra é marcada por um erotismo sem pudor• Preconceito e violência GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  16. 16. Eu, tu, ele• Mergulho no íntimo• Conflito de personalidade• Sexualidade GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  17. 17. Luz e sombra• Fluxo de consciência• Náusea existencial GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  18. 18. OS MORANGOS GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  19. 19. Transformações• Uma fábula (metáforas e alegorias)• “A Grande Falta” como reflexo de uma época• Solidão e contato humano GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  20. 20. Sargento Garcia• Sexo, poder e sedução• Crítica aos militares• Descoberta da sexualidade GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  21. 21. Fotografias• Retratos da mulher e suas carências 18x24: Gladys GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM 3x4: Liége
  22. 22. Pêra, uva ou maçã• Enfrentamento psicológico• Sexualidade reprimida• Vida x morte• Realidade x loucura GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  23. 23. Natureza Viva• Conflitos internos• Angústia existencial GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  24. 24. Caixinha de música• Descrição poética de um relacionamento fracassado• A linguagem simbólica• Amor e poder GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  25. 25. O dia que Júpiter encontrou Saturno• Um fio de esperança• Um contoenigmático:entre a vida ea morte GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  26. 26. Aqueles Dois• História de mediocridade e repressão• O preconceito• As relações vão além do sexo GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM
  27. 27. Morangos Mofados O conto resume a mediocridade, a falta deperspectiva e o “mofo” que impregnou os frutos (morangos) das lutas, ideais e propósitos da geração que participou da contracultura. GUIADELITERATURA.BLOGSPOT.COM

×